Language
home » moda & varejo »

Tecnologia

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

eCommerce em crescimento na América Latina

O comércio eletrônico na América Latina demonstra um crescimento acelerado; estima-se que, em 2018, sejam superados US$ 100 bilhões, o que representará um aumento de 177% com relação a 2014. É o que ressalta novo estudo do IDC patrocinado pelo Paypal sobre eCommerce na América Latina, que pesquisou as tendências dos consumidores digitais em seis países da região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Este relatório analisou as respostas de aproximadamente 1.800 internautas para conhecer os hábitos online das pessoas com maior poder aquisitivo (classes A e B). 

“A América Latina se torna um mercado cada vez mais importante com relação ao comércio eletrônico, devido aos benefícios obtidos pelos consumidores com as compras online, a uma maior conectividade e a um aumento na confiança sobre os métodos de pagamento”, comenta Mario Mello, diretor geral do PayPal para a América Latina, 

Em alguns anos, os atuais consumidores serão compradores online maduros, o que contribuirá com o crescimento do mercado. Dentre os internautas latino-americanos** que responderam às entrevistas da pesquisa, um terço deles havia comprado na internet em 2012; em 2018, esta proporção deverá crescer para a metade. 

Para 2018, as projeções apontam que os países que mais gastarão online serão Brasil, México e Chile. Isto parte de uma análise sobre o consumo online médio dos compradores nesses países. O consumo online médio nos três países foi de US$ 413, ante os US$ 1.500 dos consumidores com maior poder aquisitivo. Deste último grupo (classes A e B) espera-se que as compras excedam US$ 2.300, um valor que supera a média de gastos online dos norte-americanos em 2014 (US$ 1.980).  

Atualmente, o Brasil concentra metade do mercado de comércio eletrônico. Para 2015, os consumidores típicos dos Estados Unidos têm projetado aumentar o valor de suas compras em somente 3%, enquanto a Colômbia apresenta a maior taxa de crescimento (83%), seguida por México e Brasil com aproximadamente 30%, Peru (25%), Chile (22%) e Argentina (19%). 

O que os latino-americanos compram online? 

Os latino-americanos* preferem comprar online porque representa uma boa alternativa para aquisições pessoais, além de obter acesso a uma maior oferta de produtos e formas de pagamento. Os entrevistados também falaram sobre suas preferências ao fazer compras por eCommerce, nas quais a maioria o faz a partir de um laptop. No entanto, os mexicanos (quase um terço deles) são líderes em compras a partir de smartphones e os colombianos (quatro em cada dez) preferem os tablets

Vestuário, utensílios domésticos e equipamentos eletrônicos são os produtos com maior demanda. Nesse sentido, os colombianos são os mais apaixonados por vestuário (69%), os brasileiros preferem utensílios domésticos (68%), equipamentos eletrônicos (67%) e cosméticos (54%), enquanto mexicanos estão mais inclinados a comprar CDs e DVDs de música (41%). 

Ao adquirir serviços online, as reservas relacionadas ao turismo (passagens de avião, ônibus, hotéis, tours e aluguel de carros, entre outros) são as mais solicitadas, especialmente pelos colombianos. Os brasileiros, por sua vez, optam por ingressos para entretenimento; enquanto os mexicanos são os principais consumidores de conteúdo online da região, além de liderarem as compras de aplicativos, software, jogos online e downloads de vídeos e música. 

Quanto às faixas de gerações, surpreendentemente tanto a Geração Z (18 a 24 anos), a Geração dos Millennials e a Geração X compartilham do gosto pela aquisição de vestuário. A segunda preferência para a Geração Z e a Geração dos Millennials são os equipamentos eletrônicos, enquanto para a Geração X e maiores de 45 anos os utensílios domésticos são os mais apreciados. Reservas de viagem somente ocupam o primeiro lugar para maiores de 45 anos, enquanto representam a terceira opção para as Gerações Z e X.  

Barreiras para o eCommerce 

Apesar do franco crescimento do comércio eletrônico, alguns elementos ainda representam impedimento para uma maior aceleração. Entre os países analisados, os temas de segurança e privacidade (37%) iniciam a lista de barreiras, seguidos pela limitação no uso de formas de pagamento (16%). No que se refere à fraude, a Colômbia parece ser o país mais preocupado (59%), seguida pelo Peru (42%) e México (37%). Além disso, o estudo também demostrou que outros 30% de mexicanos e brasileiros não dão importância ao tema. 

