Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Bayer lança fungicida para combater doenças no algodoeiro

Mauro Alberton, diretor de Portfólio da Bayer.

Diante da retomada do consumo do algodão no mercado têxtil e do expressivo aumento da colheita deste ano, de quase 2 milhões de toneladas de plumas, a Bayer lança no mercado o fungicida Fox®Xpro, com formulação inovadora de alta performance, para combater os fungos causadores da ramulária, principal doença que afeta os algodoeiros do país. "A agricultura tropical tem imposto grandes desafios aos cotonicultores devido ao poder de resistência das pragas e fungos que se renova a cada ciclo, por isso a ciência está sempre aperfeiçoando seus produtos para atender a demanda dos produtores", destacou Mauro Alberton durante workshop de lançamento do produto em São Paulo.

O novo fungicida destinado à cotonicultura, que integra o portfólio da empresa, traz como principal diferencial três sítios de ação e três princípios ativos eficazes, preservando a sustentabilidade do manejo fitossanitário. "Esta tecnologia substitui dois a três fungicidas convencionais, o que reduz o número de aplicações no campo, e não apresenta fitotoxidade à plantação", assegura Marcos Dallagnese, gerente de Fungicidas da Bayer.

Novo produto da Bayer combina diferentes ingredientes ativos.

Segundo ele, o Fox®Xpro faz parte do plano de investimentos da Bayer na agricultura brasileira de oferecer uma ferramenta capaz de proteger a lavoura e ao mesmo tempo, ajudar o agricultor a aumentar sua produtividade de maneira sustentável. O fungicida é um composto químico formado por um SDHI (inibidores de succinato-desidrogenase), uma nova geração de DMIs (inibidores de desmetilação C-14) e por uma estrobirulina, pertencente ao grupo dos inibidores Quinona Oxidase. Toda esta combinação de diferentes ingredientes ativos faz parte de uma estratégia de gerenciamento de resistência desenvolvida pela Bayer, visando também a qualidade da fibra de algodão. "Esta fórmula permite maior aderência do fungicida à camada de cera da planta do algodoeiro, com capacidade de absorção maior e resistência à umidade e água da chuva, o que potencializa sua eficácia, dando mais segurança ao cotonicultor", acrescenta Dallagnese. Além de ajudar no controle da ramulária no algodão, Fox®Xpro é indicado para controle de doenças fúngicas nas culturas de cevada, girassol, milho, soja e trigo, conforme recomendações da bula fornecida pela Bayer.

Retomada do algodão

A produção brasileira de algodão, que nas décadas de 1970 e 1980, chegou a ocupar 4 milhões de hectares, com produção em torno de 560 mil toneladas de pluma e grande concentração nos estados do Nordeste e no Paraná, sofreu um debacle entre 1993 e 1996, com redução drástica da área plantada, tornando o Brasil, até então autossuficiente em algodão, em um dos 10 maiores importadores do mundo desta matéria –prima. Este declínio coincidiu com a intensificação das importações de produtos têxteis, principalmente vestuário, o que prejudicou também a indústria têxtil/confecção nacional.

O secretário executivo da Abrapa, Marcio Portocarrero, durante workshop da Bayer.

A partir de 1999, os cotonicultores começaram a repensar a produção no Brasil e, além de investirem em tecnologia tanto de manejo quanto no beneficiamento do algodão, migraram para a Região Centro Oeste e Sul da Bahia, que hoje formam o principal "campo branco" da agricultura, com grandes produtores, em uma área plantada duas vezes menor, porém, com alta produtividade, que levou o Brasil ao posto de quarto maior produtor mundial de algodão, com 1.964.700 de toneladas. A Índia, líder do ranking, produz 6.150 milhões de toneladas de algodão.

Segundo Marcio Portocarrero, secretário executivo da Abrapa - Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, que participou do workshop, o Brasil, que já é o terceiro maior exportador mundial de fibra de algodão, poderá alcançar o segundo lugar, embarcando 1,12 milhão de toneladas de plumas na safra 2018/19, cuja área plantada deve crescer 11,12%, alcançando o recorde de 1,40 milhão de hectares, ante 1,18 milhão de hectares em 2017/18.

