Language
home » moda & varejo » moda vestuário » moda - restrito

Moda - Restrito

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Cara ou coroa

Renato Kherlakian, 59, traz na sua essência otalento de se recriar. Sua personalidade se sobrepõe tanto às marcas criadas que se torna um ícone de qualquer trabalho que leve sua assinatura.Talvez por isso, mesmo com o impacto que a falência da Zoomp tenha causado em sua vida, ele arrisca de novo ao propor um novo estilo em jeanswear, o da Renato Kherlakian Denim,ou RK Denim para os mais íntimos. O formato mais exclusivista, centralizado num ateliê emSão Paulo, em nada lembra a mega estruturade antes, mas a áurea do conceito é a mesma. Kherlakian continua com uma atenção especial que vai muito além da roupa. Este conceito está impregnado na comunicação, na imagem, na identidade e na forma metafórica como ele desenha seu futuro. “Eu tenho hoje essa oportunidadede retomar por meio de um ateliê, como se fosse uma pequena, porém muito saborosa "bombinha de chocolate’”.

ITT Press: É impossível falar da nova marca sem falar da transição entre Zoomp e RK Denim. Quais as diferença se semelhanças entre elas?

Renato Kherlakian: A revolução na Zoomp teve inicio depois de conquistar o mercado na década de 1970. Nos anos 1980 desenvolvi uma coleção ampla, um jeanswear “casual chic”. E a trajetória nos anos 1980/1990 foi memorável e impulsionou todo o mercado a seguir,imitar, falsificar, relampejar, trovejar detodas as maneiras. Hoje, as multimarcas, renovadas e reeditadas, estão cansadas dessa história do denim nacional que perdeu muito a qualidade em função de preço, além de todos esses grandes grupos comprando as grandes marcas e as reposicionando. Isso fez com que eu retorne ao mercado com um novo valor para o denim nacional.

ITT Press: Manter a distribuição apenas em multimarcas seria o novo modelo de negócio?

Renato Kherlakian: O inicio do projeto Zoomp também foi para uma distribuição muito seleta porque a marca tinha qualidade e preço que fugiam um pouco dos valores do mercado daquela época. A Zoomp nasceu já com um conceito Premium embutido precocemente, antes mesmo dessa definição existir. Hoje, todo o mercado vem com o slogan de jeans Premium,que até pode estar no (lado) externo,mas não em acabamento interno, no cuidado com a “vestibilidade”, produção e tudo mais faz. Isso faz com a RKDenim seja um Premium que talvez se torne até “SuPremium”.

ITT Press: Na época da Zoomp ainda, os planos eram para nova marca masculina e agora a RK Denim é estritamente feminina?

Renato Kherlakian: Isso naquela ocasião do festival de compra de marcas(risos) da IM. Era um projeto para estar acoplado; eles comprariam várias marcas femininas e o vazio era um RK Homem.O projeto foi desenvolvido, eu trabalhei intensamente, montei toda a coleção,mas infelizmente a IM ‘miou’.

ITT Press: Ou felizmente?

Renato Kherlakian: (risos) Vai saber,não é? Eu sei que meu destino está feito. Naquela ocasião eu tinha que cumprir mais seis meses com o compromisso de no competition (não poderia criar paraconcorrentes) e isto terminou em junho de 2008. No ano passado o que eu fiz foi me reorganizar no sentido de buscar uma identidade mais apropriada com as necessidades do mercado.

ITT Press: E qual é essa identidade?

Renato Kherlakian: Uma das linhas de desenvolvimento, além do jeansweare alfaiataria, que eu mais tenho trabalho, é no demi-couture (peças semi-prontas que podem ser customizadaspelos clientes). Todas têm um trabalho de alta costura, um trabalho manual e a‘vestibilidade’ de jeans.

ITT Press: E como são criadas ascoleções?

