Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Desemprego e falta de crédito preocupam setor têxtil e confecções

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, retirou da pauta de votação a MP 927/2020, que flexibilizava as leis trabalhistas durante o período da pandemia. O texto, segundo a Agência Senado, irá caducar, já que o prazo de vigência da Medida Provisória, editada pelo Governo Federal em março e aprovada pela Câmara em junho, expira no próximo dia 19 de julho. Para o setor produtivo é um motivo de preocupação, visto que muitos empresários contavam com a prorrogação desta medida para alavancar a retomada das atividades, após a gradual abertura do comércio, iniciada este mês.

Além de permitir que o acordo individual entre empregados e empregadores se sobreponha aos acordos coletivos, outro ponto da medida que causou discórdia no Senado foi a proposta do relator de estender a suspensão do recolhimento do FGTS e do INSS por parte das empresas - indo além dos três meses estipulados pela equipe econômica do governo, o que prejudicaria a arrecadação federal. Os parlamentares queriam prorrogar a desoneração da folha de pagamentos até janeiro de 2021. Por outro lado, de acordo com a Agência Brasil, o decreto que prorroga por 60 dias a suspensão dos contratos de trabalho e por mais 30 dias a redução de salários, foi publicado no Diário Oficial da União, na última terça-feira, 14. O auxílio emergencial de R$ 600,00 também foi prorrogado para mais dois meses. A MP 936, de 1º de abril, convertida na Lei 14.020, de 7 de julho de 2020, instituiu, além do auxílio emergencial, o benefício do Seguro Desemprego, em forma de complemento de até 70% do salário, para compensar a redução dos rendimentos dos trabalhadores da iniciativa privada, para o enfrentamento do estado de calamidade pública, provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Impacto no emprego

Em entrevista coletiva on-line, o presidente do Sinditêxtil-SP Luiz Arthur Pacheco disse que a indústria têxtil/confecção foi bastante afetada devido ao fechamento do comércio, que interrompeu o escoamento dos produtos para o varejo. “A questão dos empregos é um dos pontos que mais nos preocupa; 69% das empresas do setor no estado de São Paulo efetuaram demissões de até 20% dos colaboradores, o que representa 17.195 postos mil postos de trabalho fechados até o mês de maio”. Embora tenha reconhecido os efeitos positivos das medidas emergenciais (MP 927 e MP 936) que aliviaram de certa forma os meses mais agudos da crise (entre abril e junho), Pacheco alerta que a flexibilização gradual, iniciada em São Paulo e em outros municípios brasileiros, no mês de julho, não será suficiente para recompor as perdas. “Com essa pequena abertura, iniciada há alguns dias, já percebemos uma retomada tímida da produção de têxteis. Mas o nosso foco é que a retomada se dê com maior velocidade, mas tem muita pedra pelo caminho ainda. Saiu o decreto prorrogando por mais 30 a flexibilização trabalhista, mas as empresas vão precisar de muito mais fôlego para evitar demissões e continuar o movimento de retomada. Nosso setor emprega 75% de mulheres. Na medida que o varejo fechou, por conta da pandemia, a indústria do vestuário teve que fazer uma freada brusca então, inevitavelmente, o reflexo maior foi nas confecções que representam 75% da mão de obra do setor como um todo”, argumenta. Para evitar que o quadro adverso se prolongue, mesmo após a abertura parcial do comércio no País, Luiz Pacheco diz que é necessário a prorrogação das medidas emergenciais por mais tempo.

Crédito

“A questão do crédito está muito travada. O fôlego está cada vez menor, com escassez de capital de giro para impulsionar a retomada”, diz Luiz Pacheco, acrescentando que no levantamento junto aos empresários do setor, para saber como tem sido a procura por crédito, 77% disseram que não tiveram suas demandas atendidas. “Algumas medidas foram anunciadas recentemente pelo Governo Federal, já temos algumas notícias de que o crédito está começando a fluir, mas não como se divulga. Não é essa a realidade que a gente consegue verificar em todas as enquetes que fazemos com os empresários do setor. E mesmo quando há disponibilidade, o crédito é caro e restritivo devido às exigências de garantias, prazos e carência”. O presidente do Sinditêxtil-SP diz que o crédito é fundamental para que as empresas se programem para a retomada, conforme a velocidade da demanda de consumo, a fim de que possam escoar a produção para o varejo e movimentar a indústria.  “Sem crédito, as coisas não vão evoluir com a velocidade que gostaríamos”.

