Language
home » têxtil » mercado » empresas e personalidades

Empresas e Personalidades

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Nãotecidos dá sinais de que pode crescer no Brasil

São promissoras as perspectivas globais para os nãotecidos - mantas formadas por fibras e filamentos destinadas a diversos segmentos industriais como o automobilístico, construção civil, filtração, têxteis e calçados, embalagens, higiene e saúde. A Smithers Pira, empresa especia- lizada em análise e projeções para cadeias de fornecimento de embalagem, divulgou na Europa relatório projetando crescimento do mercado global de nãotecidos para 6,3%, devendo alcançar US$ 57 bilhões em 2022. No Brasil, apesar de o consumo ainda ser muito baixo se comparado aos dos países desenvolvidos (1,7 kg per capita contra 7 kg nos EUA), há sinais positivos em alguns segmentos. Empresas do setor calculam que o mercado interno irá crescer 6,6% até 2020. Por conta dessas previsões, fabricantes nacionais e internacionais já estão realizando investimentos visando à expansão do consumo industrial. A dinamarquesa Fibertex Nonwovens anunciou, em setembro de 2018, que aumentará a capacidade de produção brasileira em 20% para atender a crescente demanda das indústrias automobilísticas. Em novembro, foi a vez da Fabril Scavone S.A., uma das líderes nacionais na produção de nãotecidos, divulgar a construção de uma nova fábrica de nãotecidos agulhados no município de Itatiba, em São Paulo, para atender os setores automobilístico, filtração, geotêxteis, laminados sintéticos, calçados, de acústica e moveleiro. Nos últimos anos, o Brasil tem despertado o interesse das principais associações internacionais de nãotecidos, a INDA (americana) e Edana (europeia), que realizarão, pela terceira vez no país (desde 2015), a conferência Outlook™ Plus Latin America 2019. O evento está marcado para os dias 7, 8 e 9 de maio, em São Paulo.

Para falar sobre as perspectivas dos nãotecidos no Brasil, entrevistamos o executivo Laerte Guião Maroni, 63 anos, conselheiro estratégico do Sinditêx- tilSP e do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) de Jundiaí e experiente conhecedor de produto e das tecnologias de fabricação. Engenheiro civil e administrador de empresas, atualmente no cargo de diretor comercial da Fabril Scavone, Maroni atua no setor há 35 anos, tendo participado da fundação da Abint (Associação Brasileira das Indústria de Nãotecidos e Tecidos Técnicos) há mais de 25 anos, da qual foi eleito presidente por seis vezes. Na atual gestão, comandada por Carlos Eduardo Benatto, Laerte Maroni atua como diretor de Relações com o Mercado. Confira.

Textília: Que avaliação o senhor faz do mercado de nãotecidos brasileiro atualmente?

Laerte Guião Maroni: O mercado brasileiro de nãotecidos é importante em termos de consumo, mas ainda muito menor do que os de países mais desenvolvidos como Estados Unidos e a maioria dos países da Comunidade Europeia, além de asiáticos como China, Coreia do Sul e Japão. Em dados aproximados, considerando os índices de penetração para a maioria dos tipos de nãotecidos, por exemplo, o nosso consumo anual per capita está por volta de 1,7 kg/hab/ano, enquanto o maior consumidor mundial, que são os EUA, tem um consumo de 7,0 kg/hab/ano. Mesmo resguardando a diferença de poder aquisitivo de cada população, vemos que há potencial para crescimento no Brasil.

Textília: Quais os segmentos mais desenvolvidos em termos de produto no mercado brasileiro?

