Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Varejo discute perspectivas com a reabertura dos shoppings centers

A prefeitura de Campinas oficializou a reabertura do comércio e outras atividades, a partir de segunda-feira, dia 08 de junho. Assim como a cidade paulista, vários outros municípios brasileiros já começaram a permitir o funcionamento de lojas e shopping centers, que deverão seguir critérios pré-estabelecidos pelos governos locais, tais como disponibilizar álcool em gel 70% para funcionários e clientes, monitorar e controlar o fluxo nos estabelecimentos, adotar o uso de máscaras, entre outros protocolos. É uma notícia alentadora para milhares de lojistas de vestuário em todo o país, que vêm acumulando prejuízos por conta da paralisação de mais de 70 dias, causada pela pandemia de covid-19.

As perspectivas do varejo de vestuário, após a abertura das lojas, foi o tema da videoconferência realizada no dia 4 de maio pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Fernando Pimentel, que contou com Glauco Humai, presidente da Abrasce – Associação brasileira de Shoppings Centers; Edmundo Lima, presidente executivo da Abvetex e Gabriel Zandomênico, CEO da Oficina Reserva, especializada em moda masculina. Embora aliviados com a flexibilização, os executivos se mostraram cautelosos quanto ao crescimento imediato das vendas nas próximas semanas, até porque o funcionamento terá horário reduzido e a circulação de pessoas em praças de alimentação, salas de cinemas, teatros, e outras atrações oferecidas pelos shoppings – que aumentam o movimento de público – continua vetada, devido à quarentena que está vigorado oficialmente no país.

Impulso na engrenagem

Fernando Pimentel, presidente da Abit, disse que a pandemia já provocou enorme perda de vidas e que a paralisação – iniciada no país entre 18 e 20 de março, trouxe destruição de negócios e empregos. Porém, reconheceu que as medidas restritivas foram necessárias para conter o alastramento da doença. “Estamos vivemos uma situação dramática de saúde, social e econômica. Todavia, diversas cidades brasileiras começaram a flexibilizar as atividades comerciais, e mais recentemente, o estado de São Paulo bem como a capital paulista iniciaram esse movimento. São Paulo representa algo em torno de 25% do consumo de confeccionados no País. O Brasil tem cerca de 150 mil pontos de venda de vestuário e confeccionados (artigos de cama, mesa, banho, cortinas, etc.), dos quais 34 mil estão localizados no estado de São Paulo e cerca de 10 mil, na cidade de São Paulo. Na medida que esse comércio volta, começa-se a puxar a engrenagem da produção para chegar até à distribuição”, diz o dirigente. Segundo dados do setor, o varejo de vestuário no Brasil movimenta por ano cerca de R$ 177 bilhões.

Temperatura dos shoppings 

Glauco Humai, presidente da Abrasce, associação que representa 577 shoppings no país, ou seja, os empreendimentos que alugam espaços para milhares de lojistas, disse que o setor foi o mais afetado durante a pandemia, cujas perdas já passam de R$ 35 bilhões. “Foi muito traumático o fechamento dos 577 shoppings do Brasil simultaneamente. Foi como parar um transatlântico em movimento de forma abrupta. Isso nos fez repensar nossos processos e atividades”. O executivo reconheceu que o período de fechamento foi importante para preservar a saúde, e o setor aproveitou esse tempo para avaliar como seria a estratégia de abertura. “Já estamos com 75 dias de paralisação e praticamente 60% dos shoppings estão fechados no Brasil, enquanto a média na Europa (onde a covid-19 também se alastrou) o fechamento ficou em torno de 40 a 50 dias”. Humai conta que a Abrasce buscou elaborar um protocolo baseado em ações que foram feitas na Europa, Ásia, EUA e especialmente na Alemanha, que é referência em segurança sanitária. “Contratamos profissionais de saúde e desenvolvemos junto com o Hospital Sírio Libanês um protocolo de operação para que pudéssemos retomar com segurança as nossas atividades. Além disso, fizemos grandes investimentos para o fluxo de caixa dos lojistas que ultrapassam R$ 3 bilhões em isenção de aluguel, adiamento do pagamento de taxas e absorção de despesas e de custos, a fim de que as lojas fossem menos impactadas”. Segundo Humai, hoje estão abertos 248 shoppings em 111 das 222 cidades brasileiras que possuem estes estabelecimentos. Falando especificamente de São Paulo, epicentro da doença, com maior número de vítimas fatais e onde as medidas de restrição são mais severas, o presidente da Abrasce explicou que o movimento de reabertura começou a partir do dia 1 de junho. “No estado de São Paulo, dos 182 shoppings existentes, 62 já estão abertos em 34 cidades”.

