Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Primeiros projetos da Confecção 4.0 começam a ser planejados

Quarenta empresários e executivos de alto escalão de empresas têxteis e de confecção de todo o país estão prestes a dar o primeiro passo para a implantação da Indústria 4.0 no Brasil. Eles vão participar da Especialização Master In Business Innovation (MBI) em Indústria Avançada: Confecção 4.0 – Integrando Tecnologia para Projetar a Indústria do Futuro, oferecida pelo SENAI CETIQT; e desde o primeiro encontro, nesta sexta-feira, 6 de abril, às 18h, serão instigados a elaborar projetos baseados nos parâmetros da Indústria 4.0. Para isso, haverá uma profunda imersão em questões fundamentais para a modernização do parque fabril brasileiro, com a ajuda e orientação de grandes especialistas do Brasil e do exterior. E o que é inovador: de forma totalmente colaborativa, com todos os participantes compartilhando conhecimentos, trocando ideias e informações.

“Em seis meses esses alunos-executivos irão criar projetos reais para a implementação do modelo 4.0 na indústria têxtil e de confecção, seguindo a mesma metodologia que utilizamos para desenvolver a nossa planta piloto de Confecção 4.0. Aprendemos fazendo e vamos ensinar como se faz”, pontua Robson Marcus Wanka, gerente de educação do SENAI CETIQT.

CEOs, diretores, superintendentes, consultores e gerentes das empresas Vicunha, Cataguases, Demillus, Karsten, Malwee, Coteminas, Guararapes, JGB, Altenburg, Lailalou, Kalufindústria, Betelsport, Malharia Ventre Livre, RUUniformes, TBUniformes e Sistema FIEP, entre muitas outras, irão participar do MBI. Serão seis encontros no hotel Windsor Barra (Av. Lúcio Costa, 2630), no Rio de Janeiro, além de aulas à distância - 80% da carga horária.

“As empresas perceberam a oportunidade de absorver as novidades. Conseguimos atingir a meta de trazer líderes da área têxtil para esta iniciativa audaciosa que, sem dúvida, será o pontapé inicial de uma revolução no modo de produção no setor. Somos os protagonistas nesse processo. Queremos que este MBI seja o início da criação de um grupo de discussão de longo prazo. O objetivo é promover um ambiente de networking, um espaço inspirador e colaborativo para compartilhar desafios e necessidades, para que floresçam ideias e ações concretas que transformem o processo produtivo no Brasil”, diz Wanka.

“Acredito que este MBI agregará ainda mais ferramentas e conhecimentos que, quando aplicados à realidade da empresa têxtil, poderão transformar a forma como conduzimos nossos processos, gerando um grande diferencial competitivo em relação aos nossos concorrentes visto que hoje, ainda são poucas as empresas onde a indústria 4.0 é realidade”, comentou Dario Lana, supervisor de projetos na Altenburg, empresa de Blumenau (SC).

A MBI em Indústria Avançada: Confecção 4.0 seguirá por cinco eixos temáticos: Estratégias de Inovação e Posicionamento de Negócio; Materiais e Produtos; Processo Produtivo; Confecção 4.0 e Projeto e Análise de Viabilidade. No primeiro final de semana do encontro (6 e 7/4), os executivos contarão com a palestra de Angela Hirata, CEO da Japan House e ex-diretora de marketing da Havaianas – responsável por reposicionar a marca no Brasil e em mais de 50 países. Estarão presentes também Marcos Pontes, primeiro astronauta brasileiro e diretor técnico do Instituto Nacional para o Desenvolvimento Espacial e Aeronáutico; Celson Pantoja Lima, pesquisador do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA); e Corrado Grassi, professor doutor em Engenharia na Universidade RWTH, em Aachen, na Alemanha.

“Será um desafio enorme, visto que hoje existem pouquíssimas empresas que estão equipadas com tecnologia e mão de obra capacitada. Minha expectativa é conseguir implantar o conhecimento adquirido no MBI e preparar nossa pequena empresa para o futuro do segmento de Moda, cada vez mais competitivo mundialmente. Tenho intenção de levar este MBI para o Paraná, pois em nosso Estado, o setor Têxtil, Vestuário e Couro é o 2º que mais emprega e as indústrias precisam de modernização e conhecimento”, diz Luciana Bechara, diretora de criação na Be Little, de Curitiba, que também é coordenadora têxtil na Federação das Indústrias do Paraná.

