Language
home » moda & varejo »

Marketing

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Moda colombiana cresce e enfrenta desafios

Jornalista Pilar Luna fala sobre os rumos da indústria de moda colombiana e os obstáculos que esta precisa superar para se firmar no mundo fashion.

Uma das jornalistas de moda mais influentes da Colômbia, Pilar Luna, editora da revista eletrônica Infashion e curadora da Bogotá Fashion Week, faz uma retrospectiva sobre as feiras do setor no país e comenta sobre o estágio atual e o futuro do mercado de moda colombiano. Pilar acompanha a indústria da moda desde o início, quando havia um estilismo mais arraigado e direcionado a um público seleto. Com a profissionalização do mercado e o intercâmbio promovido pelos eventos de moda, o país se integrou ao circuito internacional e hoje é um dos polos da indústria têxtil na América do Sul, juntamente com Brasil, Argentina e Peru. “A Colômbia é um país muito criativo, mas a questão dos negócios ainda é muito complicada. É preciso desenhar, criar, entender e estabelecer instrumentos para fomentar o comércio neste setor”, diz a executiva. Confira:

ITT Press: Como te parece a evolução da indústria têxtil e de moda na Colômbia através das feiras realizadas no país?

Pilar Luna: A parte técnica e industrial é dinâmica, pois os empresários do ramo têxtil possuem muito conhecimento de mercado, assim como os fornecedores de insumos (fios, aviamentos etc.) que participam da feira Colombiatex, que é voltada para a indústria. Mas, quando falamos de estilismo, vemos que a moda colombiana passou por um período de estagnação. ITT Press: Você se refere à capacidade de conciliar negócios com a arte de criar moda? Pilar Luna: Exatamente. Aqui havia um desprendimento dos estilistas e do mundo dos negócios, propriamente dito. Eram realizados muitos desfiles e shows de passarelas, mas não havia continuação dos negócios, ou seja, ações estruturadas para comercialização das coleções. Agora, o segmento de moda está mais organizado e, atualmente, temos vários estilistas que já são bem vistos internacionalmente, um grupo que já se faz presente nas grandes semanas de moda do mundo.

ITT Press: Você poderia citar alguns nomes?

Pilar Luna: Johanna Ortiz é a estilista que hoje vende seus produtos nas melhores plataformas fashion e nas lojas de Nova York. Então, o design colombiano ganhou muita visibilidade através dela. Outra estilista reconhecida mundialmente e que ajudou a divulgar a moda colombiana é Silvia Tcherassi. Além de Amélia Toro, que está em Paris. Temos também outros profissionais que estão trabalhando na França e, apesar de ainda não estarem nas passarelas, já têm seus próprios showrooms negociando com o mercado internacional.

ITT Press: Não como tendência, mas como negócio, certo?

Pilar Luna: Exatamente. Penso que isso é muito importante, pois se percebe que o mundo está atento à moda do nosso país por vários motivos, entre os quais, porque a Colômbia está na moda. Outro motivo é porque os estilistas colombianos encontraram um estilo e revelaram a identidade colombiana, e isto já é reconhecido no exterior. O artesanato é muito importante, e os estilistas conseguiram fazer a fusão entre o artesanato e o design, desenvolvido com muito orgulho de sua nacionalidade. Esta fusão é muito relevante, é o fator diferencial quanto à criatividade e estilismo, que também traz uma visão de negócios muito mais organizada. Este movimento se complementa com feiras como a Colombiatex e a Colombiamoda, realizadas anualmente, onde as pessoas podem conferir como funciona a indústria têxtil e o empresariado da Colômbia. Mas ainda falta estreitar mais o relacionamento com o têxtil. Por exemplo, eu conheço um pouco sobre o cenário brasileiro de moda e me parece que o mercado está muito bem conectado no mix de toda a indústria. Aqui ainda se trabalha de forma independente, enquanto no Brasil há mais integração da moda com a indústria têxtil.

ITT Press: Passeamos um pouco pelos shoppings e vimos muitas marcas novas. Este já é um resultado do trabalho que está sendo feito na Colômbia?

Pilar Luna: Sim. Essa é uma tendência, especialmente entre os millennials, que encaram as profissões de modo diferente das gerações passadas. Muitos jovens estão buscando ser estilistas ou chefs de cozinha, por exemplo. Há muitas pessoas que não são exatamente designers, mas empreendedores que querem deixar sua marca em um produto. Os jovens do novo milênio têm essa característica.