Em Campinas, por exemplo, segunda maior região metropolitana do estado de São Paulo, o protocolo determinou que os shoppings centers poderão funcionar das 16h às 20h, com 20% da capacidade, não incluindo praças de alimentação, cinemas, teatros, academias, salões de beleza e serviços de valet.

Desafio do varejo

Edmundo Lima, presidente executivo da Abvetex, que representa o varejo de grande superfície, um conjunto de 9 mil pontos de venda que responde pela distribuição de 20% a 22% do vestuário no Brasil, disse que 100% das redes varejistas, que empregam aproximadamente 430 mil pessoas, estão fechadas. A operação administrativa está sendo realizada em home-office, enquanto parte das vendas são feitas por meio das redes sociais e sites das próprias marcas. Algumas lojas também implantaram o sistema drive thru para atender os clientes sem a necessidade de que eles saiam do carro.  Na opinião de Edumundo Lima, o consumidor está assustado com a pandemia e procurando manter o isolamento social. Por isso, nesse momento, a preocupação dos lojistas deve ser com a segurança e a saúde dos colaboradores e dos clientes que por ventura venham às lojas. “Não há dúvida de que viveremos uma nova realidade econômica, com drástica redução da renda e do emprego. Nesse gradual movimento de reabertura, vejo que o momento é de cautela, pois o consumidor está amedrontado e com mais consciência sobre seus gastos”.

Tanto Glauco Humai quanto Edmundo Lima observam que nas lojas já abertas, o fluxo de pessoas, devido aos protocolos de higienização e segurança – que incluem veto aos provadores de roupas – está reduzido e as vendas, dependendo da região do Brasil, estão entre 35% e 40% do volume normal. Na região Sul, onde a flexibilização começou primeiro – ainda no mês de maio, o fluxo foi positivo, chegando o movimento das vendas a 60%. “Nesse momento, o objetivo do lojista de shopping é resgatar a confiança do consumidor e não fazer ações que estimulem aglomerações dentro das lojas”, recomenda Humai. Já Edmundo Lima diz que o comércio de rua está tendo um fluxo maior de compradores do que no shopping, mas o volume de vendas tem sido abaixo das expectativas, o que demonstra que a retomada do consumo vai ser lenta e gradual.

Omnichannel fortalecido

Gabriel Zandomênico, CEO da Oficina Reserva, cuja marca de moda masculina opera tanto em loja de shopping, loja de rua e também e-commerce, disse que é um momento difícil para fazer projeções, pois a pandemia não acabou e o Brasil ainda vive o pico da doença. Além das ações sociais e motivadores que a Reserva fez, como a doação de máscaras de proteção, Gabriel disse que a marca tem tido boas respostas durante a paralisação, graças à sua plataforma on-line. “Há algum tempo adotamos o modelo Omnichannel, integrando nossas lojas físicas com o e-commerce, e isso nos deu agilidade para atender nossos consumidores. Muitos dos nossos clientes migraram para as compras on-line durante a quarentena, motivados por ações que lançamos, sempre voltadas ao consumo consciente e sustentável. Agora, com a possibilidade de abertura das lojas físicas, vamos investir na comunicação e divulgação dos protocolos de segurança dentro dos nossos estabelecimentos”.

Datas comemorativas como Dia dos Namorados (12 de junho), Dia dos Pais (9 de agosto) e Semana Brasil (Black Friday Verde-Amarela, em setembro), estão no radar dos lojistas que também esperam impulsionar as vendas das roupas de inverno neste período. “Vamos fazer de tudo para apoiar a retomada responsável dos negócios e atender bem nossos consumidores”, finaliza Glauco Humai.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 08/06/2020

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


ABNT propõe a padronização de tamanhos e medidas de roupas femininas
A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) está discutindo o projeto de norma que padroniza os tamanhos e medidas de peças de roupas femininas, buscando facilitar tanto a confecção das peças quanto o processo de compra por parte do consumidor.  2021-01-14 - Tags: abnt normas tecnicas vestuario padronizacao roupas femininas consulta publica

Micro e pequenas empresas pretendem investir no negócio em 2021
Pesquisa realizada pelo Sebrae junto aos donos de pequenos negócios mostra que, apesar de todas as dificuldades enfrentadas em 2020, a maioria dos empresários (63%) continua otimista e pretende realizar investimentos no próximo ano. Os aspectos prioritários onde os empresários pretendem aplicar seus recursos são: divulgação, modernização de produtos e processos, ampliação do atendimento ou capacidade produtiva, além de ampliação do mix de produtos/serviços, entre outros.  2021-01-06 - Tags: micro pequenas empresas negocios 2021 empresarios

