Language
home » têxtil »

Conjuntura

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Vestuário brasileiro fechará ano negativo

O ano de 2011 não deixará saudades para o setor de vestuário. Com queda de 3,5% na produção nacional, demissão de 2 mil trabalhadores no segundo semestre e perda de mercado para os produtos importados, a indústria de confecção espera por ações imediatas do Governo Federal para não acumular mais prejuízos em 2012. O alerta foi dado pelo presidente do Sindivestuário (entidade que reúne os sindicatos de fabricantes de roupas femininas, masculinas, infanto-juvenil e bebê), Ronald Masijah, durante coletiva na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). “Até não termos o compromisso do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que anunciará medidas em prol do setor, ainda em dezembro, eu estava muito pessimista com o futuro. Nunca vivemos uma situação de véspera de Natal com um quadro tão desolador”, disse Masijah que também é empresário do ramo de confecção. 

Segundo ele, os dados de 2011 não são nada animadores. “Os resultados de deste ano apontam para uma forte redução no ritmo na atividade industrial, tanto em termos nacionais como em São Paulo, o maior produtor têxtil do país. As confecções estão com dois meses de estoque acumulados, em média, a taxa de emprego registrou -4% de pessoal ocupado no Brasil e -8% em São Paulo. Na produção industrial, o resultado também foi ruim: -3,5% no Brasil e -6% em São Paulo”, detalha o dirigente. Ainda de acordo com ele, nos últimos 12 meses, as importações de roupas no Brasil cresceram 62%, resultando em déficit de US$ 1,7 bilhão na balança comercial no setor de vestuário (excluindo tecidos, fibras têxteis). O faturamento da cadeia têxtil/confecção no Brasil é de US$ 60,5 bilhões. O setor gera 1,7 milhão de empregos diretos e reúne 30 mil empresas, sendo que no segmento confecção, 80% é de pequenas e micro empresas.  

Luz amarela   

Ronald Masijah revela que mesmo a redução de ICMS, anunciada pelo governo paulista para incentivar a produção industrial no estado não foi suficiente para motivar as confecções. “São Paulo responde por 40% da produção e do emprego na indústria de vestuário nacional, logo, serve de termômetro para mostrar o quanto a situação está difícil”, diz o dirigente, afirmando que 10% das empresas do setor deverão sofrer com problemas financeiros por causa da queda nas vendas. O medo de que a crise na Europa contamine a economia brasileira, levando à retração do consumo interno, além do aumento das importações, são motivos de sobra para que empresários colocarem o pé no freio, avalia o dirigente. Masijah diz que muitas empresas têm até preferido suspender a produção e importar roupa pronta – colocando apenas a etiqueta nacional no produto - para poder enfrentar “em pé de igualdade” a concorrência externa. “Isto é terrível, pois você deixa de gerar emprego e renda no país”, lamentou. Segundo ele, enquanto a produção paulista de vestuário apresentou queda de 6%, as vendas no varejo cresceram entre 6% e 10%, sendo que boa parte dos produtos oferecidos nas araras é de importados. “Eu desafio a encontrarem roupas 100% feitas no Brasil”, disse.

Socorro do governo

Diante deste cenário, as esperanças dos confeccionistas se voltam para o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, que na semana passada reuniu-se com pesos pesados da indústria têxtil nacional e prometeu soluções antes do final do ano. Segundo Masijah participaram no encontro os empresários Josué Christiano Gomes da Silva, presidente do Grupo Coteminas; Vicente Donini, da Marisol; Oswaldo Oliveira, da Valisère, Ivo Rosset, do Grupo Rosset, Agnaldo Diniz Filho, diretor da Cedro Cachoeira e presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), e Alfredo Bonducki, presidente do Sinditêxtil-SP.

Na ocasião, foram apresentadas três reivindicações: a primeira é o regime tributário diferenciado para a indústria de confecção com a mesma lógica do Simples Nacional. O presidente do Sindivestuário explica que a ideia é evitar que as empresas se “pulverizem” quando começam a superar o faturamento que lhes dá direito a permanecer no sistema que unifica a cobrança de oito impostos e contribuições. “Estamos sugerindo, por exemplo, que seja revisto o teto de 12% sobre a receita bruta na indústria para fins de contribuição para o Fisco, pois isso acaba interferindo na escala de produção, ou seja, as empresas preferem permanecer pequenas, e com isso acabam perdendo competitividade”.

