Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Mercado têxtil busca produção sob demanda

Em 2017, o estado de Santa Catarina foi o terceiro maior em número de empregos formais criados no Brasil, com 629.396 postos na indústria de transformação, que representa 28,7% da economia catarinense. Desse total, o setor têxtil e de confecção empregou 162.845 trabalhadores em 9.243*estabelecimentos. De janeiro a setembro de 2018, seguiu registrando bom desempenho, com saldo positivo de 440 trabalhadores (2.355 admitidos e 1.915 dispensados), demonstrando a vitalidade da produção industrial, apesar da lenta recuperação econômica do país.

Esses dados, enviados pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), confirmam a importância do setor têxtil e de confecção na economia e na geração de empregos do estado, que, segundo o IBGE, está entre os mais desenvolvidos do Brasil, com PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 249 bilhões e população estimada em 7.075.494 habitantes.

O último dado disponível pela Fiesc revela que, em 2016, as vendas do setor superaram R$ 21,4 bilhões, um aumento de 7,02% em relação ao ano anterior, revelando capacidade de recuperação maior se comparada aos demais estados da Federação, após a estagnação dos últimos quatro anos. Referente à balança comercial, a Fiesc informa que, de janeiro a setembro de 2018, o setor exportou US$ 130,4 milhões em produtos têxteis como roupas de cama, mesa e banho, fitas de fios ou fibras e tecidos de malhas. No mesmo período, Santa Catarina importou cerca de US$ 1,2 bilhão em fios de fibras sintéticas descontínuas, fios de fibras artificiais, tecidos sintéticos e vestuários, especialmente casacos, saias, vestidos e camisas (feminino e masculino). Outa constatação é que o Vale do Itajaí continua sendo o principal polo têxtil de Santa Catarina, responsável por 57,50% dos empregos do setor, seguido da região norte do estado, com 20,12%. Todavia, observa-se uma mudança de perfil na produção, em termos de contratação de trabalhadores, que há alguns anos era liderada pela malharia tubular, confecção infantil e beneficiadora de tecidos. Segundo a Fiesc, os maiores crescimentos em número de empregados (2014 a 2017) aconteceram na indústria da confecção de roupas profissionais, na tecelagem com fios de fibras artificiais e sintética, na fabricação de meias e na produção de artefatos de cordoaria. Com tradição empreendedora, herdada dos imigrantes europeus que colonizaram a região no século XIX, o industrial têxtil catarinense também tem atraído empresas da área de impressão digital, que buscam o mercado para instalar novas tecnologias.

A oferta de fios têxteis em Santa Catarina também vem crescendo, especialmente em Botuverá, localizada próximo a cidades pro- dutoras como Blumenau e Brusque. Segundo a Fiesc, o PIB do município é da ordem de R$ 226,3 milhões, sendo que a indústria responde por 60,13%, o setor de serviços por 37,12% e a agropecuária por apenas 2,75%. Porém, no acumulado de janeiro a outubro de 2018, o setor têxtil foi impulsionado pelas importações, que registraram aumento de 94,7% frente ao mesmo período do ano anterior. Os principais produtos importados foram fios de fibras sintéticas descontínuas, máquinas para fiação, fios com pelo menos 85% de algodão em sua composição, fios de filamentos sintéticos, além de veludos e pelúcias de malha.

Feira Positiva

Com o crescente interesse em tornar a produção têxtil mais eficiente, lucrativa e sustentável, usando-se o mínimo de recursos naturais e optando-se por produtos e processos químicos menos agressivos ao ambiente, a Febratex 2018, maior feira de negócios para a indústria têxtil e de confecção da América do Sul, realizada em agosto, em Blumenau, teve a estamparia digital como um dos destaques de sua 16ª edição. O evento recebeu público recorde, que conferiu as principais inovações tecnológicas para o setor, apresentadas por mais de 2.400 marcas nacionais e internacionais. Segundo Helvio Pompeo Madeira, diretor-presidente da FCEM - Febratex Group organizadora da feira, foram distribuídos 51.786 crachás de visitantes, e a expectativa é de que o volume de negócios supere o da edição de 2016, que foi da ordem de R$ 1,6 bilhão. “O saldo foi extremamente positivo para expositores e visitantes em busca de bons negócios e de informações atualizadas sobre o mercado. A rede hoteleira e de turismo de Blumenau teve 100% de ocupação no período, mostrando a importância da Febratex para a cadeia produtiva têxtil na América Latina e para a região do Vale do Itajaí, um dos principais polos têxteis do Brasil.”

