Language
home » moda & varejo » moda vestuário » mercado

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Semana Digital Print debate mercado têxtil com avanço do e-commerce

“As perspectivas e as oportunidades para o mercado têxtil pós-pandemia”, foi um dos temas apresentados durante a Semana Digital FuturePrint 30 Anos, que apresentou em sua plataforma on-line uma série de conteúdos voltados para atualização profissional e negócio. Neste webinar foram abordados tópicos como, desafios do e-commerce para as confecções, a reconfiguração da indústria para se conectar com seus clientes e o comportamento do consumidor, a partir da experiência vivida no isolamento social. O debate, conduzido por Henri Kanji, fundador do canal Buscatêxtil, contou com as presenças de Eduardo Cristian, CEO da Black West, especialista em confecção e mentor do projeto “Costurando Sucesso”; Marcelo Costa, CEO da Brand Têxtil estamparia, localizada em Americana (SP); o consultor empresarial, Roberto Vilela e Fernando Guglielmetti, gerente sênior de e-commerce da C&A Brasil.

  • Indústria têxtil

Com fábrica em Americana e há 15 anos no mercado, a Brand Têxtil fornece estamparia de moda exclusiva para grandes malharias do país, com uma produção de cerca de 20.000 metros/mês. O CEO da empresa, Marcelo Costa ,conta que a pandemia e o lockdown que se seguiu a partir  de março, afetou a produção. “Fomos praticamente surpreendidos com o impacto. Estávamos com a carteira de produtos vendida e acordamos sem saber o que fazer. Como o mercado parou, não faltou mercadoria, o preço também não subiu, simplesmente porque não tinha comprador. Foi péssimo”. A estamparia, que até então não dispunha de um serviço de e-commerce, teve que partir para o corpo a corpo virtual junto aos clientes. “Fomos buscar as estilistas em suas casas, por meio de chamadas de vídeo, para oferecer nossos produtos. Trabalhamos on-line junto com os representantes, avisando aos clientes que estávamos funcionando, mesmo com a pandemia”. Segundo Costa, a “lição” que ele aprendeu com a paralisação foi que o cliente não vem à indústria, é ela que deve procurá-lo. O executivo destaca que disponibilizar imagens das coleções pela internet surte efeito na divulgação do produto, mas a efetivação da venda ainda depende do contato direto com o cliente. “Você precisa da pilotagem, do representante, você precisa ir até a confecção. Porém, nos meses em que esse contato físico não foi possível, tivemos que desenvolver uma plataforma digital de estampas para o cliente acessar nosso acervo e treinamos o pessoal de atendimento. Então, surgiram pedidos no meio da pandemia e a gente conseguiu fazer a entrega. A luz no fim do túnel começou a aparecer na metade do mês de junho”, revela.

Marcelo Costa diz ainda que a impressão digital conseguiu atender a demanda, mesmo durante a crise. A Brand Têxtil possui quatro impressoras digitais e uma rotativa. “ A impressão digital é rápida, proporciona uma variedade de estampas e poucos volumes. Devido à situação atual do mercado, as empresas tendem a comprar poucas metragens e a impressão direta no tecido terá crescimento rápido, mesmo após a pandemia, pois o consumidor despertou para um gasto mais econômico, sustentável e consciente”.

