Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Cresce apelo ao algodão orgânico, mas consumo ainda é baixo

O setor de produtos orgânicos tem apresentando curva ascendente nos últimos cinco anos. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Associação de Comércio Orgânico (OTA) informa que aproximadamente 22,7 milhões de toneladas métricas (MT) de algodão (equivalente a 104,2 milhões de fardos) cresceram globalmente em 2016/17, ocupando 29,8 milhões de hectares de terras. Isto equivale a 2,6% das áreas cultiváveis globais em 61 países. No Brasil, o Ministério da Agricultura também anunciou que a produção de orgânicos quase dobrou desde 2013, porém, no que se refere ao algodão, o cultivar orgânico representa apenas 0,1% (cerca de 100 hectares) da colheita anual.

Os algodões cultivados sem uso de reguladores de crescimento e/ou produtos químicos sintéticos como fertilizantes, pesticidas, herbicidas, fungicidas, entre outros, ainda são considerados matéria-prima para nicho de mercado têxtil/vestuário mundo a fora. E esta resistência não está nos consumidores, que vem sendo seduzidos, inclusive por cadeias globais de moda como a Zara e C&A, a comprar roupas feitas com algodão ecológico, pagando um pouco mais por isso, em defesa do meio ambiente.

O problema está nos custos adicionais e na rentabilidade do negócio. Os produtores de algodão alegam que o controle manual de pragas é muito mais oneroso que o sistema tradicional e que por isso, a colheita orgânica não tem escala, logo, poucos vão se interessar em investir neste tipo de plantio. No Brasil, hoje o quinto maior produtor mundial de algodão, das cerca de 1,2 milhão de toneladas de plumas processadas em 2016, apenas 22 toneladas foram fibras orgânicas, destaca artigo publicado no site Globo Rural.

Um “vilão” natural

Esta discussão também mobiliza os produtores norte-americanos. No País com a maior economia do mundo, o algodão ocupa o terceiro lugar em termos de uso de pesticidas, perdendo apenas para o milho e a soja. Mais de 38 milhões de quilos de pesticidas foram utilizados nas plantações de algodão nos EUA em 2014.  De acordo com Associação de Comercio Orgânico, a produção mundial de algodão libera 220 milhões de toneladas métricas (MT) de dióxido de carbono por ano na atmosfera. Além disso, são necessários mais de 2.700 litros de água para fazer uma camiseta de algodão convencional e quase 11.000 litros para fazer um jeans. 

Na Índia, que abriga mais agricultores de algodão do que qualquer outro país no mundo, os pesticidas aplicados à produção de algodão representam mais de metade do valor total aplicado anualmente, apesar de a área plantada ocupar apenas 5% de todas as terras agrícolas daquele país. Os fertilizantes sintéticos, dos quais quase 973 milhões de libras foram utilizados em algodão americano em 2015, são considerados prejudiciais ao meio ambiente, causando lixiviação que afetam habitats e poços de água doce. Os fertilizantes sintéticos à base de nitrogênio, que constituíram mais de metade (52%) de todo o uso de fertilizantes de algodão dos EUA, também são um dos principais responsáveis para o aumento das emissões de óxido nitroso (N2O), que são 310 vezes mais potentes do que o dióxido de carbono (CO2) como um gás com efeito de estufa. O estudo da associação revela que no ano agrícola de 2015, os agricultores norte-americanos usaram fertilizantes nitrogenados em 78% das plantações de algodão, totalizando 503,7 milhões de libras aplicadas aos 8,6 milhões de acres plantados.

E por que orgânico?

