Language
home » têxtil » processo e tecnologia » acabamento, tingimento, estamparia e lavanderias

Acabamento, Tingimento, Estamparia e Lavanderias

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Pigmentos e suas aplicações

As principais características e aplicações dos pigmentos utilizados a nos processos de coloração têxtil são detalhadas neste artigo, que foi apresentado no II Congresso de Estamparia Têxtil, realizado em 1994 na Colômbia.
 

Requisitos do pigmento

O rápido crescimento da impressão do pigmento e coloração de têxteis foi apoiado, em grande parte, pelo desenvolvimento e cuidadosa seleção de pigmentos, independentemente deles serem inorgânicos ou orgânicos. Por outro lado, é importante que atendam exigências mínimas. A seleção é determinada pelo seguinte critério geral:

1. Brilho, limpeza e poder de tingimento.

2. Resistência à luz, solventes, álcalis e ácidos.

3. Insolubilidade, resistência aos agentes de branqueamento e às condições atmosféricas.

A aplicação de um pigmento na área têxtil é também determinada pelos seguintes fatores: gravidade específica, tamanho da partícula, grau de dispersão, dureza e carga elétrica. As propriedades de solidez dependem muito da composição química e estrutura da molécula do pigmento.

Além disso, o estado físico do pigmento deve permitir fácil incorporação na composição final, tendo estabilidade assegurada com a estrutura do sistema de pigmentação. Este último conceito é relativamente novo na tecnologia de pigmentos. Não existe algo tão perfeito como pigmentos para todos os sistemas, muito menos algum veículo universal para todos os usos. A seleção é baseada numa combinação de pigmento e veículo, adicionados materiais auxiliares adequados à execução de um determinado trabalho.

A pesquisa do pigmento é constantemente dirigida ao desenvolvimento de novos tipos, com aplicação em particular em sistemas de emulsão têxtil. Os estudos vêm sendo dirigidos para melhorar o comportamento dos pigmentos nessas formulações.

Pigmentos que funcionam bem num veículo são freqüentemente inúteis em outros. Logo, torna-se fundamental que os fabricantes ofereçam um grande número de pigmentos em cada categoria de tom e igualmente, em cada classificação química, permitindo por meio da escolha adequada do pigmento, que se obtenha a cor desejada, a despeito da combinação do veículo ou do tipo de emulsão.

É importante estabelecer que as propriedades de resistência de um pigmento devam ser principalmente estudadas e avaliadas no sistema de emulsão, não bastando a análise do pigmento em separado. Enquanto um determinado pigmento pode ser considerado melhor do que outro numa base pigmentária, isto não pode ser garantido num sistema específico total.

Destas considerações gerais toma-se a química e a estrutura dos pigmentos e, em seguida, o estado físico e a condição daqueles que são usados para a impressão destes sistemas pigmentários.

Os tipos de pigmentos

Os pigmentos geralmente se encaixam numa das seis classificações abaixo. Existem eventuais exceções, mas em seu aspecto principal estes grupos atingem a maioria dos pigmentos utilizados na indústria têxtil.

1. Óxidos inorgânicos: Dióxido de Titânio, Óxido de Ferro, Óxido de Cromo.

2. Sais inorgânicos: Cromato de Chumbo, Sulfato de Cádmio, Ferricianeto de Amônia, Azul Ultramarino.

3. Azos Orgânicos Insolúveis: Arilídios Naftóis, Pirazolonas.

4. Lacas Organometálicas: LithoI Rubina, Vermelho 2B Permanent, Paro Bon.

5. Complexos Metálicos Coordenados: Ftalocioninas, Nitroso-B-Naftol.

6. Pigmentos Tipo Vat: Azul Antraquinona, Marrom Tio Índigo, Violeta Dioxanina, Laranja Imidazol, Vermelho Perilene, Quinacridonas,Tetraclorosoindolinonas.

