Language
home » têxtil »

Conjuntura

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Vestuário brasileiro fechará ano negativo

O ano de 2011 não deixará saudades para o setor de vestuário. Com queda de 3,5% na produção nacional, demissão de 2 mil trabalhadores no segundo semestre e perda de mercado para os produtos importados, a indústria de confecção espera por ações imediatas do Governo Federal para não acumular mais prejuízos em 2012. O alerta foi dado pelo presidente do Sindivestuário (entidade que reúne os sindicatos de fabricantes de roupas femininas, masculinas, infanto-juvenil e bebê), Ronald Masijah, durante coletiva na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). “Até não termos o compromisso do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que anunciará medidas em prol do setor, ainda em dezembro, eu estava muito pessimista com o futuro. Nunca vivemos uma situação de véspera de Natal com um quadro tão desolador”, disse Masijah que também é empresário do ramo de confecção. 

Segundo ele, os dados de 2011 não são nada animadores. “Os resultados de deste ano apontam para uma forte redução no ritmo na atividade industrial, tanto em termos nacionais como em São Paulo, o maior produtor têxtil do país. As confecções estão com dois meses de estoque acumulados, em média, a taxa de emprego registrou -4% de pessoal ocupado no Brasil e -8% em São Paulo. Na produção industrial, o resultado também foi ruim: -3,5% no Brasil e -6% em São Paulo”, detalha o dirigente. Ainda de acordo com ele, nos últimos 12 meses, as importações de roupas no Brasil cresceram 62%, resultando em déficit de US$ 1,7 bilhão na balança comercial no setor de vestuário (excluindo tecidos, fibras têxteis). O faturamento da cadeia têxtil/confecção no Brasil é de US$ 60,5 bilhões. O setor gera 1,7 milhão de empregos diretos e reúne 30 mil empresas, sendo que no segmento confecção, 80% é de pequenas e micro empresas.  

Luz amarela   

Ronald Masijah revela que mesmo a redução de ICMS, anunciada pelo governo paulista para incentivar a produção industrial no estado não foi suficiente para motivar as confecções. “São Paulo responde por 40% da produção e do emprego na indústria de vestuário nacional, logo, serve de termômetro para mostrar o quanto a situação está difícil”, diz o dirigente, afirmando que 10% das empresas do setor deverão sofrer com problemas financeiros por causa da queda nas vendas. O medo de que a crise na Europa contamine a economia brasileira, levando à retração do consumo interno, além do aumento das importações, são motivos de sobra para que empresários colocarem o pé no freio, avalia o dirigente. Masijah diz que muitas empresas têm até preferido suspender a produção e importar roupa pronta – colocando apenas a etiqueta nacional no produto - para poder enfrentar “em pé de igualdade” a concorrência externa. “Isto é terrível, pois você deixa de gerar emprego e renda no país”, lamentou. Segundo ele, enquanto a produção paulista de vestuário apresentou queda de 6%, as vendas no varejo cresceram entre 6% e 10%, sendo que boa parte dos produtos oferecidos nas araras é de importados. “Eu desafio a encontrarem roupas 100% feitas no Brasil”, disse.

Socorro do governo

Diante deste cenário, as esperanças dos confeccionistas se voltam para o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, que na semana passada reuniu-se com pesos pesados da indústria têxtil nacional e prometeu soluções antes do final do ano. Segundo Masijah participaram no encontro os empresários Josué Christiano Gomes da Silva, presidente do Grupo Coteminas; Vicente Donini, da Marisol; Oswaldo Oliveira, da Valisère, Ivo Rosset, do Grupo Rosset, Agnaldo Diniz Filho, diretor da Cedro Cachoeira e presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), e Alfredo Bonducki, presidente do Sinditêxtil-SP.

Na ocasião, foram apresentadas três reivindicações: a primeira é o regime tributário diferenciado para a indústria de confecção com a mesma lógica do Simples Nacional. O presidente do Sindivestuário explica que a ideia é evitar que as empresas se “pulverizem” quando começam a superar o faturamento que lhes dá direito a permanecer no sistema que unifica a cobrança de oito impostos e contribuições. “Estamos sugerindo, por exemplo, que seja revisto o teto de 12% sobre a receita bruta na indústria para fins de contribuição para o Fisco, pois isso acaba interferindo na escala de produção, ou seja, as empresas preferem permanecer pequenas, e com isso acabam perdendo competitividade”.

