Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Fematex sintetiza o panorama do mercado

Vender futuro para se manter presente
Primeira feira em Blumenau depois da tragédia das chuvas, Fematex lança propostas para Primavera-Verão 2009/10


Brasil Botões mostra materiais em casca de coco

“Crise? Aqui não tem crise”. Esta foi uma das frases mais ditas pelos participantes da 2ª edição da Fematex, feira têxtil realizada no Parque Vila Germânica, em Blumenau, Santa Catarina, de 3 a 6 de fevereiro. O evento reuniu 70 expositores para oferecer aos confeccionistas informações, tecidos, aviamentos e tecnologia para as coleções da próxima temporada. A julgar pelo propósito da feira, nem mesmo a pouca presença de público desanimou expositores e organizadores. “A Fematex não é uma feira de queima de estoques e, sim, uma oportunidade para estreitar a relação comercial entre clientes e fornecedores. Nós vendemos o futuro em materiais e informação de moda para orientar a confecção a planejar melhor os seus lançamentos”, acentuou Ulrich Kuhn, presidente do Sintex – Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem e do Vestuário de Blumenau, promotor da Fematex, que é organizada pela empresa Vale Feiras & Eventos.

O executivo afirmou que “nesta feira o que conta não é o volume, mas a qualidade dos visitantes”. Kuhn também destacou o contexto regional e macroeconômico para explicar a redução do número de
expositores. “Não foi o que prevíamos inicialmente, porém, diante da dificuldade econômica mundial, os resultados até agora são satisfatórios”.

João Paulo Kleinübing, prefeito de Blumenau

O presidente do Sintex atribui a pouca visitação ao fato de a feira ainda estar em período de maturação, mas completou: “Estamos confiantes de que há espaço no mercado para um evento com este conceito”.
A expectativa de público para esta edição era de sete mil visitantes. A Fematex, que operava das 10hs às 19hs, terá, em 2010, seu horário alterado das 14hs às 21hs horas, a fim de facilitar a visitação dos empresários.

Força e superação
O prefeito de Blumenau, João Paulo Kleinübing, que visitou a Fematex, elogiou a iniciativa do Sintex. “Esta é a primeira feira de negócios que acontece em nosso município depois da tragédia das chuvas no final do ano passado. Hoje, apesar de ainda termos problemas, a cidade demonstrou ser capaz de se recuperar”. Kleinübing afirmou que o setor têxtil/confecção representa 40% da atividade industrial de Blumenau. Porém, reconheceu que, por conta da tragédia e dos efeitos da crise econômica, a atividade industrial recuou nos últimos meses.

Segundo ele, houve queda de R$2 milhões­ na arrecadação de ICMS do município, que fechou 2008 com uma receita de R$ 300 milhões. João Paulo Kleinübing disse ainda que para recuperar Blumenau serão necessários­ R$ 450 milhões, mas já adianta que foram liberados pelo governo de Santa Catarina recursos da ordem de R$ 15 milhões para a compra de terrenos, visando a reconstrução de casas e estabelecimentos. O prefeito acrescentou que dois planos de ação foram elaborados, um do governo estadual no valor de R$ 60 milhões e outro federal, de R$ 70 milhões, destinados às obras de infra-estrutura. “Vamos precisar de pelo menos dois anos para reconstruir o que a chuva levou em uma semana”, finalizou.

Paraguaçu comemora resultados no segmento jeanswear

Diversificação é a palavra de ordem
Durante a Fematex, a ITT Press conversou com as empresas sobre suas estratégias anticrise

Todos foram unânimes em dizer que inovação e agilidade são as palavras-chaves para competir em tempos difíceis. “Fundamental é ter produto diferenciado e estreitar a parceria com seu cliente”, diz Heber Ferreira Coelho, gerente comercial da Paraguaçu Têxtil, especializada em denim e com fábricas em Minas Gerais e Mato Grosso. Ele diz que, este ano, a empresa aumentou a produção em 30%. “Existe muita especulação sobre a crise. O fato é que os consumidores hoje exigem qualidade e diversificação de produtos. Quem não tiver isso enfrentará dificuldades, independentemente das situações adversas do mercado”, afirma o executivo.

