Language
home » têxtil »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

A estrutura da normalização como ferramenta no comércio

A família ISO – International Organization for Standardization é constituída por mais de 160 países membros, grandes e pequenos, desenvolvidos e em desenvolvimento, ricos e pobres, distribuídos ao redor do mundo. Sou um esportista e sei que nos esportes se ganha e se perde, entretanto com relação à normalização, o jogo é de vencer- vencer para todos os participantes. Vamos tratar dos diferentes níveis da normalização e de sua importância para o comércio interno de cada país, dos países dentro e entre blocos econômicos, e no comércio internacional, neste novo paradigma do comércio global.  

A normalização em cada país

Vamos tratar inicialmente das Organizações de Normalização Nacionais que fazem parte da estrutura básica do sistema da normalização regional e internacional. As entidades nacionais são a interface entre a ISO e os setores da indústria e de serviço que devem produzir e utilizar as normas técnicas.

Trabalhando em conformidade com o sistema ISO, os setores industriais e de serviços que necessitam normas é que estarão à frente do seu desenvolvimento e serão responsáveis pelo seu conteúdo. Os Comitês Técnicos, responsáveis pela produção das normas, são compostos por especialistas e técnicos dos setores interessados nas normas que estão sendo produzidas.

A esses especialistas podem juntar-se outros com conhecimento e interesse nos temas como, representantes de governo, especialistas de laboratório de testes, associações de consumidores, ecologistas, etc. No caso específico dos comitês internacionais, os especialistas fazem parte de delegações nacionais, homologadas pela entidade de normalização nacional filiada a ISO ou IEC do país interessado.

De acordo com as regras de produção e da ética, é necessário que o especialista indicado tenha em conta as posições dos interessados pela norma em desenvolvimento e apresente uma posição consolidada de consenso setorial ao comitê técnico nacional ou um consenso nacional ao comitê técnico internacional. 

Normas Regionais AMN/COPANT/CEN 

Outro importante nível dos sistemas de normalização é o das Organizações Regionais de Normalização. Muitos membros nacionais são filiados a organizações regionais, quando elas foram criadas e tem a função de harmonizar as normas dos países da região.

Ex.      - AMN – Países do Mercosul

            - CEN– Países da União Europeia

            - COPAN- Países das Américas

Isto torna mais fácil para a ISO construir pontes com as atividades de normalização regional em todo mundo. O papel das organizações de normalização regionais deve ser considerado como uma infraestrutura na construção dos sistemas de comércio regional e global. A OMC – Organização Mundial de Comércio e o seu Comitê de Barreiras Técnicas ao comércio (TBT – Technical Barrier to Trade Commettee) recomendam esta ação regional.

O melhor exemplo disto é a relação do CEM – Comitê Europeu de Normalização com a União Europeia, que como Organização de Normalização da Europa, o CEN é um sócio técnico da União Europeia. Do mesmo modo que o CEN é o parceiro técnico na produção de normas da União Europeia para o seu mercado, a AMN – Associação  Mercosul de Normalização é para o mercado do Mercosul sendo um participante nas negociações para criação de mercados do Mercosul com outros mercados e ou formação da Zona de Livre Comercio com a Europa. 

As normas técnicas do CEN suportam os acordos políticos da União Europeia, a região que foi mais longe no caminho da integração regional. Devemos deixar claro que os novos países que entraram na Comunidade Europeia e ou no Mercosul deverão acetar as Normas Técnicas já produzidas pelas entidades de normalização regionais CEN e AMN.

Trabalhando na construção de uma realidade de comércio ideal para a Europa, os líderes da Europa concluíram que era essencial harmonizar as normas dos países membros. Não era suficiente eliminar tarifas ou cotas de importação restritiva imposta pelos países membros, se normas e regulamentos divergentes continuavam criando barreiras ao fluxo de livre comércio de bens no mercado.

Se normas nacionais são harmonizadas com as regionais e internacionais, isto reduz custos da diversificação de produtos e aumenta as oportunidades para as empresas que competem nos mercados de exportação fora e dentro da região. 

Um produto padronizado pode ser oferecido a clientes em todos os cantos do mundo e ao mesmo tempo, a escolha do cliente é ampliada com a inclusão de ofertas de produtos baseados em tecnologias e qualidades compatíveis. Este raciocínio é valido para todos os mercados, em todas as regiões do mundo.

Pelo Acordo de Viena, o CEN formalmente se comprometeu a ter como base de seu trabalho, a normalização internacional. Em outras palavras o CEN adota padrões internacionais ISO como padrões Europeus e que são adotados obrigatoriamente como padrões nacionais em cada um dos países membros da União Europeia.

