Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

The Lycra Company apresenta pesquisa de consumo de jeanswear no Brasil

Até que ponto a pandemia mudou os hábitos do consumidor brasileiro de jeanswear? Para responder esta pergunta a The Lycra Company encomendou uma pesquisa feita pelo Ipec (antigo Ibope Inteligência) que ouviu 1 mil pessoas entre 16 e 54 anos, de todas as classes sociais e regiões do país. Os dados, coletados em agosto de 2021, mostram que o isolamento social impactou o consumo e apontam mudanças no comportamento de compra: o consumidor está buscando mais conforto e durabilidade nas peças em vez de preço baixo.

A pesquisa sobre o Consumo no Mercado de Jeanswear foi apresentada pela gerente de marketing da The Lycra Company, Silvana Eva, no dia 27 de outubro, durante o Lançamento de Coleções no espaço Denim City, em São Paulo, em evento que reuniu público presencial e virtual. Também participaram da apresentação, via webinar, a vice-presidente América do Sul da companhia, Adriana Morasco, e a diretora global de Marketing Estratégico para Denim da The Lycra Company, Ebru Ozaydin.

Destaques da pesquisa

A pesquisa abordou apenas pessoas que comparam jeans nos últimos 12 meses, ou seja, durante a pandemia. Houve uma predominância nas respostas da classe B/C, 51%, contra 26% da classe A e 20% D/E mais centralizado na Região Sudeste, onde há maior consumo de jeanswear. Entre os itens feitos com tecido denim, a calça jeans segue na liderança do produto mais vendido, mas as calças de sarja surpreenderam, aumentando a participação no consumo de 26% (2018 – último ano da pesquisa) para 36% em 2021.

“A calça de sarja teve um crescimento de mercado de 10%. Existe uma demanda muito alta por produtos de sarja, segmento que acelerou bastante devido ao aumento do consumo das classes CDE que praticamente não parou de trabalhar na pandemia e precisou comprar roupas.”, comenta Silva Eva.

Outro dado interessante da pesquisa foi em relação à frequência de compra durante a pandemia: 44% dos entrevistados responderam que diminuiu; 42% permaneceu igual antes da crise e apenas 11% aumentaram o consumo, demonstrando que para a maioria, o isolamento social influiu totalmente no seu comportamento de consumo. Entre aqueles que compraram vestuário, peças de moletom, calça legging e pijamas foram os itens mais procurados.

No caso da categoria jeans, a pesquisa detectou que a compra foi estimulada pela reposição de produto no guarda-roupa. Um detalhe é que as calças de sarja se sobressaem mais que o jeans (denim) na preferência, quando apresentam alguma novidade na loja – seja modelagem, cores, etc.

Finalmente, respondendo à pergunta: O que você considera mais importante quando vai comprar uma calça jeans? A pesquisa mostrou que desde 2018 até a 2021, o atributo número 1 é o conforto, seguido por qualidade e durabilidade, ajuste no corpo e custo benefício – sendo este item apontado por 64% dos entrevistados, enquanto o preço baixo é citado por apenas 32%. “Isso mostra que ficar na briga por preço, quem acaba perdendo são as marcas. Hoje, o consumidor está disposto a comprar produtos duráveis e de qualidade”, reforça a gerente de marketing da Lycra®, Silvana Eva.

Lojas e marcas

As lojas de departamento continuam liderando como pontos de venda onde os consumidores mais compram calça jeans/sarjas; cerca de 66%. As multimarcas perderam um pouco de espaço na preferência dos consumidores, ficando na média de 45% e a internet passou a ocupar o terceiro lugar no ranking. Em 2018 ela representava 18% e saltou para 29% em 2021 enquanto a loja de marca própria, que era 29% foi para 22%.

Outra curiosidade revelada na pesquisa é que a maioria dos consumidores de jeans responderam que não lembram ou não sabem a marca que compram. As únicas citadas foram Levi’s e Hering, mostrando que o brasileiro ainda não consegue identificar e fidelizar marca. Por outro lado, quando abordado sobre as marcas mais conhecidas no segmento jeanswear, aparece Calvim Klein na liderança, seguida por C&A, Renner, Riachuelo, Hering, Levi’s, Marisa, Colcci, Zara e Malwee.