"O Brasil tem potencial para crescer sua produção em 2,3 milhões toneladas de algodão em pluma. O consumo médio da indústria têxtil nacional é de 900 mil a 1 milhão de toneladas por ano. Porém, temos um acordo com importadores da China, por meio de trades internacionais, que nos solicitaram aumento na oferta para atender mercados da Ásia, onde os chineses mantêm produção têxtil, como Indonésia, Vietnã, Bangladesh e a própria China que, por decisão do governo local, resolveu reduzir sua produção de algodão, dando lugar às áreas para cultivo de grãos. Com este compromisso de exportação, o Brasil deverá chegar a 2 milhões de hectares até 2022", explica Portocarrero.

Campanha interna

O executivo também enfatizou que a Abrapa está empenhada na campanha "Sou de Algodão" que visa incentivar o aumento do consumo da fibra pela indústria brasileira. O movimento, iniciado no final de 2016, já conta com 37 empresas entre fabricantes de fios, tecidos, malhas, confecções, marcas de vestuário e varejistas de moda de todo o país. Iniciativa da Abrapa e do IBA (Instituto Brasileiro do Algodão), o movimento conta com apoio da Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e Confecção, Abest – Associação Brasileira de Estilistas, Abvetex – Associação Brasileira do Varejo Têxtil, entre outras entidades, além de indústrias químicas como a Bayer. "Percebemos que pelo preço, e também pelo consumo de moda das mulheres, as fibras sintéticas têm crescido muito sua participação no vestuário brasileiro. Isto já é uma realidade no mercado têxtil internacional, onde as fibras sintéticas representam mais de 70% dos produtos têxteis. E no Brasil, que tinha uma tradição no algodão, principalmente na malharia, este avanço também acontece. A ideia da campanha é estimular o consumo do algodão, inclusive com display nas lojas, mostrando que é uma fibra democrática, inclusiva e sustentável da moda brasileira". Embora a campanha tenha começado há dois anos, ainda não há resultado quantitativo dos seus efeitos, mas Marcio Portocarrero está otimista. "Estamos fazendo trabalho inclusive nas universidades de moda. Há estilistas renomados que não conhecem sequer uma plantação de algodão. A ideia é mostrar que a fibra é versátil e que sendo pura, ou misturada com as sintéticas, resulta em um produto de moda confortável e de valor agregado".

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano

Data de publicação: 05/09/2018

Conteúdo relacionado


Oportunidades no setor têxtil para Brasil e China
Um seminário com Rodada de Negócios, realizado no dia 12 de junho, reuniu empresários chineses e brasileiros para discutirem sobre negócios na área têxtil/confecção, considerada pelos dois países como importante para a economia, devido ao grande emprego de mão de obra. O evento foi organizado pelo LIDE China em parceria com a CCPIT (Conselho Chinês de Promoção do Comércio Internacional), Eastern Silk Market China e Braga Nascimento e Zilio Advogados Associados.  2018-11-13 - Tags: lide china zilio advogados associados fan jianlong farid murad abimaq

BNDES aprova R$ 29,8 milhões à tecelagem Santaconstancia
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou concessão de crédito no valor de R$ 29,8 milhões na modalidade BNDES Giro para a Santaconstancia, empresa de tecelagem com sede em São Paulo. O prazo da operação é de 60 meses.  2018-11-12 - Tags: bndes giro santaconstancia taxa de longo prazo bndes banco nacional de desenvolvimento economico e social

NILIT sob novo comando na América Latina
O grupo NILIT recebe Paulo De Biagi como CEO da Nilit Brasil, responsável pela região da América Latina. Com esta nomeação, a Nilit ratifica a importância do Brasil e de toda a região da América Latina para a empresa e o firme compromisso de atender o mercado com o melhor serviço e produtos de alta qualidade.  2018-11-09 - Tags: grupo nilit paulo de biagi nilit brasil america latina cht brasil

Archroma conclui aquisição da M. Dohmen
A Archroma, produtor global de corantes e produtos químicos para soluções sustentáveis, adquiriu, recentemente, todas as ações restantes da M. Dohmen S.A., grupo internacional especializado na produção de corantes têxteis e produtos químicos para o setor automotivo, carpete e vestuário.  2018-11-08 - Tags: archroma clariant basf m dohmen marcos furrer fibras sinteticas

