Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Paramount - Excelência de qualidade

Paramount mostra na Première Vision tecidos de pura lã extrafinos.
 
Fuad Mattar, presidente da
indústria fundada pelo pai em 1893.
Maior indústria do Brasil em produtos com fibra longa, a Paramount Têxtil agora integra o seleto casting de expositores da Première Vision. Ganhadora de três prêmios Abit Fashion nas categorias Exportação, em 2000, e Fiação, em 2001 e 2003, concedidos pela Associação Brasileira das Indústrias do setor às melhores empresas, criadores e personalidades que atuam nos segmentos têxtil, moda e confecção -, a empresa possui uma tradição de mais de um século de existência, produzindo tecidos de alta qualidade.
Na próxima edição do maior e mais importante salão de tendências do mundo, que acontecerá em Paris de 26 a 28 de fevereiro, a Paramount Têxtil estará mostrando sua linha de tecidos Collezione Super 100's, Super 120's, Super 130's e Super 150's, feita em pura lã extrafina e misturas com cashemere, seda e elastano. "Participar da Première Vision significa ampliar mercados e estar ao lado dos melhores lanifícios europeus", resume Fuad Mattar, presidente do grupo que inclui indústria de fiação, tecelagem e acabamento.
Há 30 anos exportando para diversos países do mundo, o grupo Paramount, que possui cinco fábricas no País, quatro no Rio Grande do Sul e uma em São Paulo, apresenta números impressionantes: uma produção de 14 milhões de toneladas/ano de fios tintos para malharia, tricô e crochê, 750 toneladas de fios penteados de pura lã, ou poliéster/lã, para produção do Collezione Paramount, aproximadamente 4 milhões de toneladas/ano de Tops de lã penteada. Este perfil fez do grupo uma das maiores indústrias têxteis da América Latina.
Nos últimos 6 anos, reforçou seu nome nos mercados nacional e internacional lançando tecidos inovadores como o Collezione Paramount Super 120's, tecido de pura lã adequado a todas as estações, que reúne a mais alta tecnologia, igualando sua qualidade aos grandes produtores mundiais. Atualmente a fábrica, localizada em Santa Isabel (SP), tem 112.000 mil m² de área construída, dos quais 35 mil metros são reservados à divisão de Tecelagem, produzindo 2,5 milhões de metros lineares/ano, o que equivale a aproximadamente 800 mil ternos masculinos.
Textília Press conversou, com exclusividade, com o empresário Fuad Mattar que destacou a importância da presença na Première Vision e a atuação da Paramount no mercado mundial. Confira.

Textília Press: O que significa para a Paramount participar da Première Vision?
Fuad Mattar: Resolvemos investir na feira porque entendemos, sem falsa modéstia, que hoje o nosso produto é um dos melhores do mundo. Oferecemos agilidade na entrega e distribuição, temos volume de produção e preço competitivo, com qualidade e diferenciação. Participar da Première Vision significa abrir mercados e ainda estar ao lado dos melhores lanifícios da Itália e da Inglaterra, que contam com clientes selecionados da Europa, Estados Unidos e Ásia. Acreditamos e temos segurança do sucesso neste evento.

TP: E como se dá a atuação da empresa no mercado mundial?
FM: Atuamos no mercado internacional há trinta anos. Já exportamos para o Japão, Argentina, Alemanha, Inglaterra, França, Bélgica, Itália, Arábia Saudita e Líbano. Atualmente os Estados Unidos é o nosso maior comprador no exterior, com o qual realizamos negócios com grandes confecções que trabalham com marcas, como Pierre Cardin, Oscar de La Renta, entre outras. Há 27 anos, mantemos um escritório de representação em Nova York.

TP: Quais produtos a empresa exporta?
FM: São tecidos de pura lã extrafinos, como Super 100's, Super 120's, Super 130's e Super 150's Collezione Paramount, além de misturas de lã com cashemere, seda e elastano e, às vezes, exportamos fios também.

TP: Qual o volume de exportação de produtos de lã e quanto este representa no faturamento da empresa?
FM: Produzimos hoje 180 mil metros/mês de tecidos e exportamos 50% desta produção, mas nossa capacidade instalada é de 200 mil metros/mês. O grupo Paramount fatura US$ 104 milhões. As exportações de tecidos representam 12% e as vendas de fios acrílicos tintos para malharia e outros produtos respondem pelo restante do faturamento.