O ponto forte da forma de pagamento 

Mesmo que, na América Latina, os cartões bancários sejam a principal forma de pagamento para compras online, existe uma evolução sobre as plataformas de pagamento, entre as quais, PayPal é a mais reconhecida da região, colocando-se como um elemento que aumenta a confiança relacionada às compras via Internet. 

A confiança nas plataformas de pagamento aumenta devido às suas vantagens: segurança para ambas as partes (compradores e vendedores), controle por meio de uma plataforma unificada, assim como benefícios exclusivos (pagamento a prazo, sem juros, e promoções exclusivas aos usuários). 

América Latina* cada vez mais conectada 

Em 2012, pouco mais de 42% da população dos seis países entrevistados possuía acesso à Internet. Estima-se que em 2018, 60% da população esteja conectada. Este fenômeno será favorecido pelo fato de que a geração Z terá, pouco a pouco, uma maior incursão nas compras pela Internet, considerando-se que são pessoas que nasceram em um mundo online e no qual terão um desenvolvimento natural. É previsto que, dentro de três anos, seis em cada dez cidadãos estejam conectados à Internet, sendo o Chile o país com a maior penetração (71%), seguido pela Argentina (68%) e Colômbia (66%). 

Atualmente, os latino-americanos passam, em média, quase 25 horas por mês na Internet, o que representa sete horas a menos que a média global. No entanto, no caso das pessoas com maior poder aquisitivo, esta média aumenta para 380 horas ao mês (considerando-se todas as conexões, desde dispositivos como smartphonestablets, computadores de escritório, laptops, consoles de videogames ou smart TVs). Neste sentido, os colombianos passam o maior tempo conectados (420 horas mensais), seguidos pelos mexicanos (423 horas) e brasileiros (422 horas). Este longo tempo de conexão deve-se aos dispositivos que possuem acesso ininterrupto à Internet, sem que haja consulta contínua por parte do usuário, a exemplo dos smartphones, assim como dos computadores que são utilizados no trabalho durante pelo menos oito horas diárias. 

Dispositivos móveis ganham terreno sobre os fixos 

Considerando-se como equipamento fixo um PC, laptop, console de videogame e SmartTV, estes ainda possuem uma leve supremacia sobre os móveis, como ocorre no caso da Argentina (53%), Brasil (63%), México (56%) e Peru (57%). São exceções o Chile (55%) e a Colômbia (52%), com predisposição à mobilidade. Todavia, sete em cada dez usuários preferem acessar o Facebook a partir de seu smartphone, oito o utilizam para a comunicação via Skype, Whatsapp ou Viber; enquanto que sete optam por seu laptop para ver conteúdo multimídia, em sites como o YouTube. No que se refere ao comércio eletrônico, os laptops (69%) continuam sendo o meio preferido para se fazer compras online, seguidos pelostablets (29%), smartphones (24%) e Smart TV (6%). O lar (84%) continua sendo o ponto predominante para conectar-se, seguido pelo local de trabalho (61%) e espaços públicos (20%). 

Um resumo por país 

  • O Brasil se sobressai como principal mercado da região, não somente por concentrar a metade do valor de ecommerce do mercado, mas por possuir os consumidores que mais compram, em termos de frequência, volume e valor. 
  • Colômbia se apresenta como o país com a maior projeção de crescimento das seis economias para 2018; possui a maior taxa de aumento de internautas, de compradores online e de aumento em seu valor de mercado, assim como o maior crescimento em gastos online por usuário, com 21%. 
  • Por sua vez, o México é o país que demonstra o maior número de pessoas que gastaram mais de US$ 10.000 nos últimos 12 meses, e que esperam manter uma média de gasto similar para o próximo ano. 
  • O Chile é o país com os mais altos índices de acesso à Internet. Espera-se que esta base de usuários seja capitalizada por meio do aumento generalizado de suas compras online, passando do quinto lugar em 2014 ao terceiro lugar com maior gasto por comprador para 2018, sendo superado somente pelo Brasil e pelo México. É importante ressaltar que os consumidores chilenos são aqueles que têm mais confiança para inserir o número de seu cartão de crédito na Internet. 
  • Os argentinos apresentam a maior tendência para comprar em lojas de seu próprio país e são aqueles que mais utilizam a Internet para a realização de trâmites governamentais (60% dos entrevistados desse país), o que gera uma alta expectativa no sentido de que deverão integrar o comércio eletrônico como parte de suas principais atividades online. 
  • Os internautas do Peru são os consumidores mais abertos a mudar sua percepção com relação ao eCommerce. Para eles, o desenvolvimento das plataformas de pagamento representará um acelerador para que se sintam muito mais seguros para fazer compras online, fomentando assim o desenvolvimento do comércio eletrônico no País, o qual se estima que terá as taxas mais altas de crescimento (de 30%) para 2018 na América Latina. 