Em 2018, os consumidores consumiam 2.7 tipos de calças diferentes, em 2021 esse número aumentou para 3.2 tipos diferentes, ou seja, estão comprando mais variedade de modelagens. A calça jeans sknny continua campeã na preferência dos consumidores, esse modelo foi de 46% para 61%, um aumento expressivo, enquanto a calça tradicional caiu de 57% para 41%.

A penetração de elastano no mercado jeanswear cresceu bastante no Brasil, tanto nas peças femininas quanto masculinas. Silvana Eva comenta: “A gente ouve no mercado que moda agora é calça 100% algodão, não é isso que o mercado está mostrando, a pesquisa independente atesta que a calça com elastano ainda é a preferida pelo consumidor, especialmente o feminino. Mesmo no masculino, a calça tradicional também foi desbancada e a modelagem que mais vende neste segmento é a slim, revelando que o consumidor está buscando novos produtos, embora na sarja, tenha havido um crescimento importante da modelagem folgada, que aumentou de 10% para 29%”.  

Já com relação ao reconhecimento do público pela marca Lycra®, a pesquisa mostra que 70% dos entrevistados a conhecem. “Por isso trabalhamos uma série de parcerias para estimular nossos clientes no desenvolvimento de novos produtos”, acrescenta Silvana Eva.

Consumidor global

A diretora global de Marketing Estratégico para Denim da The Lycra Company, Ebru Ozaydin, após ouvir a pesquisa brasileira comentou sobre o comportamento do consumidor global: “A gente vê uma tendência do estilo casual em todos os segmentos da moda. O estilo formal realmente saiu de cena com a pandemia. Além disso, 65% da população mundial em 2020 teve que trabalhar períodos em home office, o que estimulou a busca por conforto e praticidade das peças”. A executiva disse ainda que a sustentabilidade é um valor percebido principalmente pelos consumidores jovens. “Eles buscam uma vida útil maior do vestuário e querem manter o jeans no armário por mais tempo. Essa geração Z também valoriza os atributos dos fios tecnológicos, a rastreabilidade e origem dos produtos têxteis devido à maior consciência ambiental e social.”

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Reprodução

Data de publicação: 28/10/2021

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Alpargatas conclui venda da marca Osklen para Grupo Dass
A Alpargatas concluiu a venda (anunciada no final de 2021) de sua fatia de 60% da marca Osklen, avaliada em R$ 400 milhões, para o Grupo Dass, que detém os diretos sobre as marcas Fila e Umbro, conforme informado pela agência Reuters. A oferta, segundo a Alpargatas, envolve uma parte fixa de R$ 300 milhões, a ser paga em três parcelas, e uma parte variável de até R$ 100 milhões, “condicionada ao atingimento de determinadas metas durante os exercícios de 2022 e 2023.  2022-05-16

Guararapes mantém consistência de crescimento na receita
A Guararapes Confecções S.A., controladora da rede varejista Lojas Riachuelo, divulgou os resultados do primeiro trimestre de 2022, apresentando consistência no crescimento da receita líquida de mercadorias, que totalizou R$1,2 bilhão, um aumento de 44,8% em relação ao primeiro trimestre de 2021 e de 16,3% versus o mesmo período de 2019, com aceleração em abril.  2022-05-16

Lojas Renner se compromete em reduzir emissões absolutas de gases do efeito estufa
Enquanto celebra o avanço de sua estratégia de sustentabilidade, a Lojas Renner também se concentra em finalizar a estruturação do seu novo ciclo de compromissos públicos que irá formalizar as ambições da companhia nessa área para os próximos anos. A varejista já antecipa uma de suas metas relacionadas a mudanças climáticas que, pela primeira vez, é baseada na ciência e foi aprovada pela Science Based Targets Initiative (SBTi).  2022-05-13