TP: Quanto à empresa investe para desenvolver produtos top de linha?
FM: A Paramount Lansul herdou todo o corpo técnico e o know-how para a produção de tecidos de pura lã quando adquiriu o Moinho Santista, empresa tradicional do mercado brasileiro com forte atuação nos anos 70 e 80. Em 1999, investimos US$ 51 milhões na modernização de equipamentos de tecelagem e fiação e na marca Lacoste, cuja licença foi conquistada em 1982. As máquinas de acabamento são todas italianas, de Biela; os equipamentos de tecelagem são da Alemanha e da Bélgica; e o maquinário de fiação é alemão e francês. Hoje, possuímos três sistemas de tingimento (para fios, tops de lã e tecido).

TP: E quanto às matérias-primas, design e estilo do produto?
FM: Os tecidos da Collezione Super são produzidos com fios de lã, de origem australiana, que varia de 17 a 19 microns. Utilizamos também lã nacional para artigos específicos; fornecemos, inclusive, para a Marinha, Aeronáutica e Exército brasileiro. Os produtos químicos e os corantes são importados da Suíça.

TP: Porque a Paramount resolveu apostar na produção de tecidos de lã fina no Brasil?
FM: Há cinco anos, detectamos as mudanças ocorridas nos produtos de lã italianos, cada vez mais finos e com aplicação durante todo o ano. Instigados pelo exemplo da Itália, em 1997, contratamos, em caráter experimental, consultores têxteis de Biela e, em 2000, fechamos um contrato com um consultor que coordena a área de estilo dos tecidos, com o objetivo de inovar no mercado mundial. Além disto, nossa equipe técnica está sempre se atualizando. Fazemos constantes viagens de pesquisas em feiras e eventos internacionais e enviamos nossos profissionais para estágios nas principais fábricas da Europa. Assim, com informação e tecnologia de ponta, criamos no Brasil e exportamos para o mundo o que há de melhor em qualidade e estilo.

TP: Como são feitos os lançamentos e quais os serviços que a empresa oferece aos clientes nacional e internacional?
FM: Apresentamos duas grandes coleções durante o ano, inverno e verão, e a cada três meses lançamos pequenas coleções complementares. Nossa cartela tem mais de 1100 cores. No primeiro contato com o cliente realizamos negócios em pequenos volumes para que este confira a qualidade do produto. Na exportação, oferecemos o serviço de “Full Packet”, em parceria com confecções brasileiras, e também efetuamos vendas pelo sistema de “Private Label”.

TP: E quais são as estratégias para o mercado brasileiro em 2004?
FM: Queremos ampliar nossa atuação de marketing no Brasil, mostrando ao consumidor a importância de se valorizar o vestuário, mostrando que os tecidos de lã podem ser usados em todas as estações, não apenas no inverno. Além disso, continuaremos investindo nas parcerias com estilistas nacionais de vanguarda, como Ricardo Almeida e Alexandre Herchcovitch.

 
Perfil da Paramount

Fundada no fim do século 19 pelo imigrante libanês Nassib José Mattar, a indústria já nasceu com o objetivo de produzir os melhores fios e tecidos. Em 1947, Nassib e seus cinco filhos, entre eles Fuad Mattar, modernizaram a linha de produção, implantando um novo conceito de administração. No início da década de 70, fecharam um contrato de exportação de US$ 2 milhões com a ex-URSS, valor que na época representou 20% das exportações brasileiras, colocando a Paramount entre os maiores exportadores têxteis do país. Em 1977, a empresa cresceu e se transformou num grupo industrial.
Incorporou o Lanifício Sul - Riograndense, hoje Paramount Lansul, e a marca Pingouin, de fios para tricô e crochê. As fábricas, localizadas em Santa Isabel e Sapucaia do Sul (Rio Grande do Sul) abastecem hoje os mercados nacional e internacional com fios industriais para malharias. A produção é de 14 mil toneladas de fios tintos por ano.
A divisão Vestuário, situada em Esteio (RS), produz, distribui e comercializa com exclusividade para o Brasil produtos da grife francesa Lacoste, desde 1978. São 800 mil peças/ano distribuídas entre os segmentos masculino, feminino e infantil. Com mais de 300 itens lançados a cada coleção, a Lacoste é uma das marcas mais bem posicionadas no mercado do vestuário mundial: hoje são 49 lojas no país, além de 72 corners e 180 multimarcas, localizados nos principais shoppings do Brasil.
Em 1995, o Grupo Paramount deu um grande passo para a sua consolidação no setor têxtil de fibra longa, adquirindo a Karibê Indústria e Comércio Ltda., do Grupo Santista. Com isso foi ampliado o conceito de divisão de negócios, originando a Paramount Fios - Lansul e Pingouin, Paramount Tops, Paramount (Collezione Paramount) e Paramount Vestuário (Lacoste).
 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Texto: Henriete Mirrione
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 01/01/2004

