Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Feira aposta no potencial da região sul

Damyller (jeanswear), Mormaii (surf) e Lança Perfume (moda feminina luxo) são algumas das marcas de projeção nacional que estão sediadas no extremo sul de Santa Catarina. Região rica, industrializada e com alto índice de desenvolvimento humano, concentra dezenas de municípios representados por 20 associações administrativas, que coordenam ações de cunhos social e econômico para o fortalecimento regional. Se o Vale do Itajaí, situado no oeste do estado, é conhecido pela produção de malhas, roupas de cama, mesa e banho, no extremo sul se destacam as confecções de alta moda, jeanswear e fi tness. Há também cinco shoppings atacadistas que movimentam por ano mais de R$ 30 milhões. Em Criciúma, a principal cidade da macrorregião, já é realizada a Sul in Moda, rodada de negócios que reúne 50 expositores para lançamento das coleções primavera-verão e outono-inverno aos lojistas.

Faltava, porém, uma feira têxtil que agregasse fabricantes e fornecedores de máquinas, equipamentos, insumos e serviços para os confeccionistas. Apoiada pelo Núcleo de Moda Sul Catarinense - associação representativa das indústrias de confecções dos municípios de Araranguá, Braço do Norte, Criciúma, Cocal do Sul, Gravatal, Içara, Jacinto Machado, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Sombrio, Tubarão e Urussanga -, além dos shoppings de pronta-entrega e demais entidades, incluindo o governo estadual, a Fama Feiras conseguiu apoio para realizar a primeira Fenafashion - Feira Nacional para Indústria da Moda, que aconteceu de 23 a 26 de julho, reunindo 110 marcas no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti, em Criciúma.

De acordo com a coordenadora da feira, Fabiola Taraskevicius, foram fechados 150 negócios durante os quatro dias da feira, que recebeu 10.800 visitantes. “Tivemos a presença de público muito qualificado e o saldo foi positivo, principalmente para abertura de novos mercados e projeção da moda catarinense”, destacou a executiva, anunciando que a próxima edição está prevista para julho de 2015, quando espera aumentar o número de participantes.

União faz a força

Rosana Benedet, presidente do Núcelo de Moda Sul Catarinense, explica que o grande potencial do polo de Criciúma e região reside na capacidade associativa das empresas. “O Núcleo surgiu a partir do fortalecimento, dentro do APL (Arranjo Produtivo Local), das confecções especializadas em vestuário fashion. A partir da profissionalização, que foi possível graças aos investimentos em pesquisa, criação e apoio técnico, as empresas se fortaleceram ao ponto de hoje terem uma central de compras coletiva, que garante boa negociação com seus fornecedores. Embora atuando de forma coesa, cada marca tem seu DNA, suas estratégias comerciais e seu público-alvo”, diz. É importante destacar que a economia da região é pulverizada e não depende apenas do setor têxtil/confecção, tendo na mineração e na indústria metal-mecânica seus principais carros-chefe.

O presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário de Criciúma e Região (Sindivest), Roberto Benedet, conta que o polo começou a se formar com centenas de faccionistas e se consolidou a partir de 1990, quando um grupo de empreendedores se reuniu pela primeira vez para montar um centro atacadista de vestuário, às margens da BR-101. “Hoje, o polo produz cerca de 1 milhão de peças/mês, principalmente dos segmentos de moda feminina e roupa de festa, além de jeanswear e fitness, com faturamento anual  de cerca de R$ 1 bilhão.” As empresas do segmento de moda produzem alfaiataria, roupa de festa, casual e jeans e utilizam geralmente tecidos planos – poliéster, algodão, viscose e suas misturas. Algumas fabricam peças de malha retilínea, e a camisaria feminina é um dos produtos fortes do polo. O Sindicato estima que 70% do volume produzido no polo sejam comercializados no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. “Hoje, Criciúma e região reúnem 900 empresas de moda, que englobam confecção, lavanderia, bordado e aviamentos. 35% da matéria-prima (fios, tecidos e componentes) são comprados no mercado interno e o restante é importado”, detalha Roberto Benedet, acrescentando que o setor é responsável por 14 mil empregos diretos na região.

