Language
home » têxtil »

Processo e tecnologia

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Têxteis inteligentes sob os holofotes

Dois eventos destinados a têxteis técnicos e não tecidos estiveram no centro das atenções este ano: a Techtextil e a Texprocess, ambas simultâneas em Frankfurt, na Alemanha. Cerca de 42 mil visitantes de 116 países e 1.662 expositores apresentaram novas tecnologias e novos produtos para o próspero setor de têxteis técnicos. Os dois eventos juntos são considerados um centro de inovação no que diz respeito a tecidos técnicos, têxteis de alto desempenho e tecnologia de processos. Esta foi a 16ª edição da Techtextil, que apresenta vasta gama de tecidos técnicos e não tecidos, e a 3ª edição da Texprocess, que abrange os processos de design, corte, costura, bordados, acabamentos, estamparia, logística e informática (TI). Um dos momentos mais esperados dos eventos foi o 18º Simpósio Techtextil, com cerca de 40 palestras proferidas por especialistas do setor.

A Techtextil entregou também seu 13º Prêmio de Inovação, nas categorias “nova tecnologia” (os vencedores foram Sosa Fresh, com tecido tecnologia de costura de alto desempenho, com 3.000 pontos/minuto, para costura com diferentes camadas de tecido e não tecido. Na categoria “novo produto”, o prêmio foi para o Instituto de Pesquisa Empa, com material feito com um eletrodo em forma de bordado para auxílio do controle de atividades cardíacas. Duas empresas destacaram-se na categoria “novo conceito”: Switch Embassy, com um tecido com sistema integrado de LED, lavável (Foto 3), e o Instituto de Pesquisa de BioGlizz, ITV Denkendorf, com uma alternativa biológica de neve artificial baseada em alga marinha. Na categoria “nova aplicação”, o prêmio foi para o Instituto Hohenstein, com o têxtil técnico chamado Artus, que é uma espécie incubadora que funciona como um “útero artificial” (Foto4) para bebês prematuros (reproduzindo os movimentos da mãe e das batidas do coração). Em “novo compósito”, venceu a tecnologia que permite a criação de estruturas 3D reforçadas que podem contribuir para a redução de peso de estrutura 3D, e Emil Stutznäcker, com uma de automóveis ou de máquinas, desenvolvida pelo Institute of Textile Machinery and High Performance Material Technology, em Dresden. E na categoria “novo material”, o prêmio foi concedido para a empresa belga Sioen Industries, que desenvolveu um produto para cultivo de alga marinha e biomassa sustentáveis.

Uma novidade apresentada nesta edição do megaevento foi o “Innovative Apparel Show”, ou “desfile inovador de vestuário” (Foto 5), cujo objetivo foi mostrar, de maneira criativa, roupas com especial toque de inovação e tecnologia, feitas por alunos de universidades e escolas de moda.

O setor de têxteis técnicos tem apresentado, ano após ano, crescimento em vários países, além do surgimento de novas aplicações e novos mercados. É um segmento que movimentou mundialmente cerca de 130 bilhões de dólares em 2013 e que pode chegar a 160 bilhões em 2018, segundo alguns especialistas do setor (Gráfico 1). 

De acordo com a Associação IVGT, 50% do total de têxteis produzidos na Alemanha são têxteis técnicos, sendo os líderes europeus deste setor. Os 16 institutos de pesquisas do país têm forte contribuição para o alto nível de inovação conseguido por lá. As indústrias têxteis alemãs estão fazendo uma bem-sucedida jornada, passando de produtores de têxteis tradicionais para produtores de têxteis altamente tecnológicos e especializados. 

Segundo a associação alemã de engenharia VDMA, a melhora na tecnologia proporcionou um aumento dos lucros, devido a maiores eficiência e confiabilidade no processo produtivo. Da produção de fibra ao produto final, a tecnologia garante alto nível de eficiência no consumo de energia e de recursos. A tecnologia permitiu que, nos últimos dez anos, fosse possível uma redução de 28% do consumo de energia na produção de meia malha, por exemplo.

O fabricante Herzog, membro da VDMA, aproveita a Techtextil para lançar uma máquina trançadeira projetada para produzir material especial para procedimentos cirúrgicos de alta precisão, como a implantação de stents cirúrgicos, por exemplo. Mas a empresa também produz máquinas que podem gerar produtos para outros segmentos totalmente distintos entre si, tais como cordas em polietileno para plataformas em águas profundas, artigos para

 produção de mangueiras para automóveis, peças em carbono para aviões e bicicletas ou, ainda, cordas para barcos à vela. Na Foto 6 (cedida pela Herzog), pode-se ver a trançadeira Radialflechter. O fabricante de máquinas Trützscheler fala sobre a preocupação da empresa com otimização de recursos, envolvendo questões como menor consumo de energia, uso otimizado de matérias- primas, baixos custos de manutenção e proteção do investimento com alta qualidade de serviço e produtos mais duráveis. Nessa linha, estão inclusos os dispositivos de medição de energia que exibem o consumo de energia e sensores para minimizar o desperdício. 

