Language
home » têxtil »

Processo e tecnologia

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Cientistas revolucionam algodão com propriedades fluorescente e magnética

Cientistas têm realizado experimentos com bioengenharia para revolucionar o algodão, a fibra têxtil mais consumida do mundo. Um estudo liderado pelo Dr. Filipe Natalio, da Universidade Martin Luther de Halle, na Alemanha, publicado em julho, revela que a inoculação de moléculas especiais na planta produz fibras com "propriedades não naturais, como fluorescência ou magnetismo". Para isso, os cientistas colocaram minúsculas sementes germinadas junto a moléculas com as propriedades desejadas. Após 20 dias, se produziram fibras de algodão com características incomuns. A razão pela qual a planta incorporou essas moléculas é porque elas estavam ligadas à glicose, elemento-chave existente na celulose (fibra vegetal). Após serem integradas quimicamente nas fibras, uma dessas moléculas especializadas transformou o algodão em amarelo, sob a luz normal, e verde fluorescente, sob a luz ultravioleta. A outra molécula contento disprósio – elemento terra rara altamente paramagnético e que apresenta brilho metálico prateado – fez com que o algodão também exibisse propriedades magnéticas. “Um dia, todos estarão usando roupas inteligentes, que sejam capazes não apenas de dar conforto, mas também de interagir com o meio ambiente, enviando, por exemplo, sinais vitais do corpo ao médico, através de uma peça ou acessório vestível sem fios, ou seja, tecnologia wearable. Para chegar lá, precisamos de tecidos funcionais, e nada melhor do que o toque e a maciez do algodão para isso”, destaca um trecho do estudo.

Engenharia genética

Segundo os cientistas, as fibras naturais de algodão, que são feitas de celulose, devem ser quimicamente modificadas para se transformarem em tecidos inteligentes. Isso pode ser feito através de acabamentos químicos sobre a roupa pronta, mas a desvantagem é que esse tipo de modificação se desgasta com as lavagens.  A melhor maneira, segundo a pesquisa, é alterar o algodão através da sintetização na planta, de modo que as novas propriedades sejam incorporadas fisicamente nas fibras. Sabe-se que qualquer molécula com uma propriedade desejável pode ser isolada da natureza ou criada no laboratório. Com milhões de moléculas orgânicas e inorgânicas existentes no mundo, as aplicações potenciais desta descoberta vão além da imaginação. Bastou os cientistas anexarem uma molécula a uma glicose para criarem uma planta modificada. E não há motivo para limitar a pesquisa no algodão; os autores observam que o bambu, o linho e a seda provavelmente seriam favoráveis a tais modificações químicas. Ou seja, para os cientistas da Universidade Martin Luther de Halle, com o crescente avanço no campo da modificação genética, certamente, a próxima revolução na engenharia será no nível molecular.

Experiência em Israel

Outro grupo de cientistas do Weizmann Institute of Science em Israel também anunciou inovação científica que pode ajudar pesquisadores e empresários a encontrar novos usos para o algodão.  Assim como os pesquisadores na Alemanha, eles introduziram na planta um par de misturas moleculares feitas em laboratório, que resultou em brilho extraordinário no algodão além de propriedades magnéticas.

Já testado como artigo experimental, o tecido como fluorescência pode ser usado em roupas noturnas (esportistas) e/ou vestimentas profissionais de segurança. Além disso, por ser magnético, pode ser incorporado em dispositivos eletrônicos. Animados com os resultados, os pesquisadores israelenses dizem que seu método literalmente incorpora novas funcionalidades nos fios de algodão. "As abordagens atuais, que dependem de revestimentos das fibras, sofrem a perda de função durante o desgaste", escreveram em um estudo publicado recentemente na revista Forbes. "Apresentamos uma abordagem que permite a incorporação biológica de moléculas exógenas em fibras de algodão para adaptar a funcionalidade do material".