Impostos

Outro problema que aflige os empresários é a questão dos tributos. Segundo Luiz Pacheco, no Estado de São Paulo, desde o início da pandemia, não foi apresentada qualquer alternativa para flexibilizar o recolhimento do ICMS, cuja arrecadação foi afetada com a paralisação de mais de 100 dias do comércio de bens e serviços, considerados “não essenciais”, pelas autoridades. “Evidentemente que com a pandemia, a arrecadação vai despencar e o estado está preocupado com isso. Por outro lado, como é que as empresas vão conseguir arcar com os tributos, diante da carência de capital de giro, carência de crédito e retomada muito lenta? Como é que elas vão conseguir enfrentar os próximos meses, tendo que arcar com o pagamento de tributos estaduais? Esse é um ponto que temos conversando muito com o Governo do Estado de São Paulo, através da Frente Parlamentar. Já tivemos reuniões para discutir alternativas emergenciais para o ICMS, e uma forma de preservar indiretamente o capital de giro das empresas. Mas ainda não tivemos nenhuma sinalização relacionadas a isso”, afirma o dirigente que, aponta um dado preocupante: “O nosso setor reage rapidamente à crise, mas também cai rapidamente. Enquanto a queda geral do varejo no Brasil, desde início da pandemia em março, foi de - 28%, no segmento de vestuário foi - 61,8%, o que significa que a velocidade da retomada do vestuário será menor que as demais categorias”, finaliza Pacheco.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 17/07/2020

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Abvtex lança Relatório Anual com balanço de 2020
A Abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), entidade que representa cerca de 100 grandes marcas do varejo de moda brasileiro, lança seu Relatório Anual de Atividades com o balanço de 2020. O documento, em formato de revista eletrônica, reúne as principais práticas, iniciativas, aprendizados e conquistas da entidade e seus associados durante este ano desafiador.  2021-03-01 - Tags: abvtex relatorio anual de atividades programa abvtex 2020

Dafiti Group inaugura maior centro de distribuição automatizado na América Latina
Dafiti, grupo líder online de moda e lifestyle reportou expressivo crescimento nos últimos trimestres e está celebrando 10 anos dando um salto para o futuro. A empresa acaba de inaugurar o maior centro de distribuição do setor de e-commerce de moda na América Latina; o espaço conta com a maior solução de automação (AutoStore) do mundo, elevando a marca a novos patamares de logística com benefícios também para seus parceiros.  2021-02-26 - Tags: dafiti centro distribuicai automacao autostore leap e commerce dafiti group philipp povel

Pandemia faz ritmo de lançamento de produtos cair 9,4% em 2020
A indústria de transformação, aquela que produz os bens de consumo mais comuns, não conseguiu fechar o ano com desempenho positivo no lançamento de produtos. Vestuário e têxtil estão entre os setores que apresentaram resultado negativo. O Índice de Atividade Industrial, calculado mensalmente pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, demonstra que o recuo nos últimos 12 meses foi de 9,4% devido à crise econômica provocada pela pandemia.  2021-02-19 - Tags: associacao brasileira de automacao gs1 brasil vestuario varejo lancamento atividade industrial

Tendências de consumo no mundo digital em 2021
Com o impacto da pandemia o comportamento das pessoas se transformou rapidamente, impactando todos os níveis da vida. A relação das pessoas com a tecnologia e consigo mesmas, sofreu uma mudança drástica que mudou o cenário completamente. Os planejamento de marketing tiveram que ser refeitos e até o modo como as marcas estão construindo suas estratégias está sendo revisto.  2021-02-11 - Tags: comportamento pandemia tendencias consumo marketing planejamento 2021