São usados 12 pictogramas (Figura 7) para a identificação das áreas de aplicação dos têxteis técnicos. Várias empresas atuam em mais de uma área de aplicação, de acordo com a sua linha de produtos.

Do lado de fora de cada estande, há uma plaquinha com a indicação de para quais áreas aquela empresa tem produtos, permitindo rápida identificação por parte de quem visita a feira. De acordo com as informações divulgadas pela Messe Frankfurt, alguns países apresentam diferentes expectativas de crescimento em relação a estas áreas de aplicações. Por exemplo, na China, espera-se um crescimento anual de 10% de têxteis técnicos com ênfase para construção, automotivo, medicina e roupas de proteção. Na Índia, espera-se um crescimento de 20% particularmente nos subsegmentos médico, de geotêxteis e de agrotêxteis.

Já nos Estados Unidos, os setores que devem crescer são o automotivo e da indústria de móveis. No mundo, o segmento com maior participação de têxteis técnicos é o “Mobiltech”, ou seja, mobilidade/transportes (carros, caminhões, ônibus, trens).  Na sequência, alguns dos produtos apresentados na feira nas diversas áreas de aplicação: A faixa para as costas chamada Bomedus® (Foto 8), desenvolvida pela empresa Greiz TITV, é indicada para tratamento de dores nas costas, sem o uso de remédios. O elemento-chave para o funcionamento do produto são os eletrodos dispostos numa matriz específica. Uma corrente elétrica passa pelo circuito, estimulando as células que levam a informação para o cérebro, ativando o controle muscular.

Outro destaque na área médica é um produto feito em malha de urdume, pela empresa francesa MDB Teximov, denominado LEF (Light Emitting Fabric) (Foto 9), que, conectado a um diodo de laser de 8W, possibilita a emissão constante e uniforme de luz e pode ser usado em tratamento preventivo de câncer. Segundo os estudos realizados, os pacientes relataram que esse dispositivo é mais confortável e menos dolorido quando comparado com os painéis de LED atualmente em uso.

A empresa Smart Inovation, de Portugal, apresentou a sua tecnologia inovadora, que permite transportar princípios ativos e funcionalizar com as suas partículas vários materiais, nomeadamente para aplicações em todo tipo de têxteis, visando à repelência de mosquitos, ácaros e cupins e à eliminação de bactérias, em produtos para pés diabéticos, pés de atleta e frieiras. Dispõe ainda de soluções para tintas, vernizes e argamassas, cerâmica, papel, grama sintética, entre outras.

O produto para a repelência de mosquitos (Foto 10), por exemplo, segundo os seus responsáveis, mantém eficácia de 91% mesmo após 50 lavagens industriais e repele os mosquitos transmissores de dengue, chikungunya, malária/paludismo, febre amarela e outras, sendo um repelente e não um inseticida, não tóxico, ecofriendly, de elevada eficácia, grande durabilidade e que pode ser usado a partir dos seis meses de idade.

A gigante Continental, através da divisão ContiTech, uma das empresas líderes no fornecimento de produtos com elastômeros e tecnologia em plásticos para produtos técnicos, lançou um material destinado para a produção de calçados para prática de esportes, incluindo caminhada, futebol, tênis e esportes radicais. O Ceraprene® é um material de alta resistência, ideal para situações rigorosas de uso (Foto 11). É feito com componentes de borracha de alta resistência, que pode ser à prova d’água ou repelente à água, de acordo com a necessidade final do produto a ser feito. O material é muito flexível mesmo a baixas temperaturas e não restringe o movimento dos pés, mantendo-os confortáveis e secos. 

