Language
home » lingerie / praia / esportivo »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Diuncorpo Lingerie: do sonho às grandes magazines

Herbert da Costa Velho, diretor comercial da Diuncorpo Lingerie, marca do grupo Lepel Private Label, dá continuidade ao sonho da mãe, dona Lourdes, e coordena o crescimento da empresa.

Com 30 anos de existência e 18 anos com fábrica no Ceará, a Diuncorpo segue um caminho de constante crescimento e investimentos adequados, passando de uma pequena confecção private label para uma marca própria com 430 funcionários. Mas a jornada de São Paulo (no bairro de Belenzinho e depois Tatuapé), passando por Franco da Rocha, até a cidade cearense de Pacatuba, só foi possível devido ao envolvimento da família, especialmente do filho de dona Lourdes, Herbert da Costa Velho, que encarou o desafio de fortalecer a presença da empresa no Brasil e de acompanhar o frenético ritmo da mãe, ainda na ativa e incansável dentro da companhia. Confira a entrevista:

ITT: Conte-nos um pouco da trajetória dessa linda empresa.

Herbert da Costa Velho: A empresa fez 30 anos e temos 18 de Ceará. Começou de um sonho da dona Lourdes, minha mãe, que se tornou realidade em 1985, vendendo PL (private label) para grandes magazines com a empresa Lepel Private Label. Tudo foi iniciado no bairro de Belenzinho, depois mudamos para o Tatuapé [na capital paulista]. Do Tatuapé, fomos para Franco da Rocha [região metropolitana de SP]. Só que PL sempre foi uma área de difícil atendimento e, por uma questão de princípios (porque minha mãe veio lá de baixo, começou numa indústria de confecção com 14 anos, como auxiliar de costura), todos os nossos funcionários sempre foram registrados. A briga de preço com os concorrentes tornou-se impraticável, e entendemos que era necessário buscar um canto [Ceará] onde nosso custo fosse mais baixo. Utilizamos o incentivo fiscal para realizar o sonho de ter a nossa marca. Coube a mim a tarefa de implantar esse projeto na empresa, em paralelo ao PL, que continua importante para a gente até hoje. A partir de 2000, começou a nossa marca, para ser distribuída no mercado. Saímos de São Paulo com 100 funcionários e hoje são 430 [em Pacatuba, a 25 quilômetros de Fortaleza], com a fabricação de bojo, que foi nosso último investimento.

ITT: Quais as características principais de dona Lourdes que a fizeram chegar até aqui?

Herbert: Atitude. Não teve nada que ela pensou que não tivesse feito. Se existia a possibilidade, ela sempre ia atrás. Ela é minha guia, para meu irmão, o Marcelo, para minha irmã, minhas filhas, meus sobrinhos, minha família toda. É a profissional, creio eu, mais antiga na ativa no setor de lingerie no Brasil. Começou a trabalhar dois dias depois de completar 14 anos e está fazendo 68 este ano. Além de cuidar diretamente do PL, ela toca a produção, inclusive da Diuncorpo. E um detalhe: dos três sócios, ela é a mais audaciosa, a menos medrosa para desbravar.

ITT: Há expectativas de separação do PL e a marca própria?

Herbert: Meu sonho é que a marca, de fato, ganhe o mundo e que possamos ter não um negócio com uma marca dentro, e sim dois grandes negócios. Um com foco no PL, que é uma tendência mundial e o sistema com o qual convivemos há 30 anos. A Diuncorpo pode ser um negócio diferente, à parte, e a família passar a ter dois negócios. Depois da ampliação das lojas de distribuição (além dos nossos representantes de atacado), hoje temos oito espaços comerciais com nossos produtos. O período de 2014 em diante foi a montagem na forma que é a nossa empresa de bojos, que fabrica para a Diuncorpo.

ITT: Por que investir no bojo, se há tanta disponibilidade no mercado?

Herbert: Sutiã não é uma coisa tão simples de fazer, e o bojo acompanha a modelagem do produto. Nos sentíamos incomodados em ter que adequar à modelagem de um terceiro para ter um produto que é a nossa cara, e hoje podemos dizer que conseguimos nossas bases. Voltamos a modelar 100% do produto com base no nosso conhecimento. Cada marca tinha o que achava certo de ser o tamanho de bojo da mulher brasileira.

ITT: Sua confecção é verticalizada?

