Language
home » têxtil »

Conjuntura

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Caixa e Sebrae anunciam R$ 7,5 bilhões de crédito para os pequenos negócios

O Sebrae e Caixa assinaram na segunda-feira (20), um convênio para facilitar o acesso ao crédito para micros e pequenas empresas, bem como empreendedores individuais, para reduzir o impacto provocado pela crise do coronavírus sobre os pequenos negócios no Brasil. A expectativa é injetar até R$ 7, 5 bilhões neste segmento. O Sebrae vai disponibilizar R$ 500 milhões de garantias complementares para o início da operação, concedidas por meio do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), o que reduz o risco.

A medida, que faz parte do conjunto de iniciativas que vem sendo implementado pelo Governo Federal e pelo Sebrae, foi anunciada conjuntamente pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles por videoconferência. Serão utilizadas as linhas de crédito para capital de giro oferecidas pela CEF, com diferentes prazos de pagamento e taxas de juros que variam de 1,19% a 1,59%. Poderão se habilitar, já a partir desta semana, empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões (veja tabela). Uma das exigências, porém, é que o empreendedor (ou sócio) tenha conta na Caixa e esteja adimplente

As micro e pequenas empresas, que representam 27% do PIB brasileiro, têm sido o segmento mais afetado pela crise provocada pela pandemia do Covid-19. “Um dos maiores obstáculos no acesso dos pequenos negócios a crédito é a exigência de garantias feita pelas instituições financeiras. Nesse sentido, o Fampe funciona como um salvo-conduto, que vai permitir aos pequenos negócios, incluindo até o microempreendedor individual, obterem os recursos para capital de giro, tão necessários para atravessarem a crise provocada pela pandemia do coronavírus, mantendo os negócios e os empregos”, explica o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Como vai funcionar

Pelo acordo, o Fampe viabiliza a garantia necessária às micro e pequenas empresas, atendendo às exigências das instituições financeiras para conceder operações de crédito. O fundo de aval disponibilizado pelo Sebrae pode alavancar empréstimos no valor 12 vezes ao do seu patrimônio. O acordo é um desdobramento da Medida Provisória 932 que estabeleceu, por um período de três meses, que 50% da arrecadação do Sebrae será destinada a fortalecer o Fampe e permitir um aumento nas operações de crédito com taxas mais baixas, maior prazo e melhor período de carência. Além de entrar com recursos para alavancar o volume de operações de crédito, o grande diferencial do Fampe é que os empreendedores vão contar com um crédito assistido pelo Sebrae. " Os donos de micro e pequenas empresas serão acompanhados ao longo de todas as fases da operação, através da oferta de capacitações e soluções adequadas às necessidades de cada empreendedor e do estágio em que ele se encontra no processo do crédito. Isso vai possibilitar a redução do risco e, consequente, dos custos financeiros das operações”, acrescenta Melles.

No acordo com o Sebrae, a Caixa se compromete a disponibilizar e utilizar linhas que atendam demanda por crédito em melhores condições, para MEI, micro e pequenas empresas. As duas instituições farão um intercâmbio de informações, por meio eletrônico, com o objetivo de agilizar e facilitar a concessão do crédito. Ainda em razão do acordo, a Caixa se compromete em estimular os empreendedores a buscar assessoria e consultoria especializada do Sebrae.

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a parceria com o Sebrae tem o objetivo de apoiar o setor que vem sofrendo com a pandemia. “A Caixa, enquanto banco público tem a missão de dedicar uma atenção especial a este cliente que gera tantos empregos no país”, disse, acrescentando que a linha de crédito poderá chegar a R$ 12 bilhões, mas que atualmente, a expectativa é de até R$ 7,5 bilhões.

Confecções

O grande gargalo das micro e pequenas empresas, que atuam no segmento de confecção e vestuário, é a oferta de crédito. Alguns empresários e profissionais autônomos estão recorrendo às cooperativas de crédito, pois estão tendo dificuldades de acessar as linhas tradicionais oferecidas pelo sistema financeiro, por causa das exigências de garantias e taxas de juros elevadas. Portal Textília.Net consultou o gerente Unidade de Serviços Financeiros e Capitalização do Sebrae, Marcio Montella, que por e-mail esclareceu a respeito desta operação anunciada pela Caixa e Sebrae.

Portal Textilia.Net: Existe alguma linha direcionada para as micro e pequenas confecções que nesse momento, estão se dedicando a produzir máscaras de proteção de tecido para ajudar no combate ao coronavírus. Muitas estão em sérias dificuldades, pois o comércio está fechado e elas não conseguem escoar a produção?