A Ploucquet GmbH, em conjunto com a SympaTex Technologies, aproveitou o evento para o lançamento de uma jaqueta multifuncional com sistemas para comunicação e iluminação acoplados ao produto, criada dentro do conceito de valorização de produtos “100% made in Germany” (Foto 12). A empresa suíça Schoeller Textiles AG, que detém as marcas e patentes de tecnologia têxtil e produtos funcionais e de proteção desenvolvidos e fabricados pela Schoeller Technologies AG, atua nos segmentos esportivo, workwear e de moda e vestuário em geral. Dentre os vários produtos apresentados pela empresa, o Ecorepel® (Foto 13) é uma tecnologia que imita a repelência à água característica das penas dos patos. O slogan do produto é “seco como um pato”(Dry like a duck) (Foto 14). Segundo a empresa, o acabamento apresenta alto nível de repelência à água, sujidade e resistência à abrasão, além de ser biodegradável e livre de fluorocarbonos. A empresa Outlast Technologies, bastante conhecida pelos produtos PCM (Phase Change Material) para linha cama (colchões, edredons e travesseiros), também produz este tipo de material para uso em vestuário (esportivo e proteção), artigos para calçados e acessórios (luvas e capacetes). A tecnologia com uso de PCM foi desenvolvida inicialmente para a Nasa, para uso nas vestimentas de astronautas quando estes estivessem fora da nave espacial, sob temperaturas extremamente baixas. O PCM tem a capacidade de absorver, guardar e liberar calor; com isso, consegue-se conforto térmico e a contínua regulação do microclima da pele. Muitas empresas fabricantes de fibras, filamentos ou fios também estavam presentes no evento. No catálogo oficial, estão listadas por volta de 180 empresas – pequenas, médias ou grandes – com atuação mundial, ou apenas no país onde estão sediadas. Dentre essas empresas, algumas fabricantes de filamentos sintéticos conhecidas aqui no Brasil, tais como Antex, Hyosung Corporation, Invista Textiles (Fotos 16 e 17), Lenzing, Nilit (Foto 15), Radici Yarn e Sinterama. No estande do Centre de Promotion des Exportations (Cepex), da Tunísia, encontramos peças da linha fitness feitas com o fio Emana, produzido pela Rhodia/Solvay no Brasil (Foto 18). A marca registrada Re.Verso™, através de uma parceria com a Filatura C4, com o apoio do Class (Creativity, Lifestyle and Sustainable),

apresentou uma nova linha de fios de lã feitos através de reengenharia, dentro de uma proposta ecologicamente correta e inteligente. Retalhos pré-consumo são recolhidos e reprocessados através de um novo processo desenvolvido totalmente transparente e rastreável em cada etapa. Isso possibilita que o produto gerado corresponda às expectativas de um produto 100% Made in Italy, de acordo com a filosofia da Filatura C4, usando-se derivados de lã. Inicialmente, foram trabalhadas misturas de lã e poliamida Re.Verso™, especificamente para o mercado mobiliário, embora no futuro devam ser usados tecidos de lã feitos com fios de títulos mais finos, pois o objetivo é fazer produtos que possam ser usados para vestuário. Uma segunda linha de desenvolvimento pretende misturar lã Re.Verso™ com fibras de alto desempenho tais como pararamida, para se obter produtos com maior resistência ao fogo e à abrasão, bem como fios mesclas com aspecto vintage.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Autora: Regina Guidon de Assis
Edição: Engenheiro têxtil MSc. Fernando Barros
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 08/08/2015

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


GQM apresenta soluções em impressão durante o Pixel Show
Em menos de 27 segundos, a estampa de uma t-shirt pode ser finalizada. A rapidez, aliada à qualidade do trabalho é marca registrada da impressora Epson SureColor F2000. E foi este o modelo que a Global Química & Moda, principal parceira brasileira e representante da companhia no Brasil, apresentou durante dois eventos nas últimas semanas.  2017-12-06 - Tags: global quimica & moda gqm pixel show grupo arte visao van gogh impressao digital

Devan lança linha antimicrobiana BI-OME®
A Devan Chemicals, fornecedora de tecnologias para acabamento com sede na Bélgica, lançou uma nova linha multifuncional com tecnologia antimicrobiana. A linha consiste em sua conhecida e recentemente renomeada solução antimicrobiana de quat-silane combinada com características extras.  2017-12-05 - Tags: devan chemicals tecnologia acabamento tecnologia antimicrobiana bi-ome® quick dry

Algodão com mais brilho
O chamado "ouro branco" pode em breve ganhar novas cores e valências. Uma nova investigação conseguiu alimentar a planta do algodão com moléculas fluorescentes que fazem com que a fibra brilhe em determinadas condições de luz. Características magnéticas, tingimento na planta e de mudança de forma estão igualmente em estudo.  2017-11-22 - Tags: algodao ouro branco tecnologia moleculas fluorescentes weizmann institute of science filipe natalio