Ao longo de toda a especialização, os alunos-executivos contarão com aulas, palestras, videoaulas e dinâmicas colaborativas com vários especialistas, profissionais conceituados em suas áreas de atuação, que compartilharão conteúdo e darão dicas e orientações para que os participantes incluam cada vez mais soluções tecnológicas em seus processos e possam aos poucos implantar em suas fábricas o modelo 4.0.    

“Procuramos o que há de melhor no mercado tecnológico destinado ao setor de confecção. Por isso, participar do curso será um canal de abertura para uma nova forma de trabalho. Em princípio, pelo conhecimento do conceito de Industria 4.0 e, de modo especial, sendo esse voltado às indústrias de confecção, aliado à primeira planta instalada de Industria 4.0 na área. Alinhar os conhecimentos tecnológicos à realidade da minha empresa, buscando a troca de conhecimentos com outros profissionais do ramo e encontrar as melhores fontes de modernização na Indústria será excelente, afirma Ricardo Scartazzini, gestor na Tutto Bianco Uniformes, de Barreiras, na Bahia. 

“Já desde o primeiro encontro nascerão as primeiras propostas para os projetos de Confecção 4.0. Serão propostos grupos mistos para integração e troca de conhecimento e networking. Ao final do MBI, os alunos-executivos terão elaborado um projeto completo. É o futuro que começa a se transformar em presente; uma grande oportunidade para se discutir mais parcerias do que concorrência e se desenhar o novo parque fabril brasileiro”, conclui o gerente de educação do CETIQT.  

Serviço

MBI em Indústria Avançada: Confecção 4.0

Participantes: CEOs, executivos e consultores da Indústria Têxtil e de Confecção de todo o país

Encontro inaugural: 06 de abril de 2018

Horário: 18h

Local: Hotel Windsor Barra - Av. Lúcio Costa, 2630, Barra da Tijuca - RJ

Realização: SENAI CETIQT

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 05/04/2018

Conteúdo relacionado


Dornbirn-GFC 2018 celebra o conhecimento em inovação têxtil
Mais de 700 participantes de 35 nações assistiram as palestras apresentadas na 5ª Dornbirn-GFC 2018, maior conferência mundial dedicada ao setor de fibras químicas, realizada de 12 a 14 de setembro na Áustria.  2018-10-09 - Tags: 58 congresso de dornbirn gfc messe frankfurt edana hkrita rwth aachen premio paul schlack

Empresa catarinense participa de rodada de negócios na Colômbia
Com a finalidade de promover produtos brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para o país, a Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex) realiza ações dentro e fora do Brasil. Entre elas a rodada de negócios que reúne empresários de diferentes segmentos para fortalecer a indústria nacional e seu potencial de exportação, além de contatos que vão além do comercial.  2018-10-09 - Tags: apex censi maquinas america latina colombia sheila censi braun solano censi

Abit e IEMI apresentam balanço da cadeia têxtil e vestuário
“Tínhamos expectativas otimistas para 2018 que, infelizmente, não se confirmaram. Em vez de fecharmos o ano com crescimento de 2,8% devemos ficar em 1,4%”, disse Fernando Pimentel, presidente da Abit – Associação Brasileira da Indústrias Têxtil e de Confecção, durante apresentação do balanço setorial, realizado na sede da entidade, em São Paulo, no último dia 28 de setembro.  2018-10-05 - Tags: fernando pimentel abit iemi inteligencia de mercado marcelo prado cadeia textil brasileira 2019 textil

A VDMA Textile Machinery premia cinco jovens engenheiros
Cinco novos talentos foram premiados por meio do Concurso Promoção de Jovens Engenheiros, realizado pela Fundação Alter Reiners com a chancela da VDMA – Federação dos Fabricantes de Máquinas Têxteis da Alemanha. A premiação, num total de 17.500 euros, foi oferecida pelo diretor executivo da entidade, Peter D. Dornier, que também preside a fundação W. Reiners.  2018-10-05 - Tags: vdma fundacao alter reiners benjamin weise rwth aachen university universidade reutlingen jan merlin abram aachen

