Language
home » moda & varejo »

Moda Vestuário

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Retrospectiva: Comidas de vestir

Caroline David, historiadora de arte contemporânea e chefe de Artes Visuais da exposição Lille 3000, fala com exclusividade à ITT sobre o projeto Textifood, que acontece na cidade francesa de Lille e apresenta criações de designers e artistas sobre fios, fibras e tecidos construídos a partir de materiais orgânicos e sobras de alimentos, entre eles, frutas cítricas, banana e até cerveja! 

ITT - Qual a sua história e formação?

Caroline David - Sou historiadora de arte contemporânea e chefe de Artes Visuais para a Lille3000. Comecei com o setor têxtil em 2005, quase por acidente, quando vi uma exposição sobre a cadeia do segmento em Nova York. Entendi de cara que poderia ser criado algo que juntasse indústria, ciência, design, moda e arte - campos que geralmente não se encontram, mesmo que eles tenham em comum o elemento têxtil. Foi então que criei a exposição Futurotextiles, em 2006, e, agora, a Textifood, em 2015. 

ITT - O que foi a Futurotextiles e qual a influência neste show?

Caroline - A Textifood segue o projeto Futurotextiles. Ambos vieram da iniciativa Lille3000, oferecendo uma visão geral sobre os vários usos dos têxteis contemporâneos, inclusive as criações artísticas. No meio do caminho entre a tecnologia e a cultura, a exposição se baseia em três fundações: educação, já que explica a origem e a diversidade dos tecidos e mostra como as inovações têxteis podem mudar nosso relacionamento com o mundo; ciência, destacando as características técnicas dos têxteis do futuro; e arte, finalmente mostrando como as novas fibras, com suas inúmeras propriedades, inspiram a imaginação dos designers mais do que nunca. A exposição apresenta têxteis feitos para vários segmentos como proteção, roupas, sportswear, moda casa, saúde, mobiliários, construções, têxteis feitos para a natureza. Criada com minha iniciativa no Norte da França, uma área de têxteis tradicionais, a exposição foi sucesso absoluto. Desde 2006, a Futurotextiles viajou por vários países (França, Bélgica, Espanha, China e Argentina). 

ITT - E por que a decisão de focar no Textifood?

Caroline - O Textifood foi criado em 2015 para responder ao tema da Expo 2015 em Milão “Alimentando o planeta, energia para a vida”. Trabalhando com o Futurotextiles por muitos anos, notei que muitas fibras vinham de plantas ou animais cujas partes não comíveis eram usadas na criação de têxteis. 

ITT - Quais os desafios de colocar essas fibras no mercado? Por que elas não são mais difundidas em todo o mundo?

Caroline - O modelo econômico não é adaptado para a produção de fibras naturais como, por exemplo, de urtigas, lótus, abacaxi ou banana. Na verdade, a fibra precisa de muitas manipulações e tratamentos, não podendo sempre ser criada em máquinas. Mas as fibras continuam muito inovadoras, porque usam menos químicos e são feitas basicamente com o refugo da indústria alimentícia. De outro modo, para fibras artificiais, o processo pode ser mais adaptável para companhias. Não custa muito recuperar os resíduos do agrobusiness, e o tratamento é rápido e eficaz. O processo continua mais caro que a produção de fibras sintéticas. Mas, frequentemente, a fibra artificial é biodegradável - o que já é um avanço significativo. 

ITT - Como foi o trabalho com os designers? Eles ficaram surpresos com o material? Qual foi a dificuldade de trabalhar com as novas fibras?