Conteúdo relacionado


Prefeitura de São Paulo e Fashion Revolution capacitam professores
A Prefeitura de São Paulo, em parceria com o Fashion Revolution Brasil e o British Council, realiza na próxima terça e quarta-feira, 18 e 19 de fevereiro, uma sessão de treinamento para professores na região central da cidade.  2020-02-14 - Tags: prefeitura sao paulo fashion revolution british council coworking brasil

Vestuário teve forte influência na baixa inflação de janeiro
O IPCA de janeiro, de 0,21%, o menor para o mês desde o Plano Real, teve forte influência do vestuário, que apresentou deflação de 0,48%, a maior dentre todos os segmentos. Dado foi divulgado pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit), que também anuncia redução do déficit da balança comercial e do saldo negativo de postos de trabalho e aumento da produção física.  2020-02-11 - Tags: ipca abit vestuario inflacao balanca comercial producao textil

Indústria do denim investe cada vez mais na sustentabilidade
O denim sustentável foi a categoria de produto de consumo mais procurada em 2019. Foi o que revelou a edição de dezembro da Denim Première Vision, realizada em Londres que, ao contrário de edições anteriores, foi comercializada como “o evento de moda responsável do denim”, mostrando que o setor fez uma grande incursão na sustentabilidade.  2020-02-05 - Tags: denim pv londres textiles intelligence denim premiere vision londres pv21

Milano Unica unida para fortalecer 'Made in Italy'
A cerimônia tradicional de inauguração da trigésima edição da Milano Unica para a primavera-verão 2021, contou com a presença de autoridades que exaltaram a importância do setor têxtil e moda para a Itália, enaltecendo que o pais transforma materiais em “coisas” que as pessoas no mundo aspiram. Aproveitou para reforçar que o comércio internacional é uma das ferramenta da paz mundial.  2020-02-05 - Tags: ercole botto poala milano unica michelangelo pistoletto made in italy agencia ice

Varejo de moda avança no combate ao trabalho análogo ao escravo
Na semana em que se comemora o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, em 28 de janeiro, a Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX) chama atenção para a valorização dos trabalhadores e respeito à dignidade humana no mundo da moda.  2020-01-30 - Tags: varejo textil abvtex moda trabalhadores vestuario

Maioria dos brasileiros ainda preferem lojas físicas
De acordo com um estudo realizado pela Lett em parceria com a Opinion Box, cerca de 64% das pessoas preferem comprar em lojas físicas. Já 28,5% dos entrevistados sempre pesquisam os preços online - mesmo quando estão em uma loja física - e 35,2%, que realizam compras em varejo físico, buscam por informações do produto na internet.  2020-01-30 - Tags: lett opinion box lojas online marketplaces dassi boutique

Prazo para regularização do Simples Nacional termina 31 de janeiro
Os pequenos negócios, que foram excluídos do Simples Nacional em 2019, têm até 31 de janeiro para regularizarem as pendências e fazerem uma nova adesão ao regime, desde que não haja débito com a Receita Federal ou a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.  2020-01-23 - Tags: simples nacional receita federal procuradoria geral fazenda nacional prazo regularizaçao

Brechós utilizam redes sociais para expandir negócio
O mercado de Brechós é um dos segmentos que mais cresceu no Brasil nos últimos anos. A oferta de peças de vestuário de qualidade a preços mais acessíveis, aliada ao conceito de sustentabilidade, fez com que o público consumidor desse tipo de negócio crescesse expressivamente, atraindo a atenção de mais empreendedores.  2020-01-20 - Tags: brechos redes sociais michelle marketing vendas brasil

Mega Moda recebeu 10,7 milhões de pessoas em 2019
O Mega Moda, formado pelos shoppings atacadistas Mega Moda Shopping, Mega Moda Park e Mini Moda, recebeu mais de 10,7 milhões de pessoas no ano de 2019. Só no mês de dezembro, foram mais de 1,5 milhão de clientes, batendo a meta traçada.  2020-01-14 - Tags: mega moda metas clientes sebrae

Sebrae e Caixa assinam convênio para apoiar empreendedorismo no país
Com o objetivo de aproximar e facilitar o acesso dos donos de micro e pequenas empresas a soluções e serviços bancários, o Sebrae firmou, no dia 10 de dezembro, um acordo de cooperação técnica com a Caixa. A ideia é criar um ambiente favorável para a inclusão bancária e a educação financeira de empreendedores que ainda não se sentem seguros em buscar auxílio do sistema financeiro para desenvolver seus negócios.  2019-12-19 - Tags: pedro guimaraes caixa sebrae abcred caixa economica federal

