Language
home » moda & varejo »

Ponto de Vista

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Capacitação no modo on

À medida que for sendo superada a crise do novo coronavírus, com a retomada plena das atividades, uma das grandes prioridades, no Brasil e no mundo, será a recuperação dos mercados de trabalho, conforme evidencia o "Documento Político Covid-19", das Nações Unidas, recém-divulgado, no qual consta a perda de 500 milhões de empregos devido à enfermidade. No nosso país, segundo o IBGE, estamos com cerca de 14 milhões de pessoas sem trabalho.

Os números demonstram que será ainda mais complexa a tarefa de equacionar a questão do emprego na irreversível agenda da Quarta Revolução Industrial. As transformações em curso nos processos produtivos são marcadas por intenso aporte de novas tecnologias, inteligência artificial, internet das coisas, big data, Blockchain e outras plataformas. Fica claro, portanto, que a capacitação profissional, sempre necessária como fator inclusivo e de ganhos de produtividade, torna-se absolutamente imprescindível para se evitar o agravamento do chamado desemprego tecnológico, bem como para resgatar os postos de trabalho implodidos pela pandemia.

Diante de tal cenário, na condição de representante de um setor intensivo em mão de obra e preocupada com os desafios a serem enfrentados, a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), junto com o Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai CETIQT), solicitou estudo abrangente ao Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), da Fundação Getúlio Vargas. Objetivo foi radiografar a estrutura ocupacional, visando à melhor compreensão dos caminhos a serem seguidos, sob as óticas tecnológicas, humanas e sociais.

O relatório, intitulado "Estudo do Perfil dos Trabalhadores da Cadeia Têxtil e de Confecção Brasileira", mostra que o setor representa 19,4% do total de postos de trabalho da indústria de transformação brasileira. É uma participação expressiva. São 2,3 milhões de pessoas (junho de 2019) empregadas nos dois segmentos, distribuídas em todo o País, dada a capilaridade da atividade. Confirmou-se que a formalidade dos vínculos empregatícios prevalece nas unidades fabris de caráter empresarial.

No contingente relativo à atividade não industrial, predomina o trabalho autônomo, executado, em sua maioria, por mulheres donas de casa acima de 50 anos e em tempo parcial, abaixo de 30 horas semanais. Muitas delas são arrimos de família, conseguindo conciliar o ganho na cadeia produtiva com outras atividades. O trabalho, nesse universo, também é ligado a métodos tradicionais e familiares de produção, transmitidos às novas gerações por pessoas mais experientes.

O estudo apontou outro fator importante para a agenda de adequação da estrutura ocupacional à Indústria 4.0: nos desligamentos de trabalhadores entre 2012 e 2019, os fluxos dentro do próprio setor representam mais de 50% do total de movimentações de saída do segmento têxtil, ante parcela de 25% que vão para o grupo da População Não Economicamente Ativa (PNEA) e 20% que passam a trabalhar fora da cadeia produtiva. Na confecção, respectivamente, são 70%, 20% e 15%.

No tocante às admissões, os fluxos de entrada intrassetoriais no segmento têxtil representam mais de 50%, contra 25% de ingressos provenientes da PNEA e 20% de entrada advindos de fora da cadeia. Paralelamente, do total de admitidos na área da confecção, mais de 70% são movimentações intrassetoriais, contra 20% de contratações originárias da PNEA e 15% de outras atividades. Como tais fluxos de admissões e saídas são majoritariamente dentro do próprio setor, favorece-se a capacitação e a educação continuada dos recursos humanos no âmbito da cadeia produtiva.

Sem dúvida, a busca pela formalidade nas diversas formas atuais de trabalho, em todos os setores de atividade, é importante e necessária. No Brasil, particularmente, a retomada de níveis mais substantivos de crescimento econômico, para o qual são decisivas as reformas estruturantes, em especial a tributária e a administrativa/fiscal, contribuirá muito para esse objetivo.

Porém, é igualmente prioritária a formação adequada das novas gerações, que começa no Ensino Fundamental e vai até a universidade e/ou formação técnica, bem como a requalificação dos trabalhadores atuais e a educação continuada de todos os recursos humanos. A indústria têxtil e de confecção, pelas peculiaridades e dimensões de seu universo laboral, tem compromissos relevantes nesse contexto.

Assim, o setor tem trabalhado muito nesse sentido, sendo aderente aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), dentre os quais o de número 8: "Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos". Tais metas são prospectadas em várias frentes, incluindo eventos, seminários, palestras, estudos, parcerias com universidades e organismos técnicos. Um exemplo é a participação da Abit em projeto realizado pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), que visa fornecer apoio técnico aos parceiros do setor para projetar e implementar estratégias na formação profissional.

