Language
home » moda & varejo »

Ponto de Vista

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Investir em integridade gera vantagem competitiva em diferentes setores

Muito além de expandir a troca comercial, estreitar relações com fornecedores e o setor público, mecanismos de integridade têm como objetivo prevenir, identificar e combater fraudes, irregularidades e outros atos ilícitos. "Diante de uma sociedade atenta aos ambientes regulatórios mais estreitos, zelar pela integridade tornou-se uma rotina", comenta o especialista em Compliance, Wagner Giovanini. Conforme o expert, a Lei Anticorrupção, sancionada em 2013, contribuiu para que as empresas agissem de forma ética em todos os seus setores, tomando cuidado para não cometer nenhum deslize nesse sentido.

Integridade traz benefícios na prática

Uma empresa com um Sistema de Integridade funcionando de verdade conta com vantagem competitiva pelo simples fato de ter um sistema rodando, pois pode apresentar evidências com a documentação fornecida na hora da concorrência. Sem contar os inúmeros benefícios do Sistema, por exemplo: 

o   Redução de fraudes, furtos e consequentemente redução de custos.

o   Redução de assédios, bullying, discriminação, racismo, nepotismo, conflitos de interesses, etc., com melhora significativa no ambiente de trabalho. Isso gera pessoas mais satisfeitas com reflexos positivos na produtividade, atendimento a clientes, fornecedores, etc. 

o   Fortalecimento da imagem e reputação, abrindo mais mercados, atraindo investidores, inclusive obtendo taxas de juros e preços mais atrativos no mercado financeiro e seguros.

o   Novos mercados: tanto público quanto privados (cada vez mais as grandes empresas demandam Compliance de seus fornecedores e essa tendência é crescente, face ao ESG).

o   Por consequência, o Compliance gera maior lucratividade, maior vantagem competitiva, significando também reforço para a sustentabilidade da empresa.

Para ter resultados, é preciso implantar corretamente

Tais benefícios são gerados somente se o sistema for implementado corretamente. "Exagerar na dose gera burocracia desnecessária. Por outro lado, simplificar demais aproxima-se do simplório e, dessa forma, transforma o programa em um sistema de fachada. Tanto num extremo como no outro, haverá descrença, perda de apoio dos funcionários e a empresa estará jogando dinheiro fora", alerta Giovanini.

Diante disso, encontrar o ponto de equilíbrio dessa equação é o desafio. E esse ponto difere de empresa para empresa, por isso não é viável ter um Mecanismo de Integridade de prateleira. O Sistema precisa ser construído respeitando as particularidades de cada um, como tamanho, cultura interna, segmento de atuação, exposição a riscos, etc.

Desejar fazer sozinho ou errar na contratação de consultores costuma custar mais caro do que contratar um especialista de verdade, sem contar que, no primeiro caso, o resultado pode ser desastroso e, no segundo, aumenta-se muito a possibilidade de se construir um Mecanismo de Integridade efetivo e que gera, de fato, os benefícios esperados.

Integridade: exigência cada vez mais comum entre as grandes empresas 

As grandes empresas têm o poder de exigir de seus fornecedores o cumprimento de quesitos que, num primeiro momento demandem esforços, mas depois tragam benefícios significativos. Na década de 1980 e 1990, o movimento da qualidade total demonstrou isso: pequenas organizações tiveram de se adaptar e alcançar o nível de qualidade exigido (qualidade do produto, logística, evolução tecnológica, qualidade de seus processos, redução de perdas e desperdícios, etc.). Isso conferiu a elas capacidade e robustez para vencer bem os desafios mercadológicos que se sucederam. O segmento automobilístico, por exemplo, teve uma evolução enorme!

Nas décadas seguintes (1990 e anos 2000) vieram as questões ambientais, saúde ocupacional e segurança do trabalho. E, mais recentemente, o Compliance e agora o ESG (modelo que se sustenta em três pilares: E = Environmental; S = Social; G = Governança corporativa – o Compliance é peça fundamental nesse modelo).

Assim, para atender a demandas de grandes clientes, os fornecedores se adaptam, melhoram, crescem e se tornam mais aptos para atender novos mercados.