Maroni: No geral, o índice de penetração dos nãotecidos, como falei, ainda é baixo. Mesmo nos segmentos que já os utilizam desde o início dos anos 1970, como é o caso dos geotêxteis, o consumo é estimado em cerca de 10 mil toneladas anuais, ou seja, similar ao consumo da França. No caso do segmento de fraldas descartáveis, há espaço para crescer no Brasil, enquanto que nos EUA o índice de penetração beira a saturação (perto de 95%). A indústria automobilística também é um mercado em expansão. É bem verdade que grande parte do parque industrial brasileiro de nãotecidos tem uma idade avançada, necessitando de investimentos de modernização e novos equipamentos. Todavia, a indústria mais moderna possui tecnologia para fazer produtos similares aos dos países desenvolvi- dos, faltando apenas maior agregação de valor em termos de desempenho e de melhor preço de vendas.

Textília: Como executivo experiente neste mercado, qual a expectativa do setor em relação ao novo governo que começou em 2019?

Maroni: As expectativas são bastante positivas. A volta do crescimento econômico, a queda do desemprego e o retorno dos investimentos, especialmente em obras de infraestrutura, deverão alavancar as vendas de nãotecidos em geral no país. Costumamos dizer que a venda de nãotecido tem relação com os resultados da economia. Cada 1% de crescimento do PIB resulta em 3% a 4% de crescimento das vendas de nãotecidos.

Textília: Em 2017, o consumo aparente de nãotecidos no Brasil foi de 324 mil toneladas. Houve aumento no consumo em 2018? Qual a previsão para 2019?

Maroni: Avaliamos que o consumo aparente em 2018 foi de 345.000 toneladas, portanto, um crescimento de aproximadamente 6,5%. Para 2019, a previsão é crescer 7,5%, em um volume total de 370.000 toneladas.

Textília: No mercado têxtil e de confecção, a pressão dos consumidores por sustentabilidade tem sido muito forte. Pode nos dar exemplo de processo sustentável na indústria de nãotecidos?

Maroni: Sim, nos mercados de nãotecidos e tecidos técnicos a pressão ambiental também é grande. Dentro do têxtil, os nãotecidos de poliéster representam um exemplo de sustentabilidade, pois mais de 50% das indústrias usam fibras recicladas de garrafas PET. No caso dos geotêx- teis, os nãotecidos, quando utilizados em obras de infraestrutura e obras ambientais, economizam o uso de matérias-primas naturais.

Textília: Um dos gargalos para o desenvolvimento do mercado brasileiro de têxteis técnicos, além do custo de capital, é a carência de mão de obra especializada na área. Qual sua visão a respeito da formação profissional no Brasil?

Maroni: Esse problema não é só da indústria de têxteis técnicos, mas sim da formação educacional básica em geral do país. Também faltam incentivos para cursos técnicos e cursos universitários de curta duração.

Textília: É necessário ter formação em engenharia química para trabalhar no setor de nãotecidos, ou basta curso profissionalizante?

Maroni: Não, na indústria de nãotecidos há espaço para profissionais de diversas áreas, da química, de materiais, do têxtil, do plástico e muitas outras.

Textília: O PET reciclado é usado em várias aplicações de nãotecidos. No caso da Scavone, essa matéria-prima será utilizada na produção da nova fábrica que entrará em operação em 2020?

Maroni: A Scavone Nãotecidos já é um grande consumidor das fibras (R-PET), e estimamos que em nossa nova planta o consumo desse tipo de fibras será por volta de 70%.

Textília: O planejamento divulgado de 1.250 toneladas mensais de nãotecidos da Scavone será mantido, ou vai depender do sucesso do governo em aprovar as reformas?

Maroni: É claro que o crescimento da economia vai influenciar, mas o potencial e a demanda reprimida já existente impulsionarão o consumo de nãotecidos no mercado interno. Temos equipamentos modernos e de grande capacidade de produção para atender não só à demanda por volu- me como também à por qualidade, conforme as exigências dos clientes. A máquina nova que adquirimos contribuirá para essas 1.250 toneladas com tais características.

Textília: A Scavone exporta nãotecidos para quais países? O investi- mento na nova fábrica será para aumentar o volume ou para atender novos mercados?