Caroline - Quando ofereci aos artistas a oportunidade de trabalhar com esses pouco conhecidos tecidos, eles estavam curiosos e interessados. Como um exemplo disso, a estilista Christine Phung e a designer têxtil Morgane Baroghel-Crucq queriam trabalhar com linho, somente, mas elas descobriram a fibra Umorfil (criada por moléculas de colágeno derivadas das escamas dos peixes). Decidiram associar o linho à flax para criar o “Exocet Dress”, o primeiro vestido feito com um misto das duas fibras. Oferecemos também ao designer Kristian Von Forcelles trabalhar com renda de soja, produzida especialmente para a exposição pela Maison Darquer/Groupe Noyon. Essa casa é uma respeitada casa francesa de rendas, que produz o famoso “Dentelle de Calais” ou Renda Calais. O designer de moda também se apropriou dos tecidos de abacaxi (feitos pela Elodie Brunet), tingindo-os com chá azul. 

ITT - Como é a reação do público quando veem as criações?

Caroline - Todos eles tentam cheirar as criações! O público está sempre muito feliz e surpreso pelas pesquisas que apresentamos. Nós temos excelentes feedbacks dos curiosos e pessoas interessadas em descobrir a variedade dessas pesquisas. 

ITT - Os vestidos serão doados após a exposição?

Caroline - Os vestidos foram feitos somente para a exposição e serão devolvidos aos seus criadores após o fim do tour das peças, em 2017. 

ITT - Qual é a peça mais surpreendente em sua opinião?

Caroline - A agência de novos pesquisadores “Orange Fiber” ou “Fibra da Laranja” é muito promissora. Os tecidos ainda são protótipos, mas eles conseguiram uma maneira de usar os resíduos da produção de frutas cítricas para fazer viscose. Como o processo de frutas cítricas na indústria agroalimentícia produz mais de 700 mil toneladas de resíduos, a Orange Fiber encontrou um jeito inteligente de reciclagem. 

ITT - Como foram selecionados os designers?

Caroline - Procuramos por jovens e promissores designers, que sentiam afinidade com o mundo de têxteis naturais e reciclados. Na verdade, algumas das propostas incluíam processos de reciclagem em sua criação, como a de Coralie Marabelle, que decidiu usar todo pequeno pedaço de têxtil fornecido para evitar desperdícios e criar seu vestido chamado “Métamorphose”. 

ITT - Houve algum direcionamento nas criações?

Caroline - Aconselhamos os artistas sobre alguns tecidos que se assemelhavam ao tipo de trabalho que eles desenvolveram previamente, mas os designers estavam sós na decisão, desenhando e produzindo suas peças de acordo com a própria estética. 

Peças expostas na mostra Textifood 

Fibras de banana

Uma fibra têxtil especial pode ser extraída dos pecíolos da banana (os cabos nas bases das folhas). Essa seda muito leve e biodegradável é usada no Japão, Nepal e Filipinas. Além do toque sedoso, esse tecido é muito forte, flexível e à prova d’água. A fibra da banana é marrom escura ou branca, dependendo se trabalhada no centro ou nas pontas dos pecíolos. 

Urtigas

Apesar de feita com a polpa da urtiga dioica, a “erva” comum nos jardins europeus, a única sensação de queimação causada por essa fibra natural é devido à coceirinha que deixa em nossa curiosidade. O tecido produzido é suave e leve como o linho. A fibra, como a planta, é antisséptica e estimulante. Além disso, proporciona um bom isolamento térmico porque armazena o ar dentro do tecido. 

Conchas

A carne do molusco “Pinna Nobilis” é perfeitamente comestível. De sua concha, é retirada a matéria-prima para o byssus, ou “seda do mar”. Os filamentos, quando colocados em um processo meticuloso (cardagem, lavagem e torção), produzem um tecido fino, sedoso e à prova de fogo. Como é uma espécie protegida, a designer Chiara Vigo, baseada em Sardenha, na Itália, desenvolveu um método de retirada do byssus sem ferir o seu molusco vivo. Ela agora é a única pessoa no mundo a perpetuar a tradição de produzir a seda do mar. 