Além desta medida, o setor também reivindica a redução de 1,5% para 0,8% da alíquota sobre o faturamento bruto das empresas do setor têxtil para Previdência Social. Esta tributação, incluída no pacote de incentivos lançado pela presidente Dilma Roussef em agosto, é para compensar a perda de receita que o governo terá ao zerar a alíquota de 20% do INSS sobre a folha de pagamentos. “A medida, embora positiva, acaba prejudicando muito as empresas de capital intensivo, como é o caso da indústria têxtil. Se ela emprega poucos funcionários e fatura muito, por exemplo, não é vantajoso, pois a carga tributária acaba pesando, por isso estamos solicitando a redução para abranger um universo maior de empresas, de forma mais equânime”, explica Ronald Masijah.

Finalmente, os empresários do setor querem uma solução para acabar com que chamam de “guerra dos portos brasileiros”, em que alguns estados como Santa Catarina, citada diretamente pelo dirigente, concedem vantagens às importações em detrimento do produto nacional.  “Estamos pleiteando que a alíquota do ICMS interestadual seja fixada na ordem de 4% e que apenas alguns portos sejam autorizados a receber importações têxteis, já que hoje as mercadorias entram por todos os cantos do país, quase sem controle”.

O presidente do Sidivestuário criticou também as triangulações - importações da China que entram no mercado brasileiro pelos países do Mercosul.  “Se continuar desta forma, a indústria nacional não resistirá por muito tempo”, alertou.  Ronald Masijah, contudo, fez questão de ressaltar que está confiante, pois pela primeira vez, o Governo Federal demonstrou preocupação com o setor. “O ministro (Mantega) disse que não quer perder a indústria têxtil/confecção no Brasil e que o setor é fundamental na política de geração de empregos”, disse o dirigente, acrescentando que o governo está convencido de que não adianta aplicar barreiras contra os produtos importados, tipo lei antidumping ou limite de cotas, ou seja, o fundamental para impedir a desindustrialização do país é reduzir o “Custo Brasil”.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Fotos: Marcia Mariano
Fonte: Redação
Por: Marcia Mariano

Data de publicação: 06/12/2011

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Rhodia ganha o Prêmio ECO 2016
A empresa já havia sido vencedora desse prêmio em 2014 com o Amni® Soul Eco, o primeiro fio têxtil de poliamida biodegradável do mundo (foto no destaque)  2016-12-08 - Tags: rhodia premio amcham eco 2016 sustentabilidade poliamida biodegradavel

Campanha Eu Sou de Algodão
A Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (ABRAPA) lançou campanha para incentivar o uso do algodão na indústria brasileira da moda.  2016-11-24 - Tags: algodao campanha abrapa eu sou de algodao industria uso associacao

Modernização do setor têxtil no Brasil demanda novo perfil profissional
Relatório do Sistema de Inteligência Setorial (SIS) do Sebrae orienta empresários a buscar colaboradores com conhecimento tecnologia e conceitos de gestão.  2016-11-23 - Tags: sebrae setor modernizacao sc inteligencia setorial textil perfil profissional

Curso de modelagem criativa com Rita Comparato
Nos próximos dias 25 e 26 de novembro, Rita Comparato ministra workshop no Senac, da Rua Faustolo, sobre “Modelagem Criativa”.  2016-11-14 - Tags: rita comparato modelagem criativa senac lapa faustolo

Sinditêxtil-SP perde mais uma empresa têxtil
Demora na recuperação das empresas já acumula 16 mil demitidos em 12 meses  2016-11-10 - Tags: sinditextil sp empresa perda setor conjuntura panorama crise alfredo bonduki fernando pimentel

Fundamentos em filtração
Nos dias 5 e 6 de outubro o curso “Fundamentos em Filtração” foi realizado na sede da ABINT (Associação Brasileira das Indústrias de Não tecidos e Tecidos Técnicos), na Rua Marquês de Itu, 986.  2016-11-10 - Tags: fundamentos filtracao textil curso workshop

JCNET noticia fechamento da OMI do Brasil Têxtil
Veículo de Bauru e região informa que indústria têxtil encerrou atividades em Lençóis Paulista  2016-11-08 - Tags: jcnet omi do brasil textil fechamento fabrica

A escolha de tecidos para as passarelas
Texprima mostra prévia das coleções de Gloria Coelho e Samuel Cirnansck para a São Paulo Fashion Week  2016-10-27 - Tags: texprima samuel cirnansck gloria coelho spfw sao paulo fashion week