Maroni: Nós exportamos para Argentina e Colômbia, mas o volume hoje é pequeno e fica por volta dos 5%. Nosso plano é no médio prazo passar a exportar pelo menos 10% de nossa capacidade de produção. O novo investimento vem nesse sentido, ou seja, para atender demandas atuais e futuras, e também para atender novos mercados.

Textília: Qual foi o investimento realizado na nova fábrica? Que tipo de tecnologia foi implantada?

Maroni: O valor total do investimento não é divulgado em função de “compliance” da nossa holding. A linha de produção terá uma máquina de nãotecidos cardados, agulhados e termocalandrados, composta basicamente de abertura e preparação de fibras, cardagem, dobrador de véus, estirador, agulhadeiras, controle eletrônico, calandras térmicas e enroladores.

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição por: Marcia Mariano
Textília Têxteis Interamericanos - ed. 111

Data de publicação: 05/02/2019

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Milliken anuncia novas cores inspiradas em naturalidade e harmonia
Devido ao cenário da pandemia, que intensifica as aspirações das pessoas por união e segurança, a linha Milliken 2021 traz como destaque a paleta Harmonic Sinergy, que oferece a marcas e designers sete novas tendências de cores para que bens de consumo correspondam às expectativas do público.  2020-07-31 - Tags: corantes corantes polimericos harmonic sinergy milliken 2021 liquitint

Equipes de serviço Uster dão suporte aos seus clientes pelo mundo
Os clientes da Uster, principal fabricante mundial de instrumentos de alta tecnologia para medição e certificação de qualidade para a indústria têxtil, podem contar com um suporte eficiente, ao alcance da mão. A empresa suíça conta com mais de 225 engenheiros qualificados e tecnólogos em seus quatro centros de serviços regionais e 29 locais, para fornecer atendimento presencial ou remotamente, incluindo atualizações em softwares, bem como orientação prática no idioma do cliente.  2020-07-30 - Tags: uster rauf electronic equipment service uster technologies

Executivos falam sobre as expectativas no pós-pandemia no segmento têxtil
Representantes da Epson do Brasil, Reserva INK, Malwee e Lancaster Estamparia participaram do projeto Impressão Digitalks by GQM, que promoveu lives para discutir como se preparar para o novo normal e o papel da digitalização neste contexto. A ideia era discutir um pouco sobre as dúvidas geradas durante a pandemia do coronavírus, os impactos das mudanças para o setor e o que esperar do futuro.  2020-07-03 - Tags: epson do brasil reserva ink malwee lancaster estamparia impressao digitalks by gqm global quimica e moda felipe sanchez impressao digital webinar

Novos projetos na China e Taiwan Weftmaster Falcon-I
Placas de circuito impresso, ou PCBs, é usada para apoiar mecanicamente e conectar eletricamente componentes eletrônicos que usam caminhos condutivos, rastos ou sinais traçados em folhas de cobre laminadas sobre um substrato non-condutivo. Usado em quantidades enormes, em 2018 a Global Single Sided Printed Circuit Board Market Análysis Report estimou que o mercado do PCB alcançasse US$ 79 bilhão antes de 2024.  2020-07-02 - Tags: falcon lopefe textil

Clientes da Monforts promovem o cânhamo para produção de denim
O cânhamo tem sido apontando como a fibra do momento para a indústria do jeans. O produto foi apresentado por diversas marcas, durante a versão online do Kingpins24, evento dedicado ao mercado jeanswear, transmitido de Nova York nos dias 23 e 24 de junho.  2020-07-01 - Tags: canhamo monforts kingpins24 agi denim artistic milliners black peony calik cone denim naveena denim mills fibras jeans denim sweet leaf

Transformação estratégica em andamento na Loepfe
A Loepfe Brothers Ltd, sediada na Suíça, anunciou sua intenção de reestruturar e reorientar seus negócios nos próximos três meses, a fim de alinhar-se às mudanças e condições de mercado e alavancar ainda mais as tecnologias digitais. Os planos de lançar uma série de novas soluções no próximo trimestre de 2020 permanecem inalterados.  2020-06-22 - Tags: loepfe brothers ltd loepfe silvano auciello guido wieland alexander zschokke