Presidente sanciona Lei que cria a terceira fase do Pronampe
O presidente Jair Bolsonaro sancionou, na terça-feira (30), a Lei que assegurou a terceira fase do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Com a medida, o governo liberou mais R$ 10 bilhões de participação da União no Fundo Garantidor de Operações (FGO), que sobraram do Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese) e que serão utilizados como aval para empréstimos feitos por meio do programa.  2021-01-05 - Tags: programa nacional de apoio as microempresas e empresas de pequeno porte pronampe sebrae pese

Abvtex registra elevação da capacidade instalada das confecções e fábricas de calçados
A pesquisa mais recente, realizada no final de outubro pela ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), indica uma melhora significativa no Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) dos fabricantes de vestuário, calçados e acessórios como resultado do aumento dos pedidos dos varejistas.  2020-12-21 - Tags: abvtex balanco insumos impacto economia

Reativação econômica da moda aponta ano promissor na Colômbia
A reativação da indústria da moda colombiana já é uma realidade, segundo o monitoramento realizado pela Inexmoda a partir do Observatório da Moda em parceria com a Raddar Setorial. O retorno das atividades comerciais, após o confinamento da pandemia covid-19, impactou positivamente a dinâmica econômica, e moda se destaca pela recuperação favorável.  2020-12-16 - Tags: raddar setorial moda colombiana mercado colombia consumo pos pandemia

Black Friday movimenta mais de R$ 5,1 bilhões em compras no e-commerce
Mesmo com a reabertura das lojas físicas, a Black Friday 2020 foi um sucesso no que diz respeito ao consumo dos brasileiros pelo e-commerce. Um levantamento realizado pela Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, mostra que o faturamento nos dias 26/11 e 27/11 foi de R$ 5,1 bilhões – valor 31% maior do que o mesmo período do ano passado.  2020-11-30 - Tags: black friday 2020 neotrust compre confie clear sale

Pesquisa mostra que consumidores preferem comprar roupas em lojas físicas
Pesquisa inédita realizada pela Hibou, especializada em monitoramento de mercado e consumo, apurou a relação dos brasileiros com o consumo de moda. Realizada digitalmente com mais de mil entrevistados, em todas as regiões do país, entre 10 e 14 de setembro, a pesquisa mostra que 89% dos brasileiros preferem adquirir roupas e acessórios em loja física - equivalente a 7 em cada 10 consumidores; enquanto 40% optam por comprar pela internet, seja sites ou aplicativos, e 31% por whatsapp.  2020-11-24 - Tags: hibou mercado consumo vestuario

Senado aprova terceira fase do programa que amplia o crédito para pequenos negócios
O Senado aprovou na última quarta-feira (18) o projeto que altera a lei do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), autorizando a terceira de rodada de financiamentos aos pequenos negócios atingidos pela crise gerada pela pandemia. O programa foi criado em maio e já liberou cerca de R$ 28 bilhões, em mais de 450 mil contratos.  2020-11-23 - Tags: programa nacional de apoio as microempresas pronampe katia abreu credito

Mercado internacional é desafio para pequenos negócios
O mercado internacional apresenta-se como um grande desafio para as empresas brasileiras, sobretudo para os pequenos negócios. Das quase 22 mil empresas que exportam no Brasil, 41% são pequenos negócios, mas eles representam apenas 0,5% do valor total exportado. Os dados foram apresentados pelo presidente do Sebrae, Carlos Melles, durante o primeiro dia do 39º Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex).  2020-11-17 - Tags: encontro nacional de comércio exterior carlos melles associação de comércio exterior do brasil sebrae

Vendas nos canais digitais da Riachuelo crescem 380% no terceiro trimestre
Em um cenário desafiador devido aos impactos da pandemia, o Grupo Guararapes investiu na proposta de valor ao cliente por meio de uma melhor experiência de compra. Reflexo desses esforços foi a conquista de um crescimento de 380% nas vendas por meio dos canais digitais da Riachuelo e um aumento de 33% do ticket médio no terceiro trimestre de 2020, mesmo com todas as lojas físicas reabertas a partir de agosto.  2020-11-13 - Tags: grupo guararapes riachuelo instituto brasileiro de executivos de varejo casa riachuelo

Quase 85% dos pequenos negócios de moda já retomaram atividades
Os empresários do setor da moda estão cautelosos com o movimento de retomada da economia. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, a grande maioria reduziu o volume de compras ou desistiu de adquirir novas coleções para a próxima temporada, em comparação com 2019 (20% não compraram e 39% reduziram o volume de compras acima de 30%).  2020-10-30 - Tags: varejo de moda retomada economia sebrae pesquisa compras empreendedores capital de giro estoques