Renato Kherlakian: Eu trabalho com três bases: Miss Bardot, Miss Prive eMiss Taylor e, em cada uma delas, há três alturas de ganchos diferentes que começam entre 17 cm ou 19 cm e vai até 22/23 cm. Em todas é impossível aparecer o “cofrinho”, e essa moeda (criada em metal, que acompanha cadacalça e que ele traz no bolso) é o símbolo disso e do valor da marca. De um lado traz o escudo da marca e, de outro, o brasão da família Kherlakian. São quatro lançamentos anuais que se adaptam às datas, como preview São Paulo Fashion Week; preview Alto Verão, Rio Summer.Onde houver eventos de moda, tem lançamentos RK.

ITT Press: São quantos pontos-de-venda?

Renato Kherlakian: Eram 200 previstos e foi repensado para 175 pontos até janeiro de 2010. Em 2009, com várias coleções sendo lançadas, estou abrindo a cada momento novas vitrines e novos clientes. Já conquistamos mais de 130 vitrines abertas a esse novo conceito em jeans no país.

ITT Press: Já exporta também?

Renato Kherlakian: Não. Minha estrutura ainda é pequena e estou começando do zero. Estou me especializando em cada setor: somente calças,somente boas lojas.

ITT Press: Quais os detalhes de alfaiataria?

Renato Kherlakian: Toda modelagem tem numeração intermediária. No avesso, todo acabamento é em vivo,bolsos com forro em cetim, inclusive os traseiros para se ter a mesma sensação quando se coloca a mão. Cós em costura de alfaiataria e ‘elasticados’ para se adequar mais e melhor à pequenas diferenças de cintura. Ganchos fechados com costura inglesa que garantem muito conforto e um melhor ajuste. Claro que para ter esse resultado eu trabalhei muito a modelagem, ampliações, o número intermediário para que a ‘bundinha’ fique sempre perfeita. É umjeans feito para o seu corpo.

ITT Press: Você mantém costureiras com formação em alfaiataria?

Renato Kherlakian: Não, elas têm habilidade e estão acostumadas com exigências de criadores. Na verdade, eu não produzo, tenho licenciados especializados nessa qualidade.

ITT Press: Matérias-primas nacionais ou importadas?

Renato Kherlakian: É tudo nacional. Eu só faço muita questão de que o meu denim tenha Lycra® da Invista. Isso é fundamental.Mas as possibilidades são enormes e sempre em busca da qualidade. Sou obcecado por qualidade.

ITT Press: Planos?

Renato Kherlakian: São vários. Tenho um business plan paratrês anos, mas que ainda me reservo a não comentar. Mesmo porque‘está a lápis’ ainda porque a trajetória de 2009 ainda é longa,exaustiva e difícil para quem está começando.

ITT Press: Está a lápis por que ainda são planos ou por que você éum colecionador de lápis?

Renato Kherlakian: (risos) Eu tenho mesmo esse hábito, mas é porquemeu talismã de sorte são meus lápis.

ITT Press: É o momento para uma nova marca de luxo quando todo omercado vem se retraindo em função da crise?

Renato Kherlakian: Sem dúvida é o momento e o resultado tem sido espetacular. É como te falei, o mercado de moda exige novidades e se cansa muito rapidamente do que está nele há muito tempo e o denim é um mercado muito competitivo, muito concorrido no Brasil. Independente das“gringas” que já estão aí e de outras que virão bem fortes. Então eu estou me organizando e 2009 é o ano de jogar sementes. Vou fazer um campo de futebol maravilhoso e quero bater bola nele durante a próxima década.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por Rozze Angel
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 09/02/2012

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


A velocidade da informação e o desenvolvimento de coleções
Criadores e todos os envolvidos no desenvolvimento de produtos devem ficar atentos e se adequarem para que o produto não envelheça, não fique ultrapassado ou inadequado antes do lançamento das coleções.  2016-06-22 - Tags: denim jeanswear itt 102 joao de almeida

Concurso de moda inclusiva é fábrica de talentos
Dando continuidade à reportagem iniciada pela ITT Press 96, apresentamos os talentos selecionados pela Comissão Editorial do grupo MJC Textília como os mais inovadores do Concurso de Moda Inclusiva, realizado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo. O evento, coordenado por Daniela Auler, é uma das ações que desafia os novos estilistas e designers a superarem desafios, trazendo inovações reais e aplicáveis. Veja quem são esses novos nomes da moda brasileira!  2015-03-24 - Tags: itt 97 moda inclusiva moda

