Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Indústria brasileira precisa se digitalizar com urgência

De 24 setores da indústria brasileira, 14 precisam adotar com urgência estratégias de digitalização para se tornarem internacionalmente competitivos. É o que relata o mais recente estudo da CNI – Confederação Nacional da Indústria, apresentado durante o III Fórum de Manufatura, realizado nos dias 19 e 20 de março, em São Paulo. O setor têxtil/vestuário está entre os mais vulneráveis, ao lado de calçados, químicos, máquinas e equipamentos, entre outros.

Aos que ainda não se convenceram de que a "Manufatura Avançada" não é futurismo ou ficção, o gerente de política industrial da CNI, João Emilio Gonçalves, alerta: "A chegada da Indústria 4.0 será muito mais rápida do que todas as revoluções industriais anteriores. Por essa razão, as principais nações industrializadas do mundo já inseriram a manufatura avançada no centro de suas estratégias de política industrial, visando aumentar sua competitividade. O Brasil precisa com urgência se adequar a essa realidade, pois sua capacidade de competir internacionalmente dependerá desta transformação". O executivo participou do Painel de Abertura do Fórum, que abordou as perspectivas econômicas, de mercado e tecnológica para a retomada da indústria brasileira nos próximos anos.

Nova fronteira

Durante a plenária, que reuniu cerca de 200 empresários, executivos e profissionais de diversas áreas, o debate gerou em torno da Indústria 4.0, nova fronteira da produção industrial que tornará a forma de como se produz hoje totalmente obsoleta em poucos anos. As principais tecnologias envolvidas nesta revolução são: internet das coisas (IoT), robótica, impressão 3D, big data, computação na nuvem, inteligência artificial e sistemas de simulação virtual. Segundo o estudo da CNI, a principal diferença em relação às demais revoluções industriais pelas quais o mundo já passou, está na velocidade das transformações produzidas pela digitalização.

É bom lembrar que a primeira revolução, a 1.0, começou a cerca de 230 anos, quando James Watt inventou a máquina à vapor que, curiosamente, deu um grande impulso à indústria têxtil no século 18, que passou a ser mecanizada. A segunda revolução, a 2.0, aconteceu no início do século 20, com a introdução da linha de montagem, que permitiu a produção padronizada em escala, e a revolução 3.0 aconteceu a partir da década de 1970, com a introdução do CNC (Comando Numérico Computadorizado) nos centros de usinagem e máquinas automatizadas. Agora, a indústria 4.0, cujo conceito surgiu em 2011 na Alemanha, propõe informatizar as fábricas, promovendo uma integração horizontal na produção. Isto é possível graças à integração das tecnologias avançadas (já citadas) que permitirá, por exemplo, que máquinas "conversem" com máquinas ao longo das operações industriais, enxugando etapas de processo, eliminando retrabalho e intervenção humana e possibilitando uma perspectiva inimaginável para o desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Gargalos para implantação

A pesquisa da CNI, realizada com 2.225 empresas de todos os portes entre 4 e 13 de janeiro de 2016, identificou o uso das tecnologias digitais em diferentes estágios da cadeia industrial. Segundo o relatório: "A maior parte dos esforços feitos pela indústria no Brasil está na fase dos processos industriais. Setenta e três por cento das que afirmaram usar, ao menos, uma tecnologia digital o fazem na etapa de processos. Outras 47% utilizam na etapa de desenvolvimento da cadeia produtiva e apenas 33% em novos produtos e novos negócios".

O principal motivo para as indústrias buscarem tecnologias digitais está no aumento da eficiência, já que em geral, de acordo com a pesquisa da CNI, a indústria brasileira apresenta produtividade inferior à média internacional e baixa inserção no comércio exterior. "Dado o gap de produtividade atual, muitos setores sofrerão cada vez mais com a concorrência internacional, por isso, a adoção da digitalização é fundamental", enfatiza João Emílio Gonçalves, gerente de política industrial da CNI.

Porém, o problema não está só na deficiência da indústria, mas também na falta de ações do governo para liderar uma Agenda de Inovação e Competitividade. "No Brasil, há muita dificuldade para se coordenar ações de governo. É preciso uma política industrial que dê suporte à indústria para que ela possa crescer e inovar", destacou Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, acrescentando que a instituição possui programas de cooperação que apoiam as empresas na área de Pesquisa e Desenvolvimento para criação de produtos e processos inovadores. "Em 20 anos já atendemos 1.200 empresas sendo que em 2017, aumentou significativamente o número de startups com foco em manufatura avançada e big data". Segundo ele, hoje existem 12 propostas sobre manufatura avançada, solicitadas pela indústria paulista. "Nós sugerimos que as empresas se organizem em consórcio e façam parcerias com centros acadêmicos para viabilizarem os projetos, mas, diferentemente de outros países, no Brasil temos poucas iniciativas consorciadas".

O Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) e o Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) desembolsaram, em 2015, mais de R$ 118 milhões em fomento para empresas. Além de poucos recursos para investimento em pesquisa e inovação, e da falta de cultura associativa para viabilizar novos projetos, a indústria brasileira ainda enfrenta o maior dos desafios: a falta de infraestrutura para implantação da indústria 4.0. Para os especialistas que participaram do Fórum, a carência abrange desde a baixa escolaridade, falta de profissionais especializados no mercado e dificuldades das telecomunicações no País, afinal, sem internet rápida e acessível, fica difícil pensar em "internet das coisas".

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Marcia Mariano

Data de publicação: 23/03/2018

Conteúdo relacionado


Cematex elege seu novo secretário geral permanente
Cornelia Buchwalder foi eleita, no dia 12 se março, como novo secretário general pelo Cematex - Comitê Europeu de Fabricantes de Maquinas Têxteis. Ela atuava como interina desde junho de 2019, após aposentadoria de Maria Avery, e agora terá posição permanente no comitê. Buchwalder tem grande conhecimento do setor global de equipamentos têxteis, após ter administrado a Associação Suíça de Maquinas Têxteis desde 2013.  2020-04-03 - Tags: cornelia buchwalder cematex maria avery itma asia citme zurique

Feiras internacionais impulsionam negócios de empresas têxteis brasileiras
Só em 2020 mais de 40 marcas brasileiras estiveram na Colombiatex, uma das principais feiras do segmento na América Latina. A Censi Máquinas, de Gaspar (SC), foi uma das empresas que colheu bons resultados a partir da estratégia de exposição.  2020-03-12 - Tags: colombiatex censi maquinas evandro spengler tagpress america latina abit

Setor de nãotecidos mostra pequeno crescimento em 2019
A produção brasileira de nãotecidos cresceu 0,4% em 2019, em relação ao ano anterior, alcançando 277,6 mil toneladas. Em 2018, o setor produziu 276,5 mil toneladas. Os números de produção de 2018 e 2019 foram impactados pela redução nas exportações e um aumento nas importações de nãotecidos.  2020-03-10 - Tags: associacao brasileira da industria de naotecidos e tecidos tecnicos abint carlos eduardo benatto naotecidos industria brasileira de naotecidos

Importações de bens de capital encerram o ano com alta de 30%
O volume de importações de bens de capital no Brasil encerrou 2019 com alta de 30% e movimentação de 37,4 bilhões de dólares, segundo um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos Industriais (Abimei).  2020-01-07 - Tags: abimei maquinas equipamentos tendencia categoria transporte industria

Desaceleração econômica global está afetando consumo de algodão
Ainda que as projeções de aumento do consumo para a próxima safra se mantenham, o fato é que os indicadores econômicos, que apontam uma desaceleração da economia mundial e contínuos conflitos comerciais, estão interrompendo a série de bons resultados prolongados da indústria algodoeira.  2019-12-18 - Tags: icac algodao algodoeira industria queda internacional

Perspectivas e desafios para a cadeia de valor
O avanço ao novo mundo digital está promovendo uma disrupção nos negócios do setor têxtil e de vestuário.  2019-12-05 - Tags: ibge mercado joao paulo cunha locomotiva brasil cadeia de valor

Indústria têxtil baiana é a primeira do país a conquistar rótulo ecológico ABNT
Chancelada em outubro pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), a empresa local Polo Salvador é a primeira indústria têxtil do Brasil a conquistar o "Rótulo Ecológico", um selo comprovador de que uma organização está preocupada com questões ambientais e adota medidas para reduzir os impactos causados ao meio ambiente pelos processos industriais.  2019-11-22 - Tags: abnt recursos meio ambiente rotulo industria textil bahiana bahia.

GQM inaugura central de vendas no Rio de Janeiro
A paulista Global Química & Moda (GQM) iniciou 2019 com um objetivo muito claro: expandir seus negócios através de unidades parceiras espalhadas por regiões estratégicas no país. Ao todo, a marca pretende inaugurar cinco centrais de vendas.  2019-11-11 - Tags: gqm 2019 quimica rio de janeiro vendas portfolio regionalizacao

Instituto de Inovação do Senai Cetiqt passa a funcionar no Parque Tecnológico da UFRJ
As novas instalações do Instituto de Inovação em Biossintéticos e Fibras do SENAI CETIQT, no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), serão inauguradas nesta sexta-feira (08/11), às 10h.  2019-11-08 - Tags: senai cetiqt parque tecnologico ufrj inovaçao instituto biossinteticos fibras

Países de baixo custo da Ásia lideram produção mundial de artigos de malhas
Relatório de outubro, publicado na edição 199 do Textile Outlook, a partir das informações globais da empresa Textiles Intelligence, mostra que o mercado internacional de artigos de malha está se transformando à medida que os importadores dos principais centros de consumo, como EUA e União Europeia, mudam suas fontes para produtores de baixo custo de países emergentes na Ásia.  2019-10-28 - Tags: textile outlook textiles intelligence asia produtividade turquia exportacao