De todas as fibras naturais, o algodão orgânico tem despontado como o mais popular para uso em confecções têxteis por ser cultivado usando métodos e materiais com baixo impacto ambiental. Entre os fatores atrativos apontados pela OTA está o uso de fertilizantes naturais, como adubo e esterco animal, que recicla o nitrogênio já no solo, reduzindo as emissões de poluição e N2O. Este método também diminui as emissões de carbono na atmosfera, garantem os especialistas. Em vez de fertilizantes sintéticos, a maioria dos agricultores de algodão orgânico utiliza composto natural e alguns utilizam estrume in natura ou produtos biológicos. Os sistemas de produção orgânica reabastecem e mantêm a fertilidade do solo, eliminando o uso de pesticidas tóxicos de uso contínuo, criando uma agricultura biologicamente diversificada. As organizações de certificação verificam que os produtores orgânicos utilizam apenas métodos e materiais permitidos na produção orgânica. Além disso, os regulamentos federais proíbem o uso de sementes geneticamente modificadas para a agricultura orgânica. Todo o algodão vendido como orgânico nos Estados Unidos deve cumprir regulamentos federais rígidos que atestam como o algodão é cultivado.

Apesar da inexpressiva representatividade comercial do algodão orgânico em comparação ao convencional, o fato é que sua produção vem sendo estimulada inclusive por grandes marcas de moda e varejo, não só como apelo de marketing, mas de efetiva ação de conscientização ambiental. Uma análise do ciclo de vida do produto final, comparando o algodão orgânico com a produção convencional, indicou que com algodão orgânico conseguiu: 46% redução no potencial de aquecimento global; 70% menos potencial de acidificação; 26% redução no potencial de erosão do solo; 91% redução no consumo de água e 62% redução na demanda de energia primária.

Além disso, o algodão orgânico não é geneticamente modificado, pois o uso da engenharia genética é proibido na agricultura orgânica pelo Global Organic Textile Standard (GOTS). Segundo o organismo, o número de instalações em todo o mundo certificadas cresceu para 3.814 fábricas em 68 países em 2015. Os 15 principais países em termos de número total de instalações certificadas pela GOTS são Índia (1.441), Turquia (489), Alemanha (306), Bangladesh (210), China (201) Paquistão (142), Itália (141), Portugal (89), Coreia do Sul (80), Japão (65), EUA (60), França (56), Reino Unido (49), Áustria (49) e Dinamarca (41). 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição: Marcia Mariao
Fonte: Organic Trade Association, abril de 2017 e Globo Rural (2016).
Foto: Divulgação

Data de publicação: 12/09/2017

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Lectra recebe selo “Showcase para a Indústria do Futuro” em Paris
A Alliance Industrie du Futur (AIF) da França concedeu à Lectra o selo “Showcase para a Indústria do Futuro” por demonstrar os critérios de inovação e compromisso com o mercado em que atua. Foram levados em consideração critérios como competitividade em relação aos custos, design, qualidade e prazos de entrega de seus produtos.  2017-09-22 - Tags: lectra aif alliance industrie du futur pesquisa e desenvolvimento mercado

Silmaq apresenta dois lançamentos com foco no segmento denim
A Silmaq é um dos destaques da Maquintex 2017 com dois lançamentos inovadores: o Detoner - um equipamento destinado à produção de puídos e rasgados em jeans e tecidos prontos para tingir de forma excepcional – e o projeto Wizard, desenvolvido para garantir os melhores processos de beneficiamento de jeans e malhas, englobando equipamentos, produtos e técnicas para submeter malhas e jeans a processos de encolhimento, amaciamento, resinagem e odorização, com eficiência e responsabilidade ambiental.  2017-09-21 - Tags: maquintex sign ne femicc silmaq denim fcem projeto wizard denim meetin fortaleza

Global Química & Moda e Epson marcam presença no evento O Negócio da Moda
A terceira edição da conferência O Negócio da Moda (ONDM) promete ser palco de grandes discussões e uma oportunidade única de networking para quem atua no segmento. Com um casting formado por dezenas de palestrantes que são referência no país, o evento acontece de 19 a 21 de setembro em Camboriú (SC) e conta com apoio da Global Química & Moda, distribuidora oficial da Epson.  2017-09-18 - Tags: negocio da moda global química & moda epson ondm surecolor s40600

Bangladesh poderá se tornar o maior fornecedor de roupas da UE até 2020
Bangladesh poderá ultrapassar a China e se tornar o maior fornecedor de roupas para a União Europeia até 2020, informa a última edição do Textile Outlook International da empresa de informações em negócios globais, Textiles Intelligence.  2017-09-15 - Tags: bangladesh textile outlook international uniao europeia mercado performance apparel markets textiles intelligence