Linho

Extraído das fibras celulósicas da planta de mesmo nome. O material têxtil é composto em dois passos: maceração, que retira o tecido celular entre as fibras, e batida, que separa essas mesmas fibras. O processo dá origem a um produto cru, uma espécie de estopa, que deve ser penteada para remover fragmentos ou fibras muito curtas. Além do uso comum em roupas, moda-lar e cobertura para paredes, a aplicação do linho está passando por uma revolução de novos materiais. 

Lótus

A semente de lótus é frequentemente encontrada na cozinha asiática tradicional. Em Burma e no Camboja, fazendas como a Samatoa usam a polpa do lótus, feita de longos filamentos, para produzir têxteis. A fibra de lótus é forte no aspecto e incrivelmente leve em peso, resistente a rugas e repelente de água. 

Beterraba e milho

O uso de beterraba e milho representa uma biorevolução na indústria têxtil: um fio é produzido do composto, polímeros biodegradáveis baseados em ácido poliático (PLA) derivado da fermentação do açúcar de sacarina da beterraba, mas também de trigo, milho ou batatas. O PLA é obtido extraindo amido, que, posteriormente, é convertido em açúcar. Este é decomposto em ácido lático por microrganismos, que é então polimerizado em um poliláctídeo. Finalmente, o polímero é extrudido em fibra. 

Frutas Cítricas

Especificamente criada pela empresa Orange Fiber (Itália), essa possibilidade de uso de biomassa orgânica foi desenvolvida no laboratório da Politécnica de Milão. 

Cerveja/lúpulo

Com a técnica de biossíntese é possível materializar a fermentação da cerveja, dando características têxteis a esse produto. O vestido de cerveja foi originário do processo bacteriano de formação da bebida. O pesquisador Gary Cass, da Austrália, utilizou este processo para criar um vestido inspirado na flor do lúpulo, costurado por Donna Franklin. 

Soja

Cultivada por suas sementes, que são ricas em proteína e óleo, uma fibra vegetal é derivada da proteína da planta, obtida a partir do resíduo produtivo. Recuperando-se a proteína presente na semente a partir de uma série de transformações (filtragem, coagulação e banho, entre outras), a fibra é extraída e tecida. O resultado é um tecido fino e sedoso, conhecido como cachemira de planta ou seda de soja. 

Peixe

O colágeno extraído das escamas da tilápia são a base de uma fibra têxtil chamada Umorfil Beauty Fiber®. Com qualidades hidratantes, antiestática e bloqueio anti-UV, a novidade foi trabalhada pela designer têxtil Morgane Baroghel-Crucq (França), em parceria com Christine Phung (França). 

Baobá

Emblemática árvore da África Tropical, essa planta tem múltiplos usos, com todas as partes sendo utilizadas. Sua parte interna é muito fibrosa, tendo sido amplamente utilizada na fabricação de cordas. Grandes faixas são cortadas e depois batidas para a extração da fibra. 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por : Gabriel Rajão
Fotos : lille3000

Data de publicação: 15/12/2017

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Empresa têxtil da PB expande a plantação de algodão em comunidade Quilombola
Historicamente, as comunidades quilombolas são preservadoras ambientais. E ainda que a terra seja identidade cultural e recurso econômico, pesquisa do Projeto Cooperar (2012) do Governo do Estado da Paraíba indica que mais de 70% têm das suas atividades de agricultura apenas a subsistência, sem geração de renda.  2019-04-18 - Tags: quilombolas santa luzia redes e decoracao projeto cooperar algodao colorido organico armando dantas

Sarro Work aposta no conceito 'Comfy Design' para uniformes profissionais
Pioneira na produção de uniformes profissionais diferenciados, a Sarro Work lança opções baseadas no conceito “comfy design”, utilizando fibras naturais, como algodão e linho, procurando oferecer ao mercado opções mais saudáveis e adequadas para o bem estar do trabalhador – fato que se reflete no aumento dos níveis de produtividade e satisfação da equipe.  2019-02-25 - Tags: sarro work uniformes profissionais comfy design dress code gastronomia fasano fibras naturais