Varejo de moda tem desempenho favorável, aponta enquete da Abvtex
As redes varejistas de moda associadas à Abvtex (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), que representam cerca de 100 marcas de vestuário, calçados, acessórios de moda, além de artigos têxteis para o lar, reportaram um bom desempenho em setembro deste ano em relação ao mesmo mês do ano passado.  2020-10-29 - Tags: abvtex edmundo lima varejo de moda black friday varejo textil

Falta de tecido e insumos pode afetar Black Friday
Milhares de lojistas podem não participar da Black Friday neste ano por falta de estoque. O problema surgiu no começo da pandemia que, por muitos meses, reduziu o consumo no comércio. A queda inicial na demanda levou os fabricantes a pararem a produção de materiais como tecido e outros itens que abastecem a cadeia da moda, entre vários setores.  2020-10-28 - Tags: black friday tecidos insumos carolina soares lojistas cadeia de moda cni

Prévia do Balanço de Vendas de outubro indica recuperação da economia no fim do ano
O Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) da primeira quinzena de outubro dá mostras de que a economia paulistana pode se recuperar já no fim deste ano. Os números apontam que houve um crescimento de 37,9% comparado aos primeiros 15 dias de setembro de 2020.  2020-10-23 - Tags: associacao comercial de sao paulo economia paulistana marcel solimeo acsp

Pequenos negócios registram melhoria no acesso a crédito
Pesquisa feita pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, revelou que no mês de setembro houve uma melhora no acesso ao crédito por parte dos pequenos negócios. De acordo com o levantamento, entre as micro e pequenas empresas que buscaram empréstimos, 31% tiveram o pedido aprovado pelas instituições financeiras.  2020-10-22 - Tags: sebrae credito pequenas empresas funcacao getulio vargas insituicoes financeiras atividades pronampe

Centauro abre 1.400 vagas de emprego
A Centauro abre 1.400 vagas de emprego. A companhia vai contratar colaboradores fixos, além de temporários para o final do ano, época de movimento pautado pela Black Friday e Natal. As oportunidades incluem vagas de vendedores e assistentes para as mais de 200 lojas da empresa, espalhadas por todo o Brasil, e profissionais de logística para os centros de distribuição da rede, localizados nas cidades de Jarinu (São Paulo) e Extrema (Minas Gerais).  2020-10-16 - Tags: centauro america latina vagas de emprego jarinu produtos esportivos

The Lycra Company mostra tecnologia para jeanswear em mercado aquecido
A quarta edição do Lycra® Trend Sessions 2021 Digital apresentou, no dia 14 de outubro, as principais tecnologias da marca para o segmento jeanswear, que tem mostrado aquecimento, mesmo durante a pandemia. Com mediação de Silvana Eva, gerente de marketing da The Lycra Company, o evento contou com as participações de clientes convidados e dos executivos da companhia que deram um panorama do setor e falaram sobre novidades em produtos para o desenvolvimento de coleções.  2020-10-15 - Tags: lycra trend sessions 2021 digital the lycra company silvana eva lycra jeanswear

Grupo Elian completa 30 anos de evolução e crescimento no setor de moda
Das linhas de uma pequena máquina de costura nasceu a história do Grupo Elian, que comemora 30 anos de atuação no mercado de vestuário. Foi em 1990, em Jaraguá do Sul, que os fundadores Eliete e Francisco Caviguioli sonhavam em produzir moda para encantar, conectando estratégia de negócios com comprometimento de seus colaboradores e excelência na produção.  2020-10-07 - Tags: grupo elian 30 anos mercado moda jaragua do sul francisco caviguioli

Semana Brasil impulsionou vendas no e-commerce que faturou R$ 2,3 bi
O e-commerce brasileiro faturou R$ 2,3 bilhões durante a Semana Brasil, realizada entre 3 e 13 de setembro, com crescimento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2019, porém, a alta havia sido de 41% em relação ao ano anterior. De acordo com pesquisa realizada pelo Cielo para o Global Retail Show, o evento teve queda de 8,3% no faturamento sobre o ano passado.  2020-09-29 - Tags: semana do brasil ecommerce global retail show varejo cielo

Salvatore Ferragamo reduzirá emissão de gases do efeito estufa em 42% até 2029
Com base em seu compromisso com um futuro sustentável e de acordo com o nível de descarbonização necessário para evitar os efeitos mais prejudiciais da mudança climática, o Grupo Salvatore Ferragamo estabeleceu metas baseadas na ciência para reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Duas metas significativas a serem atingidas até 2029.  2020-09-25 - Tags: grupo salvatore ferragamo science based targets acordo de paris emissoes de gases sustentabilidade ferruccio ferragamo