Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Desemprego e falta de crédito preocupam setor têxtil e confecções

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, retirou da pauta de votação a MP 927/2020, que flexibilizava as leis trabalhistas durante o período da pandemia. O texto, segundo a Agência Senado, irá caducar, já que o prazo de vigência da Medida Provisória, editada pelo Governo Federal em março e aprovada pela Câmara em junho, expira no próximo dia 19 de julho. Para o setor produtivo é um motivo de preocupação, visto que muitos empresários contavam com a prorrogação desta medida para alavancar a retomada das atividades, após a gradual abertura do comércio, iniciada este mês.

Além de permitir que o acordo individual entre empregados e empregadores se sobreponha aos acordos coletivos, outro ponto da medida que causou discórdia no Senado foi a proposta do relator de estender a suspensão do recolhimento do FGTS e do INSS por parte das empresas - indo além dos três meses estipulados pela equipe econômica do governo, o que prejudicaria a arrecadação federal. Os parlamentares queriam prorrogar a desoneração da folha de pagamentos até janeiro de 2021. Por outro lado, de acordo com a Agência Brasil, o decreto que prorroga por 60 dias a suspensão dos contratos de trabalho e por mais 30 dias a redução de salários, foi publicado no Diário Oficial da União, na última terça-feira, 14. O auxílio emergencial de R$ 600,00 também foi prorrogado para mais dois meses. A MP 936, de 1º de abril, convertida na Lei 14.020, de 7 de julho de 2020, instituiu, além do auxílio emergencial, o benefício do Seguro Desemprego, em forma de complemento de até 70% do salário, para compensar a redução dos rendimentos dos trabalhadores da iniciativa privada, para o enfrentamento do estado de calamidade pública, provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Impacto no emprego

Em entrevista coletiva on-line, o presidente do Sinditêxtil-SP Luiz Arthur Pacheco disse que a indústria têxtil/confecção foi bastante afetada devido ao fechamento do comércio, que interrompeu o escoamento dos produtos para o varejo. “A questão dos empregos é um dos pontos que mais nos preocupa; 69% das empresas do setor no estado de São Paulo efetuaram demissões de até 20% dos colaboradores, o que representa 17.195 postos mil postos de trabalho fechados até o mês de maio”. Embora tenha reconhecido os efeitos positivos das medidas emergenciais (MP 927 e MP 936) que aliviaram de certa forma os meses mais agudos da crise (entre abril e junho), Pacheco alerta que a flexibilização gradual, iniciada em São Paulo e em outros municípios brasileiros, no mês de julho, não será suficiente para recompor as perdas. “Com essa pequena abertura, iniciada há alguns dias, já percebemos uma retomada tímida da produção de têxteis. Mas o nosso foco é que a retomada se dê com maior velocidade, mas tem muita pedra pelo caminho ainda. Saiu o decreto prorrogando por mais 30 a flexibilização trabalhista, mas as empresas vão precisar de muito mais fôlego para evitar demissões e continuar o movimento de retomada. Nosso setor emprega 75% de mulheres. Na medida que o varejo fechou, por conta da pandemia, a indústria do vestuário teve que fazer uma freada brusca então, inevitavelmente, o reflexo maior foi nas confecções que representam 75% da mão de obra do setor como um todo”, argumenta. Para evitar que o quadro adverso se prolongue, mesmo após a abertura parcial do comércio no País, Luiz Pacheco diz que é necessário a prorrogação das medidas emergenciais por mais tempo.

Crédito

“A questão do crédito está muito travada. O fôlego está cada vez menor, com escassez de capital de giro para impulsionar a retomada”, diz Luiz Pacheco, acrescentando que no levantamento junto aos empresários do setor, para saber como tem sido a procura por crédito, 77% disseram que não tiveram suas demandas atendidas. “Algumas medidas foram anunciadas recentemente pelo Governo Federal, já temos algumas notícias de que o crédito está começando a fluir, mas não como se divulga. Não é essa a realidade que a gente consegue verificar em todas as enquetes que fazemos com os empresários do setor. E mesmo quando há disponibilidade, o crédito é caro e restritivo devido às exigências de garantias, prazos e carência”. O presidente do Sinditêxtil-SP diz que o crédito é fundamental para que as empresas se programem para a retomada, conforme a velocidade da demanda de consumo, a fim de que possam escoar a produção para o varejo e movimentar a indústria.  “Sem crédito, as coisas não vão evoluir com a velocidade que gostaríamos”.