A tradição inventora da suíça se destaca na área têxtil
Ao longo dos séculos, o espírito inovador dos suíços tem se demonstrado através de invenções que abrangem vários campos da experiência humana, entre os quais a indústria têxtil mundial, cujo avanço tecnológico tem sido notável. As empresas suíças de máquinas têxteis estão no centro dessa tradição de inventividade, que vem evoluindo com o passar do tempo.  2018-11-07 - Tags: itma 2019 daniel borel swiss textlile machinery dna tecnologico itma asia citme 2018

Senai Cetiqt divulga os primeiros projetos de Confecção 4.0
Já imaginou um body que é capaz de medir a febre do bebê e ainda enviar informações sobre a curva térmica da criança via bluetooth para um aplicativo no celular dos pais, que por ventura possam estar longe de seu filho? Ou ainda um robô que com base nas suas curtidas nas redes sociais envia informações para que designers desenvolvam novas roupas inspirados em tudo aquilo que você mais gosta?  2018-11-05 - Tags: senai cetiqt abit fernando pimentel bndes renato boaventura coteminas mbi no nordeste nordeste 2019

Empresas do setor têxtil dão o pontapé inicial na 4ª Revolução Industrial
Já imaginou um body que é capaz de medir a febre do bebê e ainda enviar informações sobre a curva térmica da criança via bluetooth para um aplicativo no celular dos pais, que por ventura possam estar longe de seu filho? Ou ainda um robô que com base nas suas curtidas nas redes sociais envia informações para que designers desenvolvam novas roupas inspirados em tudo aquilo que você mais gosta?  2018-10-29 - Tags: senai cetiqt mbi em industria avancada fernando pimentel confeccao 4 0 curso

Dornbirn-GFC 2018 celebra o conhecimento em inovação têxtil
Mais de 700 participantes de 35 nações assistiram as palestras apresentadas na 5ª Dornbirn-GFC 2018, maior conferência mundial dedicada ao setor de fibras químicas, realizada de 12 a 14 de setembro na Áustria.  2018-10-09 - Tags: 58 congresso de dornbirn gfc messe frankfurt edana hkrita rwth aachen premio paul schlack

Empresa catarinense participa de rodada de negócios na Colômbia
Com a finalidade de promover produtos brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para o país, a Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex) realiza ações dentro e fora do Brasil. Entre elas a rodada de negócios que reúne empresários de diferentes segmentos para fortalecer a indústria nacional e seu potencial de exportação, além de contatos que vão além do comercial.  2018-10-09 - Tags: apex censi maquinas america latina colombia sheila censi braun solano censi

Abit e IEMI apresentam balanço da cadeia têxtil e vestuário
“Tínhamos expectativas otimistas para 2018 que, infelizmente, não se confirmaram. Em vez de fecharmos o ano com crescimento de 2,8% devemos ficar em 1,4%”, disse Fernando Pimentel, presidente da Abit – Associação Brasileira da Indústrias Têxtil e de Confecção, durante apresentação do balanço setorial, realizado na sede da entidade, em São Paulo, no último dia 28 de setembro.  2018-10-05 - Tags: fernando pimentel abit iemi inteligencia de mercado marcelo prado cadeia textil brasileira 2019 textil

A VDMA Textile Machinery premia cinco jovens engenheiros
Cinco novos talentos foram premiados por meio do Concurso Promoção de Jovens Engenheiros, realizado pela Fundação Alter Reiners com a chancela da VDMA – Federação dos Fabricantes de Máquinas Têxteis da Alemanha. A premiação, num total de 17.500 euros, foi oferecida pelo diretor executivo da entidade, Peter D. Dornier, que também preside a fundação W. Reiners.  2018-10-05 - Tags: vdma fundacao alter reiners benjamin weise rwth aachen university universidade reutlingen jan merlin abram aachen

Stoll colabora para reativar a produção de malhas nos EUA
Criado por um grupo de fabricantes de vestuário, liderados pelos executivos de moda Jon Lewis e John Elmuccio, o Projeto I é uma ação ousada que visa trazer de volta para os Estados Unidos a fabricação de malhas, revitalizando o mercado local de moda. A iniciativa, que conta com a parceria da Stoll, empresa alemã líder na produção de máquinas retilíneas (tricô) e fully fashion (vestuário sem costura), foi anunciada durante o primeiro Stoll Symposium, realizado no dia 27 de setembro, em Nova York, quando a companhia celebrou 145 anos de fundação.  2018-10-03 - Tags: h stoll ag & co kg paramalhas jon lewis stoll 3d malharia stoll