ITT Press: Como é a legislação colombiana em relação à abertura de empresas? É fácil abrir uma empresa no país?

Pilar Luna: Não, é difícil. Cobram-se muitos impostos, e as pessoas se queixam muito disso. Houve uma época em que se criaram alguns incentivos para a abertura de novas empresas, como a isenção de impostos por dois anos. Mas, atualmente, há muita discussão no setor, porque o governo quer que as empresas paguem mais impostos. Normalmente, só há incentivos quando se gera mais empregos; entretanto, os novos empreendedores não produzem empregos. Assim, não é fácil montar uma empresa na Colômbia. E, na área de moda, muito menos, porque para a política governamental o segmento de moda não é importante. Na realidade, a indústria têxtil não tem mais importância como antes. A Colômbia não tem matéria-prima, como, por exemplo, produção de algodão, lã, fibras sintéticas em abundância etc. Isto também é um desestímulo.

ITT Press: Ou seja, para produzir moda, a Colômbia depende das importações?

Pilar Luna: Sim. Dependemos da importação da matéria-prima, temos que comprar todos os insumos de fora. Por isso, a Colombiatex (feira têxtil realizada em janeiro) é muito importante para a indústria de máquinas, já que houve muito desenvolvimento nesse setor. Por outro lado, sinto que os empresários colombianos são tímidos para arriscar em design, em criatividade. Em sua maioria, permanecem fazendo o que lhes é cômodo, preferindo continuar com a moda clássica, de pouca inovação no estilo.

ITT Press: Mas como você observou, entre os jovens a coisa está mudando, não?

Pilar Luna: Sim. De fato há muitos jovens empreendendo, mas são empreendimentos pequenos. A plataforma In Fashion tem descoberto muitos jovens talentos colombianos, mas a movimentação de negócios é tímida ainda.

ITT Press: Há alguma ação de governo para incentivar o empreendedorismo na Colômbia?

Pilar Luna: O recém-eleito presidente da Colômbia, Iván Duque Márquez, tem uma nova política chamada de “economia laranja”. Supõe-se que essa nova política irá ajudar na abertura de novas empresas e que também as startups sejam beneficiadas com o programa. Mas, até o momento, não sabemos o que será feito ou como será implantada, exatamente. Nada teve início ainda. Todavia, já há uma grande polêmica por parte de outros setores em relação a esse projeto, já que o presidente Duque defendeu como uma de suas principais bandeiras a isenção de impostos para as indústrias criativas. Portanto, parece que esse tipo de empreendimento terá incentivos fiscais.

ITT Press: No Brasil, temos também um novo governo, que acabou de assumir em 2019. No Brasil, já há pressão para que existam empresas pequenas e mais eficientes, e que haja mais estímulo ao e-commerce. E na Colômbia, como se move o mercado?

Pilar Luna: Aqui ainda não está claro se devemos fazer o mesmo, mas a venda por e-commerce existe em alguns nichos. Há muita gente que começa um novo negócio vendendo por meio do Instagram com êxito. Há também uma plataforma internacional chamada Moda Operandi (www.modaoperandi.com), em que o design colombiano mais “top” se faz presente. Lá é possível encontrar vários estilistas colombianos que divulgam e comercializam seus produtos.

ITT Press: E com relação ao aumento na importação de produtos chineses? Isso não está atrapalhando um pouco a cultura têxtil, a cultura da moda colombiana?

Pilar Luna: A partir da chegada dos chineses, obviamente, a indústria interna caiu muito. Todos sabem que produzir na China é muito mais barato, e algumas empresas confeccionistas colombianas foram produzir lá. Mas as grandes indústrias ainda continuaram fabricando aqui. A Colômbia se caracteriza pela confecção bem-elaborada. Não somos fortes na produção têxtil, mas temos confeccionistas de moda pronta de qualidade. Na Colombiatex, por exemplo, é impressionante o que se movimenta na área de jeans e moda à pronta-entrega. É um comércio atacadista massivo. Donos de pequenos pontos de venda e boutiques de todo o país chegam à feira bem cedo para comprar as coleções e depois vender em suas lojas. São conhecidos como “madrugadores”. E quase tudo que compram é preferencialmente confeccionado na Colômbia, cerca de 90%, posso dizer.