Impostos

Outro problema que aflige os empresários é a questão dos tributos. Segundo Luiz Pacheco, no Estado de São Paulo, desde o início da pandemia, não foi apresentada qualquer alternativa para flexibilizar o recolhimento do ICMS, cuja arrecadação foi afetada com a paralisação de mais de 100 dias do comércio de bens e serviços, considerados “não essenciais”, pelas autoridades. “Evidentemente que com a pandemia, a arrecadação vai despencar e o estado está preocupado com isso. Por outro lado, como é que as empresas vão conseguir arcar com os tributos, diante da carência de capital de giro, carência de crédito e retomada muito lenta? Como é que elas vão conseguir enfrentar os próximos meses, tendo que arcar com o pagamento de tributos estaduais? Esse é um ponto que temos conversando muito com o Governo do Estado de São Paulo, através da Frente Parlamentar. Já tivemos reuniões para discutir alternativas emergenciais para o ICMS, e uma forma de preservar indiretamente o capital de giro das empresas. Mas ainda não tivemos nenhuma sinalização relacionadas a isso”, afirma o dirigente que, aponta um dado preocupante: “O nosso setor reage rapidamente à crise, mas também cai rapidamente. Enquanto a queda geral do varejo no Brasil, desde início da pandemia em março, foi de - 28%, no segmento de vestuário foi - 61,8%, o que significa que a velocidade da retomada do vestuário será menor que as demais categorias”, finaliza Pacheco.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 17/07/2020

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Eastman traz para o Brasil a fibra Naia™ de origem sustentável
A Eastman, empresa global do setor químico, traz para o Brasil a fibra Naia™, composta por 40% de resíduos reciclados e 60% de polpa de madeira, para movimentar o mercado da moda sustentável. Lançada em fevereiro de 2020 na Premiére Vision Paris tem suavidade inerente, é de secagem rápida e reduz o pilling. Combina bem com outros materiais ecologicamente corretos, como lyocell, modal e poliéster reciclado. Atualmente, várias malharias do país testam essa fibra.  2022-08-05

Mega Moda Park inaugura 40 novas lojas em Goiânia
O Mega Moda Park, um dos shoppings de moda atacadista do Grupo Mega Moda celebrou a inauguração de 40 lojas no mês julho. As novas marcas, de diversos segmentos, estão focadas no atacado e também, no varejo. "Decidimos realizar uma ação conjunta entre as novas marcas e o shopping para reforçar a pujança e a força do comércio do polo de moda da Região da 44, em Goiânia, que impacta diretamente na geração de emprego e renda", comenta Chrystiano Camara, superintendente do Grupo Mega Moda.  2022-08-01

Grupo Kyly elenca dicas sobre como criar melhores ofertas no e-commerce
A integração de canais físico com o digital tornou-se uma estratégia básica para varejistas que atuam em diferentes setores no Brasil. Neste caso, o principal desafio de quem atua nesta área e vende pela internet é conseguir equilibrar o desejo do público por fretes gratuitos ou com preço mais em conta.  2022-07-28

Varejo cresce 24,8% no primeiro semestre com alta nas vendas
No primeiro semestre deste ano, o varejo paulista apresentou um aumento de 24,8% nas vendas, de acordo com a FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo). O balanço realizado pela entidade, com a participação das principais CDLs do estado, aponta que o setor varejista mostra sinais de recuperação e segue otimista para o segundo semestre. Vestuário e calçados estão entre os setores que apresentaram boa performance de vendas.  2022-07-27