Exclusivo: A indústria de vestuário dos EUA se reúne em Honduras
Mike Todaro, diretor administrativo da Rede de Produtores de Vestuário da América (AAPN), declara a Textilia.net que Honduras se converteu em um parceiro ideal para esta nova fase do mercado consumidor mundial, que busca além de produtos elaborados com insumos sustentáveis e uso de energia renovável , fabricantes que tenham como comprometimento o lado socialmente responsável com seus empregados diretos e indiretos.  2018-11-30 - Tags: pettenati industrias têxtil ricardo pettenati simon mainwaring honduras mike todaro aapn who is who

Alunos do Senai Cetiqt apresentam suas futuras biostartups para empresários
Alunos do SENAI CETIQT e empresários se encontraram, no último dia 22, na Unidade Riachuelo, para a apresentação final dos nove projetos focados no segmento têxtil e de confecção, elaborados a partir do Projeto Biostartups Moda, realizado em parceria com o Sebrae/RJ.  2018-11-30 - Tags: senai cetiqt unidade riachuelo sebrae projeto biostartups moda business model generation lean startups design thinking customer development demillus delaurentis movin maria filó pólen sai do papel incubadora toreg nidas

Diversidade, criatividade e refinamento marcam o verão 2019/20
Principais capitais da moda dão um verdadeiro show de diversidade racial, de tamanhos, de gêneros, de idades e, principalmente, criatividade.  2018-11-05

Ponto de encontro da moda e negócios em Gramado
Considerada a maior feira brasileira da indústria de confecção, a Fenin Fashion apresentou o Outono/Inverno 2018 durante o verão mais frio dos últimos tempos.  2018-08-05 - Tags: confecçao industria da confeccao fenin fashion outono inverno denis viana la nina

A magia do cinema encanta o inverno 2019
Na 86ª edição da Pitti Bimbo, realizada em janeiro, na Itália, a moda infantil entrou em cartaz com coleções temáticas e licenciados.  2018-08-05 - Tags: moda infantil kids pitti bimbo oscar setor infantil jeanswear italia textil

Minas fomenta a economia criativa
Com 205 expositores do sistema moda - vestuário, bolsas, sapatos, joias, bijuterias e acessórios -, a 22ª edição da semana de moda mineira, realizada entre os dias 17 e 20 de abril, no Expominas, em Belo Horizonte, apresentou as tendências para o Verão 2019.  2018-08-05 - Tags: moda minas moda mineira codemig minas gerais belo horizonte expominas sistema fiemg olavo machado junior

Milano unica, save the planet!
“Milano Unica Save the Planet” foi concebido como slogan “verde” que anuncia um manifesto de conscientização sobre as principais questões relacionadas ao meio ambiente. É quase um anúncio visionário que chama a atenção para os pilares da vida: a Água, o Ar e a Terra.  2018-08-05 - Tags: milano unica silvio albini planeta meio ambiente verde sustentabilidade

O segredo do jeans está nos detalhes
A partir do momento que o jeans deixou de ser um uniforme de trabalho, houve a necessidade de torna-lo mais atraente.  2018-08-05 - Tags: uniforme trabalho ouro azul modelos exclusivos levi strauss calças jeans

Cedro Textil + Sou de Algodão estreiam na Casa dos Criadores
Na próxima semana, entre os dias 23 e 27 de julho, a Cedro Textil fará sua estreia em um dos eventos de moda mais ousados do Brasil, reconhecido por cultivar imagens de moda poderosas e revelar novos talentos do universo fashion. A 43ª edição da Casa dos Criadores, que acontece no Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (SP), fez mudanças para se aproximar do mercado.  2018-07-20 - Tags: casa dos criadores cedro textil abrapa movimento sou de algodao eduardo paixao

Coleção de aniversário de 85 anos da Lacoste revisita oito décadas de estilo
A Lacoste presta uma homenagem à criatividade do seu fundador e à sua história reeditando uma seleção de camisetas polo e de peças emblemáticas de seus arquivos, para celebrar seu aniversário de 85 anos.  2018-06-04 - Tags: lacoste 85 anos rene lacoste moda polo