  • Confecção

Marca de moda masculina criada em 2013, a Black West está presente em mais de 500 lojas no Brasil. O CEO Eduardo Cristian avalia que a pandemia afetou muito as confecções devido à impossibilidade de comercializar seus produtos no varejo e no atacado. “No início da pandemia, eu fiz análise que pelo menos 20% das confecções iriam fechar as portas em 90 dias; e entre 15% e 20% iriam conseguir se manter, com muitas dificuldades financeiras, devido à falta de fluxo de caixa e capital de giro para comprar matéria-prima. Todavia, após o período de 110 dias de quarentena, constatamos que 60% das confecções conseguiram dar uma guinada e se recuperaram rapidamente, frente às outras que ficaram esperando o que ia acontecer para depois reagir”. Especialista em moda, Cristian reconhece a importância do e-commerce para as vendas no varejo, mas afirma que só tiveram êxito as empresas que já estavam bem estruturadas neste modelo de negócio. Ele diz que o cenário de pandemia trouxe grandes desafios aos confeccionistas, especialmente os pequenos, para entrarem no mundo digital. E deu algumas dicas. “Para chegar no e-commerce, comece primeiro pelas redes sociais e treine o pessoal para responder o consumidor. Só depois é que se deve investir numa plataforma de e-commerce. Tem plataformas que custam entre R$ 20 mil e R$ 30 mil, dependendo da personalização, mas é possível começar com soluções mais básicas de lojas virtuais”. Eduardo Cristian enfatiza que primeiro, a empresa precisa criar audiência nas redes socais. “Se sua marca não é conhecida, não foque em público de atacado, que é voltado para volume. O e-commerce é um negócio paralelo à loja física, e por isso, precisa ser bem planejado. Portanto, focar em um nicho específico e falar diretamente com sua comunidade é o ideal para iniciar este processo”. Eduardo Cristian também recomenda que neste momento de retomada, é preciso fazer o básico bem feito. “Quando não se tem parâmetro do que é inovação, evite riscos. A tendência da próxima temporada é girar o estoque que tem dentro de casa e equilibrar a receita. Produto capsula pode ser uma saída para aproveitar a onda do mercado. O resultado da venda começa no time da confecção, com custo certo na hora certa, com replanejamento da produção para fazer o básico bem feito. É preciso também rever o modelo de gestão para que o resultado da venda aconteça, enfim, é preciso se adaptar a um novo modelo de mercado”.

  • Varejo

Fernando Guglielmetti, gerente sênior de e-commerce da C&A no Brasil, uma das maiores cadeias de varejo de moda do mundo, relatou que a empresa instituiu, logo no início da pandemia, um comitê de crise, já que todas as lojas da rede foram fechadas. “Nosso faturamento se reduziu ao comércio on-line, através do aplicativo e do site da C&A. Mudamos a estrutura da organização para atuar no único canal que estava disponível naquele momento, que era o digital. Foi a nossa maior alavanca de vendas nesse período que nos permitiu, mesmo com as lojas fechadas, manter um percentual razoável do nosso faturamento. Ficamos satisfeitos com os resultados da aceleração do canal digital”. Segundo ele, hoje a C&A opera com 240 lojas que entregam os pedidos feitos no e-commerce em todo o Brasil. “Isso foi o nosso diferencial nesse período da pandemia. A gente vinha com crescimento de 30% a 40% nos últimos anos, mas em 2020 passou de 3 dígitos. Muitos consumidores experimentaram o canal digital pela primeira vez na pandemia, e muitos clientes das lojas físicas também se tornaram omnichannel. A gente percebe que esse hábito de comprar pela internet vai continuar. Agora já estamos com aproximadamente 190 lojas abertas, e mesmo assim, o ritmo de crescimento do online não diminuiu”. Guglielmetti acrescenta que o home-office também impulsionou as vendas de roupas confortáveis e básicas.  “Na C&A houve uma explosão na procura por pijamas, pantufas, camisetas e moletom. A moda não é mais decidida pela loja”. Ele também afirma que o consumidor está comprando mais por dispositivos móveis. “Devido ao espaço da tela pequena, o celular é um desafio para as marcas oferecerem experiência de qualidade aos consumidores. Por isso investimos no nosso APP, que antes tinha 500 mil usuários ativos a cada 30 dias, mas que com a pandemia, já alcançamos 3 milhões de usuário ativos.  Hoje, o mobile representa mais de 90% dos acessos às plataformas de e-commerce e o WhatsApp passou a ser uma ferramenta que o varejo encontrou para se relacionar com seus clientes”.

