Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Indústria brasileira precisa se digitalizar com urgência

De 24 setores da indústria brasileira, 14 precisam adotar com urgência estratégias de digitalização para se tornarem internacionalmente competitivos. É o que relata o mais recente estudo da CNI – Confederação Nacional da Indústria, apresentado durante o III Fórum de Manufatura, realizado nos dias 19 e 20 de março, em São Paulo. O setor têxtil/vestuário está entre os mais vulneráveis, ao lado de calçados, químicos, máquinas e equipamentos, entre outros.

Aos que ainda não se convenceram de que a "Manufatura Avançada" não é futurismo ou ficção, o gerente de política industrial da CNI, João Emilio Gonçalves, alerta: "A chegada da Indústria 4.0 será muito mais rápida do que todas as revoluções industriais anteriores. Por essa razão, as principais nações industrializadas do mundo já inseriram a manufatura avançada no centro de suas estratégias de política industrial, visando aumentar sua competitividade. O Brasil precisa com urgência se adequar a essa realidade, pois sua capacidade de competir internacionalmente dependerá desta transformação". O executivo participou do Painel de Abertura do Fórum, que abordou as perspectivas econômicas, de mercado e tecnológica para a retomada da indústria brasileira nos próximos anos.

Nova fronteira

Durante a plenária, que reuniu cerca de 200 empresários, executivos e profissionais de diversas áreas, o debate gerou em torno da Indústria 4.0, nova fronteira da produção industrial que tornará a forma de como se produz hoje totalmente obsoleta em poucos anos. As principais tecnologias envolvidas nesta revolução são: internet das coisas (IoT), robótica, impressão 3D, big data, computação na nuvem, inteligência artificial e sistemas de simulação virtual. Segundo o estudo da CNI, a principal diferença em relação às demais revoluções industriais pelas quais o mundo já passou, está na velocidade das transformações produzidas pela digitalização.

É bom lembrar que a primeira revolução, a 1.0, começou a cerca de 230 anos, quando James Watt inventou a máquina à vapor que, curiosamente, deu um grande impulso à indústria têxtil no século 18, que passou a ser mecanizada. A segunda revolução, a 2.0, aconteceu no início do século 20, com a introdução da linha de montagem, que permitiu a produção padronizada em escala, e a revolução 3.0 aconteceu a partir da década de 1970, com a introdução do CNC (Comando Numérico Computadorizado) nos centros de usinagem e máquinas automatizadas. Agora, a indústria 4.0, cujo conceito surgiu em 2011 na Alemanha, propõe informatizar as fábricas, promovendo uma integração horizontal na produção. Isto é possível graças à integração das tecnologias avançadas (já citadas) que permitirá, por exemplo, que máquinas "conversem" com máquinas ao longo das operações industriais, enxugando etapas de processo, eliminando retrabalho e intervenção humana e possibilitando uma perspectiva inimaginável para o desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Gargalos para implantação

A pesquisa da CNI, realizada com 2.225 empresas de todos os portes entre 4 e 13 de janeiro de 2016, identificou o uso das tecnologias digitais em diferentes estágios da cadeia industrial. Segundo o relatório: "A maior parte dos esforços feitos pela indústria no Brasil está na fase dos processos industriais. Setenta e três por cento das que afirmaram usar, ao menos, uma tecnologia digital o fazem na etapa de processos. Outras 47% utilizam na etapa de desenvolvimento da cadeia produtiva e apenas 33% em novos produtos e novos negócios".

O principal motivo para as indústrias buscarem tecnologias digitais está no aumento da eficiência, já que em geral, de acordo com a pesquisa da CNI, a indústria brasileira apresenta produtividade inferior à média internacional e baixa inserção no comércio exterior. "Dado o gap de produtividade atual, muitos setores sofrerão cada vez mais com a concorrência internacional, por isso, a adoção da digitalização é fundamental", enfatiza João Emílio Gonçalves, gerente de política industrial da CNI.