É evidente que os Europeus fazem questão de participar nos Comitês Técnicos para influenciar nos conteúdos das normas internacionais, o que deveria ser um exemplo e ser seguido por todos os países em todos os continentes.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Mario Gilberto Cortopassi - Diretor internacional do Grupo MJC|Textília e ex-presidente da ISO

Data de publicação: 20/07/2018

Conteúdo relacionado


Oferta aumenta e preço do algodão cai no mercado brasileiro
Depois de atingir o nível mais alto de 2018 no final de junho, o preço do algodão caiu no mercado interno brasileiro durante a primeira quinzena de julho. A queda está relacionada aos avanços na colheita, o que elevou a disponibilidade de algodão no mercado spot brasileiro, informou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA) em seu último relatório quinzenal.  2018-08-03 - Tags: centro de estudos avancados em economia aplicada cepea esalq algodao conab industria manufatureira

Inovação tecnológica das indústrias brasileiras é a maior em um ano
A proporção de indústrias brasileiras que realizaram algum tipo de inovação em processos ou produtos no 1º trimestre de 2018 foi de 45,9% e alcançou o melhor resultado em um ano. É o que aponta a Sondagem de Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) encomendada à Fundação Getúlio Vargas (FGV) e divulgada na quarta-feira (25).  2018-07-30 - Tags: sondagem de inovacao da agencia brasileira de desenvolvimento industrial guto ferreira abdi sondagem pesquisa e desenvolvimento

Senai lança programa indústria paulista mais competitiva
Para que as indústrias de São Paulo iniciem a transição para as práticas da quarta revolução industrial, alcançando o máximo de seu potencial e elevando a sua competitividade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP) criou o programa Indústria Paulista Mais Competitiva.  2018-07-27 - Tags: fiesp senai sp servico nacional de aprendizagem industrial lean manufacturing jose ricardo roriz coelho manufatura enxuta

Copa do Mundo e greve dos caminhoneiros tiveram impacto negativo no setor têxtil e de confecção
O impacto da greve dos caminhoneiros no setor e a influência da Copa do Mundo nas vendas do varejo foram temas abordados na segunda edição do Radar Abit, veiculado no canal de Ensino a Distância da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ead Abit).  2018-07-24 - Tags: radar abit renato jardim ead abit copa do mundo greve dos caminhoneiro

A estrutura da normalização como ferramenta no comércio
A família ISO – International Organization for Standardization é constituída por mais de 160 países membros, grandes e pequenos, desenvolvidos e em desenvolvimento, ricos e pobres, distribuídos ao redor do mundo. Sou um esportista e sei que nos esportes se ganha e se perde, entretanto com relação à normalização, o jogo é de vencer- vencer para todos os participantes.  2018-07-20 - Tags: international organization for standardization iso iec organizacoes regionais de normalizacao

Instituto de Inovação do Senai Cetiqt tem novo endereço no Rio
Com o objetivo de fomentar a interação entre universidade e empresas, o Senai Cetiqt vai transferir, em breve, o Instituto de Inovação em Biossintéticos de sua Unidade no Riachuelo, para o Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na Ilha do Fundão, reconhecido polo de pesquisa e desenvolvimento nacional.  2018-07-06 - Tags: parque tecnologico da ufrj senai cetiqt instituto de inovacao em biossinteticos rafael lucchesi robson braga de andrade

Senai SP lança programa de competitividade para indústria
O Senai São Paulo lança no dia 26 de junho o Programa Indústria Paulista Mais Competitiva, que tem como objetivo promover o aumento da competitividade por meio de intervenções nas áreas produtivas das empresas, fornecendo assessoria tecnológica em três pontos estratégicos: Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), Eficiência Energética e Preparação para Indústria 4.0.  2018-06-25 - Tags: senai sao paulo programa industria paulista mais competitiva manufatura enxuta lean manufacturing

Baixa oferta faz preço do algodão aumentar no mercado brasileiro
Com a queda na oferta em 2016-17 e o ritmo lento da safra 2017-18, o preço do algodão aumentou no mercado brasileiro em maio. Entre 30 de abril e 30 de maio, o Índice de Algodão do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada CEPEA / ESALQ subiu 12,3%, fechando em R$3.741,00 em 30 de maio.  2018-06-21 - Tags: cepea algodao sinditec mercado bbm dados alta textil

ITMF mostra perfil de vendas de máquinas têxteis no mundo
A ITMF – Federação Internacional dos Fabricantes de Máquinas Têxteis informa que as vendas de filatórios para fibras curtas, fibras longas e máquinas open-end melhoraram muito entre 2016 e 2017, registrando crescimento de 21%, 46% e 24%, respectivamente. Os embarques de máquinas texturizadoras e teares também aumentaram 23% e 13%.  2018-06-08 - Tags: federacao internacional dos fabricantes de maquinas texteis itmf mercado relatorio itmss fiacao texturizacao tecelagem malharia circular malharia plana beneficiamento acabamento

SSM comemora participação em feiras internacionais
Nos quatro primeiros meses do ano, a SSM Schärer Schweiter Mettler AG participou de oito feiras ao redor do mundo. Na Colômbia, Bangladesh, Japão, Rússia, Indonésia, Vietnã, Turquia e Paquistão, a empresa suíça obteve bom retorno dos visitantes interessados em suas soluções para o processamento e bobinagem de fios têxteis.  2018-06-05 - Tags: ssm scharer schweiter mettler febratex feiras texteis maquinas texteis bobinagem