Gucci aceita criptomoeda e marca um 'salto' para a indústria de luxo
A marca italiana de moda de luxo Gucci começará a aceitar criptomoedas como meio de pagamento em algumas lojas nos EUA. O projeto piloto começará em cinco lojas no final deste mês, marcando um passo significativo para a Gucci combinar sua Web3 e comunidades físicas. O movimento marca uma validação importante para a moeda digital com uma marca de luxo líder de mercado.  2022-05-12

Sebrae e ApexBrasil lançam programa para ampliar participação das MPE nas exportações brasileiras
O Sebrae e a agência ApexBrasil lançaram o MPE Global, programa que conta com o apoio do Ministério das Relações Exteriores e tem como objetivo promover a participação de pequenas empresas das cadeias de moda (vestuário, calçados e acessórios), na pauta de exportações brasileiras. Apesar das micro e pequenas empresas representarem 99% dos empreendimentos no país, sua participação no valor exportado ainda é baixa.  2022-05-10

Aciju divulga balanço da 25ª edição da Felinju
A Associação Comercial e Industrial de Juruaia (Aciju), organizadora da Felinju-Moda e Lingerie de Juruaia, divulgou o balanço da 25ª edição da feira. O evento realizado dos dias 28 a 30 de abril foi marcado pela retomada presencial e contou com mais de 50 marcas expositoras, palestras, desfiles, oferecendo oportunidades de negócios aos clientes e as marcas. A feira recebeu um total de 22.500 visitantes divididos entre o formato virtual e presencial.  2022-05-06

Lectra apresenta nova organização no Brasil e América do Sul
No dia 1 de junho de 2021, a Gerber Technology passou a fazer parte do Grupo Lectra e a partir de 1º de maio de 2022, a representação da marca e produtos Gerber no Brasil passou a ser realizada diretamente através da filial da Lectra, que possui escritórios em São Paulo e Blumenau.  2022-05-05

Dafiti otimiza processo de vendas para impulsionar e-commerce
O mês de maio chega acompanhado de grandes expectativas para o varejo têxtil com o Dia das Mães. Uma forma que as pessoas buscam para realizar a compra de artigos de moda é por meio do e-commerce. A Dafiti, maior fashiontech da América Latina, possui parceria com o Bling, sistema de gestão do Grupo Locaweb, que tem como objetivo otimizar os processos de gestão de negócios e melhorar a eficiência de seus vendedores.  2022-05-04

Iniciativa fortalece PMEs da cadeia têxtil e de confecções de São Paulo
A Organização Internacional do Trabalho (OIT), em parceria com a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit) e a Associação Brasileira do Varejo Têxtil (ABVTEX), vai fortalecer as pequenas e médias empresas (PMEs) da cadeia têxtil e de confecções da Região Metropolitana de São Paulo, inicialmente, por meio da introdução no Brasil da metodologia Sustentando Empresas Competitivas e Responsáveis (SCORE, na sigla em inglês).  2022-05-03

Aumento de preços na indústria de vestuário é de quase 30%, aponta IEMI
Pesquisa realizada pelo IEMI - Inteligência de Mercado, empresa especializada em pesquisa setorial, revelou que o aumento médio dos preços de insumos como tecidos, malhas e aviamentos foi de 29,3% em 2021, comparado com 2020. A pesquisa, feita com 100 empresas de confecções de abrangência nacional, mostra que 96% dos entrevistados sentiram esse aumento.  2022-04-29

Minas Trend aponta caminhos para transformação no setor
O 27ª Minas Trend foi aberto oficialmente na terça-feira (19) com uma coletiva de imprensa com Flávio Roscoe, presidente da FIEMG, e Afonso Maria Rocha, superintendente do Sebrae Minas. Roscoe destacou, inicialmente, que esta é a 27ª edição do Minas Trend, mas, na verdade, é o seu renascimento, uma vez que é a segunda edição pós-pandemia.  2022-04-20

Grupo brasileiro assume a gestão da marca italiana Diadora no Brasil
Varejista com 40 anos de existência e 120 lojas no Brasil, o Grupo Oscar anunciou contrato exclusivo de licenciamento e distribuição da marca italiana de sportswear Diadora no Brasil. O contrato garante ao grupo o direito de criar coleções, gerir o marketing, receber coleções europeias e distribuir itens da marca que ao longo de mais de 70 anos tem escrito uma das principais histórias de marcas esportivas do mundo.  2022-04-19