Porém, o problema não está só na deficiência da indústria, mas também na falta de ações do governo para liderar uma Agenda de Inovação e Competitividade. "No Brasil, há muita dificuldade para se coordenar ações de governo. É preciso uma política industrial que dê suporte à indústria para que ela possa crescer e inovar", destacou Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, acrescentando que a instituição possui programas de cooperação que apoiam as empresas na área de Pesquisa e Desenvolvimento para criação de produtos e processos inovadores. "Em 20 anos já atendemos 1.200 empresas sendo que em 2017, aumentou significativamente o número de startups com foco em manufatura avançada e big data". Segundo ele, hoje existem 12 propostas sobre manufatura avançada, solicitadas pela indústria paulista. "Nós sugerimos que as empresas se organizem em consórcio e façam parcerias com centros acadêmicos para viabilizarem os projetos, mas, diferentemente de outros países, no Brasil temos poucas iniciativas consorciadas".

O Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) e o Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) desembolsaram, em 2015, mais de R$ 118 milhões em fomento para empresas. Além de poucos recursos para investimento em pesquisa e inovação, e da falta de cultura associativa para viabilizar novos projetos, a indústria brasileira ainda enfrenta o maior dos desafios: a falta de infraestrutura para implantação da indústria 4.0. Para os especialistas que participaram do Fórum, a carência abrange desde a baixa escolaridade, falta de profissionais especializados no mercado e dificuldades das telecomunicações no País, afinal, sem internet rápida e acessível, fica difícil pensar em "internet das coisas".

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Marcia Mariano

Data de publicação: 23/03/2018

Conteúdo relacionado


Freudenberg mantém sucesso estratégico e operacional
O grupo mundial de tecnologia Freudenberg continuou com seu bom desenvolvimento dos negócios em 2018 mesmo em um ambiente instável e difícil e registrou um sólido crescimento orgânico de 4,3%. Incluindo os efeitos de aquisições e desinvestimentos, implicações significativas de taxa de câmbio negativa e dos efeitos da nova regra contábil IFRS 15, as vendas aumentaram 1,2% em relação ao ano anterior.  2019-04-22 - Tags: grupo freudenberg naotecidos cidadania corporativa america do sul alexandre bicalho freudenberg

Inovação é tema essencial e urgente para empresas
Para traçar o perfil e a percepção dos empreendedores sobre inovação e necessidades de investimento, a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP) apresenta os resultados da sua pesquisa "Investimentos e Inovação – 2019". Realizada entre os dias 4 e 12 de fevereiro, a pesquisa contou com 4.228 participantes de todo o Estado de São Paulo e traz apontamentos importantes sobre o tema.  2019-04-11 - Tags: desenvolve sp agencia de desenvolvimento paulista rafael bergamaschi inovacao empresas empreendedores economia criativa

Setor Têxtil: concurso levará jovem talento à Europa
Buscando fortalecer a imagem do setor têxtil como portador de futuro, além de apoiar e reconhecer talentos genuínos, o Sinditêxtil-SP lançou o “Prêmio Sinditêxtil-SP Profissional do Futuro”. A premiação irá conceder um estágio de um mês na conceituada Universidade Politécnica de Catalunya (UPC), na Espanha.  2019-04-04 - Tags: luiz arthur pacheco sinditextil sp universidade politecnica de catalunya adatex premio profissional do futuro engenharia textil

GQM inaugura Central de Vendas em Santa Cruz do Capibaribe (PE) durante Agreste Tex 2019
Atuar com ainda mais proximidade nos polos têxteis do país é uma das estratégias da Global Química & Moda (GQM) para 2019. A marca, que é uma das expositoras da Agreste Tex, aproveita a feira, que reúne milhares de profissionais do segmento da região de Caruaru (PE), para inaugurar sua nova central de vendas.  2019-03-20 - Tags: agreste tex 2019 anselmo felipe fabio tolosa epson do brasil global quimica moda felipe simeoni gqm