Texbrasil lança ferramenta de avaliação de práticas sustentáveis
Aconteceu na ultima quarta-feira, dia 13 de setembro, o lançamento do Tex Index Brasil, uma ferramenta de autodiagnóstico para avaliação de práticas em sustentabilidade empresarial, desenvolvida pelo Texbrasil – Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira, resultado de uma parceria entre Abit e Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).  2017-09-14 - Tags: texbrasil abit apex brasil projeto icv global tex index brasil

Cresce apelo ao algodão orgânico, mas consumo ainda é baixo
O setor de produtos orgânicos tem apresentando curva ascendente nos últimos cinco anos. Nos Estados Unidos, por exemplo, a Associação de Comércio Orgânico (OTA) informa que aproximadamente 22,7 milhões de toneladas métricas (MT) de algodão (equivalente a 104,2 milhões de fardos) cresceram globalmente em 2016/17, ocupando 29,8 milhões de hectares de terras.  2017-09-12 - Tags: algodao organico global organic textile standard ota agricultura c&a

VDMA mostra tecnologia têxtil em simpósio na Colômbia
Com intuito de modernizar sua indústria têxtil/confecção para competir com os produtos importados, que vem inundando o mercado consumidor local, foi realizado na Colômbia um simpósio sobre tecnologia alemã, que reuniu nas cidades de Bogotá e Medellín, cerca de 100 fabricantes colombianos.  2017-09-01 - Tags: vdma colombia medellin industria textil mercado

Wacker comemora 40 anos de Brasil com nova fábrica
A Wacker Chemie AG, empresa alemã que em agosto completou 40 anos de Brasil, anunciou a expansão da produção de silicones na planta em Jandira, localizada a 35 quilômetros de São Paulo. Com investimento da ordem de 7 milhões de euros, a nova instalação multiuso, dedicada à fabricação de compostos antiespumantes e fluidos de silicone, conta também com um avançado centro técnico de apoio aos clientes regionais  2017-08-30 - Tags: wacker chemie ag valter araujo wacker quimica do brasil jandira silicones

Paulo Skaf é reeleito mais uma vez presidente da FIESP
Liderando a maior entidade empresarial do País desde 2004, quando venceu uma das mais acirradas disputas pelo comando da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o empresário Paulo Antônio Skaf foi reeleito, no dia 7 de agosto, para mais um mandato de quatro anos. Ele também vai presidir o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), pelo mesmo período, de 2018 a 2022.  2017-08-18 - Tags: paulo skaf fiesp geraldo alkmin ciesp mercado industria textil

Britânnia Têxtil lança novo site
A Britânnia Têxtil está com um novo site. Responsiva e leve, com navegação fluida, inteligente e muito bem-estruturada​, a nova plataforma digital da tecelagem mineira é harmoniosa com uma empresa criada pela inspiração e que, ao longo dos últimos 25 anos, percorre uma trajetória de trabalho, proatividade e talento.  2017-08-18 - Tags: britannia têxtil bolt brasil ana cristina veloso

SPGPrints expande a capacidade de produção de tintas na Holanda
A SPGPrints fortalece seu compromisso com o setor de impressão têxtil dobrando o tamanho de suas instalações de produção de tinta digital em sua sede em Boxmeer, na Holanda, pela segunda vez em dois anos. Programada para começar a operar no último trimestre de 2017, as instalações de produção ampliadas de 1.000 m2 são parte de um programa de investimento de capital de 8 milhões de Euros, cerca de R$ 32 milhões.  2017-08-18 - Tags: spgprints experience center boxmeer holanda impressao textil tinta digital

Importações do setor têxtil e de confecção crescem 25% até julho
As importações do setor têxtil e de confecção (sem fibra de algodão) aumentaram 25% em volume entre janeiro e julho deste ano, e 6% na comparação entre julho de 2017 e o mesmo mês de 2016, mostrou balanço divulgado nesta quarta-feira (9) pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).  2017-08-11 - Tags: abit mercado importacao confeccao textil conjuntura