Verão 2013/14: O descontruído e o reconstruído convivem em harmonia
Para a primavera-verão 2104, Nova York reinventou a pop arte de Andy Warhol e permaneceu com o grunge dos anos 1990 como ponto-chave.  2013-06-04 - Tags: itt 89

Inverno 2013 para todos os estilos
Pelos centros de Nova Iorque, Los Angeles, Londres, Paris, Milão, Florença, Dus­seldorf e Colônia desfilam diferentes opções para a próxima estação.  2013-01-28 - Tags: itt 88

Inverno – 2013, divertimento com decadência
Nas passarelas de Nova York, as cores vibrantes, o marinho profundo, tangerina e os tons de roxo se associaram aos combos habituais cinza e preto  2012-10-18 - Tags: stylelens inverno 2013

Denim by Première Vision mostrou inverno 2014
A Turquia, país euro-asiático com localização geoestratégica, dominou com expressiva vantagem os negócios durante os dois dias do evento.  2012-10-18 - Tags: premiere vision paris feira internacional

Quais Caminhos Seguir?
Sabemos que não só os artistas, mas também os criadores e designers se inspiram no passado, nas culturas populares, no status quo e nas artes. Todos os domínios de criação transmitem verdadeiras e genuínas influências criativas para os designers, razão pela qual hoje são inúmeras as possibilidades na escolha de produtos de moda que vão ao encontro dos mais diferentes gostos e lifestyles.  2012-08-30 - Tags: urbanwear yeda amaral

Verão 2013, feminino e retrô
A Primavera/Verão 2012/2013 trouxe uma mulher menina e muito feminina com um certo refi namento retrô que remonta às décadas de 20, 40, 50, pontuando ainda os anos 1960 e 1990.  2012-08-08 - Tags: tendencias verao 2013

Vivemos tempos impossíveis
Desde o início deste século não fomos capazes de respirar ou simplesmente viver. O medo mudou a nossa aparência, o sentimento comum tornou-se perigosamente nacionalista. O resultado é o desconforto e a humilhação.  2012-08-08 - Tags: comportamento

Quando o inverno 2012 chegar...
No Color Jeans, as calças Chino, Cargo e Work, de cores sérias e austeras (khakis, beges e oliva) agora estão acrescidas de cores vivas, alegres e elegantes onde os limites para a criação parecem não existir.  2012-04-12 - Tags: yeda amaral jeans jeansweare

Inverno 2012: Um mix de muita coisa
Todas as coisas retrô ainda são importantes para a moda. Parece-nos que, no final desta década, ainda temos a necessidade de revisitar as décadas passadas – 50s, 60s, os boêmios e cheios de glamour 70s, 80s e, finalmente, os 90s, em busca de mais inspiração.  2012-04-09 - Tags: styleleens tendencias

Cara ou coroa
Depois de perder a marca que construiu ao longo de mais de 30 anos, Renato Kherlakian mostra o outro lado da moeda.  2012-02-09 - Tags: renato kherlakian

Denim: work(s) in progress
Estações se misturam e se completam nas referências detectadas na B&BB.  2012-02-06 - Tags: stylesight

A insustentável leveza dos criadores
No mundo da moda, é preciso encontrar a fórmula ideal de negócio que concilie criação e produto.  2012-02-02 - Tags: fashion rio spfw

Trend Hunters dão as primeiras pistas...
As linhas mestre da primavera verão 2011 se baseiam no equilíbrio entre o futurismo e o tradicional.  2012-02-02 - Tags: stylelens

Aos poucos, o homem se entrega à moda
Foco no consumidor final: desejos, atitudes e influências.  2012-01-30 - Tags: moda masculina premiere vision

Tradição e reinvenção no blue e color jeans
Cada vez mais próxima a consagração dos tecidos elastômeros.  2012-01-26 - Tags: yeda amaral

Uma ópera chamada fashion weeks
Entre abril e junho, uma maratona de 126 desfiles mostrou direções do verão 2011.  2012-01-26 - Tags: spfw fashion rio dragao fashion