Especializada na produção de pele sintética e malhas felpadas, produto mais apreciado no inverno, a Pelican Têxtil, que atua nos segmentos de moda, calçados, decoração e pelúcia, participou da feira para mostrar aos visitantes outros serviços como dublagem de tecido e estamparia. “O efeito dupla-face é muito utilizado na moda, seja de verão ou inverno, e nós somos especialistas nesta técnica”, diz a gerente de vendas Gina Ferreira, informando que a visitação em seu estande foi muito boa.

Novo foco de negócios
Algumas empresas aproveitaram a feira para anunciar parcerias e novos segmentos de mercado. Foi o caso da Peter Pan Aviamentos. Produtora de botões e acessórios para jeans e moda-praia, com sede no Bom Retiro, em São Paulo, apresentou o grupo grego Big Acessories, especializado em componentes de metal para vestuário, com 16 mil itens em sua linha como novo parceiro de negócios.

Horizonte Malhas aposta na fluidez e cores vivas

“Não tem crise quando se trabalha e criam-se coisas novas”, afirmou o empresário Joannis Damilakos, que nasceu na Grécia, mas escolheu o Brasil para viver. “Precisamos acreditar mais no potencial deste país”, ensina. A Horizonte Têxtil, do grupo VD, com sede em Minas Gerais, lançou a Horizonte Malhas, nova empresa do grupo. “Esta é a nossa primeira coleção oficial. Investimos R$ 8 milhões para implantarmos a malharia e a tinturaria e iniciamos a produção com 100 toneladas/mês no segundo semestre de 2008”, informou Josiane Paiva, responsável pelo marketing. Segundo ela, a empresa está dobrando a produção em 2009. Entre os destaques da coleção estão malhas viscose/elastano com 1,80 metros de largura, malhas com fios torcidos que reduzem a formação de pilling, fios flamè e 100% algodão.

Outra empresa que decidiu ampliar a linha de produtos é a Tecidos Doptex, de São Paulo. Focada no segmento streetwear e surf, começou a atuar na linha fashion no ano passado, com tecidos planos feitos com fibras de algodão, poliamida, viscose e mistos. “Tivemos um 2008 excelente. Só sentimos reflexos desta crise no final do ano, mesmo assim, não houve cancelamento de pedidos”, garante o diretor comercial Dirceu Casagrande.

Só compra o que vende
Para Telma Mendonça, gerente de marketing da Covolan Jeanswear, de Santa Bárbara d’Oeste, em São Paulo, “2009 será um ano de muito trabalho”. Segundo ela, os confeccionistas estão comprando lotes menores e apostando em diversificação para superar a crise. Para atendê-los, a Covolan está inovando produtos e investindo nas feiras de negócio. “Marcamos presença em três eventos consecutivos. Fizemos questão de expor em Blumenau porque acreditamos na região e no potencial brasileiro”. Entre as novidades para a primavera-verão 2009/10 estão denim com texturas exclusivas (xadrez, listrados e até estampados), sobretintos nos tons chá e areia, os acinzentados e claros. No estande da empresa também foi apresentada a marca Glow, criada há cinco anos para atender o segmento fashion com viscose, poliamida, seda e mistos. “Hoje, o cliente só compra o que vai vender, por isso damos continuidade ao estilo do vintage da última coleção, que foi muito bem aceita, acrescentando cores e acabamentos novos”, conclui Telma Mendonça. A Renaux View, de Brusque, Santa Catarina, por sua vez apostou na simbiose moda e arte para lançar a coleção batizada de Transformação. Com a cartela de cores inspirada nas obras de pintores consagrados, como David Hockney, Sam Francis, Edvard Munch e Gerhard Richter, a empresa criou 20 novas bases desenvolvidas em fio tinto. “Até agora a crise não afetou nosso negócio, já que a estratégia da empresa é oferecer inovação para o mercado de moda”, destaca o gerente de marketing Roberto Sander.

Máquina de corte a laser da Automatiza

Ecológicos em alta
Participando pela primeira vez da Fematex, a Dalila Têxtil aproveitou o evento para mostrar novo posicionamento de mercado. “A sustentabilidade está no DNA de nossa empresa, e a idéia de promover este conceito na feira foi excelente”, elogiou a analista de marketing Mariana Neves. Malhas lisas e listradas são os principais produtos da empresa, mas a linha foi ampliada com estampados, bases com fibra reciclada (PET) e algodão orgânico. “Fizemos parceria com a Lancaster Tinturaria para estampar nossos tecidos e, recentemente, iniciamos estudos para desenvolver uma linha de malhas com algodão colorido natural”, revela a profissional, acrescentando: “Nossa meta é daqui a cinco anos estar entre as cinco melhores malharias de moda do país”.

