Language
home » lingerie / praia / esportivo »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Diuncorpo Lingerie: do sonho às grandes magazines

Herbert da Costa Velho, diretor comercial da Diuncorpo Lingerie, marca do grupo Lepel Private Label, dá continuidade ao sonho da mãe, dona Lourdes, e coordena o crescimento da empresa.

Com 30 anos de existência e 18 anos com fábrica no Ceará, a Diuncorpo segue um caminho de constante crescimento e investimentos adequados, passando de uma pequena confecção private label para uma marca própria com 430 funcionários. Mas a jornada de São Paulo (no bairro de Belenzinho e depois Tatuapé), passando por Franco da Rocha, até a cidade cearense de Pacatuba, só foi possível devido ao envolvimento da família, especialmente do filho de dona Lourdes, Herbert da Costa Velho, que encarou o desafio de fortalecer a presença da empresa no Brasil e de acompanhar o frenético ritmo da mãe, ainda na ativa e incansável dentro da companhia. Confira a entrevista:

ITT: Conte-nos um pouco da trajetória dessa linda empresa.

Herbert da Costa Velho: A empresa fez 30 anos e temos 18 de Ceará. Começou de um sonho da dona Lourdes, minha mãe, que se tornou realidade em 1985, vendendo PL (private label) para grandes magazines com a empresa Lepel Private Label. Tudo foi iniciado no bairro de Belenzinho, depois mudamos para o Tatuapé [na capital paulista]. Do Tatuapé, fomos para Franco da Rocha [região metropolitana de SP]. Só que PL sempre foi uma área de difícil atendimento e, por uma questão de princípios (porque minha mãe veio lá de baixo, começou numa indústria de confecção com 14 anos, como auxiliar de costura), todos os nossos funcionários sempre foram registrados. A briga de preço com os concorrentes tornou-se impraticável, e entendemos que era necessário buscar um canto [Ceará] onde nosso custo fosse mais baixo. Utilizamos o incentivo fiscal para realizar o sonho de ter a nossa marca. Coube a mim a tarefa de implantar esse projeto na empresa, em paralelo ao PL, que continua importante para a gente até hoje. A partir de 2000, começou a nossa marca, para ser distribuída no mercado. Saímos de São Paulo com 100 funcionários e hoje são 430 [em Pacatuba, a 25 quilômetros de Fortaleza], com a fabricação de bojo, que foi nosso último investimento.

ITT: Quais as características principais de dona Lourdes que a fizeram chegar até aqui?

Herbert: Atitude. Não teve nada que ela pensou que não tivesse feito. Se existia a possibilidade, ela sempre ia atrás. Ela é minha guia, para meu irmão, o Marcelo, para minha irmã, minhas filhas, meus sobrinhos, minha família toda. É a profissional, creio eu, mais antiga na ativa no setor de lingerie no Brasil. Começou a trabalhar dois dias depois de completar 14 anos e está fazendo 68 este ano. Além de cuidar diretamente do PL, ela toca a produção, inclusive da Diuncorpo. E um detalhe: dos três sócios, ela é a mais audaciosa, a menos medrosa para desbravar.

ITT: Há expectativas de separação do PL e a marca própria?

Herbert: Meu sonho é que a marca, de fato, ganhe o mundo e que possamos ter não um negócio com uma marca dentro, e sim dois grandes negócios. Um com foco no PL, que é uma tendência mundial e o sistema com o qual convivemos há 30 anos. A Diuncorpo pode ser um negócio diferente, à parte, e a família passar a ter dois negócios. Depois da ampliação das lojas de distribuição (além dos nossos representantes de atacado), hoje temos oito espaços comerciais com nossos produtos. O período de 2014 em diante foi a montagem na forma que é a nossa empresa de bojos, que fabrica para a Diuncorpo.

ITT: Por que investir no bojo, se há tanta disponibilidade no mercado?

