Language
home » moda & varejo »

Marketing

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Um encontro inesperado com Ugo Castellana

Sou o tipo de pessoa que não gosta de ser tirada de sua rotina, particularmente no ambiente de trabalho e num momento em que cada minuto desperdiçado pode provocar um acúmulo de problemas. Por essa razão, quando fui chamado pelo diretor do escritório para projetar um vídeo na sala de reuniões, trazido por um senhor que nunca havia visto, ou que pelo menos não me recordava de tê-lo visto antes, disse para mim mesmo: “espero que aquele DVD não me faça caprichos e que eu volte para minha sala com a mesma velocidade com que tentei me livrar desse encargo”.

Entrei na sala e me deparei com um senhor de fino trato, já com seus 80 anos, que falava sobre sua vida para o diretor do escritório e uma colega de trabalho. Cumprimentei-o rapidamente e já me coloquei a arrumar os fios do aparelho de DVD para projetar o tal filme e retornar logo para minhas tarefas. Claro que o DVD não funcionou de imediato e, enquanto tentava descobrir qual o fio apresentava defeito, ouvia as histórias que aquele senhor contava com imenso prazer.

Ele não sabia, mas na época eu tinha colocado na cabeça (idéia que não deixei de lado) que escreveria um livro falando sobre as experiências de vida de pessoas de idade já avançada, mas com tamanha vontade de viver, que chegam a fazer sombra em grande parte da juventude. Então, quando o vídeo finalmente funcionou e fui convidado para continuar por ali,  esqueci-me do tempo, dos compromissos e simplesmente me deixei envolver pelas histórias de quem tinha tanto para falar.

O vídeo, rodado em 2005, falava da vida daquele senhor que estava diante de mim, que havia feito fama na Itália como estilista e, a partir dos anos 60, também por aqui, no Brasil. Nasceu em plena Belle Époque, numa casa situada na Via Apia Antica, a estrada que liga a zona portuária ao centro de Roma, um lugar ainda hoje com belos campos e longe do burburinho frenético dos turistas caminhando pelas ruas da cidade eterna. Sua infância foi cercada por mulheres de forte personalidade, entre as quais sua irmã, da qual carrega consigo ternas lembranças. Já da sua mãe, marcou-me o fato de levá-lo com certa periodicidade às casas de pessoas com dificuldades financeiras, para que aprendesse que aquele mundo onde vivia não era compartilhado por todos, razão pela qual, acredito, deveria dar valor ao que lhe era dado.

Anos mais tarde, já adolescente, contrai tuberculose, num momento em que não existia cura para essa doença, contagiosa e que, portanto, obrigara-lhe a certo isolamento (a formação escolástica, por exemplo, teve que prosseguir por meio de aulas particulares). Em busca da cura, foi viver num sanatório na Suíça, onde o clima frio deveria colaborar para a melhora. O clima não ajudou, mas sim a penicilina, descoberta pouco depois e que lhe permitiu viver uma longa e produtiva vida dedicada à moda.

O mundo da moda ele conheceu primeiramente pela mãe, tias e primas, mulheres de grande elegância, segundo suas próprias palavras. Foi, porém, Emilio Schuberth, grande estilista daquela época, cujo nome pode ser comparado ao que é hoje Valentino e do qual sua mãe era cliente, quem o estimulou a entrar para a Accademia della Moda. Convite aceito, começa uma carreira de grande sucesso na Itália, onde, trabalhando primeiramente com Schuberth, exercita seu talento com pessoas de grande importância na sociedade da época, como a Princesa Soraya da Pérsia, as Rainhas do Egito e da Grécia e as divas do cinema, Sophia Loren e Gina Lollobrigida. A convivência com essas pessoas, aliás, fazem-no compreender que os mitos vivem apenas em nossas cabeças, já que os famosos também são de carne e osso e provavelmente mais acessíveis do que aqueles que apenas se acreditam famosos.

Lá pelas tantas, já em seu próprio atelier, confecciona um modelo para uma jornalista brasileira, que faz sucesso com ele em Paris e instiga Nina Ricci, ao vê-lo, a querer saber mais sobre esse jovem talentoso, ao qual lhe propõe trabalhar com ela. O convite foi uma honra, sobretudo numa época em que a França ainda ditava a moda do mundo, não obstante a italiana já começasse a colocar suas mangas de fora. Entretanto, Paris tinha apenas o Sena e não o Tibre e ele não podia viver longe da sua cidade natal.

