Language
home » moda & varejo »

Calçados

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Calçadistas fora da caixa

Muitas vezes confundido apenas com estética, o Design abrange, sobretudo, funcionalidade. Além de trazer beleza, o produto precisa ser útil, transformar e facilitar a vida das pessoas. Com a missão de proteger e embelezar os pés, o design de calçados vem evoluindo de acordo com as necessidades do mercado. No Brasil, que possui a quarta principal indústria de calçados do planeta, a maior fora da Ásia, não é diferente. Favorecidos pelas facilidades de contar com uma cadeia produtiva completa e qualificada, produtores de calçados verde-amarelos são destaque no mundo quanto ao design e a moda autoral.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, destaca que o design nacional de calçados é reconhecido internacionalmente. "O Brasil é um país privilegiado, pela criatividade do seu povo, pela alegria das cores e, no caso do calçado, por ter uma das cadeias produtivas mais completas e qualificadas do mundo. Aqui, encontramos desde a matéria-prima qualificada até o maquinário tecnológico necessários para a construção de produtos diferenciados", avalia o executivo.

Ciao Mao

O design está em todos os nichos da produção brasileira de calçados. Um dos cases positivos e reconhecidos tanto no Brasil quanto além-fronteiras é o da Ciao Mao. Fundada em 2007 pela designer Priscila Callegari, a marca paulistana nasceu da inquietação de sua fundadora. Designer de formação, Priscila já havia trabalhado em diversas áreas do Design (design gráfico, comunicação visual, arquitetura promocional e criação publicitária). "Diferente da história da maioria dos criadores e marcas de empresas de calçados no Brasil, eu não nasci dentro de uma caixa de sapato e nem tenho formação acadêmica em moda. Apenas sempre me interessei por sapatos e como designer os enxergava como um objeto de design", conta, ressaltando que sempre admirou modelos e marcas que, mesmo sendo criados há muitos anos, continuavam pertinentes por gerações.

Em 2005, quando começou a pensar na criação da Ciao Mao, Priscila lembra que não entendia na época o porquê do Brasil, sendo um polo industrial para marcas importantes de calçados do mundo, sempre buscava inspiração criativa em modelos europeus e norte-americanos. "Para entender essas e outras questões, fui estudar sapatos. Descobri o quão complexa era essa indústria. Centenas de processos, com grande impacto ambiental e social, muita energia despendida para a produção de um único par que, pelos preceitos da moda na época, iria durar apenas uma ou duas coleções", conta. Foi a partir dessa necessidade, desse do mercado, que a designer criou o seu próprio negócio.

Atualmente com quatro pessoas para trabalhar no desenvolvimento e criação de calçados customizáveis e atemporais, a Ciao Mao conta com uma loja própria, e-commerce nacional e internacional e atacado para multimarcas. Para a criação, Priscila destaca que a equipe formou um "observatório de sinais". "Analisamos 'o espírito do tempo', a performance dos nossos modelos, os comentários e desejos de nossos clientes, os novos materiais existentes no mercado, os materiais que sobraram de produções anteriores etc. Tudo tem que fazer sentido. Se não fizer sentido, não há por que produzir", comenta.

Priscila destaca que, para a produção, a empresa conta com parceiros estratégicos e que estão em sinergia com o propósito da marca. Mesmo não trabalhando com grandes volumes — a empresa produz cerca de 400 pares mensais —, Priscila conta que os parceiros sempre foram "seduzidos" pelo projeto de produzir calçados diferenciados, com fôrmas que podem ser utilizadas para vários modelos, por serem customizáveis, e com sobras e materiais reaproveitáveis. Ou seja, calçados exclusivos e para um nicho específico, sem a pressão por grandes volumes. "Sempre salientamos que o mais importante seria produzir um produto de alta qualidade, com as melhores matérias-primas disponíveis no mercado e que o processo produtivo seria o mais justo possível, para o meio ambiente, para a indústria, para a mão de obra envolvida e para o consumidor final", comenta. Matérias-primas que são responsáveis por grande parte do sucesso da empresa. "Como a atemporalidade é uma das nossas bandeiras, a qualidade, a durabilidade e o conforto são fundamentais. Procuramos trabalhar com materiais que melhor se adequem a cada modelo e damos preferência para fornecedores nacionais responsáveis, social e ambientalmente", explica, acrescentando que na grande maioria dos modelos são utilizados couro mestiço e vacum, tecidos ecológicos e borracha reciclada.

