Language
home » moda & varejo »

Marketing

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Socio Tec em expansão nacional e internacional

Diretor ignorou crise e colocou a indústria em crescimento rumo ao Mercosul e aos países da América Latina.

A Socio Tec está há 17 anos no mercado. Nasceu em São Paulo, no ABC paulista, e em 2003 adquiriu uma sede própria em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, onde funciona desde então. Está incluída no projeto Orlando Bolsoni, que é um parque tecnológico da região, tendo sido a primeira empresa convidada a se instalar. A companhia sempre teve nas máquinas para jeans seu produto carro-chefe, mas a empresa decidiu que estava pronta para novos desafios e seguiu a passos firmes rumo a um crescimento internacional, chegando forte em mercados como Colômbia, Peru e Argentina. Máquinas para uniformes profissionais estão agora no mix oferecido pela empresa, inclusive com equipamentos ultramodernos, que aceleram em muito a produtividade dos clientes. Confira a entrevista exclusiva com José Carlos Rosa Filho, diretor da indústria:

ITT: Quais os investimentos mais recentes da Socio Tec?

José Carlos Rosa Filho: Nos últimos dois anos, temos investido em dois focos: um deles é o Mercosul. Estivemos na Colombiatex, em feiras do Peru e na Argentina, em busca de clientes que já estão sendo atendidos. Também expandimos nossos produtos para além do jeans, que era o nosso carro-chefe, e começamos a apresentar máquinas para uniforme profissional. As duas maiores empresas da Argentina já adquiriram nossos equipamentos. São máquinas que fixam os bolsos dianteiro e traseiro, bolso cargo, jaleco, reforço de joelho e de cotovelo. Elas deixam a produção mais versátil. Essa máquina produz oito horas por dia, faz o trabalho de oito a dez pessoas.

ITT: E as máquinas de jeans, como seria essa comparação?

Rosa Filho: No sistema convencional, um posto de trabalho (composto por máquina de passar e de costurar), precisaria em média de dez máquinas e dez pessoas. A nossa máquina de jeans, sozinha, costura dois mil bolsos por dia – o equivalente a estes postos de trabalho. Esse é, praticamente, o carrochefe da Socio Tec. Lançamos também essa máquina com duas barras de agulha, e hoje podemos pregar o bolso com duas cores.

ITT: Como funciona essa tecnologia?

Rosa Filho: O operador pré-forma o bolso, coloca na posição e já tem o programa em atividade. Esse programa faz uma costura com uma cor e, depois, faz a segunda cor decorativa, se for o caso. É como se fosse um bordado. Tudo o que você vê na Europa, por exemplo, é sempre um bolso básico, porque na Índia, Paquistão, Bangladesh, é somente um tipo de roupa. O Brasil é muito exigente, e hoje o confeccionista, num corte de mil peças, tem cem peças de cada tipo. Para isso, é preciso troca rápida, um set up rápido de troca de forma e um custo baixo para poder-se acompanhar a tendência da moda. Podem ser só as iniciais, ou ponto picado. A mesma máquina é capaz de tudo isso. Para a programação, a máquina não precisa ser parada. A Mitsubishi desenvolveu um software que permite o desenho do bolso, partindo de um pendrive e transferindo para a máquina. Ou seja, é simultâneo! É simples fazer o bolso e criar dentro da sua grade de produtos, algo impensável no manual. Essas criações viabilizam e facilitam a sobrevivência da empresa nessa moda exigente, que é a nossa moda brasileira. Lembre-se que esse exemplo é de um só produto.

ITT: Como foi desenvolvida essa tecnologia?

Rosa Filho: Toda a tecnologia de customização é feita pela Socio Tec. Costumamos dizer que ela é potencializada pela Mitsubishi Japão. Eu tenho que possuir uma máquina com uma tecnologia à altura para poder receber essas otimizações. Alguns clientes perguntam se não dá para fazer numa máquina chinesa, porque o custo é mais baixo. Não tem tecnologia para acompanhar o desenvolvimento da robótica que eu coloco dentro da Mitsubishi.

ITT: Como é o custo-benefício dessas máquinas?

Rosa Filho: O custo-benefício está ótimo. Costumo dizer que, quando você põe um equipamento desses trabalhando, você não elimina, mas remaneja as costureiras para outras funções que são manuais. Os salários de dez costureiras no sistema convencional vão para o automático e, com o valor dessa folha de pagamento, você paga uma parcela do financiamento, um operador e ainda sobra aproximadamente 70% do investimento. Tenho esse estudo no convencional e no automático. O que eu falo para o cliente é que, no sistema convencional, serão R$ 30 mil de equipamento, mais R$ 15 mil de folha de pagamento. O equipamento da Socio Tec custará de R$ 150 mil a R$ 160 mil, porém ele vai ser financiado em dez anos e você vai pagar uma parcela de R$ 3 mil e mais R$ 1,5 mil de um operador. Essa conta imediatamente traz para o bolso do empresário 70% da folha reduzida.