Giro pela feira

A Tavex Corporation, âncora do evento, apresentou a coleção Inverno/2014, e a empresa também participou do circuito de palestras, ministrado pela gerente de moda e design Sueli Pereira, que falou sobre tendências, comportamento de consumo, estilo e acabamentos para a próxima temporada. A Beckhauser Malhas foi outra empresa têxtil que prestigiou a primeira edição da Fenafashion. O gerente comercial Jorge Vielmo Jr. destaca: “Participamos dessa feira porque queremos ampliar nossa presença também no mercado do Rio Grande do Sul, que é carente de tecidos de malha diferenciados”. A Beckhause possui quatro lojas próprias em Santa Catarina, localizadas em Divinópolis, Tubarão, Criciúma e Sombrio. Na feira, apresentou malhas em tons de vermelho, com pitadas de mostarda e violáceos. Na estamparia, muitos florais em mix com cashmere e padrões de tapeçaria.

A Tecnoblu, fabricante de etiquetas, tags e botões, com sede em Blumenau, mostrou o novo book de etiquetas desenvolvido em parceria com o estilista Renato Kherlakian, ex--dono da Zoomp, e lançou o Book Belle com aviamentos para moda íntima e fitness. Líder na produção de etiquetas de couro para jeanswear, há um ano entrou no segmento de etiquetas tecidas. “A Tecnoblu é uma incentivadora da moda catarinense. Temos grandes clientes como Damyller, Riccieri Jeans, Onça Preta, entre outras. São marcas que estão ampliando presença no varejo e já são conhecidas fora de Santa Catarina. Além disso, uma feira regional é necessária porque atende às peculiaridades do mercado local. Espero que a Fenafashion cresça e se desenvolva com a região sul”, diz Eliano Tizone, gerente de marketing da empresa.

 No setor de máquinas, o estande da Stoll, representada no Brasil pela Paramalhas, foi um dos mais visitados na Fenafashion. A empresa exibiu a máquina CMS ADF-3 com programa para fazer malha tricô com fio denim. Lançado oficialmente em junho, este tear retilíneo tem alimentação do fio independente. Nas máquinas de tricô convencionais, o bico (guia-fio) para alimentação da malha é levado pelo carro de tecer. Nesta tecnologia Stoll, o bico é autônomo e tracionado, independentemente do carro, o que permite se movimentar tanto na posição horizontal quanto vertical, criando texturas muito particulares, iguais aos efeitos desgastados do jeanswear. “É uma revolução na malharia retilínea. Estas malhas podem enriquecer a coleção dos produtores de jeans. Basta ter o fio e criatividade para desenvolver um produto de moda com design e valor agregado”, garante Carlos Michelin, sócio da Paramalhas, acrescentando que grandes marcas internacionais como Levi’s e Diesel já estão produzindo malhas em tricô denim. A Metalsete, fabricante blumenauense de enfestadeiras semiautomáticas para malhas e tecidos planos, mesas de corte e rebobinadeira, expôs na feira alguns de seus modelos de máquinas. “Estamos no setor desde 1990 e temos mais de 300 clientes na região. Para o nosso segmento, o mercado de confecção está muito aquecido. Meu prazo de entrega, hoje, é de dois meses. Estamos com a carteira de pedidos lotada”, comemora Charles Schaffer, diretor comercial da empresa. A J.Teck, revendedora autorizada Epson, expôs na feira impressoras para comunicação visual (banners e adesivos), tintas e máquinas de estamparia por sublimação. Destaque para o modelo F6070, com sistema de cabeças de impressão MicroPiezo TFP  e tinta UltraChrome DS, que  permite impressão sobre tecidos a uma velocidades de até 58,9 metros quadrados por hora. “É uma máquina de ótimo custo/benefício, perfeita para estampar tecidos mistos, que tenham pelo menos 50% de poliéster em sua composição”, explica a diretora Roseane Schmitz. Segundo ela, devido à maior produtividade, a estamparia por sublimação vem ocupando o lugar da serigrafia na indústria da moda. Outra empresa catarinense participante da feira foi a Audaces. A diretora comercial Kalinka Salvi comenta: “Somos a única fabricante nacional a fornecer soluções completas para a confecção, desde o corte automático, plotter a mesa digitalizadora até sofwares de criação e sistema completo de modelagem e risco. Somos uma empresa da região e estamos aqui para fortalecer a parceria com o mercado de Santa Catarina, atendendo desde a modelista autônoma até a grande indústria do vestuário”.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação e Marcia Mariano