Além desta medida, o setor também reivindica a redução de 1,5% para 0,8% da alíquota sobre o faturamento bruto das empresas do setor têxtil para Previdência Social. Esta tributação, incluída no pacote de incentivos lançado pela presidente Dilma Roussef em agosto, é para compensar a perda de receita que o governo terá ao zerar a alíquota de 20% do INSS sobre a folha de pagamentos. “A medida, embora positiva, acaba prejudicando muito as empresas de capital intensivo, como é o caso da indústria têxtil. Se ela emprega poucos funcionários e fatura muito, por exemplo, não é vantajoso, pois a carga tributária acaba pesando, por isso estamos solicitando a redução para abranger um universo maior de empresas, de forma mais equânime”, explica Ronald Masijah.

Finalmente, os empresários do setor querem uma solução para acabar com que chamam de “guerra dos portos brasileiros”, em que alguns estados como Santa Catarina, citada diretamente pelo dirigente, concedem vantagens às importações em detrimento do produto nacional.  “Estamos pleiteando que a alíquota do ICMS interestadual seja fixada na ordem de 4% e que apenas alguns portos sejam autorizados a receber importações têxteis, já que hoje as mercadorias entram por todos os cantos do país, quase sem controle”.

O presidente do Sidivestuário criticou também as triangulações - importações da China que entram no mercado brasileiro pelos países do Mercosul.  “Se continuar desta forma, a indústria nacional não resistirá por muito tempo”, alertou.  Ronald Masijah, contudo, fez questão de ressaltar que está confiante, pois pela primeira vez, o Governo Federal demonstrou preocupação com o setor. “O ministro (Mantega) disse que não quer perder a indústria têxtil/confecção no Brasil e que o setor é fundamental na política de geração de empregos”, disse o dirigente, acrescentando que o governo está convencido de que não adianta aplicar barreiras contra os produtos importados, tipo lei antidumping ou limite de cotas, ou seja, o fundamental para impedir a desindustrialização do país é reduzir o “Custo Brasil”.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Fotos: Marcia Mariano
Fonte: Redação
Por: Marcia Mariano

Data de publicação: 06/12/2011

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Impressoras sublimáticas e tintas fluorescentes na Febratex
No período de 09 a 12 de agosto, os visitantes que passarem pelo estande da Roland DG conhecerão a linha Texart de impressoras sublimáticas e as tintas fluorescentes desenvolvidas especificamente para atender aos equipamentos da série  2016-07-28 - Tags: roland impressora sublimatica tintas fluorescentes febratex estande roland dg linha texart

“Febratex 2016” homenageia expositores com o “Troféu João Luiz Martins Pereira”
O FCEM | Febratex Group homenageia, através do “Prêmio Febratex”, os expositores que completam 10 participações na “Febratex – Feira Brasileira para a Indústria Têxtil” na edição de 2016 com o “Troféu João Luiz Martins Pereira”, tributo ao saudoso ex-presidente da ABTT - Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda, falecido em 2014.  2016-07-28 - Tags: febratex trofeu abtt premiacao tecnologia premio febratex 10 edicoes presidente joao luiz martins pereira

Vinilona investe em e-commerce
Além de aumentar o portfólio da consagrada marca de lonas Vinilona, empresa investe em novas formas de atender ao mercado, comercializando parte de seus produtos por meio de sites específicos  2016-07-25 - Tags: vinilona textil lona sites comercio eletronico ecommerce sansuy pvc

Cedro fala de lavagens para denim em Toritama
Entre os dias 26 e 28 de julho, Cedro e lavanderias apresentam novidades e técnicas sustentáveis  2016-07-25 - Tags: cedro lavagens toritama lavanderia sustentaveis tecnica julho

Confecções peruanas conquistam o País
Escritório do Peru no Brasil levou confecções daquele País à Fenin São Paulo e projeção é de um milhão e meio de vendas até dezembro de 2016  2016-07-25 - Tags: peru brasil escritorio fenin sao paulo gramado projecao vendas confecções exportação

Evento inédito é uma das atrações da Febratex 2016
Os visitantes terão a oportunidade de participar de três eventos: um deles o esperado Fórum Digital Têxtil - evento organizado pelo Comitê de empresas associadas à ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), com o apoio da FCEM e WTIN, instituição especializada em Inteligência de mercado com foco têxtil.  2016-07-25 - Tags: febratex 2016 fcem abit textil abtt forum digital textil comite oportunidades

Lectra apresenta novo processo de corte durante a Febratex
Visitantes poderão participar de workshops e acompanhar todo o processo de produção de uma minicoleção, com desfile das peças ao final. Tecnologia foi especialmente desenvolvida para proporcionar alta qualidade no corte de estampas localizadas  2016-07-18 - Tags: lectra corte vetor febratex estampas automotivo moda vestuario industria moveleiro

Cuidados na lavagem e armazenagem de tecidos e roupas
Peças e tecidos que são tendência de inverno precisam receber o cuidado correto na hora de lavar e guardar (inclusive protegendo da luz!)  2016-07-18 - Tags: lavanderia wash tecidos roupas cuidados proteger tnt closet armario