Brandili investe em tecnologia e dá um salto rumo à jornada digital
Como parte do seu plano de investimento de R$ 10 milhões em transformação digital, a Brandili, empresa com mais de 55 anos no mercado têxtil e de moda infantil, implementou o Infor CloudSuite, um software de gestão na nuvem da Infor, com objetivo de modernizar os processos de negócios da companhia.  2022-07-21

Dafiti anuncia nova liderança executiva de Tecnologia, Comercial e RH
A Dafiti, maior fashiontech da América Latina, anuncia quatro novos executivos para as posições de liderança das áreas Comercial, Tecnologia, Produtos e Recursos Humanos. Os nomes anunciados pela companhia são Fabio Fadel, Claudio Devecchi, Diego Melo e Carolina Borghesi – todos reportando diretamente a André Farber, CEO da companhia na América Latina.  2022-07-07

Farfetech lança segundo Relatório Anual de Tendências de Luxo Consciente
A Farfetech Limited (NYSE: FTCH), plataforma global líder para a indústria da moda de luxo, publicou seu segundo Relatório Anual de Tendências de Luxo Consciente, que mostra como os consumidores de luxo estão comprando de forma mais responsável. O Conscious Luxury Trends Report deste ano analisa dados que resultam de todas as interações dos clientes de luxo com os produtos Conscientes na plataforma, incluindo pré-owned e serviços circulares na plataforma, a fim de fornecer uma visão das atitudes e comportamentos do público através da lente da sustentabilidade.  2022-07-04

Grupo Sallo investe R$ 4 milhões em máquinas de bordado computadorizada multifuncional
O Grupo Sallo, uma das maiores confecções de moda do Centro-Oeste, investiu R$ 4 milhões na aquisição de quatro máquinas de bordado computadorizada multifuncional que aumentará a capacidade produtiva para 20 mil peças por mês com bordados de alto valor agregado. Entre a negociação e chegada, foram 8 meses até as máquinas chegarem à sede da companhia em Aparecida de Goiânia (GO) via porto do Espírito Santo.  2022-06-30

Varejo de moda comemora o frio prolongado que impulsiona as vendas
As recorrentes frentes frias que atingem o país, principalmente no Sudeste e Centro-Oeste, têm elevado o desempenho das vendas de vestuário e artigos de Inverno. É o que revela a enquete da ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), que representa mais de 110 marcas do varejo de moda do país. Na enquete feita pela entidade, as vendas de maio em relação ao mês anterior (abril/22) foram superiores para 94% das redes de varejo consultadas. No comparativo com o mesmo período do ano passado (maio/21), 100% das marcas apontaram desempenho melhor.  2022-06-27

Recuperação de crédito das empresas cresce 9,2% e aumenta a quitação de dívidas antigas
As empresas brasileiras retomaram o ritmo de pagamento de débitos em fevereiro deste ano. Segundo o Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian, foram quitadas 43,6% das dívidas em até 60 dias após o mês de negativação, um salto de 9,2 pontos percentuais em relação ao mês anterior, em que foi registrado o pior desempenho desde dezembro de 2019.  2022-06-20

Moda é o segmento que mais cresceu no Franchising no 1º trimestre de 2022
A Pesquisa Trimestral de Desempenho do setor de franquias referente a janeiro a março deste ano, realizada pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), mostrou que o setor permanece em ritmo de recuperação, atento aos desafios de um ambiente macroeconômico com inflação e juros em alta. O estudo apontou que as redes de franquias cresceram 8,8% em faturamento no 1º trimestre frente a igual período do ano passado, com uma receita que passou de R$ 39,881 bilhões para R$ 43,380 bilhões  2022-06-09

Movimento ModaComVerso reúne varejistas para promover moda mais consciente
Um levantamento inédito realizado pelo movimento ModaComVerso, liderado pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), revelou tendências de consumo e comportamento do consumidor, elencando as iniciativas socioambientais consideradas mais relevantes na opinião do consumidor.  2022-06-08