A capacitação de todos, imposição já anterior à Covid-19, movida pelo boom tecnológico e a transição à Quarta Revolução Industrial, tornou-se ainda mais imperativa no contexto da pandemia, que enfatizou uma demanda inexorável da humanidade: trabalhadores e empresas precisam manter a busca pela educação e conhecimento permanentemente no modo on.

Por: Fernando Valente Pimentel é o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Fernando Valente Pimentel

Data de publicação: 04/02/2021

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Como a moda e os hábitos de consumo podem influenciar na sustentabilidade do planeta?
A pandemia trouxe à tona grandes reflexões sobre a vida em sociedade, principalmente em relação aos hábitos de consumo. Estando em casa por tanto tempo, a maioria das pessoas percebeu que o consumo exagerado era extremamente desnecessário, fazendo com que a compra de roupas, carros, entre outros produtos e serviços fossem revistos por muita gente.  2021-02-04 - Tags: pandemia sustentabilidade consumo ponto de vista gustavo loiola

Por que o frete se tornou o vilão das vendas online no Brasil?
É fato que, com a chegada da pandemia da COVID-19 e do isolamento social, as vendas online se tornaram muito mais frequentes. Um estudo da Ebit/Nielsen e Elo mostrou que o faturamento das vendas online registrou um aumento de 47% no 1º semestre de 2020.  2021-02-04 - Tags: isolamento social vendas online frete e commerce ponto de vista

Capacitação no modo on
À medida que for sendo superada a crise do novo coronavírus, com a retomada plena das atividades, uma das grandes prioridades, no Brasil e no mundo, será a recuperação dos mercados de trabalho, conforme evidencia o "Documento Político Covid-19", das Nações Unidas, recém-divulgado, no qual consta a perda de 500 milhões de empregos devido à enfermidade.  2021-02-04 - Tags: fernando valente pimentel abit capacitacao ponto de vista

Mundo corporativo deve se preparar para o 5G
Balanço divulgado pelo Ministério das Comunicações prevê que ainda no primeiro semestre deste ano será concluído no país o leilão do 5G . Segundo o presidente da Anatel, Leonardo Euler de Morais, esse deverá ser o maior leilão de direito de uso de radiofrequência da história do Brasil.  2021-02-04 - Tags: adriano filadoro 5g big data ponto de vista

A moda como um símbolo: o que existe por trás da roupa?
Para Hanayrá Negreiros, pesquisadora de moda e colunista da Elle Brasil, as roupas são como dispositivo de memória, história e cultura. As vestimentas carregam narrativas, sejam elas religiosas, políticas, culturais. A roupa conta uma história, seja de quem a faz, seja de quem a usa. Os consumidores procuram uma identidade e compram valores simbólicos.  2021-02-04 - Tags: renata domingues balbino munhoz ponto de vista fashion law

O que esperar para o setor de eventos pós covid-19
Um dos setores mais afetados pela crise econômica e social provocada pela pandemia, a paralisação dos eventos e feiras de negócios tem gerado consequências negativas para uma enorme cadeia de serviços. Certamente temos que considerar as mais de 1 milhão de vidas perdidas em todo o mundo e o sofrimento dos seus entes queridos.  2021-01-14 - Tags: giordana madeira febratex group ponto de vista

O futuro do varejo
Tudo que acontece na economia, na política, na sociedade e no meio ambiente afeta a performance do varejo. E a pandemia, por englobar todas essas esferas, está provocando grandes mudanças nos canais de venda e exigindo reflexões profundas dos gestores e lojistas.  2021-01-05 - Tags: wanda matos janeiro 2021 ponto de vista

Marketing digital industrial e o Instagram
Quando falamos de marketing digital no Instagram em qualquer mercado, é necessário saber que não se trata do número de seus seguidores, mas sim, do seu nível de envolvimento com o público.  2021-01-05 - Tags: ponto de vista instagram janeiro 2021 ricardo martins triwi

Que as indústrias mudem a forma como se relacionam com o meio ambiente
Tudo o que se produz causa algum impacto. Alimentos, roupas, eletrodomésticos, tudo, do essencial ao supérfluo, demanda exploração de recursos naturais como água, energia e solo. Caso não adotem soluções ambientais sustentáveis, algumas indústrias podem se tornar enormes poluidoras.  2021-01-05 - Tags: ponto de vista janeiro 2021 leo cesa melo

O valor da água: conheça a tecnologia por trás de sua reutilização na indústria
Nunca a sociedade valorizou tanto a água quanto nesta estiagem prolongada. Mas muitos desconhecem as técnicas envolvidas em seu tratamento no contexto industrial, de forma a aproveitar cada gota e devolver esse recurso tão precioso de volta à cadeia produtiva.  2020-11-30 - Tags: mateus souza ponto de vista agua reutilizacao sustentabilidade