Montella. Não temos uma linha específica para segmentos. Nós temos linhas direcionadas para micro e pequenas empresas, não importa o ramo de atividades que ela exerça. Considerando que as pequenas confecções são microempresas, elas estão no nosso escopo beneficiado.

Portal Textília.Net: As empresas do setor, que quiserem se cadastrar para esta linha, precisam estar adimplentes, porém, elas ficaram praticamente sem faturar, pois, as coleções de inverno que seriam lançadas em março foram bloqueadas por causa da quarentena e o varejo não está honrando com os recebíveis, porque alegam que não conseguiram vender os produtos. Como fazer para ajudar essas empresas?

Montella: As empresas que quiserem ter acesso às linhas de crédito, como foi divulgado pela Caixa Econômica Federal, não podem estar negativadas (isso é uma deferência do banco, não é uma interferência do Sebrae). Mas o que tem de bom nesse cenário é que alguns bancos renovaram os limites de crédito das empresas com os dados de março; ou seja, não levaram em consideração esse período de crise que a gente está passando. Então, não houve um prejuízo por causa disso, mas é um pouco diferente de quem está negativado.

Portal Textilia.Net: Poderia esclarecer como vai funcionar o Fundo de Amparo às Micro e Pequenas Empresas. Quanto o Sebrae vai destinar para cobrir a operação de R$ 7,5 bilhões? O empresário vai precisar dar alguma garantia ou fiança? Se ele não pagar as prestações, o Fundo vai cobrir o prejuízo da CEF?

Montella: O Sebrae vai disponibilizar R$ 500 milhões de garantias, essa é uma garantia adicional para ajudar o dono de um pequeno negócio que não tem garantias disponíveis para o banco. Esses R$ 500 milhões podem alavancar e gerar crédito de até R$ 7.5 bilhões, então o Sebrae entra complementando ou substituindo as garantias para o tomador do empréstimo. No caso de uma inadimplência, ele vai ser executado normalmente como se não houvesse a garantia do Sebrae, é uma linha de crédito com execuções normais, o que o fundo faz é viabilizar o crédito para o pequeno empresário neste momento de crise.

Folha de pagamento

Em março, o governo federal, por meio do Banco Central, abriu uma linha de crédito emergencial no valor de R$ 40 bilhões para pequenas e médias empresas pagarem os salários dos seus funcionários durante dois meses. De acordo com a Agência Senado, a linha estará disponível para empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano. As taxas de juros devem ser de 3,75% anuais. Estão previstos seis meses de carência para o pagamento, que poderá ser feito em até 36 meses. A maior parte desse dinheiro (85%), será transferida do Tesouro Nacional e o restante, fornecido pelos bancos comerciais. Mas ao contrário do que foi anunciado, os bancos, segundo queixa dos empresários, aumentaram as taxas de juros – alguns dobraram o valor, para empréstimos e reduziram os prazos de pagamento para dívidas novas.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 24/04/2020

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Sinditec apela aos vereadores de Americana pela revogação das mudanças do ICMS
O presidente do Sinditec, Leonardo Sant'Ana, usou a tribuna livre na última quinta-feira (11/02) na sessão da Câmara de Americana para pedir apoio dos vereadores na intermediação junto ao governo estadual da revogação de parte das medidas previstas no decreto nº 65.255/2020, referentes ao ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) têxtil.  2021-02-17 - Tags: sinditec leonardo sant ana icms imposto sobre a circulacao de mercadorias e servicos

Consumo de Energia cresce nos setores de metalurgia, siderurgia e têxteis
De acordo com levantamento feito pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE, em janeiro deste ano, os maiores aumentos no consumo de energia elétrica foram identificados em setores considerados eletrointensivos. A indústria de extração de minerais metálicos aumentou seu consumo 16,6% em relação ao mesmo período do ano passado, seguida pelo segmento têxtil (12,1%), de minerais não-metálicos (10,6%) e metalurgia e produtos de metal (6,9%).  2021-02-11 - Tags: camara de comercializacao de energia elétrica ccee industria setor textil

Empreendedor brasileiro da 3ª idade é o que mais gera empregos no país
Os empreendedores brasileiros com 65 anos ou mais são os que mais empregam no país. É o que mostra o estudo realizado pelo Sebrae, a partir dos dados da Pesquisa Nacional por Amostra por Domicílios Contínua (PNADC) do IBGE. A análise identificou que a maior proporção de empregadores (20%) está localizada nesse perfil de empreendedor.  2021-02-02 - Tags: empreendedores sebrae terceira idade pequenos negocios