Executivo da Inexmoda revela cenário da Colombiatex Digital 2021
A Colombiatex Digital 2021, que acontece na Virtual Business Platform, de 18 de janeiro a 5 de fevereiro, é a primeira ação do plano de reativação econômica do Sistema de Moda colombiano, e conta com a participação de 240 expositores do Brasil, Espanha, Índia, entre outros. Juan Fernando Loaiza, especialista em Pesquisa Econômica da Inexmoda, fala com exclusividade ao Portal Textília sobre o evento e o cenário atual de mercado na Colômbia.  2021-01-29 - Tags: colombiatex digital 2021 juan fernando loaiza inexmoda mercado economia america latina

Plataforma aponta crescimento nas vendas do mercado de moda atacadista em São Paulo
O houpa!, primeira plataforma de marketplace totalmente gratuita para o mercado de moda atacadista do Brasil, divulgou esta semana levantamento sobre o aumento de vendas no setor, para lojas parceiras do app durante o ano de 2020. No comparativo entre os meses de novembro de 2019 e o mesmo período de 2020, o aumento de vendas foi de 395,57% dentro da plataforma.  2021-01-27 - Tags: houpa plataforma marketplace mercado atacado app tecnologia

ABNT propõe a padronização de tamanhos e medidas de roupas femininas
A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) está discutindo o projeto de norma que padroniza os tamanhos e medidas de peças de roupas femininas, buscando facilitar tanto a confecção das peças quanto o processo de compra por parte do consumidor.  2021-01-14 - Tags: abnt normas tecnicas vestuario padronizacao roupas femininas consulta publica

Micro e pequenas empresas pretendem investir no negócio em 2021
Pesquisa realizada pelo Sebrae junto aos donos de pequenos negócios mostra que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas em 2020, a maioria dos empresários (63%) continua otimista e pretende realizar investimentos no próximo ano. Os aspectos prioritários onde os empresários pretendem aplicar seus recursos são: divulgação, modernização de produtos e processos, ampliação do atendimento ou capacidade produtiva, além de ampliação do mix de produtos/serviços, entre outros.  2021-01-06 - Tags: micro pequenas empresas negocios 2021 empresarios

Presidente sanciona Lei que cria a terceira fase do Pronampe
O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na terça-feira (30), a Lei que assegurou a terceira fase do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Com a medida, o governo liberou mais R$ 10 bilhões de participação da União no Fundo Garantidor de Operações (FGO), que sobraram do Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese) e que serão utilizados como aval para empréstimos feitos por meio do programa.  2021-01-05 - Tags: programa nacional de apoio as microempresas e empresas de pequeno porte pronampe sebrae pese

Abvtex registra elevação da capacidade instalada das confecções e fábricas de calçados
A pesquisa mais recente, realizada no final de outubro pela ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), indica uma melhora significativa no Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) dos fabricantes de vestuário, calçados e acessórios como resultado do aumento dos pedidos dos varejistas.  2020-12-21 - Tags: abvtex balanco insumos impacto economia

Reativação econômica da moda aponta ano promissor na Colômbia
A reativação da indústria da moda colombiana já é uma realidade, segundo o monitoramento realizado pela Inexmoda a partir do Observatório da Moda em parceria com a Raddar Setorial. O retorno das atividades comerciais, após o confinamento da pandemia covid-19, impactou positivamente a dinâmica econômica, e moda se destaca pela recuperação favorável.  2020-12-16 - Tags: raddar setorial moda colombiana mercado colombia consumo pos pandemia

Black Friday movimenta mais de R$ 5,1 bilhões em compras no e-commerce
Mesmo com a reabertura das lojas físicas, a Black Friday 2020 foi um sucesso no que diz respeito ao consumo dos brasileiros pelo e-commerce. Um levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, mostra que o faturamento nos dias 26/11 e 27/11 foi de R$ 5,1 bilhões – valor 31% maior do que o mesmo período do ano passado.  2020-11-30 - Tags: black friday 2020 neotrust compre confie clear sale