Stoll colabora para reativar a produção de malhas nos EUA
Criado por um grupo de fabricantes de vestuário, liderados pelos executivos de moda Jon Lewis e John Elmuccio, o Projeto I é uma ação ousada que visa trazer de volta para os Estados Unidos a fabricação de malhas, revitalizando o mercado local de moda. A iniciativa, que conta com a parceria da Stoll, empresa alemã líder na produção de máquinas retilíneas (tricô) e fully fashion (vestuário sem costura), foi anunciada durante o primeiro Stoll Symposium, realizado no dia 27 de setembro, em Nova York, quando a companhia celebrou 145 anos de fundação.  2018-10-03 - Tags: h stoll ag & co kg paramalhas jon lewis stoll 3d malharia stoll

Mahlo America Inc. celebra 50 anos e reposiciona seu mercado
Por mais de 70 anos, o nome Mahlo representou tecnologia de controle e medição de alta qualidade "made in Germany" [feito na Alemanha]. Agora, a subsidiária americana Mahlo America Inc. está comemorando seu aniversário de 50 anos com um futuro promissor.  2018-09-28 - Tags: mahlo america inc mahlo gmbh qualiscan qms mahlo america maquina textil

Fibertex Nonwovens investe em expansão para o mercado sul americano
Em fevereiro de 2018, a Fibertex Nonwovens, que pertence ao conglomerado industrial dinamarquês Schouw & Co., adquiriu a fabricante brasileira de não-tecidos Duci (Joint Venture entre DuPont Cipatex). Seis meses após a aquisição, a Fibertex Nonwovens anuncia a expansão de sua capacidade de produção. “O processo de integração da operação no Brasil superou em muito nossas expectativas.  2018-09-24 - Tags: fibertex nonwovens duci jørgen bech madsen carlos benatto fibertex naotecidos geotexteis schouw

Bayer lança fungicida para combater doenças no algodoeiro
Diante da retomada do consumo do algodão no mercado têxtil e do expressivo aumento da colheita deste ano, de quase 2 milhões de toneladas de plumas, a Bayer lança no mercado o fungicida Fox®Xpro, com formulação inovadora de alta performance, para combater os fungos causadores da ramulária, principal doença que afeta os algodoeiros do país.  2018-09-05 - Tags: bayer mauro alberton fungicida cotonicultura marcos dallagnese quinona oxidase sou algodao marcio portocarrero abrapa

Empresa têxtil do Vale do Itajaí ganha destaque no mercado externo
Potenciar os negócios além das fronteiras brasileiras é o objetivo da vertical de internacionalização do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi). Em Santa Catarina o projeto é aplicado pela Fiesc, pelo Sebrae, operacionalizado pela Strategizers - Gestão Estratégica em importação, exportação e internacionalização de empresas, e no Vale do Itajaí conta com o apoio do Sindicato Patronal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico (Simmmeb).  2018-08-29 - Tags: procompi sebrae vale do itajai censi douglas candido fiesc strategizers

Indianos conquistam mercado brasileiro de acabamento têxtil
Dois grandes fabricantes indianos de máquinas têxteis, Jupiter Comtext e Harish Textile Engineers, participaram da Febratex 2018, que aconteceu de 21 a 24 de agosto, em Blumenau, apresentando seus produtos em um estande informativo.  2018-08-28 - Tags: harish textile engineers febratex 2018 jupiter comtext robert schofield shri j m mistry india

ABINT alerta sobre a importância das normas técnicas para a eficácia dos projetos
A Geotecnia é um importante setor em que os nãotecidos e tecidos técnicos estão inseridos. Em forma de geomantas, geogrelhas, georedes, geomembranas, geotubos, entre outros, são usados para proteção, filtração, drenagem, reforço, separação e barreira de impermeabilização de solo.  2018-08-24 - Tags: geotecnia naotecidos tecidos tecnicos geomantas geogrelhas georedes geomembranas geotubos geossinteticos geotexteis

Oferta aumenta e preço do algodão cai no mercado brasileiro
Depois de atingir o nível mais alto de 2018 no final de junho, o preço do algodão caiu no mercado interno brasileiro durante a primeira quinzena de julho. A queda está relacionada aos avanços na colheita, o que elevou a disponibilidade de algodão no mercado spot brasileiro, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA) em seu último relatório quinzenal.  2018-08-03 - Tags: centro de estudos avancados em economia aplicada cepea esalq algodao conab industria manufatureira