Quem também apostou nos produtos ecológicos foi a tecelagem Jetfio, de Nova Odessa, cidade do interior de São Paulo. Com uma produção de 950 mil metros lineares/mês de tecidos de poliéster, poliamida e mistos de algodão para mercado de esportivo, uniformes e têxteis industriais, a empresa lançou na feira o Eco-Jet, com fios de poliéster feitos de matéria-prima 100% reciclada. “Com este lançamento, a Jetfio reforça sua preocupação ambiental com desenvolvimento sustentável”, enfatiza o diretor comercial Angelo Marcos Marusso. Alem do Eco-Jet, a empresa também lançou um tecido em microfibra de poliéster texturizado a ar, com tingimento de alta solidez e tecidos de náilon com acabamentos especiais.

A Fematex também reuniu fabricantes de máquinas para confecção e sistemas de CAD/CAM. Um dos estandes visitados foi da Automatisa, que apresentou uma máquina de corte a laser para produção de apliques em malha, denim, acrílico, couro, entre outros materiais. Sua principal característica é o largo campo de trabalho (90 cm x 60 cm) e elevada produtividade: pode cortar ate 10 mil peças/dia.

A julgar pelo otimismo, ainda que cauteloso dos empresários, a Fematex mostrou que a indústria têxtil nacional está preparada para competir em tempos de crise.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Texto: Márcia Mariano
Fotos: Edson Pelence

Data de publicação: 31/05/2009

Conteúdo relacionado


Linhas de crédito para os pequenos negócios já passam de 170 nas instituições financeiras
Subiu para 177 o total de linhas de crédito identificadas pelo Sebrae e voltadas especificamente para beneficiar os pequenos negócios em meio à crise causada pelo novo coronavírus. É o que aponta o 13º levantamento feito pela instituição que, desde março, vem observando as ofertas de empréstimos para o segmento, por meio de informações e ações das corporações financeiras em todo o país.  2020-07-03 - Tags: sebrae linhas de credito instituicao financeira fintechs

Inspiramais realizará edição totalmente online em agosto
Um evento 100% digital, que visa proporcionar aos expositores e visitantes, a experiência de um ambiente real, onde a interação entre pessoas e produtos será possível por meio de ferramentas tecnológicas. Assim foi definida a próxima edição do Inspiramais, maior Salão de Design e Inovação de Materiais da América Latina, que acontecerá entre os dias 25 a 27 de agosto próximo.  2020-06-30 - Tags: inspiramais digital walter rodrigues rafael weber ilse guimaraes fernando pimental tecnologia editech

Tecnologia pode ajudar o consumo em tempos de isolamento social
O isolamento social, por conta da pandemia de covid-19, acelerou o uso das ferramentas digitais por parte das empresas. E isso se deu principalmente pela necessidade dos consumidores que, com o fechamento das lojas físicas, tiveram que fazer compras pela internet.  2020-06-29 - Tags: tecnologia pandemia consumo ferramentas digitais isolamento social ecommerce internet

Bordados de Caicó conquistam selo de Indicação Geográfica
Toda vez que a bordadeira Iracema Nogueira Batista vender uma de suas peças confeccionadas cuidadosamente na máquina, fio a fio, o cliente de qualquer parte do país agora terá a certeza de que o trabalho foi de fato produzido numa das regiões mais ricas culturalmente do Rio Grande do Norte.  2020-06-26 - Tags: rio grande do norte instituto nacional de propriedade industrial caico bordado serido otiguar bordadeiras sebrae

Sebrae Day discute oportunidades de negócios brasileiros na Colômbia
As oportunidades de negócios brasileiros na Colômbia foram o tema do Sebrae Day, encontrou virtual realizado no dia 15 de junho, em parceria com o Inovabra Habitat, espaço de coinovação do Bradesco. A live contou com a participação de Gabriel Walmory e Marco Franke, sócios da Broggini Partners, consultoria referência em internacionalização de negócios, que possui seis escritórios em diferentes países, sendo o maior deles atualmente em Bogotá, capital da Colômbia.  2020-06-24 - Tags: sebrae day colombia marco franke gabriel walmory bogota sebrae oportunidades negocios webinar internacionalizacao