Pesquisa mostra que consumidores preferem comprar roupas em lojas físicas
Pesquisa inédita realizada pela Hibou, especializada em monitoramento de mercado e consumo, apurou a relação dos brasileiros com o consumo de moda. Realizada digitalmente com mais de mil entrevistados, em todas as regiões do país, entre 10 e 14 de setembro, a pesquisa mostra que 89% dos brasileiros preferem adquirir roupas e acessórios em loja física - equivalente a 7 em cada 10 consumidores; enquanto 40% optam por comprar pela internet, seja sites ou aplicativos, e 31% por whatsapp.  2020-11-24 - Tags: hibou mercado consumo vestuario

Senado aprova terceira fase do programa que amplia o crédito para pequenos negócios
O Senado aprovou na última quarta-feira (18) o projeto que altera a lei do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), autorizando a terceira de rodada de financiamentos aos pequenos negócios atingidos pela crise gerada pela pandemia. O programa foi criado em maio e já liberou cerca de R$ 28 bilhões, em mais de 450 mil contratos.  2020-11-23 - Tags: programa nacional de apoio as microempresas pronampe katia abreu credito

Mercado internacional é desafio para pequenos negócios
O mercado internacional apresenta-se como um grande desafio para as empresas brasileiras, sobretudo para os pequenos negócios. Das quase 22 mil empresas que exportam no Brasil, 41% são pequenos negócios, mas eles representam apenas 0,5% do valor total exportado. Os dados foram apresentados pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles, durante o primeiro dia do 39º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex).  2020-11-17 - Tags: encontro nacional de comércio exterior carlos melles associação de comércio exterior do brasil sebrae

Vendas nos canais digitais da Riachuelo crescem 380% no terceiro trimestre
Em um cenário desafiador devido aos impactos da pandemia, o Grupo Guararapes investiu na proposta de valor ao cliente por meio de uma melhor experiência de compra. Reflexo desses esforços foi a conquista de um crescimento de 380% nas vendas por meio dos canais digitais da Riachuelo e um aumento de 33% do ticket médio no terceiro trimestre de 2020, mesmo com todas as lojas físicas reabertas a partir de agosto.  2020-11-13 - Tags: grupo guararapes riachuelo instituto brasileiro de executivos de varejo casa riachuelo

Quase 85% dos pequenos negócios de moda já retomaram atividades
Os empresários do setor da moda estão cautelosos com o movimento de retomada da economia. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, a grande maioria reduziu o volume de compras ou desistiu de adquirir novas coleções para a próxima temporada, em comparação com 2019 (20% não compraram e 39% reduziram o volume de compras acima de 30%).  2020-10-30 - Tags: varejo de moda retomada economia sebrae pesquisa compras empreendedores capital de giro estoques

Varejo de moda tem desempenho favorável, aponta enquete da Abvtex
As redes varejistas de moda associadas à Abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), que representam cerca de 100 marcas de vestuário, calçados, acessórios de moda, além de artigos têxteis para o lar, reportaram um bom desempenho em setembro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado.  2020-10-29 - Tags: abvtex edmundo lima varejo de moda black friday varejo textil

Falta de tecido e insumos pode afetar Black Friday
Milhares de lojistas podem não participar da Black Friday neste ano por falta de estoque. O problema surgiu no começo da pandemia que, por muitos meses, reduziu o consumo no comércio. A queda inicial na demanda levou os fabricantes a pararem a produção de materiais como tecido e outros itens que abastecem a cadeia da moda, entre vários setores.  2020-10-28 - Tags: black friday tecidos insumos carolina soares lojistas cadeia de moda cni

Prévia do Balanço de Vendas de outubro indica recuperação da economia no fim do ano
O Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) da primeira quinzena de outubro dá mostras de que a economia paulistana pode se recuperar já no fim deste ano. Os números apontam que houve um crescimento de 37,9% comparado aos primeiros 15 dias de setembro de 2020.  2020-10-23 - Tags: associacao comercial de sao paulo economia paulistana marcel solimeo acsp