Herbert: Sutiã não é uma coisa tão simples de fazer, e o bojo acompanha a modelagem do produto. Nos sentíamos incomodados em ter que adequar à modelagem de um terceiro para ter um produto que é a nossa cara, e hoje podemos dizer que conseguimos nossas bases. Voltamos a modelar 100% do produto com base no nosso conhecimento. Cada marca tinha o que achava certo de ser o tamanho de bojo da mulher brasileira.

ITT: Sua confecção é verticalizada?

Herbert: Em termos, sim. Na realidade, no PL, há o sistema de full package. Entrego numa caixinha que é exatamente o tamanho do braço do expositor do nosso cliente, encabidado, etiquetado, com o preço e o ímã, para que, quando for passar no caixa, poder-se tirá-lo. O trabalho do nosso cliente, hoje, do PL, é abrir a caixa e expor.

ITT: Quantas empresas no Brasil você acha que têm esse perfil, no PL?

Herbert: Especializados em PL como nós, não mais do que 15 ou 20 empresas.

ITT: Em quais regiões nacionais vocês mais possuem penetração?

Herbert: Na Lepel, Sul e o Sudeste, com certeza, mas seguimos os clientes que atendemos: Riachuelo, Marisa, C&A, Pernambucanas e Renner, e eles estão em todo o Brasil. Já para a Diuncorpo, o forte do trabalho ainda é Norte e Nordeste, por conta, principalmente, das lojas de atacado. Mas estamos retomando o trabalho da representação comercial para Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. A Diuncorpo volta a ter distribuição em nível nacional.

ITT: Qual o sonho para os próximos anos? Comércio exterior é um objetivo? Como você o vê?

Herbert: Eu vejo com pena. Porque acho que nós temos um grande potencial têxtil, do vestuário, para atender, mas, infelizmente, as políticas monetárias não ajudam. Mais importante que dólar alto ou baixo, é constância, previsibilidade. E isso me deixa muito desconfortável. Minha formação é no comércio exterior, e sofro internamente por não poder atuar. Já tive um setor de comércio exterior dentro da empresa e briguei muito por isso, nos anos 1990. Hoje, infelizmente, eu não acredito que o comércio exterior, para a indústria nacional, possa ser uma alavanca.

ITT: Por que você entendeu que era importante a sua participação na política de mercado no setor da confecção?

Herbert: A Europa tem muitas pequenas empresas e muitas sobrevivem com grandes produtos em função do associativismo. Isso ainda não é cultura nossa, mas acho que, para fazer diferente, é preciso que alguém tente. Eu fui convidado a compor a diretoria do SindConfecções há seis anos, para modernizar o pensamento do associativismo. Uma tarefa muito complicada, mas que começou a dar prazer, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos no dia a dia. Conhecimento tem que ser dividido, e entendo que essa é uma forma de compartilhar um pouco do que eu sei, para agregar.

ITT: Que objetivos possui o SindiConfecções?

Herbert: Primeiro, obter respeito pela importância do setor no PIB e na geração de empregos, especialmente femininos. A Câmara Setorial tem como objetivo discutir os anseios e interagir com o Estado. Funcionamos dentro da agência de desenvolvimento econômico do Ceará. Somos 25 membros e temos dois sindicatos de confecção, só que reunimos representantes de Senai, Sebrae, bancos, Senac, federações de comércio, associações de lojistas... Todos discutindo o que se pode fazer de melhor para o setor. O Ceará Moda Contemporânea, inclusive, surgiu disso. Saiu do planejamento estratégico da Câmara Setorial. Queremos levar a moda cearense de volta para o lugar que ela ocupava até meados dos anos 1990, entre os três maiores do Brasil. Segundo estudos recentes, estamos ocupando o sexto.

ITT: E os demais passos?