Estratégias Sustentáveis

“Nossa competividade vem da tecnologia do produto. Temos que ter responsabilidade na produção, pois o mundo exige transparência e ética das empresas”, disse Marcel Imaizumi, diretor de operações da Vicunha Têxtil, maior indústria têxtil da América Latina, com quatro fábricas no Brasil, uma no Equador e uma na Argentina. Com produção estimada em 180 milhões de metros de tecido/ano, suficientes para a confecção de 160 milhões de pares de calças jeans, a empresa emprega 7.500 colaboradores diretos e consome 100 mil toneladas de algodão por ano, o que representa 5% da produção nacional de fibras. O alerta de Marcel foi feito durante palestra no Fórum Febratex de Informação, evento paralelo à feira, quando falou sobre as vantagens do conceito Eco Cycle (sustainable denim), implantado na Vicunha há quatro anos e baseado em processos mais racionais e limpos, desperdício zero e redução de consumo de água. Segundo ele, a indústria têxtil precisa influenciar as marcas a adotarem a sustentabilidade como ação integrada de toda a cadeia têxtil, envolvendo o varejo até chegar ao consumidor. Para Marcel Imaizumi, à luz da tendência futura, a mera reciclagem de roupas, tecidos e artefatos têxteis não será suficiente para conter os danos ambientais, pois o “estrago” já foi feito antes, na produção. Por isso, ele defende que a sustentabilidade seja uma responsabilidade de toda a cadeia de valor, e não apenas do fabricante.

Jefferson Zomignan, um dos sócios fundado- res da Werken Química, diz que a exigência de produção limpa, redução no consumo de água, energia e carga química está desafiando a indústria mundial a rever os processos tradi- cionais de beneficiamento têxtil. “Isso implica em desenvolver produtos biodegradáveis e, ao mesmo tempo, de alto desempenho, através da introdução de micropartículas que modifiquem a estrutura dos materiais. Já existe, por exemplo, fibras sintéticas que se degradam no ambiente em menos de cinco anos, enquanto o plástico tradicional leva mais de 100 anos para se decompor na natureza.” Ele diz que o tingimento é uma área em transformação. “O plasma já pode substituir a água nos processos de tratamento químico. Por exemplo, pode-se fazer purga e alvejamento de superfície com uso do plasma. No campo da coloração, a tecnologia de pulverização foi refinada, e hoje é possível aplicar cores via vaporização com a água a 40 graus. A estamparia digital também tende a substituir o tingimento, realizando a cor chapada no lado direito do tecido, mantendo a parte interna (avesso) sem cor, que é, aliás, desnecessária”, exemplifica. Outra novidade vem nos acabamentos químicos fluorados, que conferem repelência a água, óleo, manchas, etc., mas cuja utilização do átomo de carbono C8 no composto foi vetada por ser cancerígeno. Substituído por C6, foi possível produzir um subproduto chamado PFHA (ácido perfluoro- hexanóico), que, segundo os cientistas, é 40 vezes menos bioacumulativo que o PFOA e considerado ambientalmente correto.

Jefferson Zomignan aproveitou a exposição na Febratex para divulgar o Werken Ecodyeing, processo com corante reativo sem sal, para tingimento de fibras naturais e artificiais. “Só a demanda muda o sistema de operação da indústria”, acrescenta.