Matuschka Mia

Criada em 2016, a partir da identificação de um gap no mercado de calçados, unindo qualidade, conforto e moda, com muitas estampas e cores para as pequenas, a Matuschka Mia, de São Paulo/SP, é outro sucesso verde-amarelo quando o assunto é design. Uma das sócias da empresa, Gabriela Matuschka, usou sua experiência como estilista de grandes marcas femininas e sua visão de mercado para unir beleza com conforto e qualidade, dois atributos do mercado infantil de calçados. Produzindo calçados com design para crianças, mas pensados para todos, a empresa apostou na moda adulta do animal print com matérias-primas nobres, do couro ao tecido, para atrair não somente o público de 1 a 10 anos, mas suas mamães.

Sócio da empresa, Rafael Matuschka uniu à expertise da irmã sua formação em Administração de Empresas e onegócio decolou. Desde 2016, segundo ele, a empresa vem dobrando seu tamanho a cada ano. Inclusive em 2020, enquanto muitas empresas sofreram por conta da pandemia, a marca cresceu mais de 100%. Além do design diferenciado, estratégias que apostam na força do e-commerce e a criação de uma linha para as mamães, em 2019, foram fundamentais para a performance da marca. "Todos os nossos produtos eram pensados para atrair a mãe da criança, então pensamos em fazer uma linha também para esse público. Ampliamos a mesma grade até o 39 e estamos tendo ótimos

resultados", conta Rafael.

 Com produção terceirizada, a Matuschka Mia preza pela criação de um produto exclusivo e não determinado por estações do ano. "Atualmente temos dez pessoas trabalhando apenas para a criação, desenvolvimento e marketing. Realizamos pesquisas de tendências, de mercado, mas sempre damos um toque próprio para as criações", conta Rafael, destacando que a empresa utiliza plataformas como Pinterest, Instagram, WGSM e as próprias consumidoras, que trazem feedbacks importantes — e atentamente ouvidos — para os desenvolvimentos. Identificando mais uma oportunidade de mercado, há cerca de dois meses a marca lançou uma coleção cápsula de vestuário, trazendo o mesmo mote de criação do calçado, com muito conforto e animal print, visando a criação de looks completos para as mamães e as filhas. "O produto está sendo muito bem recebido e provavelmente manteremos a criação", adianta Rafael.

O design diferenciado da Matuschka Mia atraiu compradores internacionais. Rafael conta que a empresa optou por participar da plataforma digital BLANC Fashion em 2020, em parceria com o Brazilian Footwear. Renovando a participação para a próxima edição, a empresa foi procurada por compradores internacionais, especialmente dos Estados Unidos, e foi convidada a participar de um evento físico em Londres, ocorrido mês passado. "Já estamos trabalhando nos Estados Unidos e iniciando na Europa", comemora.

Fabrès

Desde 2013, a Fabrès, de São Paulo/SP, está no mercado com aposta no design de luxo em bolsas e calçados. Todos produzidos com couros exóticos sustentáveis, a empresa trabalha com sapatos em cabedais e solados de couro, com exceção dos tênis e alpargatas, que possuem solados de borracha sintética. As pesquisas para desenvolvimento são realizadas por meio de fotos de moda do passado, trazendo memórias afetivas para as consumidoras, somando a essas tendências internacionais, das artes e da natureza. Como a empresa trabalha com parceiros, existe ainda um cuidado muito grande para a escolha de ateliês capacitados para a produção de bolsas e calçados com couros exóticos, que são diferentes do vacum.