Sinditec discute com prefeito sobre aumento no ICMS têxtil estadual
Alterações nos incentivos fiscais de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços), definidas em decretos do governo do Estado, no final do ano passado, afetarão sobremaneira o setor têxtil paulista. Esse assunto foi discutido em reunião com o prefeito de Americana, Chico Sardelli, realizada em 12.01, com a presença do presidente do Sinditec, Leonardo Sant’Ana, e do diretor Paulo Sérgio Correa Duarte.  2021-02-01 - Tags: icms chico sardelli sinditec americana textil

Brasil ganha importância para multinacionais francesas
Pesquisa da Câmara de Comércio França-Brasil (CCIFB-SP) mostra que o mercado brasileiro ganhou importância para as multinacionais francesas. Afinal, agora, para 32% dos executivos internacionais consultados, o Brasil está entre os três principais mercados mundiais de suas organizações. Em 2019, somente 22% dos dirigentes dessas corporações afirmavam o mesmo.  2021-01-21 - Tags: ccifb camara de comercio brasil franca franca industria francesa

Indicador Ipea aponta aumento de 2,3% na demanda por bens industriais
O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada divulgou nesta terça-feira (12) o Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais, que registrou alta de 2,3% em novembro de 2020, na comparação com o mês de outubro. O indicador, que mede a demanda por bens industriais - definida como a produção industrial interna não exportada (bens nacionais), acrescida das importações -, apresentou o mesmo resultado na análise interanual, ou seja, em relação a novembro de 2019.  2021-01-20 - Tags: ipea consumo bens consumo aparente bens industriais producao

Abit prevê para 2021 produção semelhante à de 2019
Embora a recuperação econômica nos últimos meses tenha dado fôlego à indústria e o crescimento da demanda surpreendido o varejo, 2020 foi um ano difícil em razão da pandemia de coronavírus. Para 2021, caso não haja novo lockdown por conta do recrudescimento do covid-19, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) estima que a produção têxtil e de vestuário crescerão, respectivamente, 8,3% e 23% na comparação com 2020 – equiparando-se a 2019 - e o setor deve gerar 25 mil empregos com carteira assinada.  2020-12-21 - Tags: fernando pimental balanco abit conjuntura 2020 2021 covid 19

Asiáticos superam marco histórico com assinatura do RCEP
Os líderes dos Estados membros da ASEAN - Austrália, China, Japão, República da Coréia e Nova Zelândia - testemunharam a assinatura do Acordo de Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP), que define o maior pacto de livre-comércio asiático até hoje. O acordo histórico cobre um mercado de 2,2 bilhões de pessoas com tamanho combinado de US $ 26,2 trilhões, ou 30% do PIB mundial.  2020-11-27 - Tags: asia asean rcep acordo historico pib mundial covid 19

Derrubada do veto à desoneração da folha é uma vitória do Brasil
O presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), Fernando Valente Pimentel, salienta que "a derrubada do veto à desoneração da folha de pagamentos no Congresso Nacional, na quarta-feira, 4 de novembro, não é uma vitória de empresas, entidades e setores de atividades, mas sim do Brasil, pois representa uma política que ajuda a preservar e a gerar empregos".  2020-11-06 - Tags: desoneracao folha de pagamento abit fernando pimental congresso nacional

Indústria cresce 3,4% em setembro em relação ao mesmo mês de 2019
Entre janeiro a setembro de 2020, a produção industrial apresentou retração de 7,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal, divulgada pelo IBGE. Na comparação do mês de setembro de 2020 em relação ao mesmo mês de 2019, houve crescimento de 3,4% da produção.  2020-11-05 - Tags: lafis consultoria ibge industria atividades economicas pib brasileiro

Indústria brasileira tenta recuperação para lançar produtos
A indústria de transformação, a que produz os bens de consumo mais comuns, busca recuperação frente à crise causada pela pandemia deste ano. Segundo apurou a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, o Índice GS1 Brasil de Atividade Industrial para o mês de setembro apresentou queda de 4,6% na comparação com o mês anterior no dado livre de efeitos sazonais.  2020-10-07 - Tags: associação brasileira de automacao indice gs1 conjuntura virginia vaamonde atividade industrial

Pequisa ITMF mostra redução na produção têxtil global durante a pandemia
Entre 5 e 25 de setembro de 2020, a International Textile Manufacturers Association (ITMF) conduziu sua 5ª Pesquisa Corona entre os membros associados sobre o impacto que a pandemia está causando na cadeia de têxtil global. Um total de 216 companhias ao redor do mundo participou da sondagem e o resultado mostra que houve uma redução significativa da capacidade de produção.  2020-10-06 - Tags: itmf producao global cadeia textil global