Tempo depois, o jovem estilista foi convidado a mostrar suas criações durante a 5ª FENIT (Feira Nacional da Indústria Têxtil), em São Paulo. Junto com ele, vieram Valentino e as irmãs Fontana, já muito procuradas pelas divas do cinema internacional, como Audrey Hepburn. Foi ele, entretanto, que causou frisson na imprensa e acabou recebendo proposta de trabalho de uma famosa confecção brasileira e de casamento, por parte da amiga jornalista. Aceitou ambas as propostas e veio morar no Brasil, país que lhe encantava pelas cores intensas, fontes de inspiração.

Não sei bem o que aconteceu com seu casamento, que me parece terminou algum tempo depois. Quanto ao trabalho na confecção da Rua Oriente, para o qual ganhava US$ 2 mil por mês, uma bela retribuição para a época, em poucos meses havia decidido deixá-lo por ter certeza de que não era aquilo que queria fazer, mas sim a alta moda. Começou, então, a trilhar sua nova carreira no Brasil, que não foi tão fácil como a de Roma, já que por lá tinha apoio da família e dos amigos, enquanto que por aqui contava apenas com seu talento.

Embora não tão fácil a empreitada brasileira, aquele senhor cuja história me contava com tanto prazer, agora já sem a presença do diretor do escritório, que havia retornado às suas atividades, deixando-o com minha colega Paola, conseguiu atingir um nível de sucesso que poucos conseguem provar. Talvez usar tecidos brasileiros, enquanto os demais estilistas usavam produtos franceses, tenha sido um grande diferencial. A criatividade, porém, era seu ponto forte e aos poucos foi conquistando a confiança de atrizes como Maria Della Costa e Cacilda Becker, ou cantoras, como Elis Regina, que lhe expuseram na mídia a ponto da mídia querê-lo dentro dela. Nesse momento, foi convidado por Maria Teresa Gregori a participar de seu programa, onde tinha um quadro em que respondia a perguntas sobre moda, que depois o levaram a outros programas, nos quais chegou até mesmo a cozinhar!

E continuei a ouvir àquele senhor que me era cada vez mais familiar, contando sobre seu atelier na Rua Oscar Freire, quando ainda era uma rua residencial. Tratava-se de um espaço com capacidade para receber no máximo 200 e tantas pessoas e, como o público era muito maior na época de lançamento das coleções, com autorização da prefeitura e intervenção dos caminhões das redes de televisão, fechava a Oscar Freire para os grandes desfiles, entre a Bela Cintra e a Haddock Lobo. Uma ousadia para a época, que provocou a inveja de muitas pessoas, a ponto desse atelier, considerado o mais belo da época, ter sido arrombado e roubado. Um prejuízo de um milhão e meio de dólares, que quase levou à falência o protagonista dessa história que tento reportar com fidelidade.

 Resolveu que a televisão era incompatível com sua vida, concentrando-se no seu trabalho que era o de fazer homens e mulheres, sobretudo, externarem seus lados glamorosos. Para os homens lançou os primeiros ternos coloridos, bem como adotou o jeans na sua confecção. Já para as mulheres, continuou a criar peças únicas, ora bordadas com sementes, ora com pedras brasileiras, e todas com profundo bom gosto, premiadas no Brasil e no exterior e cujo maior reconhecimento, na minha opinião, foi uma exposição no Museu de Arte de São Paulo, ainda sob a batuta de Pietro Maria Bardi.

Hoje, Ugo Castellana, personagem dessa história, vive parte do tempo no Brasil e parte na Itália. Divide, portanto, a vida entre os campos italianos que tanto lhe faltam e o país que lhe acolheu há exatos 50 anos. Exemplo de vida a ser seguido. Figura que confirma o que um grande amigo, também italiano, me disse há um tempo atrás, ou seja, que a razão da vida é deixar uma marca e Castellana deixou e ainda deixa suas marcas que estimulam quem o conhece a superar problemas e buscar a vitória com galhardia. Agradeço ao acaso por ter-me dado a oportunidade de conhecê-lo.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Ronaldo Padovani - ronaldo.padovani@terra.com.br
Foto do documentário "Ugo Castellana per Ugo" - www.documentariougocastellana.wordpress.com