Ulrich Kuhn se despede da presidência do Sintex
Tomou posse no dia 7 de agosto a nova diretoria do Sintex – Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau, cujo novo presidente é o executivo José Altino Comper, 65 anos, diretor-presidente da Circulo AS, empresa líder nacional no segmento de fios têxteis para moda e artesanato. Ao mesmo tempo que celebra a nova diretoria, a comunidade têxtil de Santa Catarina homenageia Ulrich Khun, 72 anos, que deixou a presidência da entidade no dia 31 de julho, depois de 33 anos de atuação ininterrupta à frente do sindicato.  2017-08-08 - Tags: sintex ulrich khun jose altino comper fiesc hering karsten buddemeyer

MintModa e Archroma anunciam parceria para aumentar o impacto da cor na moda
O bureaux de tendências americano, MintModa e a Archroma anunciam uma nova parceria que alavancará os pontos fortes de ambas as empresas no segmento de cores. Combinando a expertise da Archroma com as previsões da MintModa as empresas fornecerão às indústrias de moda e design pesquisas detalhadas e sob-medida sobre as direções de cores.  2017-07-12 - Tags: mintmoda archroma colorevolution archroma color management cores

Mudança na presidência da ACIMIT
Uma mudança no comando da ACIMIT, a Associação de Fabricantes Italianos de Máquinas para a Indústria Têxtil. De fato, a reunião de membros ocorrida no último dia 27 de junho solicitou que Alessandro Zucchi sucedesse Raffaella Carabelli como Presidente da ACIMIT.  2017-07-06 - Tags: acimit alessandro zucchi raffaella carabelli

Rieter adquire a divisão de máquinas têxteis da SSM
Em 30 de junho de 2017, a Rieter adquiriu a divisão de máquinas têxteis da SSM (SSM) da Schweiter Technologies AG, de Horgen (Suíça). A SSM é fornecedor líder mundial de máquinas de bobinagem e precisão nos campos de tingimento, tecelagem e preparação de fios para costura e é sucesso na produção de fio contínuo de filamento.  2017-07-06 - Tags: rieter ssm scharer schweiter mettler ag ebitda mercado aquisicao schweiter technologies ag

Global Química & Moda comemora 11 anos com novo endereço em SP e filial catarinense
Companhia especializada em impressão digital conta com o maior market share do Brasil em tintas para impressão direta no tecido. Em 2017, empresa se consolida ainda como uma das três principais distribuidoras Epson e prevê crescimento de 20% no faturamento total da empresa.  2017-06-20 - Tags: global quimica & moda gqm felipe sanchez impressao digital epson hauss alltak surecolor s40600

Dow lança novo ligante da família Primal para o mercado têxtil brasileiro
PRIMAL™ECO 15R é um ligante concentrado que permite produzir uma maior quantidade de pasta para estamparia, além de seguir a tendência global de processos mais seguros para a indústria do vestuário.  2017-06-14 - Tags: dow primal eco apeo acrilico the dow chemical company

Preços elevados estimulam expansão do algodão
Os altos preços do algodão, que prevaleceram no mercado mundial em 2016/17, deverão incentivar os agricultores expandirem a área plantada para 30,8 milhões de hectares na safra 2017/18, com um crescimento de 5%. Na Índia, um dos maiores produtores mundiais, a área de algodão deverá aumentar em 7%, somando 11,3 milhões de hectares.  2017-06-14 - Tags: icac algodao mercado cotton international cotton advisory committee

Huntsman Textile Effects inaugura tanque para armazenar água em vila na Índia
Huntsman Textile Effects lançou, oficialmente no dia 9 de junho, um tanque de água subterrânea que construiu para ajudar a resolver a escassez hídrica, enfrentada pela aldeia de Luna, localizada próxima à Baroda, na Índia, onde a empresa possui uma unidade industrial.  2017-06-12 - Tags: huntsman textile effects baroda india rohit aggarwal huntsman