Em lojas multimarcas e e-commerce, a empresa sofreu com a crise da Covid no ano passado e busca organizar uma retomada. A proprietária da empresa, Célia Fabris, conta que existe um grande mercado de luxo no Brasil, mas que foi abalado pela crise do ano passado, especialmente diante das restrições impostas ao varejo físico, onde se dá grande parte das vendas para esse nicho de produto. Além disso, Célia avalia que, com a pandemia, as pessoas diminuíram o consumo de produtos de luxo em geral. "Vai demorar um pouco para sabermos para onde vamos e como vamos chegar lá. Está sendo bastante difícill", conta, ressaltando que se houver recuperação dos níveis pré pandemia será em 2022.

Adriana Farina

O bordado faz parte da vida da empreendedora paulista Adriana Farina desde pequena. E foi a partir dessa atividade criativa que a marca homônima foi lançada em 2019. Os calçados assinados têm o como o grande destaque das composições. E é justamente, a partir dos bordados e desse trabalho artesanal que se inicia a criação de cada modelo de uma coleção. Como joias, os modelos de calçados da marca utilizam desde técnicas de bordados,  (artesanato com contas/miçangas), crochê, entre outros. "A Adriana Farina foi criada a partir de um autoquestionamento de como incorporar o bordado para o calçado. E mostrei algumas criações, o que eu sabia fazer para uma consultora e ela me aconselhou a seguir nesse caminho", conta a fundadora Adriana, ao dizer que tem uma ligação muito forte com o design italiano.

Uma das premissas levadas em consideração durante o processo criativo das suas coleções é que o calçado precisa ser mais perene. "Um sapato de alto valor agregado com esse trabalho artesanal bem elaborado como o meu, não pode ser apenas de moda, para uma temporada", pontua a paulista, ao dizer que entre os materiais utilizados nas suas coleções estão as miçangas japonesas e tchecas, cristais facetados e redondos, fios criativos e ráfia natural.

Para o desenvolvimento das coleções, Adriana escolhe uma temática e inicia a criação dos bordados que representem elementos contidos neste tema. "Sempre vou buscar algo no mundo que me dê inspiração. Por exemplo, na minha segunda coleção estava pensando em algo que voa e desenvolvi uma homenagem à Itália nominando a coleção de Volare. Nos modelos, utilizei borboletas, libélulas e flor de dente de leão", fala, ao explicar que toda a criação é feita em São Paulo. Após a confecção do "bordado piloto", Adriana reúne a equipe de bordadeiras treinadas por ela, que é composta por cerca de 15 pessoas, para o desenvolvimento dos bordados. Com os bordados concluídos, eles são enviados para o Rio Grande do Sul, onde os ateliês terceirizados em Sapiranga e Igrejinha aplicam e costuram esse bordado nos calçados. Um bordado mais complexo pode demorar um dia e meio para ser finalizado. Já um mais simples, pode ser feito em uma média de 54 pares por dia. "Todo trabalho tem que ter uma base de pesquisa, não copio modelo, mas consigo analisar o que eu gosto de construção. E toda a composição depende da criação do bordado", destaca Adriana, ao dizer que torce para que o trabalho manual seja cada vez mais valorizado porque ele é uma forma de alavancar o poder econômico de uma parcela da população, além de valorizar a criatividade dos brasileiros.

Paula Torres

Formada em Direito, a mineira Paula Torres conheceu ainda na faculdade uma empreendedora que gostaria de abrir uma loja multimarca de calçados. E foi por causa dessa loja no Rio de Janeiro que a fundadora da marca Paula Torres começou a se interessar sobre o processo de criação e fabricação do calçado para poder responder aos questionamentos de seus clientes. "Me apaixonei tanto pelo processo de criação e fabricação que aquele ambiente de varejo não me interessava mais. Me mudei para Sapiranga para aprender ainda mais e comecei a desenvolver coleções", conta Paula, ao lembrar que no início, como ela não tinha mais a loja, alugou um espaço no Rio de Janeiro para mostrar suas criações para outras marcas da moda brasileira.