ITT: Além disso, há os benefícios de uma maior variedade de produção...

Rosa Filho: E qual é a vantagem quando o cliente adquire esse equipamento? Pode-se ter dois bolsos com o mesmo formato, sem precisar trocar a matriz, com duas costuras diferentes. Essas duas costuras podem ser tornar 10, 20, 30, 50, sempre com a mesma base. Isso, dentro da confecção, otimiza muito. Quando você troca o programa, é só um toque.

ITT: Qual a média de um set up para uma confecção que não tenha nada disso?

Rosa Filho: Sem nenhum aparato de mecânico, o set up de troca de formas com nossas máquinas é de cinco minutos. No convencional, são duas horas com mecânico, aproximadamente. Isso para os bolsos traseiros, mas desenvolvemos outros equipamentos similares a equipamentos estrangeiros, com muito mais simplicidade e custo muito mais baixo. Por exemplo, nós temos a máquina automática de fazer o cós feminino, porque lá fora se usa cós de 4,5 e 5,5. A minha máquina faz até 8,5. Então, eu tenho cós que pode ser de 4,5, 5,5, 6,6, que já corta, já desmancha. Sai o corte automático sem você precisar trocar programas. Uma máquina dessa solta 2,4 mil cós por dia. Essa tecnologia é sempre pensando no mercado interno, que acaba levando a ideia e a modificação lá para fora. O Peru já começou a adotar as nossas ideias. Nós resolvemos a dificuldade do confeccionista.

ITT: Você vai customizar de acordo com a necessidade do cliente.

Rosa Filho: Com isso, a Socio Tec acaba ganhando um produto em função da dificuldade do cliente. Um exemplo: o soldado chileno é o mais bem-vestido do mundo, e o processo de confecção de seu fardamento, hoje, é extremamente artesanal. A Socio Tec está começando a automatizar esse processo.

ITT: Por que a Socio Tec resolveu abrir para o comércio exterior?

Rosa Filho: Temos contato com muitos empresários de grande porte no Brasil e o privilégio de prever essa recessão em função de tudo o que iria acontecer. Já começamos, desde o final de 2013, a participar de feiras no Mercosul. A primeira foi em Lima, no Peru, e eu vi a possibilidade de a Socio Tec ingressar nesse mercado. Foi quando nasceu nosso plano B: atravessar a fronteira e começar a trabalhar no Mercosul. Na recessão de 2015, já estávamos trabalhando com países vizinhos, implantando vendas e tecnologia. Em função de informações e também sempre tentando dar um passo à frente, porque, quanto mais você estiver preparado, mais facilmente você consegue atravessar qualquer situação.

ITT: A Colombiatex é uma porta de saída para produtos brasileiros?

Rosa Filho: Eu me surpreendi positivamente na Colombiatex. Tive a grata surpresa de ter contato com mais de 120 empresários. Peru e Colômbia, hoje, são a bola da vez.

ITT: E a Argentina?

Rosa Filho: Na Argentina, tivemos o prazer de atender duas grandes empresas. Essa troca de governo deu uma virada muito rápida no mercado. Dentro de mais seis meses, a Argentina vai começar a ser uma opção para investidores.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Publicado por ITT Press - International Top Trends - ed. 103

Data de publicação: 05/08/2016

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Dudu Bertholini estreia novos episódios de programa no FashionTV
Um dos maiores ícones da indústria da moda no Brasil, Dudu Bertholini apresenta a segunda temporada de “Nós, Os Fashionistas” no FashionTV, que estreia no dia 5 de junho a partir das 21 horas. Sucesso de audiência, a primeira etapa do programa acompanhou a rotina de talentosos profissionais do universo fashion em seus processos de criação e ofício.  2020-05-27 - Tags: fashiontv programa de tv andre hidalgo alexandra farah portal ecoera chiara gadaleta paulo borges ronaldo fraga dudu bertholini

Cedro Têxtil usa a internet para dar suporte emocional e comercial aos seus representantes
Toda crise, se bem aproveitada, traz valiosas lições. E é com este pensamento que a Cedro Têxtil, apesar de sua história de quase um século e meio, está aproveitando a tecnologia das videoconferências para estreitar o contato com seus representantes comerciais em todo o país.  2020-05-27 - Tags: cedro textil denim jeanswear pandemia colaboradores encontros online tecnologia videoconferencias representantes comerciais

Cia. Hering amplia auxílio a Blumenau e doa 50 mil máscaras à comunidade
Ciente de sua responsabilidade social junto à comunidade, especialmente em momentos tão sensíveis como o atual, em razão da pandemia do covid-19, a Cia. Hering está mobilizando parte de sua produção para a confecção de 50 mil máscaras a serem doadas à população de Blumenau.  2020-05-26 - Tags: cia hering blumenau mascaras covid 19 pandemia infantaria doacoes santa catarina

