Language
home » têxtil » processo e tecnologia » acabamento, tingimento, estamparia e lavanderias

Acabamento, Tingimento, Estamparia e Lavanderias

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Alternativas para enfrentar a concorrência (1)

Qual é a diferença do artigo têxtil que você produz e o de seu concorrente?
 

Hoje, quase todos possuem os mesmos artigos têxteis e brigam pelos mesmos clientes. Alguns ainda pensam que o preço é o único diferencial para se conseguir maior par-ticipação de mercado. Será que o preço é tudo que conta para os consumidores atuais?

Claro que não, diriam alguns, lembrando que a qualidade também é um diferencial importante. Sem dúvida, nós concordamos com isto e assinamos embaixo. Sabemos que a maioria das empresas estão buscando a excelência da qualidade e do atendimento ao cliente. Muitas já operam certificadas pela ISO 9000, o que novamente as deixa em pé de igualdade.

A abertura de mercado e a globalização ampliaram consideravelmente a quantidade de concorrentes, que não são mais os ?nossos vizinhos da esquina?, e sim, produtores de todo o mundo que estão aqui brigando pelos mesmos clientes. Com a mudança do panorama, também temos que mudar de atitude e diretrizes para conquistar novos mercados e manter os atuais clientes ativos.

Há pouco tempo, para comprar um produto, fazíamos a cotação do melhor preço, associado a uma qualidade compatível a que tínhamos disponível no momento e, dependendo do produto, levávamos em conta também a durabilidade. Hoje, os produtos estão mais nivelados em qualidade e preço e têm garantias muito parecidas, o que representa um achatamento nos preços e maior dificuldade de se conquistar novos mercados, condição primordial para um clima de economia estável.

Como tornar nosso produto atrativo?

Esta é uma pergunta que todos querem resposta. Como fazemos para vender nossos artigos de lã, cambraia, sarja, etc.? Toda a estação, trocamos a cartela de cores da coleção, visando criar uma diferenciação para o consumidor final, que naturalmente gosta de novidades.

O atendimento VIP ao cliente e a constante inovação de nossa linha é, então, a chave para mantermos a fidelidade de nossos antigos clientes e conquistarmos novos mercados.

Por diferenciação nos artigos têxteis, podemos entender: diversificação na composição das fibras dos atuais artigos, desde lã até microfibras ou as de celulose regenerada com alta resistência a úmido; mudança na padronagem de tecidos e diferenciação no acabamento final do tecido.

Os acabamentos químicos e/ou mecânicos modificam completamente a aparência dos artigos. Isto agrega valor às roupas para dormir, íntimas, uniformes profissionais, tecidos para a indústria moveleira ou de qualquer outro segmento.

Como exemplo da diferenciação por acabamento, podemos comparar os tecidos para calças de sarja de algodão lixados e os outros sem este acabamento. Qual é a preferência do consumidor atual? Basta olhar para as pessoas à nossa volta e constatar. Nas lojas de roupas, encontra-se hoje grande quantidade de artigos lixados ou emerizados.

A pergunta é: quem ganhou e ganha mais dinheiro e mercado com estes artigos? Os que estão começando hoje (que estão correndo atrás dos pioneiros) ou aqueles que lançaram a moda?

Ou ainda, quem consolidou sua marca no mercado?

As vantagens estão, obviamente, com aqueles que procuram ser os primeiros a satisfazer as necessidades dos clientes e não esperam que seus concorrentes o façam. A falta de conhecimento para fazer um artigo diferenciado e o medo precoce de se aumentar os custos faz com que muitos continuem na mesmice.

Será que as empresas que começaram a diferenciar seus artigos de sarja para calça com tratamento de lixagem se arrependeram? Não é isso que o mercado nos mostra.

Devemos acreditar nas inovações

A América Latina ainda possui um grande potencial de crescimento, pois o custo de mão-de-obra é baixo, se compararmos com outros países que já têm um nível maior de desenvolvimento. Com isso, poderemos facilmente ser exportadores para outros países, como acontece atualmente com muitas empresas. Não só os artigos destinados à exportação devem ser diferenciados, mas também os produtos para o consumidor local. Diversas empresas perceberam antecipadamente que o perfil do consumidor atual mudou muito, portanto os acabamentos tradicionais à base de amaciantes, resinas, macro e micro ou silicones coloidais estão cada vez mais comuns, o que baixa consideravelmente a margem de lucro.