Eles conseguiram fazer isso literalmente “enganando” as plantas a absorverem uma mistura com açúcar.  O experimento seguiu processo semelhante ao dos cientistas na Alemanha. Primeiro, marcaram moléculas de corante fluorescente para glicose, depois banharam na glicose as flores de algodão (elas são hermafroditas), na parte da planta que contém a célula germinal feminina. As moléculas de glicose etiquetadas foram absorvidas pelas células da planta e, à medida que as fibras vegetais cresciam, elas adquiriram qualidades fluorescentes: quando submetido a tipo certo de luz, o algodão brilhava verde. Ainda curiosos, os cientistas substituíram as moléculas fluorescentes pelo disprósio e o resultado foi uma fibra que exibia também qualidades magnéticas.

Houve alguns constrangimentos durante a pesquisa.  A inserção dessas moléculas extras nas fibras de algodão mudou a composição molecular da planta, o que tornou os fios mais fracos do que o algodão normal. Mas os pesquisadores disseram à revista que acreditam que a desvantagem poderá ser superada no futuro. É esperar para ver quais surpresas ainda sairão dos laboratórios. O fato é que mesmo tendo inventado as fibras sintéticas na segunda metade do século passado, com a promessa de que elas substituiriam o algodão, os cientistas ainda não desistiram de modificar o algodoeiro que há mais de 3 mil anos vem sendo utilizado no vestuário. O que se busca é manter seu aspecto e toque “natural”, mas com propriedades modificadas pela mão do homem, afim de que obtenha novas funcionalidades, além do conforto e maciez inerentes.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição: Marcia Mariano
Fonte: Quartz Media/Fiber2Fashion

Data de publicação: 03/10/2017

Conteúdo relacionado


Epson lança impressora de sublimação têxtil ultracompacta e com tinta fluorescente
A Epson, empresa líder em soluções de impressão, apresenta para o mercado brasileiro a nova SureColor® F571, uma solução de impressão para mercado de brindes com tinta sublimática fluorescentes ideal para personalizar canecas, almofadas e outros produtos. A máquina oferece confiabilidade, é fácil de usar e tem baixo custo operacional para pequenos empresários.  2020-11-23 - Tags: surecolor f571 epson edge print tinta fluorescente

Imogo discute tecnologia de spray para tingimento e acabamento têxtil
Membro da TMAS - Associação Sueca de Maquinaria Têxtil, a empresa imogo apresentou novas tecnologias de aplicação por spray para o setor de tingimento e acabamento têxtil. A novidade foi discutida em videoconferência, durante a recente exposição de máquinas têxteis promovida pela Innovate Textiles & Apparel (ITA), 15 a 30 de outubro, quando o sócio fundador da imogo, Per Stenflo, conversou com representantes de várias empresas europeias sobre o tema.  2020-11-17 - Tags: associacao sueca de maquinaria textil tmas innovate textiles & apparel imogo tingimento acabamento textil dye max

Truetzschler oferecer tecnologia para reciclagem de matéria-prima
A Truetzschler Man-Made Fibers oferece uma linha para a produção de fios de carpete de alta qualidade, os chamados fios BCF (Bulky Continous Filaments), diretamente a partir de flocos de PET. O processo tem três etapas e consiste na fusão do R-PET (tereftalato de polietileno reciclado de garrafas PET), fiação de um fio multifilamento por meio da fieira e posterior trefilagem e texturização.  2020-11-13 - Tags: truetzschler man made fibers fios bcf flocos de pet truetzschler nonwovens

EFI Reggiani BOLT recebe o prêmio de tecnologia da InterTech
A impressora têxtil digital EFI™ Reggiani BOLT de passagem única e velocidade da Eletronics For Imaging, Inc. recebeu o prêmio de tecnologia da InterTech™ da Printing United Alliance, que homenageia tecnologias com grande impacto transformacional na indústria de impressão.  2020-11-11 - Tags: efi reggiani bolt eletronics for imaging eletronics for imaging intertech

Produzir nãotecidos eco-friendly é possivel com a tecnologia Voith Trützschler
Desde que foi lançado no mercado em 2018, a linha de produção de nãotecidos Dimona WLM1, desenvolvida em parceria entre as empresas Voith e Trützschler, tornou realidade a fabricação eficiente de nãotecidos ecológicos, à base de celulose renovável.  2020-10-30 - Tags: trutzschler hydroformer trutzschler nonwovens voith naotecidos nonwovens naotecidos ecologicos wls hidroentrelacados