Por sua vez, o consultor empresarial, Roberto Vilela, foi instado pelo mediador Henri Kanji a dar sugestões para que os gestores possam se adaptar a este novo cenário de pandemia. Ao que ele respondeu: “Para neutralizar os impactos maiores da crise, primeiro é preciso aceitar a mudança. É preciso superar a resistência dos empresários seja para investir no mundo digital, seja para mudar seu comportamento em relação ao negócio. Ele precisa vir para o front de vendas. O segundo ponto é fazer uma revisão constante do planejamento, o terceiro é a tomada de decisão ativa, ou seja, deve ser capaz de dar resposta rápida, isso significa, em alguns momentos cortar na carne, tomar decisões que não são tão agradáveis, porém, necessárias para que a empresa sobreviva”. Vilela finaliza recomendando maior integração na cadeia de valor. “É fundamental que se tenha conexões consistentes com o mercado, inclusive com seu concorrente. Seja humilde e transparente com seu fornecedor, cliente e colaborador. Um bom gestor tem que ter atitude e não deve ter medo de correr riscos”.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Marcia Mariano
Fotos: Divulgação

Data de publicação: 13/08/2020

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Prévia do Balanço de Vendas de outubro indica recuperação da economia no fim do ano
O Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) da primeira quinzena de outubro dá mostras de que a economia paulistana pode se recuperar já no fim deste ano. Os números apontam que houve um crescimento de 37,9% comparado aos primeiros 15 dias de setembro de 2020.  2020-10-23 - Tags: associacao comercial de sao paulo economia paulistana marcel solimeo acsp

Pequenos negócios registram melhoria no acesso a crédito
Pesquisa feita pelo Sebrae, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, revelou que no mês de setembro houve uma melhora no acesso ao crédito por parte dos pequenos negócios. De acordo com o levantamento, entre as micro e pequenas empresas que buscaram empréstimos, 31% tiveram o pedido aprovado pelas instituições financeiras.  2020-10-22 - Tags: sebrae credito pequenas empresas funcacao getulio vargas insituicoes financeiras atividades pronampe

Centauro abre 1.400 vagas de emprego
A Centauro abre 1.400 vagas de emprego. A companhia vai contratar colaboradores fixos, além de temporários para o final do ano, época de movimento pautado pela Black Friday e Natal. As oportunidades incluem vagas de vendedores e assistentes para as mais de 200 lojas da empresa, espalhadas por todo o Brasil, e profissionais de logística para os centros de distribuição da rede, localizados nas cidades de Jarinu (São Paulo) e Extrema (Minas Gerais).  2020-10-16 - Tags: centauro america latina vagas de emprego jarinu produtos esportivos

The Lycra Company mostra tecnologia para jeanswear em mercado aquecido
A quarta edição do Lycra® Trend Sessions 2021 Digital apresentou, no dia 14 de outubro, as principais tecnologias da marca para o segmento jeanswear, que tem mostrado aquecimento, mesmo durante a pandemia. Com mediação de Silvana Eva, gerente de marketing da The Lycra Company, o evento contou com as participações de clientes convidados e dos executivos da companhia que deram um panorama do setor e falaram sobre novidades em produtos para o desenvolvimento de coleções.  2020-10-15 - Tags: lycra trend sessions 2021 digital the lycra company silvana eva lycra jeanswear

Grupo Elian completa 30 anos de evolução e crescimento no setor de moda
Das linhas de uma pequena máquina de costura nasceu a história do Grupo Elian, que comemora 30 anos de atuação no mercado de vestuário. Foi em 1990, em Jaraguá do Sul, que os fundadores Eliete e Francisco Caviguioli sonhavam em produzir moda para encantar, conectando estratégia de negócios com comprometimento de seus colaboradores e excelência na produção.  2020-10-07 - Tags: grupo elian 30 anos mercado moda jaragua do sul francisco caviguioli