The Lycra Company lança tecnologia Lycra® EcoMade
A The Lycra Company, fornecedora líder de soluções em fios e tecnologias para as indústrias globais de vestuário e cuidados pessoais, irá exibir seus produtos mais recentes para o mercado de Denim, na Kingpins Amsterdã, que acontece nos dias 23 e 24 de outubro.  2019-10-24 - Tags: lycra company denim kingpins amsterda planet agenda ecomade

Frente Parlamentar Têxtil paulista promete lutar pela valorização do setor
“O setor têxtil é importante para o nosso estado, por isso temos que apoia-lo”. Esta foi a tônica dos discursos proferidos durante a instalação da Frente Parlamentar para o Desenvolvimento do Setor Têxtil e de Confecção do Estado de São Paulo, realizada no dia 3 de outubro, na Assembleia Legislativa.  2019-10-11 - Tags: setor textil paulista frente parlamentar assembleia legislativa sinditec sinditextil sp sindivestuario

Monforts celebra conquistas de seus clientes com publicações
Monforts, um dos principais fabricantes alemães de máquinas têxteis do mundo, lançou a primeira edição do Monforts World of European Textiles (Mundo dos Têxteis Europeus da Monforts), apresentando uma série de empresas de vanguarda na Europa, que atendem a uma ampla gama de mercado final.  2019-08-01 - Tags: monforts world of european textiles monforts world of denim itma 2019 fios contínuos cyd

Plataforma mundial B2B de pesquisa online para o mercado têxtil
GoSourcing365 é uma plataforma exclusiva B2B de pesquisa global baseada nos EUA para networking com Fabricantes e Fornecedores internacionais de Fios, Tecidos, Vestuário, Acabamentos, Acessórios, Corantes e Produtos Químicos.  2019-06-10 - Tags: gosourcing365 plataforma global de pesquisa b2b b2b networking

Audaces estrutura internacionalização com novo diretor
“Hoje, não é apenas idealizar em um produto simplesmente, é preciso criar o modelo de negócio com gestão e foco no cliente além de pessoas buscando melhoria contínua. É isso que torna uma empresa inovadora”.  2019-06-05 - Tags: audaces internacionalizaçao diretor matheus diogo fagundes lingerie claudio grando ricardo cunha

Vicunha reforça seu posicionamento sustentável
Vicunha Têxtil e Movimento Ecoera criam projeto para mapear impacto ambiental do uso da água na produção de jeans no Brasil. Com mais de 50 anos de mercado, a Vicunha é líder mundial na produção de tecidos índigos e brins, sendo referência no segmento jeanswear.  2019-06-05 - Tags: pegada hidrica vicunha sustentavel agua water footprint foundation informacao

Minas Trend reforça projeção nacional
Com novos expositores da indústria têxtil e do segmento de cosméticos, o evento se consolida como maior salão de negócios de moda da América Latina. A 24º edição do Minas Trend, realizada de 9 a 12 de abril em Belo Horizonte, abriu espaço para o setor de beleza e cosméticos que veio somar-se aos expositores da cadeia da moda como vestuário, calçados, bolsas e acessórios.  2019-06-05 - Tags: minas trend perfil industria sinergia presença textil expominas

ABNT realizará evento de lançamento da nova ABNT NBR ISO 19011
No dia 24 de maio, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) realizará em suas instalações em São Paulo, o evento de lançamento da nova versão da norma ABNT NBR ISO 19011:2018 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão.  2019-05-17 - Tags: associacao brasileira de normas tecnicas abnt comite brasileiro da qualidade abnt nbr iso 19011

The LYCRA Company inaugura centro avançado de inovação têxtil na China
A LYCRA Company, fornecedora líder de soluções em fibra e tecnologia para as indústrias globais de vestuário e cuidados pessoais, anunciou hoje que abrirá oficialmente seu novo Centro Avançado de Inovação Têxtil (ATIC) no dia 16 de maio, em Nanhai, na China. O novo laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), de 4.500 metros quadrados, representa um aumento significativo nos recursos globais de P&D da empresa, que possui sua base nos EUA.  2019-05-17 - Tags: the lycra company atic laboratorio de pesquisa e desenvolvimento fio lycra bob kirkwood apparel & advanced textiles da invista

Presidente do Sintex comenta sobre dificuldades do setor têxtil catarinense
No primeiro trimestre deste ano, de janeiro a março, as exportações do setor têxtil catarinense ocuparam o posto de vice-liderança nacional, contabilizando cerca de US$ 41,6 milhões de dólares, ficando atrás apenas de São Paulo. No entanto, o fato ainda não é motivo para comemoração.  2019-05-10 - Tags: sintex setor textil catarinense blumenau vestuario renato valim exportacoes