Huntsman fornece efeitos funcionais para produção de tecidos hospitalares
A Huntsman Textile Effects e a Bao Minh Textile, um dos maiores e mais modernos produtores de tecidos do Vietnã, estão colaborando para produzir tecidos que atendam aos rigorosos padrões de desempenho exigidos pelas vestimentas de isolamento hospitalar.  2020-06-17 - Tags: huntsman manfred albrecht huntsman vietnam huntsman textile effects bao minh textile tran dang tuong

Empresa têxtil catarinense desenvolve tecido que protege contra o coronavírus
São muitos os estudos e questionamentos para desenvolver remédios, produtos e vacinas para combater o novo covid-19. Mas afinal, será que uma roupa ou tecido pode auxiliar no bloqueio do coronavírus? Podemos afirmar que sim. Em um futuro não tão distante, será possível usar roupas com tecidos bloqueadores de vírus como a covid-19.  2020-06-05 - Tags: febratex 2021 dalila textil coronavirus acabamento antiviral covid19 feira textil malha protecao

Ação internacional deve impactar o mercado de algodão orgânico da Paraíba
A Unidade Internacional de Sustentabilidade, instituição encabeçada pelo Príncipe Charles, no Reino Unido, garante compromisso com 39 transnacionais para que seus produtos sejam de algodão 100% sustentável até 2025. O desafio vai ajudar as grandes empresas a manterem o foco e incentivar as pequenas fábricas têxteis que, em breve, vão colocar o algodão sustentável no centro de seus negócios.  2020-06-02 - Tags: santa luzia redes e decoracao paraiba algodao organico sustentabilidade algodao colorido natural agricultura familiar industria textil

A importância da gestão eficiente para indústria têxtil brasileira
Um choque de realidade. É o que propôs José Maria Fort, técnico têxtil formado pelo Senai Cetiqt, com especialização nas áreas de administração, gestão da produção e engenharia, durante webinar conduzido por Nelson Pereira Jr. presidente Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda (ABTT).  2020-06-01 - Tags: jose maria fort senai cetiqt abtt covid 19 pandemia associacao brasileira de tecnologia textil confeccao e moda nelson

Valorizar o capital humano é fundamental na indústria têxtil
Deise Silvano, gerente industrial e comercial da Bil Têxtil, produtora de fios e malhas, com sede em Itajaí (SC), falou de sua “paixão pela indústria e pelas pessoas que nela trabalham”, durante live promovida pela Associação Brasileira de Técnicos Têxteis (ABTT). Autora do livro “Por que se dedicar se a empresa não é nossa”, ela defende a valorização do capital humano dentro das empresas como fundamental para que se alcançar produtividade, inovação e reconhecimento de mercado.  2020-05-18 - Tags: bil textil malharia ramo textil viscose processo textil deise silvano itajai abtt

Rhodia produz e distribui máscaras de uso social com tecido tecnológico
A Rhodia, empresa do Grupo Solvay, produziu em parceira com a Lupo um total de 20 mil máscaras de uso social para proteção contra o Covid-19, que estão sendo distribuídas aos 2.500 funcionários do Grupo e seus familiares. As máscaras foram desenvolvidas a partir do fio de poliamida funcional, Amni Biotech®, que reduz o odor durante o uso da máscara, graças à sua ação antimicrobiana que controla a proliferação das bactérias causadoras do odor indesejado, oferecendo maior sensação de conforto e bem-estar aos usuários.  2020-04-24 - Tags: rhodia grupo solvay lupo mascaras faciais covid19 fio de poliamida amni biotech antimicrobiana seamless voluntarios vinicius morbeck