Arezzo&Co anuncia aquisição de fábrica de bolsas e empresa sourcing
Arezzo&Co (B3:ARZZ3), grupo que reúne as marcas Arezzo, Schutz, Anacapri, Alexandre Birman, Fiever, Alme, Vans, Grupo Reserva, BAW Clothing, Carol Bassi e TROC, anuncia a aquisição da HG e Sunset, duas empresas brasileiras de ponta na cadeia de fornecimento do segmento de calçados e bolsas.  2022-04-18

Dez compradores internacionais confirmam presença no Minas Trend
Visando promover a conexão entre as empresas mineiras do setor de moda com compradores internacionais selecionados, o Projeto Encontro de Negócios Internacionais acontecerá entre os dias 19 e 21 de abril de 2022, durante a 27ª edição do Minas Trend. Representantes de países como Inglaterra, Alemanha, Itália, Mônaco, Israel, Bolívia, Paraguai e Uruguai participam do evento.  2022-04-11

Grupo Malwee se une ao Movimento Sou de Algodão
O Grupo Malwee, uma das maiores empresas de moda do Brasil, se uniu ao Sou de Algodão, iniciativa da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), um movimento único no Brasil que une todos os agentes da cadeia produtiva do algodão e da indústria têxtil, incentivando o uso da fibra e promovendo a moda responsável e o consumo consciente.  2022-04-06

Aplicativo inédito promove reciclagem de roupas e moda circular
O aplicativo Plataforma Circular Cotton Move, iniciativa inédita no setor de Moda global, acaba de ser lançado e está disponível para download na Apple Store e Play Store, através do QR Code do projeto. A plataforma também é acessível pelo desktop em plataformacircular.app. O foco da plataforma é reduzir o desperdício têxtil e aumentar a escala da reciclagem de roupas de algodão no país, gerando novos produtos com fibras recicladas.  2022-04-01

Denim Show mostra indústria indiana de jeans na primeira edição de Mumbai
Inovador, elegante e sustentável, assim promete ser a Denim Show em sua primeira edição de Mumbai, Índia, que acontece de 12 a 14 de maio de 2022, no recém-lançado Jio World Convention Center (JWCC) em BKC. Como um dos segmentos de mercado em recuperação mais rápida após o surto de pandemia de Covid, a indústria de denim deve apresentar uma taxa de crescimento sustentável de 12% CAGR, destacou o secretário-geral da Denim Manufacturer Association (DMA), Gagandeep Singh.  2022-03-23

Solução desenvolvida pelo Sebrae auxilia empresários a montar um plano de negócios
Muitas pessoas desistem de colocar uma ideia em prática antes mesmo de começar. Para muitas delas, montar um plano de negócios pode ser desafiador, complicado e demandar muito tempo. Esse é um equívoco bastante comum por parte de quem pretende começar a empreender. Pensando nesse público, o Sebrae criou uma solução totalmente virtual e gratuita que descomplica a vida de quem quer abrir a própria empresa: o PNBOX.  2022-03-18

Grupo Paraíso comemora 30 anos como uma das maiores confecções do País
O Grupo Paraíso, detentor das marcas Amo Paraíso, LeTut, Le Bhua e Turminha Paraíso realizará ações bem focadas para festejar os seus 30 anos. As festividades serão no dia 30 de abril no Centro de Eventos de Terra Roxa, localizado no Paraná.  2022-03-17

Comércio de roupas é a atividade que mais formalizou MEI desde o início da pandemia
Apesar dos fortes impactos da pandemia do covid-19 sobre a economia brasileira, o número de microempreendedores individuais (MEI) continuou a crescer e tem batido recordes de formalizações ano a ano. Somente em 2020 e 2021, foram criados 5,7 milhões de MEI, sendo que a atividade que mais apresentou adesões foi a de comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, com cerca de 380 mil formalizações.  2022-02-18 - Tags: microempreendedores mei economia mercado sebrae melles pandemia