Data de publicação: 15/08/2011

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Novos Designers Brasil divulga finalistas
Final do Concurso conta com representantes da Anhembi Morumbi, IED - Istituto Europeo di Design, Faculdade Anhanguera, SENAI, SENAC e Centro Universitário Belas Artes de São Paulo  2015-07-16 - Tags: gotex show 2015 desfile concurso moda anhembi morumbi ied - istituto europeo di design faculdade anhanguera senai senac centro universitario belas artes de sao paulo novos designers

Exclusivo: Júlia Patêz e a moda luxo paulistana
Há nove meses em São Paulo o Ateliê Júlia Patêz tem ampliado seu alcance e está se tornando referência no promissor nicho de Moda Luxo e Moda Festa. Com estilo minimalista e irresistível sotaque capixaba a criadora valoriza especialmente o sob medida.  2015-07-10 - Tags: atelie julia patez moda luxo alta costura

Milano Unica, a mudança nas tendências da moda
Por mais de trinta anos e até a última edição da Milano Unica, em fevereiro de 2015, Angelo Uslenghi foi o coordenador de moda e encarregado da Área de Tendências. A partir da próxima edição essa função passará a ser exercida por Stefano Fadda, diretor criativo do escritório "What´s cool?", com contrato de exclusividade.  2015-07-06 - Tags: milano unica angelo uslenghi stefano fadda trade show silvio albini

Campanha Miumiu Subjective Reality FW15
A Miu Miu acaba de apresentar a campanha FW15 “SUBJECTIVE REALITY”, estrelada por Maddison Brown, Hailey Gates, Mia Goth, Stacy Martin. As fotos foram feitas em Nova York, pelo fotógrafo Steven Meisel.  2015-06-22 - Tags: miu mil subjective reality maddison brown hailey gates mia goth stacy martin steven meisel fw15

Desfile de jovens e promissores estilistas
Patrocinado pelo SENAI CETIQT, o projeto fomenta a importância da capacitação profissional no mercado da moda e dá visibilidade a novos talentos da indústria. Nove jovens desenvolverão minicoleções que serão desfiladas para empresários e formadores de opinião.  2015-06-22 - Tags: senai cetiqt decoaches moda nacional ronaldo fraga alexandre herchcovitch lino villaventura

H&M Design Award 2015
O estilista chinês Ximon Lee Scoops foi o vencedor do concurso internacional H&M Design Award 2015. Depois de um longo processo de seleção, que contava com um juri composto por renomados nomes do mercado: Luella Bartley, diretora de estilo da Marc by Marc Jacobs, Lucinda Chambers, diretora da Vogue UK e Angelo Flaccavento, crítico de moda, entre outros.  2015-06-18 - Tags: ximon lee scoops h&m design award 2015 h&m design award 2016

Foco internacional reforça posicionamento de marca
A INVISTA, empresa detentora da marca LYCRA®, conquistou dez prêmios internacionais pela campanha global LYCRA® MOVES YOU™, desde seu lançamento em setembro do ano passado. Criada para reforçar o posicionamento mais emocional adotado pela marca, a campanha tem como propósito mover ainda mais os negócios de toda a cadeia têxtil.  2015-06-16 - Tags: invista lycra moves you rankin denise sakuma lycra® connect

Comprador SENSORIAL
Comunicação Visual é uma das armas para o futuro do ponto de venda diferenciado. Em um tempo quando o universo virtual compete severamente em preço com as lojas físicas, quem frequenta o comércio de rua ainda deve superar uma série de intempéries que podem dificultar sua experiência, entre elas a necessidade de deslocamento, trânsito, falta de segurança e custos gerais para chegar até o produto ou serviço.  2015-06-11 - Tags: comprador comunicacao visual ponto de venda tecnologia

Dia dos namorados na Rede Social
Quer ideias de presentes para o dia dos namorados???? Acompanhe nossas mídias sociais e fique por dentro das novidades que o mercado preparou para essa data... As Fanpages da Itt e Portal Textilia.net estão recheadas de editoriais, veja mais... #EnjoyIt  2015-06-10 - Tags: portal textilia rde social