Impressão Têxtil

Além do jeanswear, outro segmento que busca alternativas para se alinhar à demanda por sustentabilidade é a indústria da moda, que vem sendo pressionada pela nova geração de consumidores, mais suscetíveis às questões ambientais. A impressão digital têxtil tem despertado o interesse das marcas, justamente pela diferenciação, rapidez no desenvolvimento de produto e resposta rápida à demanda. As máquinas de impressão direta têm alcançado mais velocidade de produção, combinação ilimitada de cores e estampas e maior resolução de imagem, de 1.200 x 600 dpi até 1.200 x 1.200 dpi. “Uma das exigências da tecnologia de estamparia digital direta é a durabilidade das cabeças de impressão e o uso de tintas base água com descargas a partir de 12 picolitros. É recomendável também que os injetores fiquem situados a uma distância entre 4 e 5 mm da superfície do substrato, reduzindo o risco de desgaste precoce do sistema”, explica José Clarindo de Macedo, diretor da Sintequímica e especialista em estamparia convencional e digital. Macedo diz que é imprevisível o que vai acon- tecer no futuro da impressão têxtil, mas que, seguramente, é uma tecnologia que tornará disruptivo o enobrecimento têxtil. Vislumbra-se o desenvolvimento de novas tintas, a evolução do passo único e a combinação de sistemas de estampar rotativo e digital, num equipamento híbrido que permite a aplicação de efeitos especiais como foil, corrosivos e glitter, ainda limitados no processo digital. Segundo Macedo, as máquinas mais difundidas no mercado são do tipo scanning, em que a cabeça de impressão se move enquanto o tecido permanece fixo. No sistema single pass mais avançado, similar à estamparia rotativa, o cabeçote é fixo e o tecido se move. Nesse modelos, já é possível imprimir 100 metros por minuto. A Sintequímica é uma empresa que está no mercado há 65 anos, produzindo pigmento à base de água com selo EcoTex, marca Sinterdye só para estamparia convencional. “Estamos em processo de estudo para aplicação desses corantes na impressão digital”, anuncia Macedo, que trouxe a estamparia digital para o Brasil há 20 anos.

De acordo com a RAIS 2017 e CNAE 2.0, existem 9.243 indústrias nas atividades de “Preparação e Fiação de Fibras Têxteis”, Tecelagem, Exceto Malha”, Fabricação de Tecidos de Malha”, Acabamentos em Fios, Tecidos e Artefatos Têxteis”, Fabricação de Artefatos Têxteis”, Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios e Fabricação de Artigos de Malharia e Tricotagem”. O número total de estabelecimentos industriais sediados em Santa Catarina em 2014 era de 52.125. Com a crise, caiu para 50.031 em 2017, segundo a Fiesc.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição por: Marcia Mariano
Textília Têxteis Interamericanos - edição 110.

Data de publicação: 05/11/2018

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Ernesto Maurer é nomeado novo presidente da Cematex
Ernesto Maurer foi nomeado novo presidente da Cematex, Comitê Europeu de Fabricantes de Máquinas Têxteis, seu mandato de quatro anos abrange três grandes eventos de tecnologia têxtil programados para a Europa e Ásia. Maurer foi eleito na Assembleia Geral da Cematex, em 12 de junho.  2020-06-26 - Tags: itma asia citme itma cematex ernesto maurer industria textil xangai charles bauduin

Para todos membros da comunidade do algodão
Com todo o mundo preso a pandemia do COVID-19, é difícil de ver uma luz no fim do túnel - e o momento quando o vírus será derrotado e vida poder voltar ao normal. Mas há um evento importante no horizonte que marcará o começo da recuperação do algodão reunindo o mundo global do algodão e indústria têxtil e mostrando aos consumidores em todas as partes porque o algodão é a fibra natural mais importante do mundo.  2020-06-01 - Tags: pandemia covid 19 algodao dia mundial do algodao international cotton advisory committee