Vastex apresenta novo secador de esteira compacto para impressão DTG
O secador LittleRed X1D, projetado para atender a produção dos sistemas de DTG (impressão em peças cortadas e camisetas), agora está disponível com uma esteira transportadora de 76 cm de largura, oferecendo maior flexibilidade ao pequeno operador de loja. O anúncio foi feito por Mark Vasilantone, presidente da Vastex, empresa norte-americana fabricante de máquinas e acessórios para impressão.  2020-10-29 - Tags: littlered x1d dtg mark vasilantone vastex secador infravermelho

Carda TC19i : um novo benchmark para processamento de fibra artificial
As fibras artificiais são duráveis, versáteis e econômicas. É por isso que eles se tornaram indispensáveis na produção de fios na última década e agora respondem por mais de 40 por cento do consumo de fibras básicas. A Truetzschler apoiou essa tendência desenvolvendo máquinas altamente especializadas para fibras artificiais que atendem às expectativas em constante aumento de qualidade e eficiência, oferecendo ao mercado a carda inteligente TC 19i.  2020-10-21 - Tags: fibras artificiais truetzschler carda carda inteligente tc 19i

GeoAmericas 2020 reúne modernidade e inovações em geossintéticos
Otimização e transformações a partir do geossintético serão temas do GeoAmericas 2020, que será pela primeira vez 100% online. O evento será realizado em uma plataforma virtual entre os dias 26 e 31 de outubro, com uma programação técnica robusta, destinada à comunidade técnica de geossintéticos e engenharia em geral. Todas as atividades estarão disponíveis online.  2020-10-19 - Tags: geossinteticos naotecidos sinteticos feira conferencia pan americana de geossinteticos

Clariant desenvolve retardante de chamas sustentável para plásticos
Com base em compostos de fósforo orgânico não halogenado, em oposição a halógenos como a bromina ou cloro, que são parcialmente restritos pelas normas ambientais, a série mais recente do Exolit OP, desenvolvido pela Clariant, é uma classe de retardantes especiais de chamas, que oferecem possibilidades únicas de proteção contra fogo.  2020-10-15 - Tags: clariant economia circular fosforo organico nao halogenado exolit op

Tecnologia DuPont™ Tyvek® 400 garante padrões de segurança nos EPIs da Nissan
A montadora Nissan iniciou uma parceria com a DuPont e a Balaska para o desenvolvimento de um novo EPI para o processo de lavagem de farrametas. O projeto criou um modelo de macacão com a tecnologia DuPont™ Tyvek® 400, que atende aos níveis desejados de resistência, durabilidade, impermeabilidade, custo e conforto dos funcionários envolvidos na manutenção no setor de Estamparia da fábrica de Resende (RJ).  2020-10-08 - Tags: rodrigo d eleuterio nissan dupont epi tyvek 400 daniele carletti

Loepfe lança freio de trama para otimizar a tecelagem
A Loepfe Brothers Ltd. anunciou seu novo WeftMaster SFB, o primeiro de vários lançamentos planejados que caracterizam as mais recentes tecnologias de freios desenvolvidos para maximizar a produtividade na tecelagem. Projetado para caber em teares de projétil e pinça, ele controla a tensão para todos os tipos de fios e assim, minimiza o número de quebras de fio de trama.  2020-10-02 - Tags: loepfe tecelagem guido wieland weftmaster

Fabricantes de máquinas italianas se preparam para a criação do Selo Digital Acimit
A Acimit - Associação Italiana de Fabricantes de Máquinas Têxteis - lançou um projeto que visa definir uma forma de certificação digital, que pode ser usada pelas empresas italianas para facilitar a integração de suas máquinas nos sistemas de produção de seus clientes têxteis.  2020-09-29 - Tags: alessandro zucchi acimit selo digital maquinas texteis italia

Bi-OME tem capacidade antiviral comprovada contra SARS-COV-2 após lavagem
A empresa química belga Devan e a Overseas, trading multinacional com experiência no setor têxtil, anunciaram novos resultados de testes que confirmam a capacidade de redução de vírus, inclusive de SARS-COV-2, de sua tecnologia de revestimento de tecido BI-OME, após lavagem intensa.  2020-09-25 - Tags: devan overseas biome sars cov virus covid pandemia sven ghyselinck pos lavagem lavagem

