Language
home » têxtil »

Conjuntura

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Indústria quer taxa zero para importar algodão

A quebra da última safra de algodão uniu a indústria têxtil e os produtores rurais, que estão pedindo em conjunto ao governo a isenção da tarifa de importação de um lote de 75 mil toneladas da pluma enquanto durar a entressafra, já que a oferta disponível está apertada. A Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) estima que a medida faria o setor economizar de US$ 8 milhões a US$ 9 milhões.

Atualmente, a indústria têxtil paga uma Tarifa Externa Comum (Tec) de 6% para importar o produto. O pedido foi recebido pela Câmara de Comércio Exterior (Camex) em 23 de dezembro e deverá entrar na pauta da próxima reunião, que ocorrerá ainda neste mês. O Ministério da Agricultura informou que o assunto está em negociação. O Ministério da Fazenda não respondeu ao pedido de entrevista até o fechamento desta edição.

Para a isenção da tarifa, o governo pode incluir a pluma na Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec), retirando-a do âmbito de tarifações do Mercosul, e então isentar a importação do produto por um período determinado. A indústria pleiteia que a isenção dure de fevereiro a julho. A colheita da “safrinha” de algodão está programada para começar em junho, mas até que a pluma comece a chegar ao mercado já beneficiada e classificada leva mais ou menos um mês.

A intenção inicial da Abit era pedir uma cota para importação de 100 mil toneladas, mas após negociação com os produtores de algodão, o volume definido foi 75 mil toneladas. “Da última vez, eles pediram uma cota de 150 mil toneladas e importaram só 50 mil toneladas. E, com a notícia da importação, houve redução de preço, o que prejudicou os produtores que ainda tinham estoque”, disse Arlindo Moura, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). Atualmente, o Brasil importa algodão principalmente dos Estados Unidos.

A medida é considerada urgente pelas fabricantes de tecidos e vestuários, que devem voltar às compras na próxima semana em um cenário de poucos estoques de algodão no país. Segundo o último levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), realizado em novembro e divulgado em dezembro, o Brasil encerraria 2016 com 232.800 toneladas de algodão armazenadas.

De acordo com o ritmo previsto de produção da indústria, os estoques atuais dão conta de abastecer o consumo até meados de maio. Segundo o mercado, o grosso desse volume está nas mãos das tradings, com as quais as tecelagens mantêm contratos. “Para as indústrias não há capital de giro suficiente para grandes estoques. Elas fizeram contrato com tradings”, afirmou Fernando Pimentel, presidente da Abit. Representante dos produtores rurais, Moura avalia que ainda há estoques de algodão para atender a demanda de janeiro, “mas de fevereiro em diante haverá alguma dificuldade”.

Em 2016, diante da deterioração do poder de compra dos brasileiros, a produção de têxteis e vestuários recuou cerca de 5%, para 1.7 milhão de toneladas, o que limitou as importações da pluma a apenas 30 mil toneladas, segundo a Abit. Para este ano, a associação espera uma recuperação marginal da atividade, entre 1% e 2%, o que deve garantir ao menos estabilidade do consumo doméstico de algodão, senão um leve crescimento, disse Pimentel.

Segundo ele, caso o governo não aprove a cota de importação com isenção de imposto, a indústria trocará o que for possível de seu uso de algodão por fibras sintéticas, como o poliéster. “Mas a substituição tem limites. Tem produtos que não migram. Mas o que normalmente ocorre é que, se não há algodão, as fábricas vão reduzir produção, o que reduz emprego, imposto, etc.”.

A restrição da oferta interna de algodão decorre da forte quebra de produção da safra 2015/16. Os problemas da temporada começaram no momento de plantio, que teve de ser adiado porque ocorreram chuvas que impossibilitaram os trabalhos em campo. Depois, com as plantas na época de desenvolvimento vegetativo, as lavouras ficaram sem a necessária umidade, e só voltaram a receber chuvas na época da colheita – justamente quando o tempo deveria estar firme para permitir o avanço das colheitadeiras em campo.

Segundo a Conab, a colheita no país ficou em 1.288 milhão de toneladas, 17,5% a menos do que na temporada anterior, devido principalmente à redução da produtividade na Bahia. A concorrência pelo algodão nacional já fez com que os preços da pluma disparassem no mercado interno. Desde que a colheita da safra 2015/16 se encerrou, no fim de setembro, o indicador Cepea/Esalq para o algodão, com pagamento em oito dias, já acumulou valorização de aproximadamente 9%. Ontem, o indicador ficou em R$ 2,7699 a libra-peso, 23% acima do registrado no mesmo período de 2016.