Cematex elege seu novo secretário geral permanente
Cornelia Buchwalder foi eleita, no dia 12 se março, como novo secretário general pelo Cematex - Comitê Europeu de Fabricantes de Maquinas Têxteis. Ela atuava como interina desde junho de 2019, após aposentadoria de Maria Avery, e agora terá posição permanente no comitê. Buchwalder tem grande conhecimento do setor global de equipamentos têxteis, após ter administrado a Associação Suíça de Maquinas Têxteis desde 2013.  2020-04-03 - Tags: cornelia buchwalder cematex maria avery itma asia citme zurique

Feiras internacionais impulsionam negócios de empresas têxteis brasileiras
Só em 2020 mais de 40 marcas brasileiras estiveram na Colombiatex, uma das principais feiras do segmento na América Latina. A Censi Máquinas, de Gaspar (SC), foi uma das empresas que colheu bons resultados a partir da estratégia de exposição.  2020-03-12 - Tags: colombiatex censi maquinas evandro spengler tagpress america latina abit

Setor de nãotecidos mostra pequeno crescimento em 2019
A produção brasileira de nãotecidos cresceu 0,4% em 2019, em relação ao ano anterior, alcançando 277,6 mil toneladas. Em 2018, o setor produziu 276,5 mil toneladas. Os números de produção de 2018 e 2019 foram impactados pela redução nas exportações e um aumento nas importações de nãotecidos.  2020-03-10 - Tags: associacao brasileira da industria de naotecidos e tecidos tecnicos abint carlos eduardo benatto naotecidos industria brasileira de naotecidos

Importações de bens de capital encerram o ano com alta de 30%
O volume de importações de bens de capital no Brasil encerrou 2019 com alta de 30% e movimentação de 37,4 bilhões de dólares, segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei).  2020-01-07 - Tags: abimei maquinas equipamentos tendencia categoria transporte industria

Desaceleração econômica global está afetando consumo de algodão
Ainda que as projeções de aumento do consumo para a próxima safra se mantenham, o fato é que os indicadores econômicos, que apontam uma desaceleração da economia mundial e contínuos conflitos comerciais, estão interrompendo a série de bons resultados prolongados da indústria algodoeira.  2019-12-18 - Tags: icac algodao algodoeira industria queda internacional

Perspectivas e desafios para a cadeia de valor
O avanço ao novo mundo digital está promovendo uma disrupção nos negócios do setor têxtil e de vestuário.  2019-12-05 - Tags: ibge mercado joao paulo cunha locomotiva brasil cadeia de valor

Indústria têxtil baiana é a primeira do país a conquistar rótulo ecológico ABNT
Chancelada em outubro pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a empresa local Polo Salvador é a primeira indústria têxtil do Brasil a conquistar o "Rótulo Ecológico", um selo comprovador de que uma organização está preocupada com questões ambientais e adota medidas para reduzir os impactos causados ao meio ambiente pelos processos industriais.  2019-11-22 - Tags: abnt recursos meio ambiente rotulo industria textil bahiana bahia.

GQM inaugura central de vendas no Rio de Janeiro
A paulista Global Química & Moda (GQM) iniciou 2019 com um objetivo muito claro: expandir seus negócios através de unidades parceiras espalhadas por regiões estratégicas no país. Ao todo, a marca pretende inaugurar cinco centrais de vendas.  2019-11-11 - Tags: gqm 2019 quimica rio de janeiro vendas portfolio regionalizacao

Instituto de Inovação do Senai Cetiqt passa a funcionar no Parque Tecnológico da UFRJ
As novas instalações do Instituto de Inovação em Biossintéticos e Fibras do SENAI CETIQT, no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), serão inauguradas nesta sexta-feira (08/11), às 10h.  2019-11-08 - Tags: senai cetiqt parque tecnologico ufrj inovaçao instituto biossinteticos fibras