Herbert: Temos um grande desafio na Câmara Setorial, que é mostrar para o governo do estado que a carga tributária está muito alta. Estamos perdendo competitividade para outras regiões com muito menos cultura têxtil que a nossa, em função do custo que a moda cearense possui. Já é uma discussão de longa data, e o mercado informal cresceu muito. Não queremos acabar com o mercado informal, mas colocar de uma forma, com uma carga, ou um tributo, que seja compensador, para que o informal se formalize. Estamos vendo isso como grande alternativa em outros locais, no Centro-Oeste e aqui no Nordeste também. Temos o caso de Caruaru, de Santa Cruz do Capibaribe, que têm uma carga tributária muito menor do que a nossa – o que levou muita gente da informalidade para a formalidade e, assim, gerando ganho para todos. Imposto é para a população, é para nós, e não se pode deixar de pagar. É mostrar que, com menos, a gente vai conseguir fazer mais. Esse é o grande desafio da Câmara Setorial, além, claro, de solidificar a feira, mostrar a moda, que temos diferenciação, uma identidade no nosso produto.

ITT: Dê a sua mensagem para o mercado, o que você espera daqui para frente?

Herbert: O recado é que, juntos, podemos mais. Unidos, podemos mais, enquanto Câmara Setorial, enquanto sindicato, enquanto feira. O Ceará Moda Contemporânea teve uma primeira edição com uma quantidade de expositores ainda reduzida, mas tenho certeza que em 2017 será muito maior. Com relação às empresas, penso que temos que mudar sempre! O que funcionou até ontem, não necessariamente vai funcionar de hoje para amanhã. E a solução para os nossos problemas não está só na política. Esquecemos que a solução está dentro da própria casa: vamos arregaçar as mangas. E, de repente, o comércio exterior não é uma estratégia minha, mas pode ser para outras empresas. Precisamos acreditar no Brasil.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Publicado por ITT Press - International Top Trends - ed. 103

Data de publicação: 05/08/2016

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Moda íntima estimula varejo e é aposta certeira no mercado de franquias
Sutiã com ou sem bojo, meia taça, calcinha, fio dental, asa delta, cós alto, espartilho, com ou sem renda, pijamas, cuecas, short doll... uma infinidade de peças que passaram a ser itens indispensáveis na composição dos looks e deixaram de ficar escondidas por debaixo das roupas.  2020-01-28 - Tags: iemi sutia varejo looks composicao lingerie

Polo de Juruaia deve ultrapassar R$ 200 milhões em negócios em 2020
As perspectivas de negócios para este ano são muito boas. Segundo a ACIJU - Associação Comercial e Industrial de Juruaia, as vendas à distância, um grande trunfo do polo da lingerie, são responsáveis por cerca de 70% da comercialização das 200 confecções da cidade do sudoeste mineiro, que juntas produzem aproximadamente 20 milhões de peças por ano.  2020-01-24 - Tags: aciju numeros juruaia movimento lingerie outlet juruaia jose antonio da silva

Peças com proteção solar são alguns dos destaques do Outlet Juruaia 2020
Um dos principais eventos promovidos pelas lojas de fábrica de Juruaia (MG), por meio da ACIJU - Associação Comercial e Industrial de Juruaia, - o Outlet Juruaia, reunirá mais de 100 lojas participantes que acontece entre os dias 11 e 25 de janeiro, exceto aos domingos.  2020-01-13 - Tags: aciju juruaia outlet intima passion biquinis maios temporada

Consumidores podem ‘se dar bem’ com as liquidações de início de ano
Muitos consumidores deixaram na espera as compras de fim de ano para aproveitarem as liquidações dos primeiros dias do ano novo. Diversas lojas já estão preparadas para continuarem atraindo clientes mesmo depois da enxurrada das vendas natalinas.  2020-01-07 - Tags: outlet juruaia calendario lingerie capital jose antonio da silva aciju

Pesquisa Zanotti mostra reclamações comuns entre consumidores de moda íntima
Quando está exposta na vitrine da loja, qualquer lingerie parece impecável. Porém, após ser levada para a casa e usada por algumas vezes, as peças mostram sua verdadeira qualidade.  2019-12-03 - Tags: vitrine loja zanotti lingerie qualidade reclamaçao