Pequenos negócios têm crédito facilitado com Programa Cadeias Produtivas
As micro e pequenas empresas que fazem parte da cadeia produtiva de grandes setores da economia terão acesso a crédito facilitado pelo Programa Crédito Cadeias Produtivas do BNDES. A iniciativa faz parte de uma estratégia de atuação do Sebrae, alinhada ao Governo Federal por meio do Ministério da Economia, para fazer com que o crédito chegue aos pequenos negócios com melhores condições de juros e prazos de carência e pagamento.  2020-06-22 - Tags: programa credito cadeias produtivas bndes cesar rissete agencia sebrae de noticias ministerio da economia

Exportações de calçados recuaram 66% em maio
Os efeitos da pandemia do novo coronavírus seguem impactando os resultados das exportações brasileiras de calçados. Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) apontam que, em maio, foram embarcados 2,7 milhões de pares, que geraram US$ 23,9 milhões, quedas tanto em volume (-64,7%) quanto em receita (-66%) em relação ao mês correspondente de 2019.  2020-06-16 - Tags: exportacoes pandemia coronavirus abicalcados queda calcados haroldo ferreira

Sebrae apresenta protocolos de orientação para retomada das atividades
O Sebrae vai orientar as micro e pequenas empresas na retomada das atividades no país com a disponibilização de um conjunto de protocolos com orientações práticas e relevantes, alinhadas com as recomendações das autoridades de saúde. A ideia é fornecer aos empresários suporte com conteúdos em diversos formatos, como cartilhas, vídeos, áudios, entre outros materiais, para ajudar na adaptação dos negócios assim que forem liberados gradualmente para o funcionamento.  2020-06-15 - Tags: sebrae retomada das atividades protocolos orientacoes recomendacos segmentos setoriais portal sebrae

Varejo discute perspectivas com a reabertura dos shoppings centers
A prefeitura de Campinas oficializou a reabertura do comércio e outras atividades, a partir de segunda-feira, dia 08 de junho. Assim como a cidade paulista, vários outros municípios brasileiros já começaram a permitir o funcionamento de lojas e shopping centers, que deverão seguir critérios pré-estabelecidos pelos governos locais.  2020-06-08 - Tags: varejo reabertura shopping center retomada pandemia covid 19 vestuario abit

Indústria calçadista registra 35 mil demissões durante a pandemia
A indústria calçadista brasileira, desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus, já perdeu mais de 35 mil postos de trabalho, o que corresponde a 13% da força de trabalho do setor (de 269 mil postos registrados em dezembro de 2019). A triste estatística está em levantamento realizado semanalmente pela Abicalçados com empresas e sindicatos industriais dos principais polos calçadistas do País.  2020-06-05 - Tags: abicalcados industria calcadista exportacao desemprego pandemia covid19 demissoes varejo mercado calcados

Indústria da moda se prepara para retomada e jeanswear pode ser o carro-chefe
Pesquisa realizada pelo IEMI Inteligência de Mercado sobre comportamento do consumidor nas próximas semanas, indicam que 67% não pretendem comparar nada, independente da crise gerada pela pandemia de covid-19. Porém, 14% responderam que sim, vão continuar comprando artigos de moda; 13% apontaram roupas e calçados e 6% apenas calçados (tênis em grande maioria).  2020-06-03 - Tags: iemi marcelo prado sueli pereira santista jeanswear newton coelho jeanswear denim moda varejo de moda ecommerce projecoes 2020 consumo

Abest elabora protocolo para a retomada do varejo de moda na cidade de São Paulo
Diante da crise mundial causada pelo covid-19, a Associação Brasileira de Estilistas preparou uma proposta de protocolo para orientação e adaptação das marcas de moda no período de retomada das atividades e circulação social. O protocolo foi enviado à Prefeitura de São Paulo que irá analisar a proposta juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e Secretaria da Saúde.  2020-06-02 - Tags: abest covid 19 pandemia varejo de moda orientacao retomada das atividades circulacao social protocolo prefeitura de sao paulo

Mercado global de luxo deve cair entre 20% e 35% em 2020
Diante do colapso global causado pelos lockdowns e pela paralisação do turismo em todos os principais mercados, a indústria do luxo enfrenta um desafio sem paralelo na história. Depois de cair em cerca de 25% no primeiro trimestre de 2020, a desaceleração deve aumentar no segundo trimestre e pode levar a uma contração estimada entre 20% a 35% ao longo do ano.  2020-06-01 - Tags: mercado luxo asia bain & company covid 19 pandemia mercado lockdowns luxo online ecommerce