Data de publicação: 04/11/2013

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Abest elabora protocolo para a retomada do varejo de moda na cidade de São Paulo
Diante da crise mundial causada pelo covid-19, a Associação Brasileira de Estilistas preparou uma proposta de protocolo para orientação e adaptação das marcas de moda no período de retomada das atividades e circulação social. O protocolo foi enviado à Prefeitura de São Paulo que irá analisar a proposta juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e Secretaria da Saúde.  2020-06-02 - Tags: abest covid 19 pandemia varejo de moda orientacao retomada das atividades circulacao social protocolo prefeitura de sao paulo

Mercado global de luxo deve cair entre 20% e 35% em 2020
Diante do colapso global causado pelos lockdowns e pela paralisação do turismo em todos os principais mercados, a indústria do luxo enfrenta um desafio sem paralelo na história. Depois de cair em cerca de 25% no primeiro trimestre de 2020, a desaceleração deve aumentar no segundo trimestre e pode levar a uma contração estimada entre 20% a 35% ao longo do ano.  2020-06-01 - Tags: mercado luxo asia bain & company covid 19 pandemia mercado lockdowns luxo online ecommerce

Pesquisa revela redescobrimento das artes manuais durante a quarentena
Como reagiram os artesãos e artistas brasileiros durante a pandemia? O que fizeram os pequenos armarinhos, que jamais usaram a internet para impulsionar as vendas e tiveram que fechar as portas? Para entender o comportamento de consumo desse público e tentar encontrar solução para seus 542 expositores parceiros, a WR São Paulo, realizadora da Mega Artesanal, feira de produtos e técnicas para arte, artesanato e artes manuais, levantou estas e outras perguntas e agora traz a público o resultado das entrevistas.  2020-06-01 - Tags: pandemia artesoes artes manuais mega artesanal wr sao paulo feira pesquisa armarinhos comportamento de consumo

Costureira: uma profissão sempre na moda
Uma profissão antiga, clássica e sempre requisitada. Ao longo de séculos a costura passou por mudanças e adaptações, mas segue sendo necessária para as pessoas e tem até uma data própria. No dia 25 de maio é celebrado o Dia da Costureira. De acordo com a Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), existem 1,3 milhão de profissionais costureiros no país, sendo que 87% são mulheres.  2020-05-26 - Tags: dia da costureira abravest nelia finotti costura costureira profissao

Pesquisa mostra que pequenos negócios não conseguiram ou aguardam empréstimo
A ampliação dos impactos econômicos da crise provocada pelo novo coronavírus tem levado um número maior de donos de pequenas empresas a buscar empréstimo para manter o negócio. Pesquisa realizada pelo Sebrae, com parceria da Fundação Getúlio Vargas, mostra que cresceu em 8 pontos percentuais a proporção de empresários que buscou crédito entre 7 de abril e 5 de maio.  2020-05-22 - Tags: credito pandemia covid19 sebrae pequenos negocios pequenos empresarios meis emprestimo

Mesa redonda virtual discute retomada dos negócios na indústria do denim
Que caminho as tecelagens de denim devem seguir para retomar suas atividades, após a pandemia do covid-19? Embora não se arrisque um palpite de quanto tempo vamos viver em isolamento social e quais serão os impactos da crise na economia, o fato é que o consumo de vestuário, ainda que sofrerá queda, não deixará de existir e as empresas, que estavam com coleções prontas para a temporada do primeiro semestre, já se preparam para o “novo mercado” que surgirá depois da quarentena.  2020-05-22 - Tags: denim tecelagem industria do denim webinar guia jeanswear pandemia santista vicunha cedro textil santanense jolitex covolan santana textiles capricornio