Chega ao mercado a nova forma de comprar lingerie
Com a revolução na maneira de vender das grandes empresas de serviços e produtos, os clubes por assinatura têm ganhado cada vez mais espaço, como aponta uma pesquisa realizada pela Zuora, especializada em economia de assinatura, mostrando que 71% das pessoas fazem parte de algum clube de compras.  2019-10-30 - Tags: zuora surprise box clube de lingerie ricardo zago plus size

Líquido usa Supplex® para dar conforto à sua coleção
A tecnologia e o conforto deixaram de ser vaidade e se tornaram necessidade para os adeptos de práticas esportivas. Por isso, a Líquido, marca conceitual de moda praia e fitness, passou a investir cada vez mais nas peças que trazem a tecnologia Supplex® na composição dos tecidos.  2019-09-20 - Tags: supplex fitness liquido basico tecidos

Nova loja conceito da Puma na Cidade de Nova York
A PUMA inaugura hoje sua primeira loja conceito na América do Norte, localizada no endereço 609 Fifth Avenue, na Cidade de Nova York. Com foco em tecnologia e produtos de vanguarda, a loja exibe um espaço imersivo da marca PUMA, oferecendo aos consumidores uma experiência única de compra, através de áreas inovadoras de engajamento esportivo, um estúdio de personalização e ofertas conectadas digitalmente.  2019-08-30 - Tags: puma loja nova york conceito you 3d impressao a laser upcycling retalhos

Ruas de Juruaia serão transformadas em passarelas
O empresariado da cidade mineira de Juruaia, conhecida como a Capital da Lingerie, já está se preparando para a temporada de vendas impulsionada pela proximidade do Natal e do Verão. Consagrada como uma das principais datas do calendário para as marcas da região por se tratar de um festival de lançamentos, a 15ª edição do Festlingerie terá como slogan "Os tons mais quentes da moda estão em Juruaia".  2019-08-29 - Tags: juruaia capital da lingerie festlingerie aciju confecçoes

Capital da lingerie apresenta coleções primavera/verão durante o Festlingerie
O empresariado da cidade mineira de Juruaia, conhecida como a Capital da Lingerie, já está se preparando para a temporada de vendas impulsionada pela proximidade do Natal e do Verão. A 15ª edição do Festlingerie terá como slogan "Os tons mais quentes da moda estão em Juruaia" e acontecerá entre os dias 7 e 14 de setembro.  2019-08-27 - Tags: lingerie juruaia festlingerie setembro capital da lingerie aciju associaçao comercial e industrial de juruaia

Ecologia e sustentabilidade marcaram feiras de Paris
Em um setor que vem enfrentando grandes desafios nos últimos anos, a Eurovet, organizadora das feiras Unique by Mode City & Interfilière Paris, se preparou para fornecer a melhor vitrine de inovações, que revitalizarão a indústria da moda praia, lingerie e resort na próxima temporada.  2019-08-02 - Tags: eurovet unique by mode city interfiliere paris porte de versailles lingerie fitness sustentabilidade

Vendas de moda íntima crescem e alavancam indústria têxtil
A moda íntima deve ser o primeiro segmento da indústria têxtil a mostrar crescimento neste ano, segundo levantamento da consultoria Iemi – Inteligência de Mercado. O movimento é impulsionado por um aumento da demanda em todas as faixas de renda, das classes A e B até a base da pirâmide. As informações são do jornal Valor.  2019-07-30 - Tags: moda intima industria textil consultoria iemi hope 2 rios lupo marcelo prado lingerie edmundo lima abvtex

Nike é a marca mais valiosa de vestuário no BrandZ Global
Novos tecidos e designs inovadores que atuam como peças esportivas e casuais impulsionaram o valor de marca no setor de vestuário no ranking das 100 Marcas Globais Mais Valiosas do BrandZ, divulgado neste mês pela WPP e Kantar na Bolsa de Valores de Nova York.  2019-07-18 - Tags: brandz wpp kantar nova york most valuable global brands ranking bolsa de valores

