Language
home » têxtil »

Negócios

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

De Época: ETE - Estação de tratamento de efluentes na indústria têxtil

 

Nos dias atuais, a conscientização de que a despoluição de nossos rios é muito mais cara e difícil que o tratamento dos efluentes originados em nossas indústrias, é imperativa e imediata.


 

Helio Shimomoto é engenheiro têxtil formado pela FEI/ SP, bel. em Administração de Empresas pelo Mackenzie/SP, perito judicial e prof. da disciplina "Tratamentos de águas e efluentes" na FEI.

Atualmente presta consultoria aos clientes da Huayro, nos áreas de tinturaria e lavanderia. Dando ênfase ao caso da indústria têxtil, a maior parte destes efluentes são provenientes do setor de beneficiamento ou seja, das tinturarias e das estamparias.





 

Nem sempre as águas fortemente coloridas, provenientes de uma tinturaria são prejudiciais, haja visto que, raramente, os corantes apresentam um aspecto tóxico maior que os microorganismos que vivem nas águas e até mesmo no corpo humano. Contudo, o impacto psicológico causado por uma quantidade mínima de corante, que confere uma coloração intensa à água, é muito grande.

A variação da cor das águas pode ser causada por:
a) materiais vegetais em decomposição;
b) algas microscópicas;
c) produtos de oxidação, tais como o ferro e o manganês;
d) resíduos de tinturaria.

Classes dos corantes

Os corantes utilizados em uma indústria têxtil podem ser divididos em:

    * solúveis na água:

    * reativos

    * ácidos básicos

    * diretos

    * metalíferos

    * insolúveis na água:

    * a cuba

    * ao enxôfre

    * azóicos

    * dispersos

    * pigmentos

    * oxidantes

Além disso, estes corantes podem ser classificados em orgânicos ou organometálicos, inorgânicos e biodegradáveis ou não. Apesar da grande maioria dos corantes não ser muito tóxica, suspeita-se que alguns produtos intermediários, e até mesmo a matéria-prima utilizada na fabricação dos corantes têxteis, sejam responsáveis pela incidência do câncer em alguns colaboradores de certas indústrias químicas.

Tipos de tratamento

A natureza dos tipos de tratamento utilizados no descoloração das águas residuais dependerá do grau de qualidade exigido (consumo humano ou industrial):
a) da natureza das substâncias corantes presentes no efluente;
b) da natureza de outras substâncias (tensoativos, matérias Tóxicas)
c) área disponível para instalação da ETE;
d) vazão do efluente.

Podemos utilizar os tipos de tratamento a seguir descritos.

- Oxidação biológica (ou processo de degradação biológica)
Atua sobre as matérias orgânicos coloidais e dissolvidas, na presença ou não de oxigênio. Permite uma eliminação parcial das matérias corantes solúveis e insolúveis.


- Oxidação química
A função principal dos oxidantes químicos para o tratamento das águas é sua esterilização, ou seja, a destruição dos germes patogênicos.


O principal agente destes produtos químicos são o cloro e seus derivados. Entretanto , o ozônio também é utilizado, já que permite ações complementarias na destruição de um grande número de micropoluentes, na melhoria dos gastos e dos cheiros e na destruição da cor.

O ozônio (03) é um gás natural, tóxico, estável na alta atmosfera e filtro solar dos raios U.V., e só não oxida o ouro e a platina. Inicialmente sua utilização era restrita ao ataque anti-vírus e anti-bacteriológico. A ozonização, quando usada como técnica de afinagem, é o processo ideal para a destruição dos corantes.

Os tratamentos ao cloro e ozônio, terão como objetivo atacar a estrutura dos materiais, favorecendo a criação de um estado menos estável, facilitando a precipitação, absorção e degradação do corante.

- Oxidação fotoquímica
A ação da energia radiante sobre um material envolve transições, tanto em nível eletrônico como em nível molecular, em função do tipo de irradiação luminosa e da constituição química do material. Ocorre uma fotodegradação do material através dos raios U.V., que é facilitada na presença de oxigênio.

- Tratamento de clarificação
Constitui-se basicamente de uma floculação e decantação dos corantes insolúveis, que se apresentam sob a forma de colóides e dos corantes solúveis. Cerca de 80 a 90% da cor dos efluentes podem ser removidos com o uso de coagulantes como o sulfato férrico Fe (S04 )3, o sulfato de alumínio A12(S04)3 e o sulfato de cálcio CoS04 .

Contudo, quando o efluente coagulador mostrar pouca eficiência à decantação, devido à natureza dos flocos leves demais, é possível usar o tratamento de coagulação-flutuação. Neste caso, num líquido contendo bactérias em suspensão, é provocado um fluxo ascendente de bolas gasosas, capazes de captar à passagem, as partículas sólidas e arrastá-los para a superfície livre do líquido, onde serão extraídas mecanicamente.