Em 2011, iniciou o desenvolvimento da marca Paula Torres. "No início do negócio a área de estilo era somente eu. E, aos poucos, junto com o crescimento da empresa, fomos aumentando. Atualmente, temos quatro pessoas na unidade de estilo e eu fico em uma posição mais gerencial", conta, ao dizer que a empresa tem cerca de 60 colaboradores, entre estilo, administrativo e logística, e a fabricação dos calçados. Com relação ao desenvolvimento dos modelos, Paula destaca que tinha por hábito estar presente junto com parte da sua equipe em todas as semanas de moda porque as cidades respiram moda nesse período. "Gosto de ir em museus e lojas. As inspirações vem de um estalo, ela não vai vir de um desfile, mas de uma planta, um objeto. Gosto sempre de contar uma história e como desenvolvo uma moda autoral procuro seguir uma macro tendência aliada a estilos que as mulheres querem, com o DNA da Paula Torres, que também tem presente a cultura brasileira."

Em suas coleções, a mineira utiliza matérias-primas verde-amarelas e preza muito pela qualidade e acabamento. Materiais como couro de cabra, pelica e tecidos são utilizados em seus modelos, assim como garrafas pets, por exemplo, nas coleções sustentáveis que ela está desenvolvendo. Com a fabricação de 40 a 50 mil pares por coleção, totalizando aproximadamente 100 mil pares/ano, a marca Paula Torres está crescendo. O e-commerce, que hoje responde por 40% do faturamento, explodiu nos dois últimos anos e o número de lojas, que hoje é de oito, vai aumentar até o fim do ano. Além disso, o e-commerce internacional também está entregando para o mundo inteiro. "O design brasileiro é muito rico e temos que cuidar para não perdermos ele. Além disso, saber colocar o DNA de cada marca nos modelos é algo imprescindível.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abicalçados
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 16/08/2021

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Vans apresenta tênis inspirado pela tecnologia Vans Skateboarding
Nessa temporada, a Vans apresenta o EVDNT UltimateWaffle, a maior inovação da Vans em tênis de lifestyle até o momento. Concebida a partir da construção UltimateWaffle™, a inédita silhueta apresenta uma sola translúcida que une a palmilha UltraCush™ com uma peça interna estabilizadora para mais suporte e durabilidade.  2021-10-14 - Tags: evdnt ultimatewaffle calcados tenis ultimatewaffle vans

Duas grandes calçadistas recebem certificação do Origem Sustentável
Cada vez mais preocupadas com a sustentabilidade e indo ao encontro de uma tendência internacional de atuação baseada nos princípios de ESG (Environmental, Social and Governance), as empresas da cadeia calçadista vêm buscando a certificação do Origem Sustentável, único programa da atividade na área.  2021-10-07 - Tags: environmental social and governance abicalcados calcados beira rio assintecal calcados bibi

Marca espanhola de calçados inaugura escritório e showroom em São Paulo
No próximo dia 4 de outubro, a Pretty Ballerinas, marca espanhola de calçado produzido artesanalmente em Menorca e vendido no Brasil desde 2012, abre as portas do seu novo escritório comercial em São Paulo, com espaço para atendimento exclusivo de suas clientes, mediante agendamento de horário, em que elas poderão conhecer bem de perto os lançamentos e os clássicos da marca.  2021-09-30 - Tags: pretty ballerinas brasil espanhol calcacos ballerinas showroom menorca artesanal

Rider lança coleção Commuter Reflex inspirada nos movimentos culturais noturnos
Conectada com as manifestações criativas da cultura de rua, a Rider mais uma vez une design e moda a expressões culturais. A nova versão da coleção Commuter Reflex, aborda o deslocamento noturno nos centros urbanos com destino as manifestações culturais como as Batalhas de MC´s que exigem uma elevada dose de criatividade e improviso para os confrontos de rimas. A nova campanha está presente no Instagram @rideroficial e a coleção disponível na loja oficial da marca.  2021-09-23 - Tags: reflex rider commuter reflex manifestacao cultural arte streetwear refletivo

Yuool mira no mercado fitness e lança calçado com solado de grafeno
Para você, esporte está ligado à alta performance? Pois a Yuool, uma das maiores DNVBs (marcas verticais e nativas digitalmente) do país, acredita que não. Foi pensando nisso que a startup, conhecida por vender conforto em forma de calçados, desenvolveu seu mais novo produto: o Yuool Fit. A linha é indicada para qualquer pessoa comum que queira praticar esporte sem se preocupar com alta performance: uma caminhada, uma atividade ao ar livre e até ir à academia.  2021-09-23 - Tags: yuool dnvbs startup yuool fit calcados grafeno solado tenis