Moda praia brasileira conquista mercado francês
A Brazilian Bikini Shop, loja 100% online dedicada à moda praia brasileira, inaugurou em junho um espaço de 28 metros quadrados com atmosfera exótica e cores extravagantes na Galeries Lafayette Haussmann, uma das mais famosas mega stores de Paris com mais de 120 anos de história. Até o dia 1º de agosto, os amantes da moda praia brasileira terão à disposição diversos modelos de biquínis, maiôs e saídas de praia na Brazilian Bikini Shop.  2019-07-08 - Tags: galeries lafayette haussmann gian marco brazilian bikini shop biquinis maios cangas pareos

Sutiãs e calcinhas destacam-se no mercado de moda íntima
Os itens calcinha, cueca e sutiã são os artigos com maior peso no segmento de moda íntima e de dormir. Juntos representaram cerca de 80% da produção em 2018, segundo o Estudo do Mercado Potencial de Moda Íntima e Meias, que acaba de ser lançado pelo IEMI Inteligência de Mercado.  2019-06-28 - Tags: inteligencia de mercado iemi moda intima estudo do mercado potencial de moda intima e meias marcelo prado mercado lingerie

Abit discute a moda praia durante evento em São Paulo
Com apoio da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), começa neste domingo (26), a Vista Fair – a principal feira de lingerie, moda praia e fitness da América Latina. O evento, que acontece no Centro de Eventos Pro Magno, receberá lojistas e fabricantes até o dia 29 (quarta-feira).  2019-05-27 - Tags: abit vista fair iemi balanca comercial vista fair 2019 iemi moda praia fitness

Indústria têxtil catarinense é a única brasileira convidada a participar de feira em Munique
A Texneo, indústria têxtil situada em Indaial/SC, especializada na fabricação de malhas em rolo para os mercados sportswear, beachwear e underwear, estará presente entre os dias 08 e 09 de maio na maior feira de bases esportivas do mundo, a Performance Days, em Munique, na Alemanha.  2019-05-08 - Tags: texneo sportswear beachwear underwear uv anti microbiano dry highclo air compression digital neon refletivo johnny gaulke

Programa que prioriza a sustentabilidade norteia a DelRio
A DelRio sempre teve como objetivo atender e antecipar os desejos de seus consumidores, durante seus 50 anos de existência. Hoje, a empresa sediada no Ceará, está entre as três primeiras do segmento no Brasil. Para atingir esse patamar não foram medidos esforços com altos investimentos em tecnologia, maquinário e capacitação de funcionários – abraçando a indústria 4.0, que é a integração da tecnologia com o capital humano.  2019-04-18 - Tags: del rio mercado sustentabilidade qualidade total carlos pereira abnt abrapa

Mulheres se unem e transformam cidade de 10 mil habitantes na capital da lingerie
A cidade de Juruaia, em Minas Gerais, detêm o importante status de uma das maiores fabricantes do país e é considerada a capital da lingerie. Tudo começou nas plantações de café, onde a maioria da população trabalhava nas lavouras. A economia foi crescendo e em 1992 duas empresas deram início a produção de moda íntima no município. Mais tarde, fecharam.  2019-04-17 - Tags: felinju centro de evento expoju juruaia lingerie mercado minas gerais associacao comercial e industrial de juruaia

Sustentabilidade é prioridade entre as marcas brasileiras
Você certamente já ouviu falar sobre moda sustentável — o que antes era considerado apenas uma tendência, hoje vem se consolidando e ganhando cada vez mais espaço dentro do mundo fashion. Seja na produção ou no conceito, muitas marcas brasileiras estão apostando nessa iniciativa que impacta diretamente no meio ambiente.  2019-04-05 - Tags: econfort lingerie abrapa algodão ong world wildlife fund selo bci samantha perim