Picanol apresenta Terryplus-i como nova rerefência em tecelagem
O novo TerryPlus-i é uma máquina de tecer a jato de ar baseado na OmniPlus-i que foi introduzida na ITMA Barcelona em 2019. Entretanto, tem todos os benefícios do estado-da-arte do tear a jato-de-ar. O novo tear da Picanol foi desenvolvido com quatro princípios de projeto: desempenho inteligente, sustentabilidade, comando eletrônico e controle intuitivo.  2020-09-22 - Tags: itma barcelona terryplus i omniplus i vp weaving maquinas comunicação near field picanol

Huntsman lança corante preto ecologicamente correto
Huntsman Textile Effects, com sede em Singapura, estendeu seu programa de garantia de marca HIGH IQ® com o lançamento do HIGH IQ Lasting Black eco. Com base no premiado corante reativo Avitera®SE Black da Huntsman, a nova solução de tingimento retém sua cor intensa por toda a vida da roupa, ajudando fábricas, marcas e varejistas a atender à demanda global por tons de preto ecologicamente corretos que se mantém mesmo após lavagens repetidas.  2020-09-11 - Tags: huntsman textile effects high iq high iq lasting black eco avitera se black corante reativo tingimento corante preto

Picanol participou da Cinte-Techtextil com tecnologia para têxteis técnicos
Picanol, líder global na produção de teares, com sede na Bélgica, participa da Cinte Techtextil China, feira organizada pela Messe Frankfurt, direcionada ao mercado de têxteis técnicos e nãotecidos, que aconteceu de 2 a 4 de setembro nos pavilhões E1 - E3 do Novo Centro Internacional de Exposições de Xangai.  2020-09-08 - Tags: cinte techtextil china belgica messe frankfurt optimax ecofil omniplus smartshed

Costura plana garante beneficiamento têxtil homogêneo em processo contínuo
No beneficiamento têxtil, que envolve rolos com grandes metragens, é necessário emendar as duas pontas do tecido para que haja um desempenho perfeito das máquinas, seja de estamparia, tinturaria ou acabamento. Por isso, é ideal que a costura seja bem-feita para garantir um processo contínuo com eficiência, qualidade e sem desperdícios.  2020-09-02 - Tags: thomas schwarzbach rivitex beneficiamento textil tecnologia textil costura merrow abtt

Sistema de visualização Qualitex 800 otimiza etapas do beneficiamento têxtil
Desde o seu lançamento, em 2018, o novo sistema de visualização Qualitex 800 tem obtido grande aceitação por operadores de máquinas têxteis e gerentes de fábrica em todo o mundo devido à sua funcionalidade intuitiva e fácil. A empresa alemã Kettelhack GmbH – líder em tingimento e acabamento de tecidos monocromáticos para roupas de cama e vestimenta profissional, investiu na nova tecnologia para aumentar o desempenho na produção.  2020-08-21 - Tags: qualitex 800 maquinas texteis acabamento monocromatico thermex monforts

Catalisador industrial pode reduzir até 95% dos gases tóxicos na atmosfera
A Umicore, empresa especialista em tecnologias para redução de emissões de poluentes na atmosfera, desenvolve catalisadores industriais para reduzir a quantidade de gases poluentes lançados ao meio ambiente pelas fábricas. Segundo a empresa, em processos industriais, estes catalisadores diminuem as emissões de VOC (Compostos Orgânicos Voláteis), CO (Monóxido de Carbono), HC (Hidrocarbonetos) e NOx (Óxidos de Nitrogênio).  2020-08-20 - Tags: umicore tecnologia reducao poluentes atmosfera gases poluentes

Nova fibra resistente à esterilização EtO é própria para nãotecidos médicos
A Technical Absorbents Limited (TAL), empresa sediada no Reino Unido, desenvolveu um novo tipo de fibra superabsorvente (SAF) de baixo encolhimento, em resposta à demanda da indústria médica por nãotecidos, para uso em curativos avançados para feridas.  2020-08-14 - Tags: technical absorbents ltd naotecidos fibra superabsorvente mark paterson