ITT Press: E quanto à sustentabilidade? Como está o mercado colombiano neste quesito?

Pilar Luna: Creio que o consumidor foi levado a ver que há uma cultura de produtos diferenciados, e está exigindo mais qualidade e preço justo. Além disso, há a questão da sustentabilidade - o que acarreta mais responsabilidade para as marcas em relação ao planeta e ao ser humano. Nós, colombianos, estamos apenas no início nesta questão de marcas sustentáveis. Muitas empresas divulgam intenções, mas, de fato, sustentáveis são poucas.

ITT Press: O sindicato de confecções colombiano nos falou sobre uma feira em Bogotá. Qual o perfil deste evento?

Pilar Luna: Trata-se de San Victorino. Não é uma feira de moda, mas de confecções em geral. São produtos de massa que movem a indústria. Este setor na Colômbia cresceu muito. Se você for lá, ficará impressionada. Mas eles já começaram a ter muitos problemas devido ao comércio de produtos chineses e ao contrabando.

ITT Press: As entidades, as associações do setor produtivo na Colômbia, têm reagido ao comércio desleal?

Pilar Luna: Aqui houve um movimento pró-Colômbia, pró-exportação, e até se criou uma campanha da marca Colômbia, mas este movimento não foi consistente nem constante.

ITT Press: Qual é a expectativa dos consumidores e dos empresários colombianos em relação ao mercado de moda e ao governo do presidente Iván Duque?

Pilar Luna: Creio que o consumidor terá uma oferta maior de designers de moda e maior estímulo ao consumo de moda colombiana. Isso está ajudando na visibilidade da indústria de vestuário do nosso país e de seus empreendimentos na área. Acredito, porém, que nos falta cultura de planejamento de produção. Uma questão, por exemplo, é a padronagem, e as marcas não sabem como resolver. Não existe um padrão de tamanhos das peças. Penso que isso é algo que se deve melhorar muito, porque é um fator muito importante tanto para o mercado nacional como para o mercado externo. Por exemplo, se você for à Zara, sabe que tamanho comprar, qual fica bem para você, e não precisa de ajustes. Aqui, cada marca tem tamanhos diferentes. Com relação ao governo, parece que o ponto principal é a “economia laranja”, e as startups terão protagonismo. Desta forma, as pessoas estão buscando produtos diferenciados e que tenham responsabilidade com o planeta. Creio que esses são os grandes desafi os atuais. Os empresários colombianos também começam a buscar por inovação, pois, se não se envolverem nisso, não fi carão bem posicionados no mercado.

ITT Press: Há uma pressão global para adoção da indústria 4.0 na confecção, onde se reduza a necessidade de mão de obra e substitua os processos por sistemas autônomos, dinamizando a produção. O que te parece?

Pilar Luna: Acho um assunto muito interessante, mas aqui na Colômbia há muitos empregos informais no setor de moda. E agora estamos discutindo uma questão tecnológica, onde nem sequer os empregos foram normalizados e já pensam em substituir a mão de obra por máquinas! De fato, no mundo há de se otimizar os processos de produção. Mas eu, particularmente, serei sempre uma grande defensora do ser humano. Portanto, para mim, a indústria 4.0 é um pouco preocupante. Amo a arte da costura, apesar de não costurar. Acho um processo lindíssimo. Suponho que no Brasil seja assim também. Aqui, em qualquer bairro colombiano, você encontrará uma costureira. É um ofício passado de geração para geração. É uma tradição. São histórias muito lindas.

ITT Press: Tendo defendido que se mude o nome “costureira” para operadora de costura, para valorizar o profi ssional.

Pilar Luna: Óbvio. Mas, como o mercado é tão informal, creio que dentro da política de governo deve existir a formalização dos trabalhadores primeiro. Porque a maioria das costureiras são mães de família. Sabemos que a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco e, sendo assim, os operários são os que terminam perdendo o trabalho, pois não há uma política de formalização. Quando você me perguntou sobre o novo governo colombiano e políticas de Estado, digo: uma empresa, quando contrata uma pessoa, tem que pagar, além do salário, uma porcentagem alta em impostos. Então, para economizar, muitas confecções optam por contratar empresas terceirizadas, não tendo que pagar seguro social e plano de saúde para seus trabalhadores. Esta precarização preocupa.