O IDC entrevistou 1.798 pessoas na América Latina, nas principais cidades dos seguintes países: Brasil: 402 pessoas; México: 387; Argentina: 276; Colômbia: 230; Chile: 267, e Peru: 236, entre dezembro de 2014 e janeiro de 2015.

(*) A amostra teve como base os consumidores dos setores com maior poder aquisitivo (A/B), os quais são considerados a partir das seguintes rendas por domicílio: Brasil: 3.600 dólares (US); México: 3.700 US; Argentina: 800 US; Chile: 3.500 US, Colômbia: 2.500 US, e Peru: 2.400 US.

(**) Considerando os seis países entrevistados.

 Sobre o PayPal 

No  PayPal, nós colocamos as pessoas no centro de tudo o que fazemos. Fundada em 1998, a empresa continua a ser a vanguarda da revolução de pagamentos digitais, processando quase 12,5 milhões de pagamentos de nossos clientes todos os dias. O PayPal oferece às pessoas as melhores formas de se relacionarem com o seu dinheiro e umas com as outras, além de maneiras mais simples de realizar um pagamento sem compartilhar informações financeiras com os vendedores. O seu serviço é flexível, pois pode se dar tanto por meio de contas bancárias, quanto usando o saldo em conta PayPal ou cartões de crédito. Com as nossas 165 milhões de carteiras digitais ativas, criamos um ecossistema de pagamentos seguro e aberto no qual pessoas e negócios realizam entre si transações online, em estabelecimentos e em dispositivos móveis, de forma segura. 

O PayPal é verdadeiramente uma plataforma de pagamentos global e está disponível em 203 mercados, permitindo que clientes sejam pagos em mais de 100  moedas diferentes, que saquem fundos de suas contas bancárias em 57 moedas e que tenham balanços em suas contas em 26 moedas diferentes. O PayPal é uma empresa do grupo eBay (Nasdaq: EBAY). Em setembro de 2014, a eBay Inc. anunciou uma separação planejada para as duas empresas, a fim de torná-las empresas negociadas publicamente em bolsa de forma independente já no terceiro trimestre de 2015. Mais informações sobre o PayPal podem ser obtidas em www.paypal.com e emwww.paypal-corp.com. Mais informações sobre a  separação planejada da eBay e do PayPal podem ser obtidas em update.ebayinc.com.

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição: Karina Rodrigues
Fotos: Divulgação
Fonte: MSL Group Andreoli e Head de Comunicação Corporativa
Por: Paypal

Data de publicação: 11/06/2015

Conteúdo relacionado


Brandili melhora a segurança e o controle do negócio com solução especifica para o setor
A Infor anunciou que a Brandili, empresa do setor têxtil, conseguiu ótimos resultados na segurança e melhor controle do negócio com o ERP da Infor. O processo de escolha do ERP para a Brandili começou com a definição de uma série de requisitos para atendimento às necessidades atuais e futuras da empresa.  2017-11-16 - Tags: infor brandili software erp textil industria planejamento

Em Curitiba, fundador e CEO da TOTVS fala sobre transformação digital
Uma eterna startup. Por incrível que pareça é assim que Laércio Cosentino, fundador e CEO da maior empresa de soluções, plataforma e consultoria da America Latina, define o seu negócio. Fundada em 1983, a TOTVS está passando por sua própria transformação digital.  2017-10-16 - Tags: totvs mercado smb marketing softwares de gestao tecnologia

Morena Rosa aumenta eficiência de suas operações de venda em franquias com ERP Cigam
A Morena Rosa, uma das referências do varejo de moda do Brasil, otimizou suas rotinas nos Pontos de Venda (PDV) franqueados com a solução da Rede Cigam, fornecedora de software de gestão empresarial (ERP, CRM, RH, PDV, BPM, Mobile e BI).  2017-09-26 - Tags: cigam software gestao erp do brasil pgqpm erp cigam morena rosa varejo