Semana Brasil impulsionou vendas no e-commerce que faturou R$ 2,3 bi
O e-commerce brasileiro faturou R$ 2,3 bilhões durante a Semana Brasil, realizada entre 3 e 13 de setembro, com crescimento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2019, porém, a alta havia sido de 41% em relação ao ano anterior. De acordo com pesquisa realizada pelo Cielo para o Global Retail Show, o evento teve queda de 8,3% no faturamento sobre o ano passado.  2020-09-29 - Tags: semana do brasil ecommerce global retail show varejo cielo

Salvatore Ferragamo reduzirá emissão de gases do efeito estufa em 42% até 2029
Com base em seu compromisso com um futuro sustentável e de acordo com o nível de descarbonização necessário para evitar os efeitos mais prejudiciais da mudança climática, o Grupo Salvatore Ferragamo estabeleceu metas baseadas na ciência para reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE). Duas metas significativas a serem atingidas até 2029.  2020-09-25 - Tags: grupo salvatore ferragamo science based targets acordo de paris emissoes de gases sustentabilidade ferruccio ferragamo

Empresas cada vez mais confiam nos certificados e selos da OEKO-TEX diz relatório
A Oeko-Tex®, organização com sede na Suíça, observou resultados positivos nos negócios, apesar dos desafios ocasionados pela pandemia do covid-19. A associação emitiu um total de 24.205 certificados e selos no último ano fiscal (2019-2019) registrando um aumento de 13% na demanda.  2020-09-18 - Tags: oeko tex suica associacao covid 19 selo vrrde made in green pandemia step by oeko-tex

Pernambucanas inaugura sua primeira loja conceito em São Paulo
A Pernambucanas, uma das maiores marcas varejista nacional, acaba de inaugurar sua primeira loja conceito em São Paulo, na região da Consolação, e a terceira no Brasil. Os investimentos da companhia vão na direção da Omnicanalidade, reforçando o conceito Fígital - que une o melhor dos universos físico e digital para aprimorar a jornada de compra dos clientes, e o sólido plano de expansão da empresa, intensificando a capilaridade de produtos e serviços da Pernambucanas por todo o país.  2020-09-16 - Tags: pernambucanas varejo loja conceito omnicanalidade sergio borriello sao paulo

Governo promove Semana do Brasil para estimular a economia
De 3 a 13 de setembro, acontece a 2ª edição Semana do Brasil, campanha promovida pelo governo federal para estimular o comércio varejista, que espera alta de 11% nas vendas. O evento deste ano tem um significado maior, pois visa recuperar a economia, após um semestre prejudicado pela quarentena do covid-19.  2020-09-08 - Tags: semana do brasil economia mercado consumo promocoes comercio varejo governo federal abit fernando pimentel

Roupas e tecidos que inibem o novo coronavírus já estão no mercado
Após lançar sua primeira coleção de camisetas antivirais no site da marca, no final de julho, a Aramis, marca de moda masculina, comemora o sucesso de vendas. Segundo Richard Stad, CEO da Aramis Menswear, foram vendidas 65% das peças em 13 dias.  2020-08-19 - Tags: carlos ferreirinha richard stad aramis menswear andre klein cataguases dalila textil

Abvtex tem expectativa positiva sobre a Semana Brasil
A maioria das varejistas associadas à Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex), que representa mais de 100 grandes marcas do varejo de moda brasileiro, observou um impacto positivo da primeira Semana Brasil, realizada em setembro de 2019. Segundo levantamento da Ebit/Nielsen, o aumento em transações online durante o evento no ano passado foi de 41%.  2020-08-17 - Tags: abvtex semana do brasil varejo semana brasil varejo nacional

Varejo digital cresce 95,4% com Dia dos Pais e fatura R$ 5,4 bilhões
O varejo digital mais uma vez provou ser a opção favorita dos brasileiros durante a pandemia. A data movimentou R$ 5,4 bilhões, crescimento nominal de 95,4% em relação ao mesmo período do ano passado. As categorias mais compradas em volume durante o período foram: moda e acessórios; beleza e perfumaria; esporte e lazer.  2020-08-14 - Tags: varejo digital dia dos pais pandemia internet compra digital ecommerce