Empresários devem ficar atentos ao fim da prorrogação de vencimentos do Simples Nacional
Os donos de pequenos negócios precisam ficar atentos ao calendário. Aqueles que optaram por prorrogar os pagamentos dos tributos federais do Simples Nacional relativos aos meses de março, abril e maio, terão de cumprir esse compromisso a partir de outubro. Após seis meses de prorrogação dos vencimentos, devido a pandemia do coronavírus (covid -19), não há sinalização por parte do governo de um novo adiamento.  2020-09-24 - Tags: simples nacional sebrae micro pequenas empresas silas santiago pandemia covid 19 empresarios

Setor têxtil e de confecção apresenta recuperação mais lenta
O setor de tecidos, vestuário e calçados teve recuo de 31,3% em julho, na comparação com o mesmo mês de 2019, mas registrou sinais de recuperação, pois cresceu 25% em relação a junho. Esses dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE são coerentes com as expectativas e impressões dos empresários do setor, segundo informa a Abit – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção.  2020-09-17 - Tags: ibge abit tecidos vestuario pesquisa conjuntural producao 2020 pandemia covid

Fusões e aquisições de empresas devem aumentar fora da China em 2021
As fusões e aquisições de empresas (Mergers and Acquisitions - M&A) deste ano foram suspensas devido à volatilidade do mercado em meio à crise do covid-19, com queda de 25% no primeiro semestre de 2020. A empresa de pesquisa de mercado global Euromonitor International investiga o futuro das atividades de M&A globais e regionais e aponta uma mudança de direcionamento em relação às estratégias de fornecimento e cadeia de valor.  2020-09-10 - Tags: euromonitor conjuntura mercado china fusoes empresas mergers and acquisitions euromonitor international

Pronampe é prorrogado por mais noventa dias
Frente a dificuldade e a grande procura das empresas pela obtenção de crédito no Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), no último dia 19 de agosto o Governo Federal prorrogou por três meses as linhas de crédito pelo Pronampe, que estavam previstas para terminar em 19 de agosto e agora vai até 19 de novembro de 2020.  2020-08-24 - Tags: pronampe sebrae micro empresas taxa selic pequeno porte microempresas governo federal linha credito

Setor têxtil conta com dinamismo do varejo para a retomada
As atividades comerciais vão, aos poucos, retomando seu ritmo. A flexibilização não é igual em todas as regiões do Brasil, visto que a pandemia de covid-19 segue seu curso, e já ceifou a vida de mais de 100 mil pessoas. Todavia, alguns setores, como têxtil e confecção, apesar dos números negativos do primeiro semestre, já dão sinais de recuperação gradual.  2020-08-17 - Tags: abit indice cielo do varejo ampliado flexibilização icva setor textil abit setor confeccao pronampe fernando pimentel

Desempenho do setor de máquinas reflete retração do mercado
Após quatro meses de pandemia do covid-19, o setor de máquinas e equipamentos no Brasil sente o impacto do enfraquecimento do mercado interno e externo. Todavia, os últimos resultados têm apontado para uma queda menos brusca da receita total. Em junho, as receitas líquidas recuaram 12,4%, depois da queda em maio (-14,1%) e abril (-25,6%). Tal resultado reforça a hipótese de que a economia brasileira já tenha vivenciado o pior momento da crise.  2020-08-06 - Tags: covid 19 economia brasileira mercado retracao setor maquinas mercado interno

Italian Textile Machinery: forte declínio no primeiro trimestre de 2020
No primeiro trimestre de 2020, os pedidos de maquinas têxteis italianas registraram uma forte queda. A pandemia de covid-19 impactou pesadamente no setor. As consequências nos pedidos serão ainda mais negativas no segundo trimestre. O índice dos pedidos para máquinas têxteis coletados pela ACIMIT, Associação de Fabricantes de Maquinas Têxteis Italiana, para o período de janeiro a março de 2020 caiu em 31% comparado ao mesmo período de 2019.  2020-07-30 - Tags: acimit maquinas texteis italianas associacao de fabricantes de maquinas texteis italiana federico pellegata

Para manter o emprego será necessário um upgrade no conhecimento
As carreiras operacionais vão continuar existindo, mas vai exigir do profissional muito conhecimento tecnológico e flexibilidade para se adaptar às novas rotinas. Ainda é cedo para afirmar que os modelos tradicionais de trabalho serão extintos, mas certamente passarão por uma transformação e a tecnologia será determinante nesse processo.  2020-07-27 - Tags: abit abtt fernando pimentel nelson pereira junior novo profissional engenharia textil emprego industria textil