Inovação tecnológica das indústrias brasileiras é a maior em um ano
A proporção de indústrias brasileiras que realizaram algum tipo de inovação em processos ou produtos no 1º trimestre de 2018 foi de 45,9% e alcançou o melhor resultado em um ano. É o que aponta a Sondagem de Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) encomendada à Fundação Getúlio Vargas (FGV) e divulgada na quarta-feira (25).  2018-07-30 - Tags: sondagem de inovacao da agencia brasileira de desenvolvimento industrial guto ferreira abdi sondagem pesquisa e desenvolvimento

Senai lança programa indústria paulista mais competitiva
Para que as indústrias de São Paulo iniciem a transição para as práticas da quarta revolução industrial, alcançando o máximo de seu potencial e elevando a sua competitividade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP) criou o programa Indústria Paulista Mais Competitiva.  2018-07-27 - Tags: fiesp senai sp servico nacional de aprendizagem industrial lean manufacturing jose ricardo roriz coelho manufatura enxuta

Copa do Mundo e greve dos caminhoneiros tiveram impacto negativo no setor têxtil e de confecção
O impacto da greve dos caminhoneiros no setor e a influência da Copa do Mundo nas vendas do varejo foram temas abordados na segunda edição do Radar Abit, veiculado no canal de Ensino a Distância da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ead Abit).  2018-07-24 - Tags: radar abit renato jardim ead abit copa do mundo greve dos caminhoneiro

A estrutura da normalização como ferramenta no comércio
A família ISO – International Organization for Standardization é constituída por mais de 160 países membros, grandes e pequenos, desenvolvidos e em desenvolvimento, ricos e pobres, distribuídos ao redor do mundo. Sou um esportista e sei que nos esportes se ganha e se perde, entretanto com relação à normalização, o jogo é de vencer- vencer para todos os participantes.  2018-07-20 - Tags: international organization for standardization iso iec organizacoes regionais de normalizacao

Instituto de Inovação do Senai Cetiqt tem novo endereço no Rio
Com o objetivo de fomentar a interação entre universidade e empresas, o Senai Cetiqt vai transferir, em breve, o Instituto de Inovação em Biossintéticos de sua Unidade no Riachuelo, para o Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Ilha do Fundão, reconhecido polo de pesquisa e desenvolvimento nacional.  2018-07-06 - Tags: parque tecnologico da ufrj senai cetiqt instituto de inovacao em biossinteticos rafael lucchesi robson braga de andrade

Senai SP lança programa de competitividade para indústria
O Senai São Paulo lança no dia 26 de junho o Programa Indústria Paulista Mais Competitiva, que tem como objetivo promover o aumento da competitividade por meio de intervenções nas áreas produtivas das empresas, fornecendo assessoria tecnológica em três pontos estratégicos: Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), Eficiência Energética e Preparação para Indústria 4.0.  2018-06-25 - Tags: senai sao paulo programa industria paulista mais competitiva manufatura enxuta lean manufacturing

Baixa oferta faz preço do algodão aumentar no mercado brasileiro
Com a queda na oferta em 2016-17 e o ritmo lento da safra 2017-18, o preço do algodão aumentou no mercado brasileiro em maio. Entre 30 de abril e 30 de maio, o Índice de Algodão do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada CEPEA / ESALQ subiu 12,3%, fechando em R$3.741,00 em 30 de maio.  2018-06-21 - Tags: cepea algodao sinditec mercado bbm dados alta textil

ITMF mostra perfil de vendas de máquinas têxteis no mundo
A ITMF – Federação Internacional dos Fabricantes de Máquinas Têxteis informa que as vendas de filatórios para fibras curtas, fibras longas e máquinas open-end melhoraram muito entre 2016 e 2017, registrando crescimento de 21%, 46% e 24%, respectivamente. Os embarques de máquinas texturizadoras e teares também aumentaram 23% e 13%.  2018-06-08 - Tags: federacao internacional dos fabricantes de maquinas texteis itmf mercado relatorio itmss fiacao texturizacao tecelagem malharia circular malharia plana beneficiamento acabamento