Global Química & Moda projeta crescimento de 20% em 2019
Líder no fornecimento de produtos e insumos para impressão digital têxtil no mercado nacional, a Global Química & Moda, com sede em São Paulo e filial em Santa Catarina, pretende expandir sua atuação por meio de centrais de vendas nas regiões Nordeste e Centro Oeste. A primeira central de vendas que será inaugurada é a de Santa Cruz do Capibaribe (PE), ainda em março.  2019-03-14 - Tags: global quimica & moda felipe simeoni impressao digital textil gqm agreste tex epson

Archroma comemora vendas de corante índigo ecológico no mercado
A Archroma, líder global em cores e produtos químicos especializados voltados para soluções sustentáveis, anunciou que a produção de seu novo Denisol® Pure Indigo foi acelerada graças à alta demanda do mercado de denim. O produto líquido livre de anilina, que foi lançado em maio de 2018 no Planet Textile Conference realizado no Canadá, permite uma forma mais limpa para a produção da cor azul índigo tradicional para tingimento de brim e jeans.  2019-03-13 - Tags: archroma produtos quimicos planet textile conference azul indigo tradicional denisol pure indigo 30 alexander wessels

Grupo Solvay divulga resultados de 2018
O Grupo Solvay alcançou um faturamento de 10,3 bilhões de euros em 2018, registrando 5,7% de crescimento em relação a 2017, quando comparado com o mesmo escopo de atividades e sem efeito cambial, segundo anúncio feito no dia 28/2 pela companhia.  2019-03-08 - Tags: grupo solvay ebitda jean pierre clamadieu ilham kadri america latina

SSM AG fortalece equipe global com dois novos diretores
Para atender o aumento na demanda por serviços relativos à área comercial, a empresa suíça SSM Schärer Schweiter Mettler AG, um dos maiores fabricantes mundiais de máquinas para enrolamento e texturização de fios têxteis, bem como enroladores de acabamento de linha de costura, anunciou a nomeação de Roman Haefeli como diretor de vendas e membro do conselho de gestão da SSM Horgen. O executivo assumiu o cargo no dia 1º de janeiro de 2019.  2019-03-01 - Tags: ssm sistemas de guia de fios eletronicos suica ssm scharer schweiter mettler ag roman haefeli marco mori

Hyosung nomeia novo presidente para a planta de elastano creora® no Brasil
A Hyosung, detentora da marca creora®, líder em produção de elastano no mundo desde janeiro de 2019, nomeou Hae Sung Son como novo presidente para liderar o negócio na planta Brasil, dando continuidade ao excelente trabalho realizado pelo ex-presidente, Do Jun Cho, que estava na posição desde 2009.  2019-03-01 - Tags: hyosung hae sung son do jun cho hyeong joon kim araquari elastano elastano creora

SINDITEC participou da reunião de Conselho da ABIT
O presidente do Sinditec, Dilézio Ciamarro, participou na quinta-feira, dia 21, da reunião mensal de Conselho da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). Após a abertura realizada pelo presidente da associação, Fernando Pimentel, uma proposta de atestado de não similaridade foi apresentada pela entidade para o setor.  2019-02-27 - Tags: sinditec dilezio ciamarro fernando pimentel abit renato jardim paulo rabello de castro robson wanka

Amec alerta para desaceleração do comércio mundial
A associação das empresas industriais internacionalizadas da Espanha (Amec) alerta que só as empresas mais experientes e competitivas conseguirão manter posições nos mercados internacionais. O Ministério da Economia e Competitividade divulgou relatório de comércio exterior, refrente a janeiro a dezembro de 2018, indicando que as exportações cresceram 2,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando 285 milhões de euros.  2019-02-22 - Tags: amec desaceleracao do comercio mundial ministerio da economia e competitividade espanha

Unifi Asia Pacific assina acordo com Kipas para oferecer fibra Repreve® na Turquia
A UAP - Unifi Asia Pacific (Hong Kong) anunciou acordo comercial estratégico com a Kipas Mensucat Islemeleri (Kipas) para o fornecimento de fibras Repreve® para a Turquia.  2019-02-21 - Tags: unifi asia pacific kipas mensucat islemeleri fibras repreve kipas fibra reciclada mercado