Outros aspectos de relevância: / Seis fatos sobre Integridade nas empresas

o   Quando uma empresa implementa bem o seu sistema de integridade, as pessoas (executivos, funcionários e terceiros) são as primeiras beneficiadas. Elas percebem os efeitos positivos desse sistema, aumentando a sua satisfação e orgulho de estar numa empresa limpa.

o   Isso traz um efeito natural de disseminação da cultura ética, pois essas pessoas levam suas experiências para seus familiares, amigos, vizinhos e círculos sociais. E, com isso, influencia outros a seguirem o mesmo caminho.

o   Um Sistema de Integridade efetivo demanda o seguinte raciocínio: empresa íntegra só se relaciona com empresa íntegra. Portanto, é de se esperar que a empresa comece a demandar o Compliance na sua cadeia de fornecedores e prestadores de serviço.

o   Assim sendo, é mais uma forma de disseminação da cultura da ética e melhoria do segmento de atuação e do mundo corporativo. 

o   Portanto, a "integridade" bem implementada vai gerar automaticamente uma contribuição valiosa para a construção de um Brasil melhor, uma sociedade mais justa, ética!

o   Assim, a grande empresa passa a ter uma responsabilidade social e de cidadania, pois ao implementar um Programa de Integridade ela estará contribuindo com o país.

Por dentro do Mecanismo de Integridade

O Mecanismo de Integridade é composto por diversos elementos: atividades, processos, pessoas, estrutura, orçamento, controles, ferramentas (ex.: canal de denúncias, EAD), materiais em geral (ex.: peças de comunicação e treinamento, formulários, templates, etc.), governança, etc. Depois de implementado, esses elementos devem gerar resultados que, conforme a definição em cada empresa, formarão as evidências para comprovar se o sistema é ou não efetivo.

O tempo para gerar evidências satisfatórias depende de inúmeros fatores, por exemplo: como o sistema foi implementado; qualidade dos seus processos e elementos; natureza da empresa; capacidade de cumprimento dos requisitos implementados; desempenho de cada processo; etc. Veja algumas constatações práticas:

o   Existem diversos Mecanismos de Integridade implementados há anos sem serem efetivos. Podem ser sistemas de fachada... pode haver boa intenção da empresa, porém sem o conhecimento e experiência necessários... pode ser um sistema mal implementado (gerando resultados ruins). Seja qual for a causa, são sistemas que tendem ao fracasso!

o   Há sistemas recentes que são efetivos (implementados com qualidade). Invariavelmente, tais sistemas seguiram as orientações de especialistas de verdade!

Portanto, para demonstrar que o sistema é efetivo (e é isso que a lei exige) não basta implementar "algo". Mas, sim, fazer com que ele funcione bem e gere resultados capazes de provar essa condição para o mercado.

E, dessa forma, um Programa de Integridade bem implementado vai gerar automaticamente uma contribuição valiosa para a construção de um Brasil melhor, uma sociedade mais justa, ética! Nesse contexto, a grande empresa passa a ter uma responsabilidade social e de cidadania, pois ao implementar "integridade" estará contribuindo com o país e com nossa sociedade.

Por: Wagner Giovanini, Sócio Diretor da Compliance Station.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Wagner Giovanini

Data de publicação: 04/07/2022

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Quais são as dores tecnológicas das cooperativas de crédito?
Ao mesmo tempo que o mercado financeiro avança digitalmente com as fintechs, entendo que muitas instituições da área, em especial as cooperativas de crédito, ainda sofrem dores específicas relativas às suas áreas de TI (Tecnologia da Informação). Entre elas estão questões como: governança, principalmente por se tratarem de cooperativas e diversos associados com acesso aos dados; localização, pois muitas cooperativas estão em regiões mais remotas; e a necessidade de garantir por completo a segurança das operações e do compartilhamento de dados.  2022-08-31

Indústria digitalizada é mais competitiva
A pandemia trouxe para o mundo um senso de urgência nos processos de digitalização em todos os setores, especialmente no da indústria. Tudo o que representava um passo a ser dado no futuro, apenas mera intenção, acabou se tornando premente.  2022-08-31