Exportações de calçados já somaram 75,2 milhões de pares
As exportações de calçados seguem em ritmo de recuperação, com volume de pares embarcados praticamente igual ao do mesmo período de 2019. Dados elaborados pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) apontam que, em agosto, foram exportados 9,3 milhões de pares, que geraram US$ 78 milhões, altas de 28,2% em volume e de 34,9% em receita no comparativo com igual mês do ano passado.  2021-09-14 - Tags: abicalcados calcados exportacao haroldo ferreira mercado internacional estados unidos exterior

Mr. Cat e Fom se juntam em nome do conforto
Duas marcas que são ícones de conforto estão juntas pela primeira vez para deixar a vida mais leve. Numa parceria inédita, a Mr. Cat, marca de calçados confortáveis, se uniu à Fom, referência almofadas super comfy e puffs, para criar uma linha de sapatos acolchoados e divertidos. A Fom já circula pelo universo da moda faz tempo. Assinou collabs com Alexandre Herchcovitch, Ronaldo Fraga, Reserva e NK Store, entre outros, mas sempre desenvolvendo os produtos para casa.  2021-09-09 - Tags: mr cat calcados fom almofadas comfy parceria colecao fibras decor

Sustentabilidade do calçado brasileiro na Expo 2020 Dubai
O calçado brasileiro terá espaço especial no pavilhão brasileiro da Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, entre os dias 2 e 5 de novembro. Localizado no distrito da Sustentabilidade, o pavilhão do Brasil será um dos mais de 190 países que estarão representados na exposição e recepcionará exposições, ativações de marcas brasileiras e espaços de experiência para fortalecer a imagem do País.  2021-09-08 - Tags: emirados arabes unidos expo dubai abicalcados brazilian footwear

Abicalçados promove capacitação para exportação
A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) promove, por meio do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela entidade em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), um projeto para capacitar empresas para o mercado internacional.  2021-08-30 - Tags: abicalcados brazilian footwear eportacao apex relacoes internacionais mba geison ferreira

Marketplace do setor atacadista distribuidor já tem cerca de 100 empresas interessadas
Em pouco mais de uma semana de lançamento, o marketplace do setor atacadista e distribuidor, o Abastecebem, já reúne cerca de 100 empresas interessadas em adesão. Os contatos foram realizados em grande parte na Convenção Anual do setor, quando foi anunciado o parceiro tecnológico, a Infracommerce, eleita como a melhor empresa de serviços para e-commerce do Brasil.  2021-08-24 - Tags: plataforma marketplace infracommerce abastecebem calcados atacado abad leonardo miguel severini

Calçadistas fora da caixa
Muitas vezes confundido apenas com estética, o Design abrange, sobretudo, funcionalidade. Além de trazer beleza, o produto precisa ser útil, transformar e facilitar a vida das pessoas. Com a missão de proteger e embelezar os pés, o design de calçados vem evoluindo de acordo com as necessidades do mercado. No Brasil, que possui a quarta principal indústria de calçados do planeta, a maior fora da Ásia, não é diferente.  2021-08-16 - Tags: design calcados cadeia produtiva moda autoral abicalcados haroldo ferreira ciao mao

Piccadilly lança tênis produzido com garrafa PET
Contribuir para passos mais conscientes. Esse é o intuito do lançamento, que leva 3,5 unidades de garrafas PET em cada par de calçado da coleção sustentável da linha So.Si, da Piccadilly. O tênis também conta com 17% de fio recuperado na indústria têxtil e, por serem fabricados em knit (malha), processo que une técnicas do tricô com sistemas inteligentes, são super práticos de calçar, oferecendo leveza no caminhar.  2021-08-04 - Tags: garrafas pet calcados knit malha trico sistemas lancamento sustentavel piccadilly