Inovação e impressão digital: as mudanças enfrentadas pelo mercado têxtil brasileiro
A aceleração digital e a chegada de um novo perfil de consumidor, cada vez mais preocupado com o impacto ambiental e social daquilo que compra, tem impulsionado na moda novas práticas de produção. Se antes a produção em massa, com um alto nível de desperdício na ponta da cadeia têxtil, era tido como algo normal e passível de aceitação, um custo a ser pago para o desenvolvimento do fast fashion, hoje a prática é cada vez mais questionável.  2020-11-30 - Tags: impacto ambiental aceleracao digital global quimica e moda gqm felipe simeoni ponto de vista

Gestor de e-commerce e outras profissões que surgem na transformação digital
Os aplicativos para compras virtuais e os sites de comércio eletrônico, também conhecidos como Sistemas de E-commerce, estão rompendo com as barreiras físicas do comércio e atraindo cada vez mais empresas e consumidores, impactando diretamente os comerciantes tradicionais já instalados.  2020-11-30 - Tags: ponto de vista elton ivan schneider comunicacao ecommerce gestor de e commerce

Insights valiosos para o sucesso em IoT
O sucesso hoje significa colocar suas melhores ideias no mercado, com mais rapidez e operar de maneira diferente, para gerar novos valores com produtos e soluções inteligentes impulsionados pela IoT e pela chegada do 5G.  2020-11-30 - Tags: ponto de vista roberto wik cognizant iot internet das coisas

Micro e pequenas empresas: Seis dicas de como se organizar para partir em busca de crédito
Nesse momento de crise e desaceleração na economia, os micro e pequenos empresários foram em busca de crédito. No entanto, apenas 42% deles conseguiram acessar linhas de crédito, de acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae e Fundação Getúlio Vargas no início de maio deste ano.  2020-10-13 - Tags: economia micro pequenas empresas pronampe jandaraci araujo

Varejo digital: reavaliando propósitos e estratégias de negócios
Em 2020, o varejo e todo seu ecossistema receberam o impulso que necessitavam para rever prioridades, estabelecer novos objetivos e acelerar mudanças que estavam previstas para acontecer em algum momento, mas que ainda eram adiadas. Está sendo como fazer em alguns meses ou semanas o que estava previsto para dois ou três anos.  2020-10-13 - Tags: varejo pandemia ponto de vista nelson soares

Como o mundo da moda está se reinventando depois do coronavírus?
Se há pouco tempo os lançamentos nas temporadas de moda ficavam limitadas às tendências de cores e modelos, desde que a pandemia do novo coronavírus se alastrou, as inovações do mundo fashion têm preocupações muito mais nobres. Agora, as roupas antivirais são a próxima grande tendência na indústria têxtil.  2020-10-13 - Tags: elson longo pesquisa covid 19 delfim tecidos ponto de vista

Não conhecer o cliente é um dos maiores erros de quem aposta no marketing digital
O marketing digital hoje pode ser usado para qualquer coisa que você queira vender ou destacar na internet. Funciona para música, negócios locais, empresas, produtos, autônomos e profissionais de áreas variadas. Basicamente, para tudo, principalmente se você souber embalar um produto e colocar as pessoas certas para verem.  2020-10-13 - Tags: ponto de vista marketing marketing digital davi sabetta

Luxo sustentável: o luxo real
Nós estamos mais conscientes do impacto que causamos em nossa comunidade, cidade, país. Não faz mais sentido fazer uso de produtos que não são sustentáveis, ecológicos, biodegradáveis, cada um tem sua parcela de comprometimento para a qualidade do nosso futuro e das novas gerações.  2020-09-10 - Tags: conceiyção montserrat montserrat consultoria ponto de vista luxo

7 tecnologias essenciais para o Novo PDV
O processo de evolução digital, que vinha engatinhando há pelo menos cinco anos, obrigou líderes a tomarem decisões velozes para transformar e otimizar a performance dos negócios diante da pandemia do Coronavírus. Consequentemente, as formas de consumo foram colocadas de cabeça para baixo e ondas tecnológicas influenciaram a forma de interação entre os consumidores e as marcas.  2020-09-10 - Tags: ponto de vista setembro 2020 rodrigo roland pdv ponto de venda tecnologia

Inovação na indústria da moda no cenário pós Covid-19
As mudanças de comportamento que a pandemia do novo coronavírus e o isolamento social trouxeram à realidade é pauta em todos os setores. E com essa nova realidade, a indústria da moda, por sua natureza mais vulnerável, é uma das mais afetadas. Segundo dados do Infomoney, referente ao final do mês de março deste ano, a indústria têxtil teve uma queda de 91%.  2020-08-27 - Tags: ponto de vista infomoney d j catro