ITT Press: Não é um processo sustentável de longo prazo.

Pilar Luna: Exatamente. Temos que fazer com que a indústria seja justa e viável para todos. Mas isso é um idealismo, porque a maioria dos empregadores não vê desta maneira. Eu sempre acreditei muito na Colômbia, no meu país, mas a verdade é que agora estou um pouco desencantada, porque houve muitos desvios, muita corrupção política, que acaba gerando violência, narcotráfi co e outras mazelas. Então, estou um pouco pessimista com o futuro. O povo colombiano é muito trabalhador e criativo, mas o que acontece é que os impostos que pagamos são roubados. Todavia, devemos manter esperanças de que o país melhore.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição por: Maria José de Carvalho
Publicado por ITT Press - International Top Trends - ed. 113

Data de publicação: 05/04/2019

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


C&A apresenta collab com a Baw Clothing
A C&A, marca com DNA divertido e inovador, apresenta nova parceria com a digital e descolada Baw Clothing. Com o intuito de expandir a categoria street style e atingir ainda mais consumidores conectados com o mundo online, a parceria vai unir duas marcas especialistas na trend para apresentar uma coleção repleta de peças-tendência, investindo em looks cheios de conforto e estilo.  2021-06-09 - Tags: baw clothing cea street style collab baggy pants esportivo

Renner e Insecta reutilizam materiais em collab sustentável inédita
É possível ter um armário com poucas peças e vários looks estilosos? E se as peças ainda tiverem menor impacto ambiental? A Renner traz a resposta em sua nova collab de moda responsável, feita em parceria com a Insecta Shoes, marca de sapatos veganos conhecida por unir ética e estética em seus produtos ecológicos.  2021-06-09 - Tags: renner insecta shoes ecologicos sustentabilidade collab brasil eco fashion week insecta pet

Calvin Klein celebra momentos decisivos das jornadas LGBTQIA+
A mais nova campanha da Calvin Klein é uma celebração dos momentos marcantes das vivências queer e trans. É a continuação do movimento #proudinmycalvins em que revisita as situações transformadoras que marcaram a vida dos talentos da marca, pessoas de diferentes partes do mundo em diferentes momentos de suas jornadas individuais.  2021-06-08 - Tags: calvin klein proudinmycalvins lgbtqia queers trans nao binarios nongender proud trevor project

Lectra conclui aquisição da Gerber e as duas empresas dão origem a um player global
A Lectra finalizou a aquisição de todas as ações em circulação da Gerber Technology, em uma base livre de dívidas, por 175 milhões de euros, sendo 140 milhões de euros financiadas por meio de empréstimo, mais 5 milhões de ações da Lectra recém-emitidas para AIPCF VI LG, único acionista da Gerber Technology. Esta combinação estratégica levou à criação de um player líder global da Indústria 4.0 para os mercados de moda, automotivo e de móveis.  2021-06-08 - Tags: gerber technology lectra player global aquisicao industria 40 daniel harari

Hering inaugura loja conceito no MorumbiShopping
A Hering acaba de inaugurar novo espaço com conceito mega store no MorumbiShopping. A loja possui 400m² e oferece experiência de compra mais fluida para o consumidor, que encontrará as marcas Hering, Hering Intimates e Hering Kids e Hering Baby no mesmo local.  2021-06-07 - Tags: hering mega store morumbi shopping customizacao provadores ponto de venda

Hering e Havaianas anunciam parceria na campanha Brasileiríssimos
Hering e Havaianas, duas gigantes brasileiras que são a cara do país, unem-se de forma inédita para mostrar que estilo e conforto andam juntos. As duas líderes lançam a campanha Brasileiríssimos, que traz os seus best sellers em uma curadoria conjunta no site da Hering. Com foco no Dia dos Namorados, a campanha apresenta o casal super brasileiro, misturando personalidades, representatividade de gêneros, raças e idades.  2021-06-04 - Tags: brasileirissimos lgbtqia mes do amor dia dos namorados havaianas hering