Tecnologia movida pela paixão ao têxtil e à confecção
A paixão pelo trabalho está estampada no sorriso de Adriana Papavero, que comanda a Lectra América do Sul e se prepara para uma mudança importante de equipe, com a transferência de Daniella Ambrogi da empresa brasileira para o cargo de VP de Marketing da América do Norte.  2016-12-21 - Tags: itt 104 negocios tecnologia software adriana papavero lectra america do sul daniella ambrogi patricia costa

A revolução do 4D chega à moda
Claudio Grando, presidente da Audaces, apresenta a nova revolução produtiva para a indústria de confecção com os modelos em quatro dimensões (a impressão 3D garante sensibilidade ao toque), permitidos pelo software Audaces Idea 4D.  2016-12-19 - Tags: itt 104 audaces modelistas claudio grando audaces idea 4d software

Inovações para o varejo
A Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia, juntamente com a Saque e Pague, rede de autoatendimento multisserviços, disponibilizam ofertas inovadoras para o setor varejista. O novo leque de ofertas abrange desde compensação e custódia de cheques, sistemas de conciliação até soluções de gestão de cartões private label e pré-pagos, aplicativos mobile, programas de fidelização e outros voltados para melhorar a experiência do cliente, envolvendo também a Inspiring e a Orbitall, ambas do Grupo Stefanini.  2015-09-29 - Tags: stefanini soluções de negócios tecnologia saque e pague rede de autoatendimento multisserviços inspiring orbitall

Mudanças trazidas pela tecnologia mobile
Apontando a tecnologia mobile como a veia motora das mudanças no processo de produção, distribuição e modelo de consumo de conteúdos, Aconteceu o debate sobre as transformações na comunicação, frutos das contínuas inovações e a reinvenção dos espectadores das mídias. Para os especialistas, os usuários passaram a ter papel fundamental sobre a definição de tudo aquilo que é difundido e consumido em diferentes plataformas e dispositivos, sem restrição de tempo ou espaço.  2015-08-26 - Tags: tecnologia mobile fórum rnp 2015 mobilidade brasilia educacao tecnologia celular mobile

Alemanha discute sustentabilidade em Ecostyle 2015
Ecostyle 2015, evento da Messe Frankfurt que acontece de 29 de Agosto a 1º de setembro no Frankfurt Trade Fair, na Alemanha, busca ser reconhecido como a plataforma global para o consumo de bens ecologicamente corretos nas áreas de design de interiores; moda e acessórios; casa e jardim; puericultura; esportes e lazer; artigos para escritórios e beleza com cuidados pessoais.  2015-07-31 - Tags: ecostyle 2015 messe frankfurt alemanha premio ecodesign

APP que auxilia na compra de tecidos
CALCTEX o primeiro APP desenvolvido pra auxiliar a compra e venda de tecido plano, malha e renda. A Calctex, facilita o calculo de largura, gramatura, rendimento e preço por metro e metro 2 e ainda possibilita a escolha da moeda principal entre Reais R$ ou Dólar US$. O aplicativo esta disponível gratuitamente para Android na Google Play Store.  2015-06-24 - Tags: calctex belli marciobelli belliconsultores têxtil tecnologia app googlestore calculo compra venda calculadoratextil

eCommerce em crescimento na América Latina
Nos próximos três anos, latino-americanos de maior poder aquisitivo* amadurecerão enquanto consumidores digitais e devem superar, inclusive, a média de gastos online do mercado dos EUA. O comércio eletrônico na América Latina demonstra um crescimento acelerado; estima-se que, em 2018, sejam superados US$ 100 bilhões, o que representará um aumento de 177% com relação a 2014.  2015-06-11 - Tags: comercio eletronico internet compras online ecommerce idc paypal

Alcatel-Lucent Enterprise traz ao Brasil o Dynamic Tour 2015
No próximo dia 16 de junho chega ao Brasil o evento Dynamic Tour 2015, promovido pela Alcatel-Lucent Enterprise com o objetivo de apresentar a parceiros de negócios e clientes como alcançar resultados cada vez mais satisfatórios adotando uma nova geração de redes inteligentes e aplicações. “O Dynamic Tour é um evento pensado para as companhias que precisam otimizar o desempenho e os resultados a partir de uma aprimorada experiência de usuário, que inclui acesso fácil a conteúdo e aplicativos a partir de qualquer dispositivo e em qualquer lugar”, afirma Nuno Ribas, country manager da Alcatel-Lucent Enterprise Brasil.  2015-06-09 - Tags: dynamic tour alcatel-lucent enterprise brasil