Países de baixo custo da Ásia lideram produção mundial de artigos de malhas
Relatório de outubro, publicado na edição 199 do Textile Outlook, a partir das informações globais da empresa Textiles Intelligence, mostra que o mercado internacional de artigos de malha está se transformando à medida que os importadores dos principais centros de consumo, como EUA e União Europeia, mudam suas fontes para produtores de baixo custo de países emergentes na Ásia.  2019-10-28 - Tags: textile outlook textiles intelligence asia produtividade turquia exportacao

The Lycra Company lança tecnologia Lycra® EcoMade
A The Lycra Company, fornecedora líder de soluções em fios e tecnologias para as indústrias globais de vestuário e cuidados pessoais, irá exibir seus produtos mais recentes para o mercado de Denim, na Kingpins Amsterdã, que acontece nos dias 23 e 24 de outubro.  2019-10-24 - Tags: lycra company denim kingpins amsterda planet agenda ecomade

Frente Parlamentar Têxtil paulista promete lutar pela valorização do setor
“O setor têxtil é importante para o nosso estado, por isso temos que apoia-lo”. Esta foi a tônica dos discursos proferidos durante a instalação da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento do Setor Têxtil e de Confecção do Estado de São Paulo, realizada no dia 3 de outubro, na Assembleia Legislativa.  2019-10-11 - Tags: setor textil paulista frente parlamentar assembleia legislativa sinditec sinditextil sp sindivestuario

Monforts celebra conquistas de seus clientes com publicações
Monforts, um dos principais fabricantes alemães de máquinas têxteis do mundo, lançou a primeira edição do Monforts World of European Textiles (Mundo dos Têxteis Europeus da Monforts), apresentando uma série de empresas de vanguarda na Europa, que atendem a uma ampla gama de mercado final.  2019-08-01 - Tags: monforts world of european textiles monforts world of denim itma 2019 fios contínuos cyd

Plataforma mundial B2B de pesquisa online para o mercado têxtil
GoSourcing365 é uma plataforma exclusiva B2B de pesquisa global baseada nos EUA para networking com Fabricantes e Fornecedores internacionais de Fios, Tecidos, Vestuário, Acabamentos, Acessórios, Corantes e Produtos Químicos.  2019-06-10 - Tags: gosourcing365 plataforma global de pesquisa b2b b2b networking

Audaces estrutura internacionalização com novo diretor
“Hoje, não é apenas idealizar em um produto simplesmente, é preciso criar o modelo de negócio com gestão e foco no cliente além de pessoas buscando melhoria contínua. É isso que torna uma empresa inovadora”.  2019-06-05 - Tags: audaces internacionalizaçao diretor matheus diogo fagundes lingerie claudio grando ricardo cunha

Vicunha reforça seu posicionamento sustentável
Vicunha Têxtil e Movimento Ecoera criam projeto para mapear impacto ambiental do uso da água na produção de jeans no Brasil. Com mais de 50 anos de mercado, a Vicunha é líder mundial na produção de tecidos índigos e brins, sendo referência no segmento jeanswear.  2019-06-05 - Tags: pegada hidrica vicunha sustentavel agua water footprint foundation informacao

Minas Trend reforça projeção nacional
Com novos expositores da indústria têxtil e do segmento de cosméticos, o evento se consolida como maior salão de negócios de moda da América Latina. A 24º edição do Minas Trend, realizada de 9 a 12 de abril em Belo Horizonte, abriu espaço para o setor de beleza e cosméticos que veio somar-se aos expositores da cadeia da moda como vestuário, calçados, bolsas e acessórios.  2019-06-05 - Tags: minas trend perfil industria sinergia presença textil expominas

ABNT realizará evento de lançamento da nova ABNT NBR ISO 19011
No dia 24 de maio, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) realizará em suas instalações em São Paulo, o evento de lançamento da nova versão da norma ABNT NBR ISO 19011:2018 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão.  2019-05-17 - Tags: associacao brasileira de normas tecnicas abnt comite brasileiro da qualidade abnt nbr iso 19011