Renner chega à Argentina e amplia atuação no Uruguai
A Renner faz sua estreia na Argentina com a abertura de quatro lojas entre os dias 12 e 18 de dezembro, em Córdoba e em Buenos Aires. As inaugurações são responsáveis por gerar 250 empregos diretos no país e marcam a continuidade da trajetória da rede varejista no exterior, iniciada em 2017, quando abriu suas primeiras lojas no Uruguai.  2019-12-17 - Tags: renner uruguai expansao piel canela peseo del jockey inauguraçao

Varejo de moda registra crescimento em vendas
O final do ano é a época mais aguardada pelo varejo de moda, pois traz consigo a perspectiva de um aumento nas vendas de vestuário. “Nesta data as roupas sempre estão na lista de itens mais procurados, seguidas de calçados e acessórios, como bolsas, bijuterias e joias”, afirma Edmundo Lima, diretor executivo da Abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil).  2019-12-16 - Tags: abvtex eduardo lima iemi black friday fim de ano

Alexandre Vale comanda uma das maiores marcas de moda masculina do Nordeste
Tendo como base uma família do ramo de vestuário, Alexandre Vale sempre acreditou nos fios e nos tecidos como sua vocação. Com R$ 100 que conseguiu do pagamento de uma dívida, resolveu comprar 13 camisas e vender.  2019-11-25 - Tags: alexandra vale dlt nordeste lojas ceo branding varejo

Vicunha apresenta novo posicionamento de mercado
Com mais de 50 anos de mercado e sensível a um mundo em constante transformação, a Vicunha, referência global em soluções jeanswear, apresenta ao mercado o modelo de negócios one stop shop, com a proposta de oferecer soluções integradas em jeanswear, do fornecedor ao consumidor final.  2019-11-22 - Tags: vicunha posicionamento mercado disep jeansidentity cultura vicunha

E-commerce registra alta de 30% em outubro e fatura R$ 6,2 bilhões
Os brasileiros estão cada vez mais confiantes nas plataformas digitais como ambiente para compras. De acordo com o Compre & Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, as vendas geraram R$ 6,2 bilhões, crescimento nominal de 30% em relação ao mesmo período do ano passado.  2019-11-21 - Tags: plataforma digital compre confie e commerce faturamento inteligencia de mercado

Exportações de calçados sentem impacto da guerra comercial
Influenciadas pela guerra comercial instalada entre as duas maiores potências mundiais, Estados Unidos e China, as exportações brasileiras de calçados caíram no mês de outubro.  2019-11-13 - Tags: guerra comercial calçados mercado compras vendas estados unidos china exportaçao abicalçados

Grupo Reserva está com 600 vagas em aberto para o fim de ano
O Grupo Reserva, detentor das marcas Reserva, Reserva Mini, Oficina, Ahlma e Eva, está com 600 vagas abertas pelo Brasil para os cargos de vendedor, auxiliar de vendas, auxiliar de caixa, auxiliar de estoque e fiscal.  2019-11-12 - Tags: reserva vaga trabalho fim de ano vendedor auxiliar de vendas auxiliar de caixa estoque fiscal

Varejo de moda vê com otimismo a abertura de mercado
O varejo de moda nacional representado pela Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), que reúne mais de 100 grandes marcas com atuação em todo País, vê com bons olhos o plano do governo de promover a abertura de mercado e a redução das alíquotas de imposto de importação para vestuário e calçados - de 35% para 12% e de 35% para 15%, respectivamente, até 2022.  2019-11-08 - Tags: abvtex edmundo lima 2022 varejo aumento vestuario calçados

Vagas temporárias podem crescer 7% até o fim do ano
Com a chegada do fim do ano, a busca por vagas temporárias pode ser uma ótima oportunidade para quem busca uma renda extra, recolocação no mercado de trabalho ou a chance de arrumar o primeiro emprego. A FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo) aponta que o setor de vestuário tende a contratar mais até o final do ano.  2019-11-01 - Tags: fcdlesp black friday natal fgts

Prefeitura divulga raio X da indústria da moda na cidade de São Paulo
A Prefeitura de São Paulo divulgou, em outubro, um estudo realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, que mostra que a indústria da moda no município teve um aumento de 4,9% na geração de empregos de 2012 a 2017.  2019-10-31 - Tags: prefeitura raio x moda aumento empregos mei spfw paulo borges aline cardoso