O salto da comunicação visual impulsionado pela evolução tecnológica
O setor de comunicação visual está passando por uma transição importantíssima. A tecnologia, que há algum tempo atrás era relegada para um segundo plano, vem sendo cada vez mais priorizada. Os clientes já entendem que para aumentar as oportunidades precisam sair do trivial.  2022-08-31

O papel da liderança no modelo de trabalho phigital
Não é fácil, mas não é impossível liderar, motivar e desenvolver pessoas trabalhando em home office ou no novo modelo híbrido. Com a pandemia, as empresas tiveram que se reinventar e se adaptar ao cenário da gestão à distância. Os desafios impostos provocaram uma mudança de paradigmas e obrigaram muitos a administrar as tarefas pessoais ao mesmo tempo que lidavam com os compromissos profissionais. Sem falar na preocupação de contrair uma doença desconhecida e suas consequências.  2022-08-31

Empresas que abraçam a diversidade voam mais alto e chegam mais longe
De alguns anos para cá, muito se tem falado sobre diversidade e inclusão nas organizações. Hoje, possuir um time diverso é, além de um dever social, também é estratégico para a vantagem competitiva do negócio. Sabemos que o cenário atual é cada vez mais múltiplo quando falamos sobre gênero, orientação sexual, etnia, deficiências, faixas etárias e outros, e as corporações precisam adotar estratégias cada vez mais ousadas para conseguir acompanhar este movimento, representando a pluralidade do país dentro no seu quadro de colaboradores.  2022-08-01

A tendência do ESG, as PMEs e a cultura organizacional
Em 2021, o interesse pelo ESG atingiu índices importantes no Brasil. De acordo com um levantamento do Google Trends, entre fevereiro de 2021 e 2022, as buscas sobre o tema cresceram 150% em comparação aos 12 meses anteriores. Inclusive, o Brasil foi o país da América Latina onde houve a maior concentração de pesquisas sobre o assunto e um dos 25 países do mundo que mais buscou a temática.  2022-08-01

Estratégias para elevar a experiência do seu cliente no mundo phygita
Os avanços tecnológicos vêm transformando os hábitos de consumo e também o grau de exigência dos consumidores, o que estimula empresas a reverem constantemente suas estratégias de marketing e relacionamento. Na era do phygital, integração do mundo físico ao digital na experiência do consumidor, o desafio se tornou ainda maior.  2022-08-01

A nova onda do outsourcing
Diariamente somos inundados por diversas ondas e novidades no mundo corporativo, essa enxurrada de informação e notícias tem uma razão muito simples, a evolução exponencial dos negócios em diversos processos e setores está constantemente batendo a nossa porta com oportunidades.  2022-08-01

Investir em integridade gera vantagem competitiva em diferentes setores
Muito além de expandir a troca comercial, estreitar relações com fornecedores e o setor público, mecanismos de integridade têm como objetivo prevenir, identificar e combater fraudes, irregularidades e outros atos ilícitos. "Diante de uma sociedade atenta aos ambientes regulatórios mais estreitos, zelar pela integridade tornou-se uma rotina", comenta o especialista em Compliance, Wagner Giovanini.  2022-07-04

Startups precisam vender mais para se manterem ativas
As startups precisam vender mais. E se o atual cenário global aponta para a desvalorização das empresas de tecnologia listadas em bolsa, estamos no momento preciso para que estas coloquem em prática uma série de ações que podem levá-las a virar este jogo. Abandonar alguns “vícios” e alinhar estratégias são algumas atitudes.  2022-07-04

5 vantagens que estão levando polos de modas para o marketplace
Nunca se vendeu tanta moda pela internet, e essa é uma tendência que veio para ficar. De acordo com o relatório "E-Commerce do Brasil" de 2021, o setor de moda cresceu cerca de 40% no marketplace, e isso foi consequência direta da pandemia de covid-19. No entanto, mesmo com as lojas físicas já em funcionamento, as vendas online continuam a registrar aumento.  2022-07-04

Como manter e engajar os consumidores frutos de datas especiais do comércio
As datas especiais para as vendas como Dia dos Pais, Black Friday, Natal, entre outras, impulsionam as compras por um curto período. Por isso, é importante se antecipar e utilizar essas ocasiões como uma grande oportunidade de aquisição de novos clientes e novas vendas, preparando estratégias de retenção e engajamento visando manter esses consumidores ativos e próximos à marca.  2022-07-04