Malwee participa do fórum internacional de moda sustentável
Reconhecida por suas práticas sustentáveis na indústria da moda, a Malwee apoia e participa ativamente da 3ª edição do Rio Ethical Fashion, fórum internacional de moda sustentável. Essa temática está 100% dentro do reposicionamento de marca da Malwee, o Moda Sem Ponto Final, que reforça a importância de uma moda durável, atemporal e versátil para um consumo mais consciente e inteligente, respeitando o meio ambiente e seus recursos naturais.  2021-06-04 - Tags: malwee rio ethical fashion forum moda sustentavel guilherme moreno chiara gadaletta

Marcas apostam em produção sustentável para atrair um novo consumidor
Apontada como tendência mundial, a busca por uma vida eco-friendly e cruelty free já são uma realidade e empresas do setor. Startups de moda como Insider e Yuool são referências de empresas que apostam em peças funcionais sem agressão ao meio ambiente. Nos últimos quatro anos, a startup de moda Insider conseguiu evitar o consumo de mais de 500 milhões de litros de água, além de evitar emissões de carbono por meio de sua matéria prima.  2021-06-02 - Tags: eco friendly cruelty free startup insider yuool calcados nativa precious fiber sustentabilidade

Novas máquinas eletrônicas da Singer garantem potência e robustez a projetos de costura
A Singer do Brasil apresenta ao mercado os três novos modelos de máquina de costura eletrônica que fazem parte da linha HD (Heavy Duty), maior e principal lançamento do ano. Os produtos contam com um motor potente, alta velocidade e reúnem recursos especiais que vão atender consumidores que necessitam de um produto robusto e veloz, além de proporcionarem maior rendimento e produtividade na costura.  2021-06-01 - Tags: singer do brasil maquinas costura digital eletronica heavy duty potencia

Marca de roupas converte vendas em doações para projetos sociais
A DOA montou sua loja virtual na plataforma Unbox para escalar o negócio de impacto social. Com o e-commerce integrado às redes sociais, a empresa de Brasília chega a alcançar faturamentos mensais de R$ 15 mil, sempre acompanhados de ações para financiar projetos em diversas frentes, como combate à fome, incentivo à educação e luta contra o câncer de mama.  2021-06-01 - Tags: doa doacoes projetos impacto social ecommerce generosidade unbox

Vicunha mostra tecidos para conforto no trabalho e em casa no Denim City SP
Encerrando a maratona de palestras do Denim City São Paulo, evento híbrido realizado entre os dias 24 e 27 de maio, a Vicunha apresentou pesquisa de tendência e comportamento para o jeanswear, associando seus lançamentos em denim, denim color e lavanderia à nova era de conforto Workleisure (lazer e trabalho) e Athflow (atlético/fluído).  2021-05-31 - Tags: workleisure athflow denim denim color lavanderia vicunha textil lancamentos denim city sao paulo denim city

Empreendedores lançam podcast de moda com programa sobre sustentabilidade
Estilo, tendências, novidades... A primeira coisa na qual pensamos quando lemos sobre moda é o vestuário. Mas a moda também é uma indústria e um dos mercados mais poderosos do mundo – que movimenta mais de US$ 300 bilhões por ano. Para falar sobre esse viés do setor, os empreendedores Nathan Moojen e Eduardo Cristian uniram suas experiências e lançaram o podcast "Falar de Moda", o primeiro exclusivo de moda B2B no Brasil.  2021-05-31 - Tags: podcast falar de moda spotify nathan moojen b2b eduardo cristian moda online marketplace

Desafios e oportunidades para a moda na pandemia
As mudanças no comportamento do consumidor têm influência direta na Moda, e isso provoca alterações relevantes em toda a cadeia e na forma como iremos nos adaptar ao novo cenário imposto pela pandemia. Pensando nestes novos tempos, o núcleo de Moda do Senac RJ desenvolveu o e-book Desafios e oportunidades para a moda na pandemia. O conteúdo foi elaborado com o auxílio de profissionais de diversas áreas do setor, que apontaram as tendências e possibilidades de adequação necessárias para a manutenção do segmento.  2021-05-28 - Tags: senac rj moda pandemia varejo ebook mercado soft skills digital comportamento