Máquina de costura da Pfaff amplia opções no segmento da costura criativa
Um lançamento de máquina de costura chega ao mercado para atender aos consumidores que apreciam a costura criativa e buscam por produtos de alta qualidade, design moderno e durabilidade. É a Passport 3.0, máquina de costura eletrônica de uso doméstico da marca Pfaff, ideal para quem gosta de participar de cursos e eventos de patchwork e artesanato e que pode transportá-la com tranquilidade por ser leve e portátil.  2017-11-16 - Tags: pfaff maquina de costura georg michael pfaff costura criativa passport 3.0

Empresa russa aposta em tecnologia Trützschler para extrusão
A Kurskhimvolokno Ltd, empresa russa líder de mercado no segmento de fios contínuos industriais de poliamida, iniciou seu plano de modernização optando por tecnologia Trützschler para linha de extrusão, destinada a atender sua ampla variedade de fios e filamentos para aplicação em pneus, tecidos industriais, cordas, esteiras, entre outras aplicações técnicas.  2017-10-30 - Tags: trutzschler kurskhimvolokno fios continuos industriais de poliamida extrusao fios e filamentos

Huntsman lança tinta para impressão de têxteis técnicos
A Huntsman Textile Effects lançou um novo conjunto de tintas reativas com alta solidez à luz e ao calor para impressão digital em tecidos de fibras de poliéster. As tintas Teratop® XKS HL foram desenvolvidas para atender a indústria automotiva, móveis estofados externos e têxteis-lar.  2017-10-27 - Tags: huntsman textile effects teratop xks hl tintas digitais industria automotiva kyocera

Empresa têxtil indiana expressa satisfação com Brückner
Fundada em 1871 com o nome Morarjee Goculdas Spinning and Weaving Co. Ltd, a Morarjee Textiles, atualmente empresa do Ashok Piramal Group, é uma das cinco mais antigas indústrias têxteis da Índia. Com mais de 100 anos de experiência e modernas instalações de produção integrada para tecidos fashion estampados e camisaria de fio tinto longo 100% algodão, a companhia é hoje um dos maiores players na indústria têxtil indiana, tendo investindo em tecnologia Brückner para manter sua qualidade premium.  2017-10-26 - Tags: morarjee textiles ashok piramal group bruckner rajendar kumar rewari

Relanit, o tear mais bem-sucedido da Mayer, completa 30 anos
Relanit, uma das máquinas circulares de maior sucesso comercial da Mayer & Cie. comemorou 30 anos no dia 13 de outubro. Lançado na ITMA em 1987, em Paris, usa tecnologia relativa, desenvolvida pela própria empresa, que se tornou padrão em máquinas de malharia circular simples.  2017-10-24 - Tags: relanit itma 1987 mayer & cie malharia circular simples tecnologia relativa spinitsystems

Lenzing lança marca EcoVero para viscose sustentável
A consciência ambiental da sociedade tem crescido de forma estável na última década, especialmente nas indústrias de moda e têxtil. Por isso a Lenzing™, maior produtor mundial de fibras de viscose, com sede na Áustria, acaba de lançar o novo padrão EcoVero™, com tecnologia de identificação, para apoiar os varejistas e marcas de moda a tornarem seus produtos mais transparentes, e atender os consumidores que se preocupam com a sustentabilidade.  2017-10-09 - Tags: lenzing ecovero viscose sustentavel fibras fibers ecolabel viscose gina tricot

AMPLA apresenta novidades durante a Signs Nordeste 2017
Entre os dias 03 e 06 de outubro, a AMPLA Impressoras Digitais - única fabricante 100% brasileira no mercado de equipamentos de impressão digital – participa da Signs Nordeste 2017, que acontece no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. O evento marca o retorno da AMPLA ao mercado de Sublimação com o lançamento da impressora CROMAX TX e o pré-lançamento da AMPLA TX-MAX.  2017-10-04 - Tags: maquintex signs nordeste 2017 ampla impressoras sublimaticas feira do nordeste ceara cromax tx

Cientistas revolucionam algodão com propriedades fluorescente e magnética
Cientistas têm realizado experimentos com bioengenharia para revolucionar o algodão, a fibra têxtil mais consumida do mundo. Um estudo liderado pelo Dr. Filipe Natalio, da Universidade Martin Luther de Halle, na Alemanha, publicado em julho, revela que a inoculação de moléculas especiais na planta produz fibras com "propriedades não naturais, como fluorescência ou magnetismo".  2017-10-03 - Tags: algodao bioengenharia fibra textil celulose moleculas tecnologia fibras