Setor de vestuário em luto pela morte de Ronald Masijah
Faleceu, na manhã no dia 17 de abril, em São Paulo, o presidente do Sindivestuário, Ronald Moris Masijah, 65 anos. Segundo nota do sindicato, Masijah, que lutava há algum tempo contra um câncer, ocupava seu quarto mandato à frente da entidade que presidia desde 2010.  2020-04-20 - Tags: sindivestuario ronald moris masijah professor pardal abit nota de falecimento

DuPont doa equipamentos de proteção para hospitais e instituições de saúde
A DuPont, empresa especializada em ciência e inovação, anunciou que fará doações de roupas e outros equipamentos de proteção individual a hospitais e entidades médicas no Brasil, atendendo as necessidades de cada entidade, para auxiliar no combate ao novo coronavírus.  2020-04-17 - Tags: dupont equipamentes de protecao hospitais coronavirus tyvek instituicoes santa casa naotecido tecido tecnico

Oerlikon Barmag apresenta processo POY com maior eficiência energética
Após vários anos de desenvolvimento com seu colaborador Siemens, a Oerlikon Barmag, líder de mercado em sistemas de fiação de fibra sintética e máquinas de texturização, alcançou uma produção em série de sua nova unidade de acionamento para sistemas POY no começo deste ano. O novo componente atende acima de tudo a eficiência energética.  2020-04-16 - Tags: oerlikon barmag sistemas poy componentes arnulf sauer oerlikon

Uster anuncia novo Chefe do Departamento de Tecnologia Têxtil
A Uster Technologies anunciou, em abril, que Oswald Baldischwieler assumiu como Chefe do Departamento de Tecnologia Têxtil e membro do Comitê Executivo da companhia. Baldischwieler é um experiente tecnólogo têxtil e administrador. Sua carreira inteira foi dedicada ao desenvolvimento e promoção da indústria têxtil, em vários cargos importantes.  2020-04-13 - Tags: uster uster technologies oswald baldischwieler tecnologia textil mercado tecnico textil tecnologia textil

Dalila Têxtil confirma presença na Febratex 2020
A Dalia Têxtil participará do Febratex Conecta, espaço novo e diferenciado com a Mostra de Produtos Têxteis Sustentáveis e Tecnológicos. A empresa, que atua há 27 anos no mercado têxtil e tem expertise em malharia circular, desde o tecimento do fio até o beneficiamento e tinturaria.  2020-04-02 - Tags: dalila textil febratex 2020 mercado textil febratex conecta malharia circular malharia produtos texteis

Indústrias dos EUA se unem em cadeia de suprimentos para produzir itens médicos
Uma coalizão de empresas americanas têxteis e de vestuário atendeu o apelo da Casa Branca para aumentar a produção de itens que possam ajudar hospitais, serviços de saúde e cidadãos que estão lutando contra a propagação do COVID-19. Uma delas é Parkdale Mills Inc. que está se preparando para fornecer suprimentos para fabricação de 10 milhões de máscaras faciais por semana.  2020-03-30 - Tags: itens hospitalares uniformes saude covid19 suprimentos mascaras faciais equipamentos de protecao equipe medica parkdale mills

ABNT dá posse à nova diretoria em solenidade na Fiesp
Mario William Esper tomou posse na presidência do Conselho Deliberativo da ABNT, no dia 9 de março. A solenidade aconteceu na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e teve como anfitrião o presidente Paulo Skaf. Após assinar o termo de posse, Mario William fez seu discurso lembrando da trajetória de desafios, lutas e conquistas que a ABNT passou ao longo dos seus 80 anos.  2020-03-19 - Tags: abnt mario william esper fiesp nova diretoria posse abnt

Itema anuncia Ugo Ghilardi como novo diretor executivo
A Itema, integrante do grupo multinacional Radici, conhecida por oferecer soluções avançadas de tecelagem, incluindo teares, peças de reposição e serviços integrados, anunciou que seu Conselho de Administração nomeou Ugo Ghilardi, no dia 2 de março, como CEO.  2020-03-11 - Tags: angelo radici ugo ghilardi itema tecelagem teares gianni radici