Duas importantes recertificações para a MK Química do Brasil
Nos últimos meses, a MK foi auditada em dois importantes sistemas de gestão. Em abril foi recertificado o Sistema de Gestão da Qualidade, que contempla todas as atividades de desenvolvimento, fabricação e distribuição de produtos químicos e compósitos, bem como o transporte rodoviário de cargas à granel, envasadas e fracionadas.  2018-06-04 - Tags: sassmaq mk quimica do brasil iso 9001 mk quimica

Abit diz que greve prejudica 100% da indústria têxtil e de confecção
Após completar uma semana, a greve nacional dos caminhoneiros já afeta praticamente 100% da indústria têxtil e de confecção, informa a entidade do setor. Segundo a Abit, o prejuízo é grande, já que o faturamento diário é de aproximadamente R$ 440 milhões, (R$ 144 bilhões por ano em 330 dias de trabalho).  2018-05-30 - Tags: abit greve nacional dos caminhoneiros industria textil confeccao

Executiva assume presidência do Grupo Solvay na América Latina
A executiva Daniela Manique assumirá a partir de 1º de julho de 2018 o posto de presidente do Grupo Solvay na América Latina. Ela substituirá José Borges Matias, que deixa a empresa após 35 anos de atividades. Daniela acumulará a nova posição com a presidência da Unidade Global de Negócios Coatis da Solvay, que reúne as áreas de Fenol e Derivados, Solventes Oxigenados e Intermediários de Poliamida.  2018-05-25 - Tags: grupo solvay santo andre polimeros rhodia daniela manique unidade global de negocios coatis da solvay

A quarta revolução industrial e seu impacto no trabalho
O Banco Mundial aponta que de 2015 a 2020, cerca de 5,1 milhões de vagas de trabalho serão substituídas por máquinas, por conta do avanço da Quarta Revolução Industrial mal gerenciada. Existe a necessidade eminente de aprender a aplica-la. Klaus Schwab acaba de lançar seu segundo livro sobre o tema.  2018-05-18 - Tags: aplicando a quarta revolução industrial quarta revolução industrial economia livro

ITM 2018 – Istambul
Excelente show em 2018 de 14 a 17 de Abril em Istanbul em conjunto com a Hightextil 2018 e a Nonwoven Technical Textiles Technology, no pavilhão de feiras Teknik Fuarcilik e comandadas por Necip Guney com sua fantástica capacidade de organização. A qualidade dos expositores e dos visitantes foi maior do que as expectativas dos organizadores.  2018-05-15

SINDITEC inaugurou sede própria em Americana
O SINDITEC inaugurou na noite de quarta-feira passada (09/05) sua sede própria, localizada na Avenida Rafael Vitta, 1073, no bairro São Domingos. O coquetel de inauguração contou com a presença de autoridades, da diretoria do Sindicato, de representantes das entidades parceiras e das empresas que colaboraram com a construção da sede adquirindo o título honorífico.  2018-05-14 - Tags: chico sardelli frente parlamentar em defesa do setor textil e de confeccao abit sinditec dilezio ciamarro omar najar

Grupo NS apresenta novidades para o setor de confecção
A empresa alemã de máquinas de bordado ZSK®, passa a ser representada no Brasil, pelo Grupo NS. Contando com mais de cem anos de experiência em engenharia têxtil, passando a ser conhecida mundialmente desde 1984 como ZSK®, foi premiada na Alemanha com TOP 100 Innovator 2017, como empresa de médio porte mais inovadora do país.  2018-05-11 - Tags: grupo ns confeccao zsk maquinas de bordado centro de aprimoramento no bordado cab

Fiesp identifica desafios da Indústria 4.0 no Brasil e apresenta propostas
Atenta à importância da Quarta Revolução Industrial na realidade das empresas brasileiras, a FIESP realizou uma pesquisa identificando o grau de conhecimento a respeito do conceito de Indústria 4.0 e os desafios a serem enfrentado para sua adoção, o que serviu de subsídio para uma série de propostas apresentadas.  2018-05-09 - Tags: quarta revolução industrial fiesp lean manufacturing cibersegurança josé ricardo roriz coelho paulo skaf

Grupo BASF apresenta balanço do primeiro trimestre aos acionistas
As vendas globais da companhia teve acrescimo de 1% nos primeiros três meses do ano, totalizando € 16,6 bilhões. Todos os segmentos, exceto Produtos de Performance, registraram aumento de volume. “Estamos satisfeitos com o desempenho no primeiro trimestre de 2018, tivemos um bom início de ano”, disse Kurt Bock, Presidente da Junta Diretiva da BASF SE.  2018-05-07 - Tags: basf se dr kurt bock basf quimicos ebit alemanha

Produção personalizada transforma Copa do Mundo em oportunidade de negócios
A decepção da última edição, há quatro anos, não diminuiu nos brasileiros a paixão pela Copa do Mundo. Segundo a Fifa, o país é o terceiro que mais adquire ingressos para os jogos. Em 2018, o evento esportivo acontece na Rússia e não é só um período de torcer pela seleção de futebol, mas para muitas empresas também aumentar as vendas.  2018-05-04 - Tags: global quimica moda epson surecolor f2000 gqm iara valentim copa do mundo