Shima Seiki mostra novidades para malharia retilínea
A Shima Seiki, fabricante japonesa ® especializada em tricô que inclui teares retilíneos, máquinas de meias e luvas; sistema de CAD para design gráfico de vestuário, máquinas de corte de tecido computadorizada (CAM) e impressão têxtil estará participando de evento na Turquia, onde apresentará seus últimos lançamentos para a indústria da moda.  2017-09-29 - Tags: shima seiki malharia retilinea cad cam wholegarment sip digital

Tecnologias para impressão digital na Maquintex 2017
De 3 a 6 de outubro, Fortaleza (CE) recebe uma das principais feiras ligadas ao segmento têxtil. A Maquintex 2017, realizada pelo grupo FCEM, promete trazer o que há de mais recente em maquinário, serviços e insumos para o setor.  2017-09-26 - Tags: maquintex global quimica & moda xennia agate kyocera epson felipe sanchez

Na fiação a rotor moderna passadores podem ser dispensáveis
Não existe uma maneira mais fácil de ganhar dinheiro do que através da redução de processos, suprimindo etapas não necessárias que geram custo operacional. Pensando nisso, a Trützschler (Alemanha) desenvolveu um sistema que otimiza a fita (de fibras) após a saída da carda e antes da entrada na fiação.  2017-09-19 - Tags: trutzschler integrated draw frame system fibras sistema idf fiacao a rotor

Archroma adquire M.Dohmen especialista em corantes têxteis
Líder mundial em produtos químicos e soluções para indústria têxtil, a Archroma, sediada na Suíça, anunciou no dia 7 de setembro a compra das ações da M. Dohmen, empresa especializada na produção de corantes e produtos químicos para o setor automotivo, de carpetes e vestuário.  2017-09-12 - Tags: alexander wessels dohmen archroma manfred dohmen especialidades quimicas textil corantes acabamentos

Com tecnologia sofisticada malharia conquista jeanswear
Desde que a Santoni, fabricante italiano de máquinas circulares, em cooperação com a Lenzing, Unitin e Tonello, mostrou na Bluezone 2016 (Feira International do Denim), em Munique, que um jeans poderia ser feito em malha numa peça sem costura, o conceito athleisure – peças formais com visual e atributos de roupa esportiva -, vem avançando sobre o jeanswear.  2017-09-05 - Tags: santoni denim em lenzing lenzing bluezone jeanswear tencel lyocell bodymapping

WACKER e STC Silicones chegam a acordo sobre marca compartilhada de compostos de silicone
O grupo de produtos químicos WACKER, com sede em Munique, e o fabricante brasileiro de compostos de silicone STC Silicones firmaram um acordo para a promoção de uma marca compartilhada de compostos de borracha de silicone prontos para uso. O formulador com sede em Ribeirão Pires (estado de São Paulo) pode identificar compostos de silicone fabricados a partir de matéria-prima da WACKER somente com o selo de qualidade “Formulado com ELASTOSIL®”.  2017-04-13 - Tags: wacker silicones quimicas elastosil engineering silicones stc silicones

ERP com foco têxtil comprova a evolução de GeneXus
Os responsáveis pelo Colore Têxtil - ERP brasileiro desenvolvido para a indústria têxtil - podem afirmar que conhecem muito sobre plataformas de desenvolvimento. Quando começaram sua solução, em 1997, iniciaram seu desenvolvimento em GeneXus. Depois em 2010 testaram três plataformas diferentes e, três anos depois, acabaram voltando para GeneXus por perceber sua qualidade e o modo como a ferramenta evoluiu ao longo dos anos.  2016-12-05 - Tags: genexus internacional colore textil software segmento textil

Projeto usa couro de tilápia na confecção de roupas e acessórios
O uso do couro de pescados no segmento têxtil ainda é pouco explorado no Brasil, mas algumas indústrias já estão preocupadas com a utilização desse produto. O que antes era descartado, agora é precioso nas mãos de especialistas do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Vestuário e Moda.  2015-11-23 - Tags: tilapia couro senai senai blumenau acessorios calcados

Têxteis inteligentes sob os holofotes
A Techtextil e a Texprocess foram realizadas juntas em Frankfurt, na Alemanha. Os eventos mostraram uma prévia da alta capacidade tecnológica dos têxteis técnicos e não tecidos. O recorde de público comprovou que a cadeia produtiva está pronta para absorver os modernos desenvolvimentos imaginados pelos grandes pesquisadores do setor.  2015-08-08 - Tags: textilia 97 techtextil texprocess frankfurt texteis tecnicos naotecidos instituto hohenstein