A seguir, apresentamos algumas das muitas sugestões para a diferenciação de seus artigos, as quais acreditamos ser o futuro dos acabamentos têxteis.

Proteção contra raios ultravioleta

A natureza proporciona às pessoas diferentes tipos de pele e todos devem proteger-se contra a incidência das radiações UV. Devido a este fato, pesquisas médicas têm demonstrado que os riscos de lesão da pele não devem ser subestimados. Os principais fatores que contribuem para a maior agressão da pele pelos raios UV são:

? Mudanças nas atividades de lazer, tais como esportes externos (tênis, golf, natação, corridas e caminhadas, jogos de futebol, etc.), que nos deixam expostos por longos períodos à luz do sol.

? Férias em locais de intensa exposição solar (praias, esquiar na neve, etc.).

? Migração do ser humano para locais onde seu tipo de pele não é compatível, por exemplo, em locais onde há maior intensidade de luz solar.

? A redução da camada de ozônio, que aumenta a intensidade da radiação UV (Tabela 1).

Como a luz interage na pele?

A luz solar, mais precisamente a radiação UV, conduz a danos nas células e causa inflamação da pele. O resultado é a formação de eritemas de diferentes intensidades, dependendo da dose de radiação absorvida. O que ocorre com o uso de protetor solar é a absorção parcial destes raios, diminuindo a agressão da epiderme pelos raios UV.

Na Tabela 2, apresentamos o tempo de exposição da pele à luz solar para que a mesma se torne avermelhada. Observa-se que no verão, se a pele for submetida ao sol às 8 horas da manhã por 20 minutos, já inicia o avermelhamento, que é o primeiro estágio da queima.

Por que são necessárias roupas com proteção solar?

A pele também é afetada pelos raios UV, mesmo que esteja sob as roupas. Nas Tabelas 3 e 4, pode-se encontrar o fator de proteção solar das fibras naturais e sintéticas.

As pessoas que praticam esportes e ficam expostas ao sol utilizam roupas muito finas de CO ou PA, microfibras que proporcionam o máximo de conforto. No entanto, uma camiseta branca possui fator de proteção solar 5. Para comparação, imagine-se na praia com protetor solar n0 5, digamos às 10 horas da manhã. Será suficiente para protegê-lo do sol?

Na Tabela 2, verificamos que no verão, em menos de 10 minutos, a pele já estará avermelhada e queimada. O uso de roupas esportivas tem certa eficiência de proteção, mas considerando que o tempo de exposição ao sol do desportista é bastante elevado (jogadores de tênis, futebol, etc.), é imprescindível uma proteção maior.

A proteção aos raios UV também é fundamental para roupas de bebês e crianças. É provado pela Associação de Prevenção Dermatológica que a freqüente queima da pele por luz solar aumenta a suscetibilidade a riscos da saúde nos anos futuros. Outro importante grupo de risco, que merece atenção especial, são as pessoas que trabalham em serviços externos, que sofrem a incidência de raios UV todos os dias.

Veja na Tabela 5, como funciona um bloqueador de raios UV. Percebe-se que o tecido tratado com protetores de UV diminui a incidência de raios UV sobre a pele. Na Tabela 6, mostramos as vantagens de um tecido com proteção contra raios UV.

Com isso, nota-se o grande diferencial que pode ser oferecido ao artigo têxtil, e o que é importante, no próprio artigo que temos em nossa linha de produção, tornando-o diversificado em relação aos concorrentes internos e aos tecidos importados.

Onde poderemos aplicar este diferencial de acabamento?

? Roupas de praias e piscinas

? Roupas de trabalho, para aqueles casos que exigem grande permanência sob luz solar ? Roupas para crianças e bebês

? Roupas esportivas, por exemplo, para jogadores de tênis, futebol, etc.