Dosagem certa de sal economiza custos na tinturaria
Sistema revolucionário de transferência de pós ou grãos, do ponto de coleta direto para máquinas, reduz consumos e recursos hídricos.  2019-02-05 - Tags: sal textil tinturaria economia agua crescimento brasil bndes finame elpidio veronez debiasi industria textil

Lycra Company passa a atuar como subsidiária independente pelo Grupo Ruyi
A Shandong Ruyi Investment Holding, uma das principais empresas têxteis e de vestuário da China, anunciou que concluiu a aquisição do negócio de vestuário e têxteis avançados da INVISTA. A transação inclui todas os ativos e contratos associados. A nova empresa passará a operar como The LYCRA Company, uma subsidiária independente, e continuará a fabricar soluções avançadas de fibra e tecnologia para as indústrias de vestuário e higiene.  2019-02-01 - Tags: shandong ruyi investment holding invista the lycra company lycra lycra hyfit lycra t400 l by lycra coolmax thermolite elaspan supplex tactel terathane

Setor têxtil e de confecção projeta recuperação de empregos em 2019
O emprego na indústria têxtil e de confecção encerrou o ano de 2018 com saldo negativo, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho. No entanto, apesar do expressivo fechamento de vagas no período, a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) sinaliza a recuperação nos postos de trabalho do setor em 2019.  2019-01-29 - Tags: ministerio do trabalho caged focus banco central emprego industria textil e de confeccao abit

ABNT promove curso da nova norma para Auditorias Internas da Qualidade
Nos dias 13 a 15 de março será realizado em São Paulo, um curso sobre a nova norma ABNT NBR ISO 19011:2018 - Diretrizes para auditoria de sistemas de gestão, que traz em seu conteúdo programático: a abordagem de processos; abordagem sistêmica da gestão da qualidade; abordagem de riscos para auditorias da qualidade; planejamento estratégico para a qualidade; estrutura comum das normas de sistemas de gestão da ISO.  2019-01-23 - Tags: comite brasileiro da qualidade comite tecnico da iso abnt nbr iso sistemas de gestao da qualidade

Setor têxtil e confecção encerra o ano com queda, mas espera crescer em 2019
“Os números de 2018 não foram bons, mas temos boas perspectivas para 2019, quando a produção deverá crescer 3%”, disse Fernando Pimentel, presidente da Abit - Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção, ao fazer um balanço do setor no dia 13 de dezembro.  2018-12-20 - Tags: abit fernando pimentel 2019 balanca comercial reformas inadiaveis reforma fiscal

Indústria dos nãotecidos estimula o uso de PET reciclado
O PET reciclado é usado em várias aplicações de nãotecidos, em produtos do setor automotivo e geotêxteis, que são grandes consumidores de fibras e resinas de PET reciclado (R-PET). O R-PET também pode ser encontrado em alguns produtos para higiene, como fraldas descartáveis.  2018-12-20 - Tags: pet reciclado naotecidos edana associacao internacional da industria de naotecidos agenda 2030 r pet

Venda de máquinas italianas permanece estável
O índice de pedidos compilado pela Associação de Fabricantes Italianos de Máquinas Têxteis (Acimit), para o período entre julho e setembro de 2018, permaneceu estável com relação ao mesmo período de 2017. Em valores absolutos, registrou aumento de 30% no mercado interno e queda de 2% no mercado internacional.  2018-12-12 - Tags: acimit produtores texteis alessandro zucci associacao de fabricantes italianos de maquinas texteis mercado maquinas texteis

Trisoft é reconhecida como Empresa Sustentável em 2018
A Trisoft, especializada na produção de derivados de fibras de garrafas PET e produtos voltados para acústica arquitetônica, foi homenageada durante lançamento do Anuário Casa e Mercado 2019, juntamente com a premiação do Top of Mind Casa e Mercado 2018, que indica as marcas e lojas mais lembradas do mercado.  2018-12-11 - Tags: revest frame baffles nuvens trisoft anuario casa e mercado 2019 top of mind casa fibras de garrafas pet