Pesquisa mostra rotina do consumidor durante a quarentena
A pesquisa Monitoramento da Nova Rotina - consumo, marcas e opinião, encomenda pela The Lycra Company ao Ibope Inteligência, colhida entre os dias 20 de março e 20 de abril, acompanhou o comportamento dos consumidores em pleno isolamento social, devido à pandemia de covid-19.  2020-05-18 - Tags: the lycra company silvana eva lojas riachuelo ibope inteligencia pandemia consumo isolamento social loja virtual ecommerce vendas on line adriana morasco marcella kanner

Abicalçados atualiza números do impacto do novo coronavírus no setor
A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) vem atualizando semanalmente os dados do impacto da pandemia do novo coronavírus no setor. O mais recente levantamento aponta que, do final de março até o último dia 12 de maio, o setor perdeu 30,9 mil postos de trabalho, 11,5% da força de trabalho da atividade (270 mil postos diretos, em dezembro de 2019).  2020-05-15 - Tags: abicalcados associacao brasileira das industrias de calcados mercado calcados pandemia covid19 haroldo ferreira

Amaro abre sua plataforma para marcas de moda venderem online durante pandemia
A Amaro, fashiontech brasileira, lançou no dia 04/05, a Amaro Collective, iniciativa que consiste em abrir sua plataforma de e-commerce para outras marcas de moda. O projeto tem a finalidade de utilizar o alcance e expertise de vendas online da empresa para apoiar outros empreendedores durante o covid-19, além de oferecer uma experiência de compra ainda melhor para as clientes.  2020-05-12 - Tags: amaro collective amaro fashiontec varejo de moda online pandemia pantys framed allmost vintage clemence zerezes linus

Première Vision mobiliza a indústria da moda para feira conjunta em setembro
À luz da crise de saúde e econômica que o mundo vem passado nas últimas semanas, a Première Vision Paris assumiu compromisso estratégico com a indústria da moda, que foi severamente impactada pela paralisação dos negócios, por conta da pandemia de Covid-19. A edição dedicada às coleções outono/inverno 2021-22, que contecerá no Parc des Expositions de Paris Nord Villepinte, de 15 a 17 de setembro, será um evento conjunto.  2020-05-11 - Tags: premiere vision gilles lasbordes premere vision sport made in france premiere vision blossom premiere vision feiras internacionais

Mercado de moda e o impacto do coronavírus na demanda dos brasileiros
Pesquisa realizada pelo IEMI – Inteligência de Mercado, especializado nos segmentos têxtil/vestuário/calçados e varejo de moda, aponta que 67% dos entrevistados não pretendem comprar roupas e calçados durante a pandemia do coronavírus. Por outro lado, dos consumidores que planejam gastar neste período, 76% o farão pela internet, 16% informaram que irão aguardar as lojas físicas reabrirem e 8% pretendem adiar a compra e esperar o que irá acontecer com o país por conta da pandemia.  2020-05-08 - Tags: consumo pandemia pesquisa consumo online calcados isolamento social quarentena economia varejo de moda

Compras online serão tendências de presentes para o Dia das Mães
Com grande representatividade no setor de consumo varejista, o período do Dia das Mães traz boas perspectivas para os pequenos negócios, mesmo diante da pandemia do Coronavírus. 85% dos filhos pretendem presentear suas mães no domingo, dia 10 de maio, de acordo com pesquisa recente Behup/Globo 2020.  2020-05-05 - Tags: dia das maes varejo ecommerce vendas online pequenas empresas presentes isolamento social

Polos regionais mostram efeitos da crise do coronavírus no setor têxtil e confecção
A produção de máscaras e aventais hospitalares, que tem sido a salvação de centenas de indústrias, durante a crise provocada pela pandemia de coronavírus, já começa a dar sinais de saturação. Isso porque em quase todos os estados brasileiros, a atividade tem sido estimulada pelos governadores, gerando grande concorrência entre os fabricantes.  2020-05-04 - Tags: mascaras hospitalares coronavirus pandemia abit hari hartmann rogerio mascarenhas sidimar remussi sindivest sinteticos