Reduzir, reusar e reciclar: a sustentabilidade como regra na indústria de moda
Sustentabilidade não é mais apenas um jargão. É uma regra. A indústria como um todo está tentando chegar a um acordo em relação às questões de sustentabilidade ambiental (esgotamento de recursos, poluição da água e do ar). Por enquanto, seus membros brigam individualmente com as dificuldades em encontrar uma vantagem comercial sustentável entre o aumento dos custos de entrada e as pressões descendentes no preço, problemas trabalhistas, especificações regulatórias complexas, aumento na concorrência e rápido aumento nas taxas de mudança. Como você pode posicionar a sua empresa para minimizar os riscos e aproveitar as oportunidades que surgirão da interação de todos esses fatores?  2015-05-26

Temos boas notícias!
Em 26 de abril, o jornal O Estado de S. Paulo publicou reportagem com José Galló, presidente das lojas Renner, vice-líder em confecções no País. No texto do jornalista Fernando Scheller, o executivo apresenta uma brilhante análise sobre como devemos nos comportar neste cenário de retração que surge no horizonte.  2015-05-25 - Tags: itt 98 editorial

Plataforma digital para o setor calçadista Moda Co
Visando aproximar os designers de calçados da indústria, o Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), está lançando a plataforma digital Moda Co. O projeto piloto terá as empresas Piccadilly, Bibi, Pampili e Kidy, que lançarão desafios para o desenvolvimento de produtos inovadores para designers. A ferramenta, integralmente virtual, funciona no endereço www.modaco.cc e é pioneira no mercado brasileiro.  2015-05-19 - Tags: calçados apex-brasil abicalçados piccadilly bibi pampili kidy brazilian footwear

Exposição RENDA-SE fortalecendo o DNA da moda nacional
O museu A CASA, dirigido por Renata Mellão, abre suas portas para um dos ícones mais belos da nossa cultura Handmade... As belíssimas Rendas. Bilro, Filé, Renascença, Irlandesa e Labirinto, originados de comunidades rendeiras de vários estados do nosso país, transcenderam sua beleza através das mãos de artistas e designers da moda brasileiros. A exposição que leva o nome RENDA-SE, teve sua abertura no dia 13 de abril, com a Curadoria de Dudu Bertholini e fica em exposição até dia 28 de junho.  2015-05-14 - Tags: bilro filé renascença irlandesa e labirinto comunidades rendeiras handmade exposição moda a casa museu dudu bertholini

Os dois extremos no mercado para as mães
Ser mãe é um dos momentos mais felizes da vida. Mas precisamos admitir que o mundo moderno traz consigo a pressão para sermos a "mãe perfeita", o que causa um sentimento de incapacidade de lidar com esta situação sendo difícil para a maioria das mulheres. Inevitavelmente, todo esse novo cabo de guerra socio-cultural, nos leva direto a um novo perfil de consumo.  2015-05-07 - Tags: marketing

Varejo online deve movimentar R$ 63,9 bilhões em 2015
Números do levantamento da E-Consulting refletem a consolidação das operações online de grandes varejistas. Modelos como C2C, redes de troca, clubes de compras e novas formas de compras coletivas são alguns dos modelos que impulsionarão o segmento neste ano  2015-05-07 - Tags: comercio digital internet e_comerce m-comerce consumer to consumer varejo on.line

Brasileira finalista do Prêmio LYCRA® Future Designers
Recém formada em moda, a candidata desenvolveu uma coleção de moda esportiva inspirada na beleza exótica e abundante do clima tropical. As peças desenvolvidas com fio LYCRA® promoverão melhor caimento, flexibilidade e liberdade de movimento. Texturas, transparências, aplicações florais e plumas 3D são os destaques de sua coleção. A premiação acontecerá no dia 14 de maio em Londres e concederá ao vencedor um prêmio de 20 mil dólares e a oportunidade de trabalhar com os principais especialistas da INVISTA.  2015-05-06 - Tags: lycra® lycra® future designers wgsn natalia vechiatto feitoza

Os novos materiais disponiveis na impressão 3D
Com impressoras, materiais de impressão e produtos customizados sob demanda para profissionais e consumidores a a 3D Systems Latin America desenvolve soluções baseadas em digitalização, modelagem de maneira livre e ferramentas de inspeção. Seus produtos e serviços são usados para projetar, desenhar, criar, comunicar, gerar protótipos e produzir peças funcionais e montagens, capacitando consumidores a “fabricar o futuro”.  2015-04-29 - Tags: impressão 3d moda marketing