Movimento Sou de Algodão participa da Denim Meeting e Fashion Revolution Day
A última semana foi de apresentação e debate para o Sou de Algodão. O movimento de incentivo ao uso do algodão brasileiro participou de dois eventos importantes em São Paulo. Na manhã de segunda-feira, 23/04, o presidente da ABRAPA, Arlindo Moura, participou do Denim Meeting, feira têxtil que aconteceu no Expo Center Norte entre os dias 23 e 24 de abril.  2018-05-03 - Tags: abrapa sou de algodao fashion revolution day denim meeting eventos fmu

Design Vision mostrou as criações de novos talentos da moda a partir de retalhos
A empresa de tecidos, que já é parceira do SPFW há cinco edições, trouxe uma mostra com os resultados da segunda edição do projeto que tem curadoria de Walter Rodrigues, o "Design Vision". Através da capacitação com o renomado estilista, estudantes de moda selecionados para o projeto fizeram suas criações a partir de retalhos de tecidos da Focus Têxtil.  2018-04-27 - Tags: focus textil casa spfw novos talentos retalhos walter rodrigues spfw instituto focus textil

Bordadeiras de Barra Longa ganham projeção nacional na SPFW 2018
O movimento ágil dos dedos que tece as tramas das bordadeiras de Barra Longa (MG) enreda uma história que entrelaça a busca pela identidade, barreiras, resiliência e superação. A tradição de técnicas únicas que passaram por gerações resistiu, em 2015, ao rompimento da barragem de Fundão, em Mariana. Em 2017, com a formação de um coletivo de mulheres, ganhou novo fôlego.  2018-04-27 - Tags: fundacao renova bordadeiras de barra longa spfw 2018 ronaldo fraga hotel ronaldo fraga richelieu bordados artesanato

Moda infantil para a criança do futuro
Líder no setor de moda e acessórios para crianças, a Pitti Bimbo segue o dinamismo do mercado infantil, que está em constante evolução.  2018-04-05 - Tags: pitti bimbo nomade moderno opera wear alpitude disruption streetwear visual college

Verão 2018: uma sinergia entre a oferta e a demanda
Os têxteis servem de inspiração e de orientação para os designers. E, para isso, um complexo mecanismo da moda trabalha em prol da sinergia entre a oferta e a demanda, proporcionando que a matéria se transforme em forma. E isso tudo é feito através do apurado olhar em direção aos movimentos estéticos para compor o DNA das tendências.  2018-03-05 - Tags: psycho bit africa punk nature and artifice abyss movimentos esteticos

Elastano no jeans, quanto mais, melhor!!
Outrora basicamente 100% algodão, hoje cerca de 70% das peças em denim feitas no Brasil são elastizadas.  2018-02-05 - Tags: elastano jeans tendencias modelagens elastomultiester invista tecido textil

Uniforme escolar: Normas da ABNT orientam a confecção
Nas 272 normas publicadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no âmbito do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário (ABNT/CB-017), confeccionistas encontram informações que conduzem à produção de artigos com qualidade, conforto, resistência e durabilidade.  2018-02-05 - Tags: abnt comite brasileiro de texteis e do vestuario associacao brasileira de normas tecnicas segurança de roupas infantis abnt nbr 16365 uniforme escolar

Retrospectiva: Comidas de vestir
Caroline David, historiadora de arte contemporânea e chefe de Artes Visuais da exposição Lille 3000, fala com exclusividade à ITT sobre o projeto Textifood, que acontece na cidade francesa de Lille e apresenta criações de designers e artistas sobre fios, fibras e tecidos construídos a partir de materiais orgânicos e sobras de alimentos, entre eles, frutas cítricas, banana e até cerveja!  2017-12-15 - Tags: caroline david textifood futurotextiles lille3000 expo 2015 retrospectiva