Pesquisa revela redescobrimento das artes manuais durante a quarentena
Como reagiram os artesãos e artistas brasileiros durante a pandemia? O que fizeram os pequenos armarinhos, que jamais usaram a internet para impulsionar as vendas e tiveram que fechar as portas? Para entender o comportamento de consumo desse público e tentar encontrar solução para seus 542 expositores parceiros, a WR São Paulo, realizadora da Mega Artesanal, feira de produtos e técnicas para arte, artesanato e artes manuais, levantou estas e outras perguntas e agora traz a público o resultado das entrevistas.  2020-06-01 - Tags: pandemia artesoes artes manuais mega artesanal wr sao paulo feira pesquisa armarinhos comportamento de consumo

Costureira: uma profissão sempre na moda
Uma profissão antiga, clássica e sempre requisitada. Ao longo de séculos a costura passou por mudanças e adaptações, mas segue sendo necessária para as pessoas e tem até uma data própria. No dia 25 de maio é celebrado o Dia da Costureira. De acordo com a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), existem 1,3 milhão de profissionais costureiros no país, sendo que 87% são mulheres.  2020-05-26 - Tags: dia da costureira abravest nelia finotti costura costureira profissao

Pesquisa mostra que pequenos negócios não conseguiram ou aguardam empréstimo
A ampliação dos impactos econômicos da crise provocada pelo novo coronavírus tem levado um número maior de donos de pequenas empresas a buscar empréstimo para manter o negócio. Pesquisa realizada pelo Sebrae, com parceria da Fundação Getúlio Vargas, mostra que cresceu em 8 pontos percentuais a proporção de empresários que buscou crédito entre 7 de abril e 5 de maio.  2020-05-22 - Tags: credito pandemia covid19 sebrae pequenos negocios pequenos empresarios meis emprestimo

Mesa redonda virtual discute retomada dos negócios na indústria do denim
Que caminho as tecelagens de denim devem seguir para retomar suas atividades, após a pandemia do covid-19? Embora não se arrisque um palpite de quanto tempo vamos viver em isolamento social e quais serão os impactos da crise na economia, o fato é que o consumo de vestuário, ainda que sofrerá queda, não deixará de existir e as empresas, que estavam com coleções prontas para a temporada do primeiro semestre, já se preparam para o “novo mercado” que surgirá depois da quarentena.  2020-05-22 - Tags: denim tecelagem industria do denim webinar guia jeanswear pandemia santista vicunha cedro textil santanense jolitex covolan santana textiles capricornio

Pesquisa mostra rotina do consumidor durante a quarentena
A pesquisa Monitoramento da Nova Rotina - consumo, marcas e opinião, encomenda pela The Lycra Company ao Ibope Inteligência, colhida entre os dias 20 de março e 20 de abril, acompanhou o comportamento dos consumidores em pleno isolamento social, devido à pandemia de covid-19.  2020-05-18 - Tags: the lycra company silvana eva lojas riachuelo ibope inteligencia pandemia consumo isolamento social loja virtual ecommerce vendas on line adriana morasco marcella kanner

Abicalçados atualiza números do impacto do novo coronavírus no setor
A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) vem atualizando semanalmente os dados do impacto da pandemia do novo coronavírus no setor. O mais recente levantamento aponta que, do final de março até o último dia 12 de maio, o setor perdeu 30,9 mil postos de trabalho, 11,5% da força de trabalho da atividade (270 mil postos diretos, em dezembro de 2019).  2020-05-15 - Tags: abicalcados associacao brasileira das industrias de calcados mercado calcados pandemia covid19 haroldo ferreira

Amaro abre sua plataforma para marcas de moda venderem online durante pandemia
A Amaro, fashiontech brasileira, lançou no dia 04/05, a Amaro Collective, iniciativa que consiste em abrir sua plataforma de e-commerce para outras marcas de moda. O projeto tem a finalidade de utilizar o alcance e expertise de vendas online da empresa para apoiar outros empreendedores durante o covid-19, além de oferecer uma experiência de compra ainda melhor para as clientes.  2020-05-12 - Tags: amaro collective amaro fashiontec varejo de moda online pandemia pantys framed allmost vintage clemence zerezes linus