Mahlo America Inc. celebra 50 anos e reposiciona seu mercado
Por mais de 70 anos, o nome Mahlo representou tecnologia de controle e medição de alta qualidade "made in Germany" [feito na Alemanha]. Agora, a subsidiária americana Mahlo America Inc. está comemorando seu aniversário de 50 anos com um futuro promissor.  2018-09-28 - Tags: mahlo america inc mahlo gmbh qualiscan qms mahlo america maquina textil

Fibertex Nonwovens investe em expansão para o mercado sul americano
Em fevereiro de 2018, a Fibertex Nonwovens, que pertence ao conglomerado industrial dinamarquês Schouw & Co., adquiriu a fabricante brasileira de não-tecidos Duci (Joint Venture entre DuPont Cipatex). Seis meses após a aquisição, a Fibertex Nonwovens anuncia a expansão de sua capacidade de produção. “O processo de integração da operação no Brasil superou em muito nossas expectativas.  2018-09-24 - Tags: fibertex nonwovens duci jørgen bech madsen carlos benatto fibertex naotecidos geotexteis schouw

Bayer lança fungicida para combater doenças no algodoeiro
Diante da retomada do consumo do algodão no mercado têxtil e do expressivo aumento da colheita deste ano, de quase 2 milhões de toneladas de plumas, a Bayer lança no mercado o fungicida Fox®Xpro, com formulação inovadora de alta performance, para combater os fungos causadores da ramulária, principal doença que afeta os algodoeiros do país.  2018-09-05 - Tags: bayer mauro alberton fungicida cotonicultura marcos dallagnese quinona oxidase sou algodao marcio portocarrero abrapa

Empresa têxtil do Vale do Itajaí ganha destaque no mercado externo
Potenciar os negócios além das fronteiras brasileiras é o objetivo da vertical de internacionalização do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi). Em Santa Catarina o projeto é aplicado pela Fiesc, pelo Sebrae, operacionalizado pela Strategizers - Gestão Estratégica em importação, exportação e internacionalização de empresas, e no Vale do Itajaí conta com o apoio do Sindicato Patronal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico (Simmmeb).  2018-08-29 - Tags: procompi sebrae vale do itajai censi douglas candido fiesc strategizers

Indianos conquistam mercado brasileiro de acabamento têxtil
Dois grandes fabricantes indianos de máquinas têxteis, Jupiter Comtext e Harish Textile Engineers, participaram da Febratex 2018, que aconteceu de 21 a 24 de agosto, em Blumenau, apresentando seus produtos em um estande informativo.  2018-08-28 - Tags: harish textile engineers febratex 2018 jupiter comtext robert schofield shri j m mistry india

ABINT alerta sobre a importância das normas técnicas para a eficácia dos projetos
A Geotecnia é um importante setor em que os nãotecidos e tecidos técnicos estão inseridos. Em forma de geomantas, geogrelhas, georedes, geomembranas, geotubos, entre outros, são usados para proteção, filtração, drenagem, reforço, separação e barreira de impermeabilização de solo.  2018-08-24 - Tags: geotecnia naotecidos tecidos tecnicos geomantas geogrelhas georedes geomembranas geotubos geossinteticos geotexteis

Oferta aumenta e preço do algodão cai no mercado brasileiro
Depois de atingir o nível mais alto de 2018 no final de junho, o preço do algodão caiu no mercado interno brasileiro durante a primeira quinzena de julho. A queda está relacionada aos avanços na colheita, o que elevou a disponibilidade de algodão no mercado spot brasileiro, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA) em seu último relatório quinzenal.  2018-08-03 - Tags: centro de estudos avancados em economia aplicada cepea esalq algodao conab industria manufatureira

Inovação tecnológica das indústrias brasileiras é a maior em um ano
A proporção de indústrias brasileiras que realizaram algum tipo de inovação em processos ou produtos no 1º trimestre de 2018 foi de 45,9% e alcançou o melhor resultado em um ano. É o que aponta a Sondagem de Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) encomendada à Fundação Getúlio Vargas (FGV) e divulgada na quarta-feira (25).  2018-07-30 - Tags: sondagem de inovacao da agencia brasileira de desenvolvimento industrial guto ferreira abdi sondagem pesquisa e desenvolvimento