O Tratamento por carvão ativo

A epuração pelo carvão ativo é fundada sobre a adsorção, que é um fenômeno no qual os átomos ou as moléculas de um corpo se fixam na superfície de uma outra substância. Trata-se de uma complementação dos processos anteriores, a fim de reter os poluentes não eliminados. Para a fabricação do carvão ativo podem ser utilizadas cascas de frutas (coco), madeira, hulha, turfa (combustível natural rico em restos vegetais, formado em águas paradas, com ausência de processos oxidativos), resíduos vegetais, carvão betuminoso e lignita (estágio intermediário entre a turfa e carvão betuminoso), sendo obtido em duas etapas:

a) carbonização: que afasta do composto as matérias voláteis por decomposição térmica a temperaturas em torno de 700°C, desenvolvendo superfícies porosas de 5 a 6 m2/g;
b) ativação: para aumentar ainda mais a área de absorção, oxida-se o composto a temperatura elevada ou seja, cerca de 1000°C, na presença de vapor de água ou em uma mistura de C02 ou oxigênio, obtendo-se então uma multiplicação e um aumento de volume e diâmetros dos poros para 2000 m2/g.

A regeneração é quase obrigatória, devido ao alto custo deste produto, já que sua utilização tende a fazer diminuir sua capacidade de adsorção até a saturação dos poros.

Podemos utilizar três tipos de regeneração:

a) térmica: o carvão é elevado a altas temperaturas, para volatilizar os poluentes adsorvidos; contudo, a porosidade é modificada;
b) química: trata-se da extração de sólidos por meio de uma lavagem a água ou com solventes orgânicos ou por reações de ácidos básicos (óxi-redução);
c) biológica: utilizada apenas para compostos saturados por moléculas biodegradáveis e antes da regeneração térmica, com intuito de prolongar sua vida útil.

O carvão ativo é eficiente para a descolorir águas contendo corantes reativos, básicos, ácidos, azóicos e metálicos, que não absorvem os sólidos em suspensão nem corantes insolúveis.

Ultrafiltração e osmose inversa

A ultrafiltração e a osmose inversa são dois tratamentos de refinamento de filtração, que constitui-se da separação, em fase líquida, pela passagem da solução por uma membrana semi-permeável e seletiva, sob a ação da pressão, onde separa-se o soluto do solvente.

A principal vantagem da osmose inversa, é a possibilidade de separar o soluto do solvente e reutilizá-lo. No caso da ultrafiltração, é a possibilidade de remover a cor dos efluentes e recuperar os óleos utilizados em uma tinturaria de malhas, que provocam problemas no tratamento biológico.

Conclusão

A descoloração de um efluente de uma tinturaria é muito complexa e depende dos inúmeros fatores já citados. Contudo, para uma melhor eficiência no tratamento de eliminação de corantes, devemos combinar os tratamentos físico-químicos e biológicos.


 

 

Review: Você esta tendo a oportunidade de conferir um pouco do conteúdo armazenado em área restrita. Torne-se assinante do Portal Textília.net e confira todo o conteúdo armazenado nos ultimos 20 anos.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Hélio Shimomoto

Data de publicação: 01/09/1992

Conteúdo relacionado


A nova Autocoro 6 a melhor e sempre original
A Autoconer foi a primeira bobinadeira automática da história e tem causado muito entusiasmo na indústria têxtil com cada nova geração de máquinas. Agora chegamos mais uma vez ao ponto.  2015-03-25 - Tags: autocoro 6 mercado têxtil

SPGPrints participa da FESPA Brasil e projeta lançamento de impressora digital têxtil
A PIKE atenderá o que os usuários ainda não encontraram em tecnologia para impressão digital.  2015-03-19 - Tags: spgprints fespa têxtil

Projeto de inovação na indústria têxtil tem apoio de R$1,2 milhão do BNDES
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) contratou um financiamento de R$1,2 milhão às empresas Texlax e os recursos destinam-se ao desenvolvimento e fortalecimento de inovações aplicadas à indústria têxtil.  2015-03-11 - Tags: bndes negócios investimentos

A Stoll Energy Scouts começa seus trabalhos
A Stoll, tem como principal foco da empresa a gestão econômica e de benefícios ambientais da maximização do uso sustentável de diversos recursos.  2015-03-05 - Tags: stoll textil negócios

Resultado da Oerlikon do ano de 2014
A Oerlikon sustenta um forte desempenho operacional em 2014 – aumento de dividendo  2015-03-04 - Tags: negócio textil oerlikon

Mudanças no Conselho de Administração da Oerlikon
O Presidente do Conselho de Administração da OC Oerlikon Corporação AG, Tim Summers, informou o Conselho de que ele não vai ficar para a reeleição na próxima Assembleia Geral Anual de Acionistas.  2015-03-02 - Tags: oerlikon negócios têxtil