Self-checkout: o poder na mão dos clientes no varejo
Aprender uma nova receita, pesquisar tudo antes de decidir qual novo celular comprar, montar a própria playlist. Se há um conceito que tem ganhado destaque em nossas vidas nos últimos anos, essa ideia certamente é a lógica do "Faça você mesmo" (Do It Yourself ou DIY, em inglês). O fato é que, entre as muitas mudanças trazidas pela Revolução Digital, o acesso à tecnologia tem permitido que o poder esteja cada vez em nossas mãos. E isso também inclui o momento do pagamento.  2022-06-01

Emissão de notas fiscais devem fazer parte de empresas de todos os segmentos
A emissão de notas fiscais é um processo necessário na rotina de empresas de qualquer área de atuação, mantendo um funcionamento pleno e regularizado do estabelecimento para que não haja problemas fiscais no futuro. De acordo com Fábio Ieger, CEO da iCertus, startup de Curitiba (PR) que oferece uma série de serviços voltados para a gestão de micro e pequenas indústrias, com destaque na área de crédito, emitir notas fiscais é importante por diversos motivos.  2022-06-01

Brasil pode crescer e inovar com IoT, mesmo com os desafios da conjuntura
Para mim, é sempre uma grande satisfação relembrar o período no qual participei como advisor no Conselho Consultivo que elaborou o projeto-estudo “Internet das coisas: um plano de ação para o Brasil”, iniciado em 2016 pelo MCTI e BNDES. Não me recordo de nenhum trabalho tão bem-feito e com tantas mãos atuantes: centenas de experts do Brasil e dezenas internacionais, centros de pesquisas, universidades, representantes de classe técnica e patronal de nossa sociedade, parlamentares, entre outros. O resultado culminou no Plano Nacional de Internet das Coisas (PNIoT), Decreto nº 9.854, de 25 de junho de 2019, com a finalidade de implementar e desenvolver a Internet das Coisas no Brasil.  2022-06-01

Metaverso e o futuro do Customer Experience
Muito temos ouvido falar sobre metaverso e as possibilidades inovadoras que ele traz em experiências e em interação entre pessoas, assim como entre pessoas e marcas. Empresas estão adquirindo espaços virtuais e até já pensam em produtos que podem ser comercializados para utilização dentro ou fora do mundo cibernético. Se existe uma relação entre consumidores e empresas, é necessário se pensar em atendimento ao cliente.  2022-06-01

Redução de 35% do IPI estimula consumo e competitividade da indústria
O aumento do desconto de 25% para 35% no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), conforme decreto publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (29/04) é correto. O corte de alíquota estimula o consumo e a competitividade da indústria. É oportuno e terá impactos positivos para a sociedade, ao contribuir para a recuperação econômica, barateando o que é produzido e conferindo mais poder de compra à população.  2022-05-02

É possível humanizar os assistentes virtuais
Os chatbots estão cada vez mais presentes nas empresas de atendimento ao cliente, trazendo mais autonomia para o consumidor final, além de proporcionar uma comunicação mais imediata, com alta disponibilidade, possibilitando reduções de custo e ampliando ainda mais a capacidade de resposta entre cliente e consumidor de uma forma ágil.  2022-05-02

Como a transformação digital pode contribuir dentro da sua empresa?
Essa expressão já deve ter passado inúmeras vezes na sua timeline e suscitado a seguinte dúvida: como posso melhorar a transformação digital na minha empresa? E vou além, sua empresa já adentrou o processo fundamental de digitalização para se manter viva e ativa para os próximos anos?  2022-05-02

Geração Z: o desafio de iniciar a carreira na pós-pandemia
Cerca de 1,5 bilhão de pessoas em todo o mundo. Este é o número de jovens da chamada Geração Z, que são os nascidos entre 1995 e 2010. No Brasil, a estimativa é que este número chegue a 23 milhões de pessoas. Parte desse universo está entrando no mercado de trabalho em um novo cenário, quando contatos profissionais são realizados basicamente por e-mail, mensagens e redes sociais. Como se destacar a partir de tais limitações?  2022-05-02