Calçadistas brasileiros participam de feiras nos Estados Unidos
Com o retorno gradual dos eventos físicos, os calçadistas brasileiros se preparam para participar de feiras nos Estados Unidos. As participações serão apoiadas pelo Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).  2021-07-28 - Tags: apex playtime ny brazilian footwear sourcing at magic magic feiras estados unidos

Penalty desenvolve primeiro tênis nacional de futsal feito com tecido ecológico
Maior fabricante nacional de material esportivo, a Penalty dá mais um passo rumo à sustentabilidade. Depois de lançar a S11 Ecoknit, primeira bola de futebol certificada pela FIFA feita com tecido ecológico, a marca expande a tecnologia para a categoria de calçados. A inovação deu origem ao Max 1000 Ecoknit, primeiro calçado nacional de futsal feito com tecido obtido a partir da reciclagem de garrafas PET.  2021-07-21 - Tags: penalty material esportivo sustentabilidade futsal fifa ecoknit

Calçadistas em processo de transformação digital
Embora não seja um movimento novo, a transformação digital foi acelerada durante a pandemia do novo coronavírus. A leitura é que trata-se de um movimento sem volta. Pesquisa da consultoria BCG com 200 empresas globais aponta que 61% das respondentes admitem ter acelerado o processo de transformação digital ao longo do ano passado, enquanto 96% dessas esperam acelerar a execução de projetos relacionados à área nos próximos 24 meses.  2021-07-16 - Tags: abicalcados tecnologia digital transformacao bcg coronavirus haroldo ferreira calcados

Cipatex traz o tema 'Sempre' para a nova coleção de laminados para calçados e acessórios
A conexão entre o passado, o presente e o futuro inspira a nova coleção de laminados para calçados e acessórios femininos, masculinos e infantis da Cipatex®. Os lançamentos vão ao encontro de um momento de transformações, onde tudo é incomensurável e eterno, superando a linearidade do tempo. As novidades para a temporada outono/inverno 2022 serão apresentadas na terceira edição 100% digital do Inspiramais – Salão de Design e Inovação de Materiais para Moda, que ocorre entre os dias 13 e 16 de julho.  2021-07-13 - Tags: cipatex inspiramais salao design calcados laminados acessorios vinyl tech

Umbro lança sneakers em versões de clubes de futebol
Vestir o clube do coração tem ido muito além da camisa, virou uma tendência que engloba moda, cultura e estilo de vida, e pensando nisto, a Umbro Brasil, marca de origem inglesa, lança versões limitadas do tênis Neptune, trazendo como projeto inicial a disponibilidade para três times: Fluminense, Grêmio e Santos. Este modelo é uma releitura de um dos calçados de treino do fim dos anos 90 e começo dos 2000  2021-07-07 - Tags: umbro sneaker futebol clubes umbro brasil neptune palmilha

Rider lança papetes em parceria com a NBA
Sempre conectada com as manifestações criativas da cultura urbana, a Rider mais uma vez une a moda a expressões culturais, com as novas papetes Rnext NBA. Em parceria com a famosa liga de basquete americana, a marca leva para às ruas o estilo das quadras, em uma coleção que traduz os elementos do basquete e sua influência no estilo urbano em produtos limitados e singulares.  2021-07-06 - Tags: rider papetes rnext nba nba mv bill raphaella monteiro nx nba

Shoestock lança coleção cápsula de calçados 'Alma Campestre'
A shoestock, marca de calçados e acessórios do Grupo Magazine Luiza, lança a coleção cápsula Alma Campestre. A ideia é contar mini histórias através de lançamentos, explorando as principais tendências de moda da estação de forma mais lúdica. A cápsula é composta por tênis com referências retrô, papete e tamanco, com variações de cores, estampa vichy, couro acamurçado e detalhes com textura de madeira.  2021-07-01 - Tags: calcados shoestock alma campestre magazine luiza capsula vichy fernanda jordani

Abicalçados divulga ações internacionais para o segundo semestre
Diante de um cenário mais otimista com relação às exportações de calçados, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) está divulgando suas ações internacionais para o segundo semestre. Todas elas terão subsídios do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações do setor mantido pela entidade em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).  2021-06-21 - Tags: abicalcados calcados feiras eventos internacionais 2021 marketing