Frente fria aquece as vendas de roupas e acessórios de inverno
As mais de 100 marcas de moda associadas à Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), comemoram as baixas temperaturas que impactaram positivamente nas vendas de roupas, calçados e acessórios de frio. Uma edição especial da enquete sobre o desempenho da coleção de Inverno, realizada pela associação com as varejistas associadas e não associadas, registrou que 100% das empresas respondentes tiveram aumento nas vendas das roupas e calçados de inverno durante a semana de 15 a 21 de maio, tanto no comparativo com a semana anterior (de 08 a 14 de maio), quanto com o mesmo período de 2021.  2022-06-01

Alpargatas conclui venda da marca Osklen para Grupo Dass
A Alpargatas concluiu a venda (anunciada no final de 2021) de sua fatia de 60% da marca Osklen, avaliada em R$ 400 milhões, para o Grupo Dass, que detém os diretos sobre as marcas Fila e Umbro, conforme informado pela agência Reuters. A oferta, segundo a Alpargatas, envolve uma parte fixa de R$ 300 milhões, a ser paga em três parcelas, e uma parte variável de até R$ 100 milhões, “condicionada ao atingimento de determinadas metas durante os exercícios de 2022 e 2023.  2022-05-16

Guararapes mantém consistência de crescimento na receita
A Guararapes Confecções S.A., controladora da rede varejista Lojas Riachuelo, divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2022, apresentando consistência no crescimento da receita líquida de mercadorias, que totalizou R$1,2 bilhão, um aumento de 44,8% em relação ao primeiro trimestre de 2021 e de 16,3% versus o mesmo período de 2019, com aceleração em abril.  2022-05-16

Lojas Renner se compromete em reduzir emissões absolutas de gases do efeito estufa
Enquanto celebra o avanço de sua estratégia de sustentabilidade, a Lojas Renner também se concentra em finalizar a estruturação do seu novo ciclo de compromissos públicos que irá formalizar as ambições da companhia nessa área para os próximos anos. A varejista já antecipa uma de suas metas relacionadas a mudanças climáticas que, pela primeira vez, é baseada na ciência e foi aprovada pela Science Based Targets Initiative (SBTi).  2022-05-13

Gucci aceita criptomoeda e marca um 'salto' para a indústria de luxo
A marca italiana de moda de luxo Gucci começará a aceitar criptomoedas como meio de pagamento em algumas lojas nos EUA. O projeto piloto começará em cinco lojas no final deste mês, marcando um passo significativo para a Gucci combinar sua Web3 e comunidades físicas. O movimento marca uma validação importante para a moeda digital com uma marca de luxo líder de mercado.  2022-05-12

Sebrae e ApexBrasil lançam programa para ampliar participação das MPE nas exportações brasileiras
O Sebrae e a agência ApexBrasil lançaram o MPE Global, programa que conta com o apoio do Ministério das Relações Exteriores e tem como objetivo promover a participação de pequenas empresas das cadeias de moda (vestuário, calçados e acessórios), na pauta de exportações brasileiras. Apesar das micro e pequenas empresas representarem 99% dos empreendimentos no país, sua participação no valor exportado ainda é baixa.  2022-05-10

Aciju divulga balanço da 25ª edição da Felinju
A Associação Comercial e Industrial de Juruaia (Aciju), organizadora da Felinju-Moda e Lingerie de Juruaia, divulgou o balanço da 25ª edição da feira. O evento realizado dos dias 28 a 30 de abril foi marcado pela retomada presencial e contou com mais de 50 marcas expositoras, palestras, desfiles, oferecendo oportunidades de negócios aos clientes e as marcas. A feira recebeu um total de 22.500 visitantes divididos entre o formato virtual e presencial.  2022-05-06

Lectra apresenta nova organização no Brasil e América do Sul
No dia 1 de junho de 2021, a Gerber Technology passou a fazer parte do Grupo Lectra e a partir de 1º de maio de 2022, a representação da marca e produtos Gerber no Brasil passou a ser realizada diretamente através da filial da Lectra, que possui escritórios em São Paulo e Blumenau.  2022-05-05