Herbert: Em termos, sim. Na realidade, no PL, há o sistema de full package. Entrego numa caixinha que é exatamente o tamanho do braço do expositor do nosso cliente, encabidado, etiquetado, com o preço e o ímã, para que, quando for passar no caixa, poder-se tirá-lo. O trabalho do nosso cliente, hoje, do PL, é abrir a caixa e expor.

ITT: Quantas empresas no Brasil você acha que têm esse perfil, no PL?

Herbert: Especializados em PL como nós, não mais do que 15 ou 20 empresas.

ITT: Em quais regiões nacionais vocês mais possuem penetração?

Herbert: Na Lepel, Sul e o Sudeste, com certeza, mas seguimos os clientes que atendemos: Riachuelo, Marisa, C&A, Pernambucanas e Renner, e eles estão em todo o Brasil. Já para a Diuncorpo, o forte do trabalho ainda é Norte e Nordeste, por conta, principalmente, das lojas de atacado. Mas estamos retomando o trabalho da representação comercial para Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. A Diuncorpo volta a ter distribuição em nível nacional.

ITT: Qual o sonho para os próximos anos? Comércio exterior é um objetivo? Como você o vê?

Herbert: Eu vejo com pena. Porque acho que nós temos um grande potencial têxtil, do vestuário, para atender, mas, infelizmente, as políticas monetárias não ajudam. Mais importante que dólar alto ou baixo, é constância, previsibilidade. E isso me deixa muito desconfortável. Minha formação é no comércio exterior, e sofro internamente por não poder atuar. Já tive um setor de comércio exterior dentro da empresa e briguei muito por isso, nos anos 1990. Hoje, infelizmente, eu não acredito que o comércio exterior, para a indústria nacional, possa ser uma alavanca.

ITT: Por que você entendeu que era importante a sua participação na política de mercado no setor da confecção?

Herbert: A Europa tem muitas pequenas empresas e muitas sobrevivem com grandes produtos em função do associativismo. Isso ainda não é cultura nossa, mas acho que, para fazer diferente, é preciso que alguém tente. Eu fui convidado a compor a diretoria do SindConfecções há seis anos, para modernizar o pensamento do associativismo. Uma tarefa muito complicada, mas que começou a dar prazer, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos no dia a dia. Conhecimento tem que ser dividido, e entendo que essa é uma forma de compartilhar um pouco do que eu sei, para agregar.

ITT: Que objetivos possui o SindiConfecções?

Herbert: Primeiro, obter respeito pela importância do setor no PIB e na geração de empregos, especialmente femininos. A Câmara Setorial tem como objetivo discutir os anseios e interagir com o Estado. Funcionamos dentro da agência de desenvolvimento econômico do Ceará. Somos 25 membros e temos dois sindicatos de confecção, só que reunimos representantes de Senai, Sebrae, bancos, Senac, federações de comércio, associações de lojistas... Todos discutindo o que se pode fazer de melhor para o setor. O Ceará Moda Contemporânea, inclusive, surgiu disso. Saiu do planejamento estratégico da Câmara Setorial. Queremos levar a moda cearense de volta para o lugar que ela ocupava até meados dos anos 1990, entre os três maiores do Brasil. Segundo estudos recentes, estamos ocupando o sexto.

ITT: E os demais passos?

Herbert: Temos um grande desafio na Câmara Setorial, que é mostrar para o governo do estado que a carga tributária está muito alta. Estamos perdendo competitividade para outras regiões com muito menos cultura têxtil que a nossa, em função do custo que a moda cearense possui. Já é uma discussão de longa data, e o mercado informal cresceu muito. Não queremos acabar com o mercado informal, mas colocar de uma forma, com uma carga, ou um tributo, que seja compensador, para que o informal se formalize. Estamos vendo isso como grande alternativa em outros locais, no Centro-Oeste e aqui no Nordeste também. Temos o caso de Caruaru, de Santa Cruz do Capibaribe, que têm uma carga tributária muito menor do que a nossa – o que levou muita gente da informalidade para a formalidade e, assim, gerando ganho para todos. Imposto é para a população, é para nós, e não se pode deixar de pagar. É mostrar que, com menos, a gente vai conseguir fazer mais. Esse é o grande desafio da Câmara Setorial, além, claro, de solidificar a feira, mostrar a moda, que temos diferenciação, uma identidade no nosso produto.

ITT: Dê a sua mensagem para o mercado, o que você espera daqui para frente?