Campanha da Singer presenteia consumidores até 6 de junho
A Singer do Brasil, líder mundial na fabricação de máquinas e acessórios de costura domésticos e industriais, lança campanha que dá R$ 100,00 em agulhas na compra de uma máquina de costura doméstica. A promoção "Sua Singer vale agulhas" é válida até 6 de junho para quem adquirir máquinas pela loja online da fabricante.  2020-05-19 - Tags: singer promocao maquinas de costura maquinas domesticas agulhas lojas online

Abvtex lança recomendações de boas práticas à retomada do varejo de moda
Prevendo o período de reabertura das lojas a partir da liberação gradativa pelo poder público estadual e municipal, com especial atenção à saúde e segurança das pessoas, é que as principais redes de varejo de moda do País representadas pela Abvtex - Associação Brasileira do Varejo Têxtil estão se preparando para a retomada.  2020-05-19 - Tags: abvtex covid 19 pandemia retomada varejo de moda pandemia edmundo lima economia textil varejo

Senai Cetiqt e Laudes Foundation lançam projeto de Moda Circular
No último dia 15 de maio, o Centro de Tecnologia da Indústria Química e Têxtil (Senai Cetiqt) em parceria com a Laudes Foundation, promoveram a live de lançamento do Projeto Moda Circular - o início de um novo ciclo para a Indústria da Moda. Diante de um cenário complexo, com o avanço da pandemia afetando diretamente a indústria da moda, somado a discussão sobre impactos socioambientais, vem acelerando o movimento de transformação do atual sistema linear baseado em extrair, produzir e descartar para um modelo mais justo e sustentável.  2020-05-18 - Tags: senai cetiqt laudes foundation projeto moda circular industria da moda socioambiental economia circular inova moda digital

Nilit concentra esforços em pilares de proteção, colaboração e produção de EPI
Frente à pandemia de covid-19, a Nilit, líder mundial de poliamida 6.6 premium, se reorganizou com diretrizes pensadas para a proteção dos funcionários e clientes, fundamentada na solidariedade pelo momento que estamos vivendo, com ações para produção e doação de máscaras e álcool em gel, e na ampliação da produção de fibras especiais para Equipamentos de Proteção Individual (EPI).  2020-05-18 - Tags: nilit epi poliamida covid19 equipamentos de protecao individual pandemia casa hope materia prima unesp

Plataforma permite comprar máscaras de proteção diretamente das costureiras
A pandemia da Covid-19 trouxe ao cenário das ruas e estabelecimentos comerciais do país um novo artefato, que são as máscaras faciais de proteção. O uso das máscaras tornou-se uma necessidade a quem deseja se proteger da contaminação do novo coronavírus e obrigatório em alguns estados e cidades brasileiros.  2020-05-15 - Tags: rede asta mascaras de tecido plataforma tecnologia geolocalizador artesas pandemia covid 19 empreendedorismo

Thirty Seven Trend é a primeira startup brasileira voltada para slow fashion
Em uma sociedade onde “mais é mais”, que nos dita uma rotina desenfreada e que muitas vezes não nos deixa nem mesmo refletir sobre o impacto de nossas ações, é necessário desacelerar e olhar com mais cuidado e respeito para o mundo sobre o nosso consumo.  2020-05-14 - Tags: thirty seven trend slow fashion nathalie serafin marketplace plataforma filosofia slow fashion impacto ambiental

Dona Santa lança plataforma digital para venda de peças de segunda mão
Dona Santa, multimarcas comandada por Juliana Santos, lançou mais um projeto, que reflete a sua reinvenção e conexão com as novas tendências de consumo. A plataforma digital Circular (@ajudeacircular) nasceu da necessidade de fazer peças de moda terem vida mais longa, levarem suas histórias adiante, e de trazer um novo rumo para elas, através da venda second hand.  2020-05-13 - Tags: dona santa plataforma digital second hand segunda mao circular juliana santos

Brother doa 10 máquinas de costura para o Hospital Filantrópico Santa Marcelina
Como parte dos esforços para ajudar na luta contra a pandemia do novo Coronavírus, a Brother, multinacional japonesa que acompanha os avanços do mercado máquinas de costura e bordado, mercado de impressão, digitalização e organização, doou mais 10 máquinas de costura para o Hospital Filantrópico Santa Marcelina, que fica em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo.  2020-05-12 - Tags: brother maquinas de costura hospital filantropico santa marcelina doacao pandemia mascaras jalecos comvida joao yazaki