Sem comércio a indústria têxtil e vestuário não resistirá por muito tempo
Abertura do comércio para escoar a produção e irrigar o caixa das empresas, crédito para viabilizar as operações, manutenção dos empregos para gerar consumo e valorização do produto nacional, após a retomada dos negócios, foram os principais pontos abordados em mais uma rodada de debates virtual, promovida pela Abit, desta vez com sindicatos patronais de São Paulo e Rio Grande do Sul.  2020-04-23 - Tags: comercio mercado industria textil confeccao setor textil moda varejo abit webinar

Senai Cetiqt anuncia apoio para a produção de EPIs têxteis
O Senai Cetiqt informa que está apoiando a indústria nacional, em diferentes frentes, para ampliar a oferta de EPIs têxteis no país, em atendimento à emergência provocada pela pandemia do novo coronavírus. Entre os serviços oferecidos estão a pesquisa de materiais alternativos (novos nãotecidos que atendam às exigências das normas) e/ou processos de beneficiamento, como a funcionalização para produção de tecidos antivirais e de vestimentas hospitalares, com matéria-prima existente no país.  2020-04-16 - Tags: centro de tecnologia da industria quimica e textil faculdade senai cetiqt instituto senai de tecnologia epis texteis coronavirus pandemia

Impacto das vendas se estenderá por meses para marcas de luxo
Quatro em cada dez executivos de marcas globais de luxo esperam atingir metas de receita pré-crise coronavírus apenas em 2021; para 30%, a recuperação só acontecerá em 2022. A constatação é do Boston Consulting Group (BCG), que ouviu CEOs e CFOs do segmento para analisar os impactos provocados pela abrupta mudança de comportamento do consumidor desde o início da pandemia do novo coronavírus Covid-19.  2020-04-15 - Tags: marcas de luxo luxo marcas globais coronavirus pandemia ecommerce comercio eletronico covid19 boston consulting group

Senai Cetiqt oferece especialização Indústria Avançada: Confecção 4.0
A Faculdade Senai Cetiqt, pertencente ao Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil - está com matrículas abertas para o Master In Business Innovation (MBI) em Indústria Avançada: Confecção 4.0. As inscrições podem ser feitas até o dia 6 de maio através do site www.senaicetiqt.com. O curso é voltado para profissionais com graduação que atuam em empresas das áreas confecção, vestuário, têxtil ou áreas afins.  2020-04-15 - Tags: senai cetiqt curso industria avancada quimica textil industria 40 abit big data iot inteligencia artificial

Nascem pequenos negócios rentáveis em tempo de crise do Covid-19
Enquanto alguns se paralisam com medo e a tensão gerada pela crise do Covid-19 e o impacto negativo que a pandemia exerce na economia, outros se movem a favor da adaptação necessária para proteção de todos. É o caso do casal Lucilene de Souza Sanchez e Dario de Matos Sanchez. Ela é funcionária pública, atua como Oficial Administrativa. Ele é representante comercial do ramo de instrumentos musicais.  2020-04-14

O comportamento do setor de moda nas redes sociais em meio ao Covid-19
Estudo feito pela Socialbakers, plataforma global em soluções para otimização de performance corporativa na internet, mostra o desempenho de algumas marcas do setor de moda no Brasil, em meio à pandemia do Covid-19. Os dados foram coletados até o dia 1º de abril.  2020-04-14 - Tags: socialbakers desempenho varejo consumo redes sociais setor de moda vestuario facebook instagram twitter youtube marcas de varejo

Grupo Lunelli lança campanha de estímulo ao comércio e à indústria brasileira
O Grupo Lunelli, que emprega mais de 4,6 mil pessoas nos estados de Santa Catarina, São Paulo e Ceará, e está presente em todo o Brasil com suas lojas, acaba de lançar uma campanha com este objetivo. Intitulada 'Produção Brasileira', ela destaca a necessidade de estimular o consumo nacional e consciente tendo como objetivo, principalmente, unir forças para enfrentar a crise econômica provocada pelo avanço da Covid-19.  2020-04-14 - Tags: grupo lunelli lunender lez a lez hangar 33 alakazoo lunelli malharia consumo nacional pandemia covid19 industria textil