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Valor/

Data de publicação: 17/01/2017

Conteúdo relacionado


Uma visão holística da pandemia sob a ótica da cadeia têxtil
Três dos maiores líderes empresariais do setor têxtil/vestuário brasileiro analisaram o momento atual e as perspectivas da indústria para os próximos meses, após o fim da quarentena. Josué Christiano Gomes da Silva, Flavio Rocha e Ricardo Steinbruch participaram de uma das mais concorridas videoconferências, realizadas por Fernando Pimentel, presidente da Abit, cuja transmissão alcançou uma audiência recorde, com 900 visualizações.  2020-05-29 - Tags: textil vestuario pos pandemia covid 19 omnichanel novo normal steinbruch ricardo steinbruch flavio rocha josue christiano gomes da silva

Covid-19: O cenário das fibras têxteis no Brasil
Embora sejam empresas de grande porte, de capital intensivo e atuação global, a indústria de fibras têxteis também está enfrentando dificuldades devido à pandemia do covid-19. Situado no início da longa cadeia produtiva do setor, este segmento reúne no Brasil fabricantes de fibras sintéticas – poliamida (náilon) e poliéster, além de uma cotonicultura forte que abastece fiações, tecelagens e malharias.  2020-05-26 - Tags: renato boaventura lineu frayha milton garbujo rhodia abrafas indorama ventures fibras brasil m&g fibras do brasil fernando pimentel fibras texteis

Desaceleração econômica global por conta da pandemia afeta negócios do algodão
Ainda não sabemos qual será o impacto final do Covid-19 na indústria do algodão, mas a pandemia em rápido movimento provocou grande incerteza em todos os elos da cadeia de suprimentos global. Milhões de pessoas estão em quarentena e os negócios de algodão e têxtil estão praticamente paralisados em todo o mundo.  2020-05-15 - Tags: algodao industria textil industria algodao covid 19 pandemia commodity safra 2020 icac

O Grande Lockdown: cenário para a economia global
Estudo publicado na Carta IEDI 994 (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial), no dia 04 de maio, do qual reproduzimos alguns pontos, traz as projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI) para a economia global, realizada em 20 de abril, e revela que a crise econômica decorrente da pandemia do coronavírus, denominada pelo Fundo de "Grande Lockdown" será muito mais intensa do que aquela de 2009 - iniciada pelo colapso de um banco de investimentos nos EUA.  2020-05-08 - Tags: lockdown iedi fmi recessao pandemia covid19 fundo monetario internacional grande lockdown isolamento social

Indústria têxtil e de confecção adaptou-se para produzir máscaras e aventais
Nos últimos 30 dias, o parque industrial têxtil e de confecção do Brasil transformou-se para enfrentar a calamidade pública causada pela Covid-19. Mais de 140 empresas converteram suas plantas para fabricar em massa máscaras descartáveis de TNT (tecido não tecido) e aventais médico-hospitalares.  2020-05-04 - Tags: parque industrial textil confeccao calamidade publica covid19 tnt equipamentos hospitalares mascaras cirurgicas doacoes cadeia de producao pimentel

Caixa e Sebrae anunciam R$ 7,5 bilhões de crédito para os pequenos negócios
O Sebrae e Caixa assinaram na segunda-feira (20), um convênio para facilitar o acesso ao crédito para micros e pequenas empresas, bem como empreendedores individuais, para reduzir o impacto provocado pela crise do coronavírus sobre os pequenos negócios no Brasil. A expectativa é injetar até R$ 7, 5 bilhões neste segmento.  2020-04-24 - Tags: sebrae caixa pequenas empresas governo federal carlos melles pedro guimaraes entrevista marcio montella creditos folha de pagamento

A relevância da indústria nacional no combate ao Covid-19
Após um mês de iniciada a quarentena no Brasil para conter o avanço da epidemia do Covid-19, a indústria têxtil e de confecção, que não estava incluída no rol das “atividades essenciais”, passou a ser estratégica para a produção local de máscaras e outros itens de proteção no combate à doença.  2020-04-20 - Tags: mascaras protetoras industria nacional setor textil abit coronavirus covi19 pandemia brasil tnt webinar sindicatos

A indústria de TNT e suas perspectivas diante da pandemia do coronavírus
Em tempos de pandemia do Covid-19, quando a atividade econômica, (salvo setores essenciais) está praticamente paralisada, a indústria de nãotecidos, voltada ao segmento hospitalar, está em pleno aquecimento. Todavia, sua capacidade de resposta se mostra limitada diante da gigantesca demanda adicional por produtos de proteção mundo a fora.  2020-04-14 - Tags: polipropileno naotecidos abint abit carlos eduardo benatto tnt spunbond meltblown spunbond tecidos naotecidos pandemia covid19

Abit alerta para o risco no aumento de importações têxteis da China
Fernando Valente Pimentel, presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), alerta sobre o risco, em meio à pandemia da Covid-19, de o mercado nacional enfrentar um forte e abrupto crescimento de importações provenientes da China no momento em que forem reiniciadas as atividades no Brasil.  2020-04-10 - Tags: fernando valente pimentel china importacao risco covid19 pandemia importacoes

ITMF divulga 2ª pesquisa sobre impacto do Covid-19 na indústria têxtil global
A 2ª pesquisa da ITMF - International Textile Manufactures Federation, sobre o impacto da pandemia Coronavírus (Covid-19) na cadeia têxtil global, foi realizada entre 28 março e 6 de abril (a primeira foi entre 13-25 de março). Esta sondagem abrangeu um total 700 companhias ao redor do mundo, que responderam sobre a situação dos pedidos atuais e o faturamento esperado para 2020.  2020-04-09 - Tags: itmf international textile manufactures federation pandemia covid19 impacto projecao setor textil industria textil