Lupo lança manifesto em vídeo 'Dê seu melhor'
Sob seu novo mote, a Lupo lança vídeo emocionante de manifesto "Dê seu melhor", seu novo slogan. No ano do centenário, a empresa fez mudanças na sua identidade visual, conceito e posicionamento para evidenciar, ainda mais, seu propósito. O filme de 2 minutos, feito pela produtora Mrs. Wolf, fala sobre a importância do carinho e da dedicação depositada em cada peça, pensada e confeccionada na fábrica da Lupo.  2021-05-27 - Tags: lupo centenario manifesto mrs wolf identidade visual liliana aufiero

Santista mostra comportamento e direções para o jeanswear no Denim City SP
Com o tema “O novo começo”, Sueli Pereira, gerente de comunicação e Moda da Santista, falou sobre as macrotendências que vão influenciar as direções de estilo no jeanswear, durante o Denim City São Paulo. O evento acontece de 24 a 27 de maio, no espaço Denim City Academy, no Brás e também é transmitido online no Youtube.  2021-05-27 - Tags: sueli pereira santista jeanswear santista jeanswear denim city sp youtube comportamento

Pernambucanas participa do Programa Auxílio Uniforme Escolar da Prefeitura de São Paulo
A Pernambucanas, marca varejista nacional pioneira em inovações, será parceira da Prefeitura de São Paulo no programa Auxílio Uniforme Escolar da Secretaria Municipal de Educação. No projeto, cada aluno recebe R$ 387,10 para a compra do kit uniforme, que poderá ser retirado em uma das 40 lojas da marca na cidade. A Pernambucanas é a única grande varejista de moda a possibilitar o uso do crédito do Auxílio Uniforme Escolar em suas unidades.  2021-05-27 - Tags: pernambucanas prefeitura sao paulo auxilio uniforme educacao uniformes varejo

Simone Jordão é a nova curadora das feiras Who's Next e Premiere Classe em Paris
O olhar apurado para lançar marcas no mercado internacional e as inúmeras semanas de moda em Paris, representando seus clientes, renderam à fashion consultant Simone Jordão, o convite para ser a curadora das duas principais feiras de moda da capital mais fashion do circuito: Who's Next e Premiere Classe em Paris. "Todas as marcas procuram o reconhecimento e prestígio de lançar sua coleção em Paris, e essas feiras são os endereços estratégicos para a visibilidade de marcas e designers na capital da moda"., diz a consultora, que tem mais de 30 anos de experiência no mercado de moda e acessórios.  2021-05-27 - Tags: simone jordao premiere classe whos next feiras paris franca esmod

Canatiba anuncia lançamentos e nova certificação no Denim City
Em casa nova, no Denim City São Paulo, a Canatiba comemora a conquista de uma importante certificação internacional para os seus processos produtivos e anuncia novas tecnologias e produtos alinhados com as demandas têxteis contemporâneas, que se transformam rápida e definitivamente. Entre os dias 24 e 28 de maio, o novo Showroom da empresa receberá clientes amigos e jornalistas na sede da Denim City São Paulo, o mais novo polo de difusão da cultura do denim no coração da têxtil da cidade. A inauguração começa com as melhores notícias.  2021-05-26 - Tags: canatiba denim city sao paulo certificacao oekotex canatiba printing jeanswear denim lancamentos 2021

Sensil® e Lycra® unem tecnologia e expertise têxtil para lançar novidade em jeanswear
Vivemos um momento em que é exigido a todos nós uma colaboração coletiva. A busca por novas tecnologias, que tragam soluções, terá maior êxito se tivermos parcerias que fortaleçam a pesquisa e o desenvolvimento, com o objetivo comum de apresentar ao mercado e ao consumidor final, aquilo que ele busca e necessita.  2021-05-24 - Tags: nilit lycra jeanswear tencologias textil poliamida elastano nicoletti denim denim city 2021

Cedro Têxtil lança coleção Sentidos em parceria com a Lycra®
O conforto não é mais o mesmo. Com a pandemia e o aumento do tempo em casa, o que antes era requisito para um jeans confortável, agora não é mais. Atentas a essa demanda, a Cedro Têxtil e a The LYCRA Company se uniram para lançar em primeira mão no mercado jeanswear a tecnologia Comfy: um elastano Lycra® diferente e robusto, que permite a confecção de peças que equilibram o conforto e a sustentação, sem sacrificar nenhum dos dois atributos.  2021-05-24 - Tags: cedro textil the lycra company comfy jeanswear elastano lounge cedro fits you silvana valente