Reunião entre tinturarias
O SINDITEC reuniu representantes de tinturarias das cidades representadas pela entidade - Americana, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré - com o objetivo de discutir a situação do mercado e as dificuldades que as empresas têm vivenciado.  2016-10-18 - Tags: sinditec tinturarias reuniao dilezio mercado americana nova odessa santa barbara doeste e sumare

Campanha anti-falsificação
Empresa fabricante de fios para a moda quer chamar atenção contra uso indevido da marca SUPPLEX®  2016-10-17 - Tags: supplex suplex nilit campanha falsificacao tecnologia fios filamentos nylon

Loepfe apresenta solução de controle de qualidade na ITMA Asia
Visite a Loepfe na ITMA Asia em Shanghai no H1 B28. A empresa apresentará um portifolio de soluções de controle de qualidade para a indústria têxtil na ITMA Ásia que acontecerá em Shanghai de 21 a 25 de Outubro.  2016-10-13 - Tags: loepfe itma asia shangai loepfe brothers outubro fibras qualidades fios

Gilberto Stocche assume presidência da Santista
A partir do próximo dia 3 de outubro, Gilberto Stocche assume o cargo de presidente da companhia santista.  2016-09-26 - Tags: santista stocche rodrigo barbosa gilberto stocche diretoria presidencia administracao jeanswear

SPGPrints investe em expansão de produção na Áustria
A SPGPrints está aumentando sua capacidade de produção dass instalações de Kufstein (Áustria), para atender a forte demanda para a impressora JAVELIN® Digital Textile, após o seu lançamento em junho no ITM 2016 (Istambul, Turquia).  2016-09-22 - Tags: spgprints kufstein austria javelin digital textile itm 2016

Bluestar Silicones transfere sede industrial para Joinville
Localização estratégica proporciona diferencial para atender clientes do Brasil e da América Latina  2016-09-22 - Tags: bluestar silicones industria planta transferencia blumenau

Coeficiente de Exportação fica estável no segundo trimestre do ano
O Coeficiente de Exportação (CE) da indústria de transformação, medido pelos departamentos de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) e Relações Internacionais e Comércio Exterior (Derex) da Fiesp, fechou o segundo trimestre de 2016 em 20,9%, variação de 0,1 ponto percentual (pp) no acumulado de abril a junho em relação aos três primeiros meses do ano.  2016-08-23 - Tags: coeficiente exportacao estavel trimestre ano fiesp relacoes internacionais

T-SCAN: Detecção múltipla para um separador de partes estranhas
Cinco tecnologias trabalham lado a lado na T-SCAN - Trützschler Parte Foreign Separator para detectar todas as partículas estranhas  2016-08-22 - Tags: tscan tecnologia trutzschler particulas estranhas separador

Tecnologia italiana de isolamento térmico é mostrada no Brasil
A parceria entre a italiana Thermore e a GOTEX SHOW - Feira Internacional de Produtos Têxteis acontece desde a primeira edição do evento.Buscando novas oportunidades de negócio na cadeia têxtil brasileira, a marca se apresenta de 20 a 22 de setembro de 2016, no Pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo.  2016-08-18 - Tags: go tex thermore termicas isolamento termico calor frio texteis

Entrevista exclusiva com Fabio Covolan sobre mercado e crise
Durante a palestra de tendências da Canatiba o Portal Textilia.net realizou um bate-papo exclusivo com Fábio Covolan, diretor de marketing da companhia que falou sobre crise, sua participação na Febratex e as possibilidades da Confecção 4.0. Confira.  2016-08-17 - Tags: fabio covolan canatiba marketing crise jeand bielastic denim confeccao crise

Importação diminui e exportação melhora na região de Campinas
No primeiro semestre deste ano, segundo levantamento do Sinditêxtil-SP (Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo), a mesorregião de Campinas apresentou bons resultados em sua balança comercial, principalmente no tocante aos tecidos especiais, tufados, rendas, tapeçarias, passamanarias e bordados.  2016-08-16 - Tags: bonduki alfredo importacao exportacao campinas diminui melhora pavimentos materias texteis bordados

SSM aposta em tecnologias para a ITMA Asia 2016
De 21 a 25 de Outubro de 2016, no Pavilhão 1 / estande A18 da ITMA Asia Xangai, a Suíça SSM SSM Schärer Schweiter Mettler AG mostrará oito lançamentos no enrolamento & duplicação, além de um na texturização por ar. Todos serão apresentados pela primeira vez na Ásia. Destaque também para a estreia mundial do novo SSM X-Series.  2016-08-12 - Tags: ssm itma asia xangai ssm x-series outubro estande suica tecnologia texturização ar