ITMF mostra impacto da pandemia de coronavírus na indústria têxtil global
A ITMF - International Textile Manufactures Federation, sediada na Suíça, conduziu, entre 13-25 de março, uma pesquisa com seus associados sobre o impacto da Pandemia Corona (Covidi-19) na cadeia têxtil global, especialmente nos pedidos atuais e no faturamento esperado em 2020.  2020-04-07 - Tags: international textile manufactures federation itmf covid19 coronavirus pandemia industria textil global

Empresários discutem ações e estratégias para o momento atual e futuro
Criar um protocolo com aval de entidades médicas e parceria com autoridades governamentais, para disciplinar o retorno gradativo das atividades do comércio, foi a principal sugestão do encontro com empresários do setor têxtil, confecção e lavanderia, promovido pela Denim City SP, por meio de vídeo conferência no dia 2 de abril.  2020-04-06 - Tags: webnar industria textil conjuntura denim city sp maria josé orione gilberto stocche gustavo manfredini josé eduardo nahas filho paulo totaro robi spatti ronaldo faria

AGU obtém autorização para governo adotar medidas contra Covid-19
A Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) para que sejam afastadas, durante o período de enfrentamento à Covid-19, exigências previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que dificultavam a implantação de programas de proteção à parcela mais vulnerável da sociedade pelo governo federal.  2020-04-01 - Tags: agu advocacia geral da uniao supremo tribunal federal covid 19 lei de diretrizes orcamentarias

Pandemia afeta indústria têxtil e de confecção e já gera prejuízo de R$ 15 bilhões
Enquete realizada pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) revela que, até esta sexta-feira, 27 de março, 97% dos empresários do setor revelam já estar sentindo impactos negativos da paralisação da economia provocada pelo novo coronavírus. Os empresários mencionam como a pandemia tem mudado a rotina do processo produtivo, além de causar um prejuízo mensal estimado em R$ 15 bilhões para o setor.  2020-03-31 - Tags: corona virus covid19 prejuizo industria textil abit paralisacao pandemia produtos

Exportações já apresentam queda na segunda semana de março
A FecomercioSP tem acompanhado os impactos da pandemia do coronavírus (covid-19) em diversas áreas da sociedade. Dessa forma, o Conselho de Relações Internacionais da Entidade ouviu os associados e empresários do setor para entender como a operação de comércio exterior tem sido afetada. Algumas empresas já adiaram o envio de cargas para a China e outras estão renegociando contratos de importação em decorrência da valorização do dólar.  2020-03-25 - Tags: fecomerciosp exportacoes area textil industria importacoes empresarios

Fiesc pede apoio do Governo para solucionar problemas de infraestrutura
Nos últimos 10 anos, foram entregues apenas 14,5 quilômetros das obras de ampliação de capacidade e duplicação das rodovias federais estratégicas para o Estado, as BRs 163, 280 e 470. A informação foi apresentada pelo presidente da Federação das Indústrias (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, ao vice-presidente da República, general Hamilton Mourão.  2020-03-09 - Tags: federacao das industrias hamilton mourao sintex santa catarina fiesc governo conjuntura

Capacidade produtiva da indústria deve crescer em 2020
Depois de um 2019 com sinais de retomada, a indústria, em geral, vê 2020 com otimismo. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou em 78,2% no mês de novembro de 2019. Para a Mitsubishi Electric, uma das maiores empresas de automação industrial do mundo, a tendência é que este indicador continue subindo este ano.  2020-03-02 - Tags: confederacao nacional da industria mitsubishi electric conjuntura textil confianxa do empresario industrial

Programa Brasil Mais pretende aumentar a eficiência das empresas
O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou, na terça-feira (18), decreto de criação do programa Brasil Mais, que vai atender indústria, comércio e serviços. Coordenado pelo Ministério da Economia e gerido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o programa será executado pelo Senai e pelo Sebrae.  2020-02-21 - Tags: jair bolsonaro programa brasil mais abdi sebrae senai ministerio da economia praticas produtivas

Previsão de queda no preço do algodão enquanto o fornecimento atinge níveis recorde
Os preços do algodão permanecerão baixos nas temporadas 2019/20 enquanto a oferta supera a demanda e os excedentes crescem, de acordo com um relatório da Edição 200 da Textile Outlook International, da empresa de informações de comércio global Textiles Intelligence.  2020-01-09 - Tags: algodao precos supplies fornecimento 2019 2020

Brasileiro mostra otimismo e espera melhora da economia para 2020
A nova edição da pesquisa Perspectivas 2019: ‘Expectativa dos Brasileiros com o Cenário Econômico e Social”, realizada pela parceria ACREFI/Kantar, aponta que o brasileiro demonstra otimismo mais consciente e espera melhora da economia a partir do 2º Semestre de 2020. Se nos últimos três anos o levantamento mostrava que 17% estavam propensos a fazer um financiamento, atualmente o percentual saltou para 45%.  2019-11-14 - Tags: kantar perspectivas 2019 acrefi hilgo gonçalves conjuntura perspetiva de mercado