Acabamento com retardante de chama

a) Para tecidos de algodão

O algodão continua sendo o tecido preferido para a roupa de trabalho. Suas propriedades naturais são amplamente conhecidas. O algodão permite que a pele transpire e, além disso, absorva a umidade e conseqüentemente o suor, características muito apreciadas. É seguro e confortável ao uso e, diferentemente da maioria das fibras sintéticas, não se carrega eletrostaticamente. É resistente e duradouro. Pode ser lavado à fervura e responder aos mais exigentes requisitos de higiene. Contrariamente às fibras sintéticas, não existem limitações na gama de cores e desenhos que se pode obter sobre o algodão, o que, combinado com a grande variedade de acabamentos existentes, oferece ao usuário final uma ampla variedade de opções de moda e tecidos de alta tecnologia.

Quais são os inconvenientes do algodão para o usuário?

Apesar de todas as vantagens citadas, o algodão tem um principal inconveniente. É facilmente inflamável. O acabamento com produto retardante de chama corrige exatamente este ponto. A proteção ignífuga é essencial nas áreas onde se manejam substâncias inflamáveis e explosivas, como por exemplo:

? Plataformas petrolíferas

? Postos de gasolina

? Refinarias

? Aeroportos

? Indústrias químicas

? Fábricas de produtos pirotécnicos

E também em todos os ambientes de trabalho nos quais o pessoal esteja exposto ao calor ou possível fogo:

? Alto fornos

? Oficinas de solda

? Bombeiros

Além destas utilizações (de uso profissional), os acabamentos com retardantes de chama estão em grande ascenção em outras áreas, como para roupas de dormir e saídas de banho para crianças e bebês. Por exemplo, a legislação dos Estados Unidos obriga que toda roupa para crianças até 4 anos de idade seja protegida contra fogo e na Inglaterra, a legislação engloba tecidos para cortinas e decoração. Enfim, há muitos campos onde poderíamos aplicar este tipo de acabamento, diferenciando dos artigos já existentes e atingindo mercados mas amplos.

b) Para tecidos de poliéster e polipropileno

A proteção contra a propagação de chamas também pode ser aplicada em tecidos de poliéster e polipropileno, com a inibição da fusão e gotejamento do substrato.

Este tipo de aplicação pode-se destinar à indústria aeronáutica, nos assentos dos aviões, nas cortinas confeccionadas à base de poliéster, e em muitos outros locais que seja necessária esta proteção.

Já ouvimos, certamente, relatos de incêndios que começam devido a um curto-circuito e que se alastram porque pegou fogo nas cortinas da sala ou do quarto, etc. Neste caso, poderemos conferir também um grande diferencial nesses artigos.

 
 
 
 
 
 
 
 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Jefferson Zomignan e Pedro Carlos Gomes

Data de publicação: 01/08/1997

Conteúdo relacionado


Jeanologia introduz sustentabilidade da produção têxtil ao vestuário
O novo conceito começa na fase de desenho porque, na visão da Jeanologia, para alcançar uma produção sustentável no produto final é imprescindível considerar o impacto ambiental ao longo do desenvolvimento do produto. Essa transformação envolve toda a cadeia de abastecimento e tem como objetivo conseguir que o acabamento 5.Zero seja padrão na indústria de denim, melhorando o look e a qualidade do produto com um custo neutro.  2019-05-24 - Tags: jeanologia acabamento lavanderia sustentabilidade demo center lavanderia 5 ponto zero sustentabilizacao

Impressão digital com pigmentos: uma iniciativa notável
A partir de pesquisas de campo, trazemos um panorama de como anda a impressão digital têxtil com tintas pigmentadas no mercado brasileiro.  2019-02-05 - Tags: impressao colorida estamparia textil evoluçao historica impressao digital.

Aplicação por spray traz novo paradigma ao tingimento
A tecnologia de tingimento por pulverização propõe uma abordagem sustentável para a indústria têxtil, especialmente para o segmento índigo denim.  2019-02-05 - Tags: tingimento textil spray tecnologia inovaçao rotaspray dystar group.