Brasil terá primeira Norma que limita uso de químicos danosos ao ser humano
O Brasil é um dos poucos países que ainda não possui uma Norma que regulamente o uso de produtos químicos danosos nos produtos têxteis, pensando nisso, o Sinditêxtil-SP está montando a Norma e listou 10 substâncias que precisam ser monitoradas.  2015-02-26 - Tags: textil mudanças sinditêxtil-sp

Expositores franceses da Techtextil 2015 apresentam prévia
Fabricantes de máquinas francesas, provedores de soluções industriais inovadoras e tecnologias de ponta estão programados para o evento que acontece de 4 a 7 de maio em Frankfurt (Alemanha)  2015-02-26 - Tags: textil techtextil negocios

Cedro Têxtil fatura US$ 1 milhão durante a Colombiatex 2015
Segundo empresa, sucesso obtido durante a maior feira latino-americana do segmento de tecidos deveu-se ao design, qualidade e adequação de seus artigos ao mercado internacional.  2015-02-24 - Tags: colombiatex 2015 negocios apex brasil moda brasileira

México dificulta regras de importação têxtil
Os importadores mexicanos de têxteis e confeccionados têm até 1º de março para se registrarem no novo cadastro governamental daquele País, ou perderão seus registros. Caso percam o prazo eles podem ficar impedidos de continuar seus negócios.  2015-02-24 - Tags: mexico importaca textil mercado internacional negocios

Tecnotêxtil Brasil destaca participação internacional
Feira de tecnologia para indústria têxtil, que acontece entre os dias 07 e 10 de abril, destaca uma significativa participação de empresas internacionais com expositores dos seguintes países: Alemanha, Argentina, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Itália, Índia, Japão, Paquistão, Portugal, Taiwan e Turquia, entre outros.  2015-02-18 - Tags: tecnotextil fcem ent brasil seritex expo center norte

Werner apresenta novidades no Première Vision Paris
Com 110 anos de história na indústria têxtil brasileira, a Werner participou pela primeira vez do Première Vision Paris na edição de setembro passado, onde tiveram resultados surpreendentes.  2015-02-11 - Tags: werner premiere vision paris tecidos

Grupo Santex adquire Solwa SRL
Com somente três anos de mercado a Solwa SRL (empresa de Start-UP, ou iniciante, que geralmente faz uso de incubadoras para ganhar força antes de atuar em trabalho solo), chamou a atenção do Grupo Santex.  2015-02-05 - Tags: solwa srl santex group drywa sperotto rimar

Brasileira participa de evento de moda da Epson em NYC
A Epson promove, no dia 10 de fevereiro, um evento de moda. Período que antecede a temporada de inverno da conceituada New York Fashion Week (NYFW) – reforçando seu posicionamento em prover impressão através do método de sublimação pelas impressoras de grande formato.  2015-01-21 - Tags: ied epson nyfw digital couture project mariana morrell

Audaces realiza evento de capacitação em Florianópolis
Multinacional que desenvolve tecnologias para moda reúne cerca de 200 vendedores de todo o mundo em evento de três dias em Florianópolis. Dentre o convidados para os debates, estão o empresário Alexandre Espíndola.  2015-01-08 - Tags: claudio grando audaces disney

Tecnologia para plantar a semente da moda
A divisão de sementes da Bayer CropScience anunciou três lançamentos para a safra de algodão 2014/2015: as variedades de sementes FiberMax®, com as tecnologias GlyTol®, LibertyLink® e TwinLink® (GLT®).  2014-12-18 - Tags: bayer algodao marcus lawder textilia 94

Notícias - Errata: O alquimista dos tecidos
O engenheiro Fábio Campos Fatalla, perito/assistente técnico credenciado pela Receita Federal e criador do laboratório para testes em produtos da cadeia têxtil Interface, fala à Textília – onde também é membro do Conselho Editorial - sobre suas múltiplas personalidades e experiências dentro e fora da indústria da moda.  2014-12-18 - Tags: textilia 94 interface engenharia aduaneira errata entrevista

ITMA amplia espaço na Fiera Milano Rho 2015
A ITMA 2015 atinge o décimo primeiro corredor na Fiera Milano Rho, em novembro de 2015, devido à grande demanda por espaço, O último corredor ficará no segundo andar do local e está localizado de forma central, perto da entrada sul, onde as conferências da ITMA serão realizadas.  2014-12-16 - Tags: cematex itma mp international mp expositions

Lectra fala sobre tecnologia na moda na Fiesp
A palestra acontece no dia 9 de dezembro durante reunião plenária do Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário – COMTEXTIL, na sede da Fiesp. Na ocasião, representantes da Lectra fazem palestra sobre desafios e estratégias da indústria da moda.  2014-12-08 - Tags: lectra comtextil fiesp

Tecnorama celebra 30º aniversário
Enquanto a empresa italiana Tecnorama celebra 30 anos de tingimento de inovação em 2014, um ano antes Mario Scatizzi, fundador da Tecnorama, comemorou o 50º aniversário do diploma como Perito Químico (1963-2013).  2014-11-27 - Tags: tecnorama mario scatizzi selenerama itma