ESPM Porto Alegre doa máscaras para instituições de idosos
As ONGs Lar Don Guanella e Lar Gustavo Lordlund, duas instituições que assistem idosos e que são parceiras das ações desenvolvidas pela ESPM Social de Porto Alegre, receberão, a partir desta semana, doações de máscaras de tecido, confeccionadas voluntariamente por alunos dos cursos de Comunicação Visual e de Moda da ESPM Porto Alegre.  2020-05-12 - Tags: espm porto alegre espm isolamento social doacao covid 19 pandemia mascaras de tecido

Balmain lança o projeto online com o intuito de unir e inspirar seus seguidores
Durante esse período de distanciamento, paradoxalmente, nossa humanidade compartilhada parece estar cada dia mais evidente. Nossa nova rotina de "trabalhar em casa" tem sido repleta de lives, bate-papos digitais e os dias terminam com uma alta carga emocional, em que entendemos e valorizamos nossos heróis da linha de frente.  2020-05-11 - Tags: balmain balmainensemble distanciamento social olivier rousteing

Farfetch anuncia empresas selecionadas para quarta fase do programa Dream Assembly
A Farfetch, plataforma de tecnologia global da indústria de moda de luxo, anunciou as startups que fazem parte da quarta fase do seu programa Dream Assembly. As oito empresas focadas em tecnologia que fazem parte da última seleção está moldando o futuro da moda e do varejo e foram selecionadas entre 155 aplicativos de todo o mundo.  2020-05-11 - Tags: farfetch plataforma moda de luxo moda luxo startups dream assembly tecnologia cerebra ai favourup ivapparel m-xr newlife stylescript supply compass whoqip

Vicunha reabre sala de costura para produzir 36 mil máscaras de tecido
A Vicunha, referência em soluções jeanswear, mantém comprometimento à saúde de seus colaboradores e da comunidade em nova iniciativa no combate ao novo coronavírus (Covid-19). Sediada no município de Guarulhos, a sala de costura da companhia foi reaberta para produção de 21 mil máscaras de tecido, destinadas aos funcionários e suas famílias e, em média, 15 mil serão destinadas à doação para comunidade do entorno na região, bem como para instituições.  2020-05-08 - Tags: vicunha covid 19 pandemia sala de costura guarulhos mascaras de tecido protecao individual avenues world school são paulo crowdfunding costureiras

Cia. Hering doa 300 mil máscaras de tecido para Goiás
Em reforço às ações solidárias no combate ao coronavirus Covid-19, a Cia. Hering direcionou parte de sua produção - que opera de acordo com todos os padrões de higiene e distanciamento social recomendados pelos órgãos de saúde –, para confeccionar 300 mil máscaras de tecido e doá-las à população em vulnerabilidade social de Goiás, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG).  2020-05-07 - Tags: instituto reciclar dia de doar fundacao hermann hering doacao pandemia covid 19 projeto retrama cia hering

Senac RJ disponibiliza e-book para confecção de máscaras de tecido
Item obrigatório para prevenção ao covid-19, máscaras de tecido também geram oportunidade de renda para artesãos e costureiros. Além do compromisso educacional em cursos de Costureiro e Modelagem, que está possibilitando remuneração para alunos e ex-alunos, o Senac RJ lançou este mês o E-Book Passo a passo para fazer sua máscara de tecido.  2020-05-07 - Tags: mascaras de tecido mascaras de uso individual protecao pandemia senac rj modelagem ebook passo a passo

Highstil e Plié unem-se para doar máscaras de proteção
Com objetivo de apoiar profissionais de saúde e pacientes neste momento de luta contra o Covid-19, a Highstil e a Plié, ambas do mesmo grupo têxtil, unem forças para doar 5.000 máscaras de proteção. A produção será realizada na tecelagem do grupo e conta com tecidos especiais da Plié com poliamida premium Sensil®, que é muito suave e seca mais rápido.  2020-05-05 - Tags: sensil nilit highstil plie doacoes casa hope unesp botucatu ron horovitz

Obrigatoriedade do uso de máscaras vira oportunidade para pequenos negócios
Quando Camila Sampaio, dona da loja de roupas Arara Store, de Brasília, anunciou nas redes sociais que passaria a produzir máscaras, não imaginou o sucesso que teria. Preocupada com a disseminação do coronavírus, a empresária comercializa equipamentos de proteção feitos com retalhos de coleções passadas e estima a venda de mais de 200 unidades por semana.  2020-05-04 - Tags: sebrae oportunidade mascaras de protecao carlos melles pequenos varejos faturamento covid19 pandemia

Entidades do varejo criam plataforma para geração de empregos
A ABVTEX - Associação Brasileira do Varejo Têxtil, que representa as principais redes de varejo de moda nacional, participa do movimento pioneiro no País em que 29 entidades ligadas ao setor uniram-se para desenvolver uma plataforma online de geração de empregos no comércio.  2020-05-04 - Tags: abvtex edmundo lima varejo de moda plataforma online emprego vagas no varejo portal