Stäubli na FEBRATEX
Parque Vila Germânica, Blumenau – SC, Brasi, de 9 a 12 de agosto de 2016. Setor 1 / estande nº 11 - Stäubli apresenta soluções eficazes para fluxo de trabalho das tecelagens  2016-07-14 - Tags: staubli febratex blumenau fluxo de trabalho tecelagens solucoes sustentavel eficiente inovacao visao jacquard topmatic

Sebrae realiza estudo das gerações
Dos baby boomers até a Geração Alpha, relatório do Sistema de Inteligência Setorial do Sebrae destaca aos empreendedores o perfil das diversas faixas etárias dos consumidores  2016-07-14 - Tags: sebrae geracoes estudos alpha baby boomers inteligencia empreendedores perfil consumidores faixas etarias

T-MOVE - O mudador de vaso completamente diferente
O Dispositivo de Enchimento de Vasos T-MOVE, da Trützschler GmbH & Co, é uma solução completamente nova para encher vasos da carda.  2016-07-12 - Tags: trutzschler gmbh trutzschler vasos t move mudador de vasos cardas carda

Lectra e Politecnico di Milano juntas em seminário
Duas gigantes da moda global (Lectra e Politecnico di Milano) se unem para debater Design e Tecnologia. O objetivo é explorar o papel da tecnologia na melhoria dos processos de desenvolvimento de produtos.  2016-07-12 - Tags: lectra polictecnico di milano seminario tecnologias processos desenvolvimento seminario design designer

Stäubli recebe embaixador da França
Em 8 de Julho de 2015, o embaixador da França, Sr. René Roudaut, visitou a fábrica da Stäubli em Sargans (Suíça) com duplo objetivo de fortalecer relacionamentos e aprender sobre os benefícios recebidos por aprendizes e funcionários na planta fabril.  2016-07-11 - Tags: staubli embaixador suica franca planta fabrica sargans inovacao contato colaboradores tecelagem aprendizes

Lectra anuncia a abertura de sua filial no Vietnã
Com sede em Ho Chi Minh City a nova sede da Lectra Vietnã vai acelerar o crescimento da empresa na Ásia  2016-07-08 - Tags: lectra vietnan vietna nova sede filial fabricas asia china softwares solucoes

Prêmios VDMA de Máquinas Têxteis
Por ocasião do Fórum VDMA de Máquinas Têxteis na sede da fabricante de máquinas de malharia e tecnologia para malharia circular Mayer & Cie em Albstadt, a Fundação do da Indústria de Máquinas Têxteis da Alemanha homenageia seis jovens engenheiros de sucesso.  2016-07-01 - Tags: vdma premio maquinas texteis fabricantes malharia mayer cie albdstads fundacao alemanha

Paranatex lança estampas de folhagens e geométricas
Empresa estará na Formóbile com linha Olimpo Plus nos tons azuis, verdes, marrons, vermelhos, cinzas, além do rosa quartzo eleito pela Pantone como a cor do ano  2016-07-01 - Tags: paranatex formobile lancamento olimpo plus pantone lancamento cor do ano azuis verdes marrons vermelhos cinzas rosa quartzo

Mercado de roupas sofre retração em volume
Mercado de roupas sofre retração em volume no primeiro trimestre de 2016; penetração segue estável. Dados foram apurados pela Kantar Worldpanel  2016-07-01 - Tags: kantar worldpanel retracao roupas vestuario volume balanco trimestre

Premio Top 100 para Mayer & Cie.
Fabricante de máquinas para malharia é uma das empresas mais inovadoras da Alemanha  2016-06-29 - Tags: mayer top 100 premio inovacao maquinas malharias empresas inovadoras alemanha fabricante

Parceria vai disseminar impressão 3D para componentes
Termo de cooperação anunciado no INSPIRAMAIS entre Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui (Sinbi) e Instituto By Brasil (IBB) promoverá atividades do laboratório de criatividade, inovação e design, com tecnologia avançada chamado Design Lab.  2016-06-28 - Tags: design lab criatividade design inovacao vestuario birigui sinbi inbb inspiramais parceria 3d impressao

Tecidos que protegem da picada de insetos
A Tecelagem Panamericana desenvolveu por meio de estudos de especialistas brasileiros e alemães , um tecido que é uma eficiente arma contra a picada de insetos, principalmente vetores transmissores de doenças como malária, dengue, febre amarela, e atualmente Zika vírus, chikungunya e dengue.  2016-06-28 - Tags: panamericana especialistas eficiente picada insetor transmissores doencas malaria dengue febre amarela protecao