Todos os tipos mencionados são utilizados em vários segmentos da indústria têxtil. Os tipos orgânicos mais usados na impressão e tingimento são os "azos", os "vat", os complexos metálicos coordenados e o negro de fumo. Os pigmentos inorgânicos são diferenciados pela sua excepcional resistência ao calor, total insolubilidade em solventes orgânicos e ótima resistência à luz.

No entanto, a sua alta gravidade específica e baixo valor colorífico tendem a minimizar o seu uso em sistemas têxteis. Os tipos azo insolúvel, em geral, têm e capacidade tintorial e excelente resistência aos álcalis e à luminosidade. Eles variam dentro de uma ampla gama, no que diz respeito à resistência à luz, e somente alguns têm ótima resistência ao ultravioleta.

O fator resistência

A resistência ao solvente varia de acordo com cada combinação e quase todos mostram alguma solubilidade em percloroetileno. Entretanto, as estruturas azo recentes contêm grupos carbamida e os azos condensados são insolúveis em solventes alifáticos halogenados. Os tipos azo insolúveis representam um grupo de grande importância para a indústria têxtil.

As lacas organometálicas têm boa resistência ao solvente e muito boa resistência à luz. Entretanto, são vulneráveis aos álcalis, tornando-os inadequados para a utilização na impressão têxtil. Quantidades consideráveis de Vermelho 2B e Lithol Rubina são empregados no tingimento de fios e fibras de viscose, onde a resistência aos álcalis é menos importante que a resistência aos solventes.

Pigmentos do grupo completo metálico coordenado são normalmente resistentes à luz e aos solventes. Muitos têm excepcional poder de tingimento e resistência química. Pigmentos do tipo "vat" têm em geral alta resistência à luz, embora com algumas exceções. Quanto à resistência aos solventes, varia de excelente a pobre. A maioria possui todas as propriedades desejadas, mas não são usadas devido ao seu alto custo.

O negro de fumo é um pigmento forte com excelente resistência à luz, ao calor, aos álcalis e aos solventes. Tem baixo preço e grande volume aplicado na indústria têxtil. Os pigmentos fluorescentes à luz do dia são utilizados para oferecer brilho e tons vivos, com moderada resistência à luz e boa resistência na limpeza em seco.

 
 
 
 
 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Edgar Torijano Bermudez é especialista em química têxtil das Tintas S.A da Colômbia

Data de publicação: 01/12/1994

Conteúdo relacionado


Jeanologia introduz sustentabilidade da produção têxtil ao vestuário
O novo conceito começa na fase de desenho porque, na visão da Jeanologia, para alcançar uma produção sustentável no produto final é imprescindível considerar o impacto ambiental ao longo do desenvolvimento do produto. Essa transformação envolve toda a cadeia de abastecimento e tem como objetivo conseguir que o acabamento 5.Zero seja padrão na indústria de denim, melhorando o look e a qualidade do produto com um custo neutro.  2019-05-24 - Tags: jeanologia acabamento lavanderia sustentabilidade demo center lavanderia 5 ponto zero sustentabilizacao

Impressão digital com pigmentos: uma iniciativa notável
A partir de pesquisas de campo, trazemos um panorama de como anda a impressão digital têxtil com tintas pigmentadas no mercado brasileiro.  2019-02-05 - Tags: impressao colorida estamparia textil evoluçao historica impressao digital.

Aplicação por spray traz novo paradigma ao tingimento
A tecnologia de tingimento por pulverização propõe uma abordagem sustentável para a indústria têxtil, especialmente para o segmento índigo denim.  2019-02-05 - Tags: tingimento textil spray tecnologia inovaçao rotaspray dystar group.