Semana Digital Print debate mercado têxtil com avanço do e-commerce
“As perspectivas e as oportunidades para o mercado têxtil pós-pandemia”, foi um dos temas apresentados durante a Semana Digital FuturePrint 30 Anos, que apresentou em sua plataforma on-line uma série de conteúdos voltados para atualização profissional e negócio.  2020-08-13 - Tags: roberto vilela digital futureprint 30 anos henri kanji brand textil fernando guglielmetti industria textil americana

'Emprestômetro' registra mais de 30 bilhões liberados para micro e pequenas empresas
A plataforma de monitoramento do Ministério da Economia conhecida como ‘Emprestômetro’ atingiu a marca de R$ 33,73 bilhões em empréstimos concedidos aos pequenos negócios, com 380 mil contratos efetuados por meio de programas públicos de acesso ao crédito.  2020-08-12 - Tags: pronampe emprestimo credito micro pequenas empresas instituicoes financeiras emprestometro

Sebrae elabora protocolo de retomada para pequenos negócios do Varejo da Moda
Diante da reabertura gradual de algumas atividades econômicas no país, o Sebrae elaborou um conjunto de protocolos de retomada para 14 macrossetores, que englobam os segmentos mais atingidos pela crise provocada pela pandemia. São setores que, juntos, representam 73% do universo de pequenos negócios brasileiros.  2020-08-11 - Tags: reabertura gradual sebrae varejo de moda protocolo de retomada vestuario calcados

Quarentena impulsiona varejo digital no primeiro semestre
A chegada do novo coronavírus trouxe crescimento recorde para o e-commerce brasileiro, de acordo com relatório apresentado pela Neotrust/Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. No primeiro semestre deste ano, foram realizadas 132,6 milhões de compras online, aumento nominal de 73,4% em relação ao mesmo período de 2019.  2020-08-04 - Tags: coronavirus ecommerce compras online ambiente digital neotrust andre dias

Profissionalização acelerada pela pandemia é realidade no Brás
O bairro que há mais de 200 anos é sinônimo de venda no atacado e boas compras no varejo, com mais de 5000 pontos comerciais, sendo responsável pela movimentação de aproximadamente 14 bilhões de reais por ano na comercialização de roupas ainda não tinha grande afinidade com a modernização tecnológica.  2020-08-04 - Tags: bras modernizacao tecnologica marketplaces tecnologia whatsapp sistemas modernizacao

Serasa Experian revela que quase 200 mil empresas foram criadas em abril
O Indicador de Nascimento de Empresas da Serasa Experian revela que, em abril deste ano, 194.882 novas empresas foram criadas no Brasil. Destas, 84,7% fazem parte da categoria de microempreendedores individuais (MEIs), maior resultado desde fevereiro de 2019. Ainda segundo o levantamento, o setor de Serviços continua representando a maior parte das empresas recém criadas, com 68,9%.  2020-07-31 - Tags: indicador de nascimento de empresas da serasa experian serasa experian meis comercio servicos

Com todas as medidas de segurança implantadas Mega Moda reabre suas portas
O Mega Moda, localizado em um dos maiores polos de moda do Brasil, na Região da 44 em Goiânia, reabriu suas portas para os clientes no dia 14 de julho, respeitando as novas determinações do Governo estadual e municipal. Para essa nova fase, complexo formado pelo Mega Moda Shopping e o Mega Moda Park funcionarão das 9h às 17h, seguindo à risca todos os protocolos de segurança para preservar a saúde de colaboradores, clientes e lojistas, e a capacidade de ocupação definida pelo decreto.  2020-07-20 - Tags: mega moda goiania mega moda park coronavirus pandemia precaucao mega moda shopping meha moda park