Aplicação da norma NR-12 em máquinas do processo têxtil
Pesquisa de campo identifica que um dos principais desafios à implementação da norma regulamentadora é o impacto custo x produtividade.  2018-11-05

Novo modelo de cálculo do fator de cobertura para malhas (parte 2)
Com este experimento, busca-se validar o modelo IPC proposto para aplicação nas mais variadas estruturas de malhas.  2018-11-05 - Tags: calculo textil fio malharia ipc desenvolvimento malhas grosberg

O vasto universo de oportunidades da impressão digital
A ponta mais visível do iceberg da indústria da moda é a impressão digital, que está a caminho dos 10% do volume da estamparia convencional.  2018-11-05 - Tags: impressao digital oportunidades digital textil industria da moda estamparia convencional estamparia

ITMA 2015: colorimetria e estamparia digital
A ITMA 2015 foi palco da eletrônica em todo e qualquer canto. As tecnologias tradicionais não mudaram, mas tudo está se tornando automatizado, da modesta cabine de luz à mais sofisticada impressora digital. Apesar do desenvolvimento inegável, não apareceram grandes ou surpreendentes novidades. Em comparação com a ITMA 2011, onde foram anunciadas a primeira cabine de luz computadorizada e a primeira impressora “single pass”, nada tão revolucionário foi revelado. Todas as tecnologias convencionais, incluindo também a estamparia digital, deram um grande passo para tornar a indústria têxtil ainda mais moderna.  2016-08-09 - Tags: estamparia digital colorimetria itma 2015 senai cetiqt quimica têxtil

Características de durabilidade, conforto e custo de tingimentos realizados com o sistema fast finishing
Uma comparação de desempenho do processo color fast finishing com processo tradicional de pad batch do ponto de vista de custo, sustentabilidade, durabilidade e conforto.  2015-08-08 - Tags: textilia 97 analise acabamento tingimento sistema fast finishing pad batch sustentabilidade

Substâncias nocivas em artigos têxteis
A crescente preocupação com as substâncias químicas tóxicas presentes em artigos têxteis e as ações em andamento sobre o assunto.  2014-09-03 - Tags: textilia 93 substancia quimica artigos texteis toxina

As outras questões envolvidas na qualidade da estampa digital
A importância do cuidado com as operações relativas às matérias e suas características e os respectivos processo de preparação visando a uma estampa digital de qualidade.  2014-06-18 - Tags: beneficiamento textilia 92 estampa digital

Tingimento ecológico do poliéster e misturas
Autor sugere métodos para tingir fibras mistas com corantes dispersos, sem agredir o ambiente. Uma opção é o tratamento oxidativo.  2013-01-15 - Tags: poliester

Tendências para impressoras digitais
Na ITMA 2011, observou-se um aumento acentuado da velocidade das máquinas, associada à melhor relação custo-benefício.  2012-09-25 - Tags: espanha itma

Inovações para o enobrecimento têxtil
Artigo mostra os principais aspectos tecnológicos e os desenvolvimentos em corantes e auxiliares observados na ITMA 2011.  2012-09-24 - Tags: itma itma 2011

Defeitos da estamparia têxtil: causas e soluções
Os desenhos dão cor, estilo e originalidade aos tecidos, porém, sua qualidade depende de tecnologia e cuidados na hora de estampar.  2012-07-06 - Tags: estamparia

Otimização em processos de rama
Um panorama das configurações, acessórios, produtividade e economia energética neste importante equipamento têxtil  2012-07-02 - Tags: ramosa economia

Otimização em processos de rama
Um panorama das configurações, acessórios, produtividade e economia energética neste importante equipamento têxtil  2012-07-02 - Tags: .

Plasma e quitosana: tratamento de PA 6.6
Propriedades de superfícies, como hidrofilidade, podem favorecer processos de acabamento têxtil.  2011-09-14 - Tags: quitosana

Fio vaporizado para malharia
Testes mostram que a qualidade da malha de algodão aumenta.  2011-09-13 - Tags: qingdao

Estamparia digital com pigmentos
O uso correto de amaciantes e fixadores agrega valor ao tecido e evita adição de matérias-primas nocivas.  2011-09-06 - Tags: bttg

Otimização no processo de alvejamento
Estudo elaborado com base em experimento feito no setor de beneficiamento de tecido plano em indústria brasileira.  2011-09-01 - Tags: processo de alvejamento