Aplicação da norma NR-12 em máquinas do processo têxtil
Pesquisa de campo identifica que um dos principais desafios à implementação da norma regulamentadora é o impacto custo x produtividade.  2018-11-05

Novo modelo de cálculo do fator de cobertura para malhas (parte 2)
Com este experimento, busca-se validar o modelo IPC proposto para aplicação nas mais variadas estruturas de malhas.  2018-11-05 - Tags: calculo textil fio malharia ipc desenvolvimento malhas grosberg

O vasto universo de oportunidades da impressão digital
A ponta mais visível do iceberg da indústria da moda é a impressão digital, que está a caminho dos 10% do volume da estamparia convencional.  2018-11-05 - Tags: impressao digital oportunidades digital textil industria da moda estamparia convencional estamparia

ITMA 2015: colorimetria e estamparia digital
A ITMA 2015 foi palco da eletrônica em todo e qualquer canto. As tecnologias tradicionais não mudaram, mas tudo está se tornando automatizado, da modesta cabine de luz à mais sofisticada impressora digital. Apesar do desenvolvimento inegável, não apareceram grandes ou surpreendentes novidades. Em comparação com a ITMA 2011, onde foram anunciadas a primeira cabine de luz computadorizada e a primeira impressora “single pass”, nada tão revolucionário foi revelado. Todas as tecnologias convencionais, incluindo também a estamparia digital, deram um grande passo para tornar a indústria têxtil ainda mais moderna.  2016-08-09 - Tags: estamparia digital colorimetria itma 2015 senai cetiqt quimica têxtil

Características de durabilidade, conforto e custo de tingimentos realizados com o sistema fast finishing
Uma comparação de desempenho do processo color fast finishing com processo tradicional de pad batch do ponto de vista de custo, sustentabilidade, durabilidade e conforto.  2015-08-08 - Tags: textilia 97 analise acabamento tingimento sistema fast finishing pad batch sustentabilidade

Substâncias nocivas em artigos têxteis
A crescente preocupação com as substâncias químicas tóxicas presentes em artigos têxteis e as ações em andamento sobre o assunto.  2014-09-03 - Tags: textilia 93 substancia quimica artigos texteis toxina

As outras questões envolvidas na qualidade da estampa digital
A importância do cuidado com as operações relativas às matérias e suas características e os respectivos processo de preparação visando a uma estampa digital de qualidade.  2014-06-18 - Tags: beneficiamento textilia 92 estampa digital

Tingimento ecológico do poliéster e misturas
Autor sugere métodos para tingir fibras mistas com corantes dispersos, sem agredir o ambiente. Uma opção é o tratamento oxidativo.  2013-01-15 - Tags: poliester

Tendências para impressoras digitais
Na ITMA 2011, observou-se um aumento acentuado da velocidade das máquinas, associada à melhor relação custo-benefício.  2012-09-25 - Tags: espanha itma

Inovações para o enobrecimento têxtil
Artigo mostra os principais aspectos tecnológicos e os desenvolvimentos em corantes e auxiliares observados na ITMA 2011.  2012-09-24 - Tags: itma itma 2011

Defeitos da estamparia têxtil: causas e soluções
Os desenhos dão cor, estilo e originalidade aos tecidos, porém, sua qualidade depende de tecnologia e cuidados na hora de estampar.  2012-07-06 - Tags: estamparia

Otimização em processos de rama
Um panorama das configurações, acessórios, produtividade e economia energética neste importante equipamento têxtil  2012-07-02 - Tags: ramosa economia

Otimização em processos de rama
Um panorama das configurações, acessórios, produtividade e economia energética neste importante equipamento têxtil  2012-07-02 - Tags: .

Plasma e quitosana: tratamento de PA 6.6
Propriedades de superfícies, como hidrofilidade, podem favorecer processos de acabamento têxtil.  2011-09-14 - Tags: quitosana

Fio vaporizado para malharia
Testes mostram que a qualidade da malha de algodão aumenta.  2011-09-13 - Tags: qingdao

Estamparia digital com pigmentos
O uso correto de amaciantes e fixadores agrega valor ao tecido e evita adição de matérias-primas nocivas.  2011-09-06 - Tags: bttg

Otimização no processo de alvejamento
Estudo elaborado com base em experimento feito no setor de beneficiamento de tecido plano em indústria brasileira.  2011-09-01 - Tags: processo de alvejamento