Herbert: O recado é que, juntos, podemos mais. Unidos, podemos mais, enquanto Câmara Setorial, enquanto sindicato, enquanto feira. O Ceará Moda Contemporânea teve uma primeira edição com uma quantidade de expositores ainda reduzida, mas tenho certeza que em 2017 será muito maior. Com relação às empresas, penso que temos que mudar sempre! O que funcionou até ontem, não necessariamente vai funcionar de hoje para amanhã. E a solução para os nossos problemas não está só na política. Esquecemos que a solução está dentro da própria casa: vamos arregaçar as mangas. E, de repente, o comércio exterior não é uma estratégia minha, mas pode ser para outras empresas. Precisamos acreditar no Brasil.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Publicado por ITT Press - International Top Trends - ed. 103

Data de publicação: 05/08/2016

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Lycra® e Rosset Têxtil comemoram longa parceria com novidade para segmento fitness
A Rosset Têxtil está desenvolvendo produtos para fitness com o novo fio Lycra® Energize™, importado nos Estados Unidos, que oferece todos os benefícios da compressão graduada para peças Legwear e em breve, estará disponível no mercado brasileiro, através da marca Body for Sure.  2020-09-21 - Tags: rosset textil lycra lycra energize body for sure america do sul the lycra company brasil adriana morasco fio lycra

Sebrae Minas e Aciju realizam o 16º FestLingerie Juruaia
Realizado pela Associação Comercial e Industrial de Juruaia (Aciju) e pelo Sebrae Minas, o 16º FestLingerie Juruaia acontece entre os dias 21 e 26 de setembro e será 100% on-line. O festival é o último evento do calendário de lançamentos de Juruaia, na qual serão apresentadas as tendências e as coleções Primavera/Verão 2020/2021 de moda íntima, praia, fitness e pijamas.  2020-09-17 - Tags: festlingerie juruaia juruaia lingerie capital lingerie feira online sebrae minas festlingerie

Moda praia colombiana aponta crescimento e conquista mercado árabe
O negócio de moda praia feito na Colômbia movimentará US$ 282,8 bilhões em vendas até 2023, o que representará um crescimento de 41,1% se comparado ao obtido no ano passado quando foi de US$ 200,4 bilhões, segundo estimativa do provedor de pesquisas de mercado Euromonitor International.  2020-09-15 - Tags: moda colombiana made in colombia colombia euromonitor beachwear galeries la fayette

Intimissimi fecha parceria no Brasil com o selo eureciclo
A Intimissimi, marca italiana de lingerie e loungewear, reforça no Brasil seu compromisso em desenvolver um ambiente sustentável e de menor impacto ambiental. Dias antes do Dia da Amazônia (05/09) e após o lançamento da Green Collection – primeira coleção-cápsula sustentável da Intimissimi -, a empresa aderiu ao selo eureciclo.  2020-09-02 - Tags: intimissi green collection new hope ecotech eureciclo selo azul

Polo de lingerie incentiva empreendedorismo a partir de R$ 600
Com novo cenário econômico provocado pela pandemia, o empreendedorismo vem se tornando uma alternativa de renda cada vez mais forte no Brasil. Disposta a atuar como uma das protagonistas no segmento e moda íntima, Juruaia, a Capital da Lingerie, localizada no Sul de Minas, está lançando uma campanha nacional para incentivar o empreendedorismo a partir de R$ 600,00.  2020-07-31 - Tags: lingerie empreendedorismo mercado juruaia polo de lingerie

Depósito da Lingerie migra ERP para Data System
O Depósito da Lingerie, rede varejista de moda íntima, adotou o ERP (do inglês, Enterprise Resource Planning) da Data System, desenvolvedora de sistemas para o varejo de calçados e roupas, em suas 15 lojas localizadas em São Paulo. De acordo com o diretor comercial, Marcelo Doria, a principal motivação em trocar o sistema surgiu da necessidade de ter mais controle sobre os dados dos clientes e das operações.  2020-07-15 - Tags: deposito da lingerie erp enterprise resource planning data system marcelo doria plataformas tecnologia rodrigo roland pdv

Intimissimi inaugura loja na rua Oscar Freire
A Intimissimi, desejada marca italiana de lingerie e loungewear presente no Brasil desde 2012, abre sua primeira loja de rua do estado de São Paulo, na prestigiada Oscar Freire – a primeira loja de rua do Brasil é a unidade localizada no bairro de Ipanema, Rio de Janeiro.  2020-07-01 - Tags: intimissimi lingerie oscar freire loungewear marca italiana sao paulo loja de rua

Líquido lança máscaras protetivas com fio Lycra®
Diante do avanço da pandemia do covid-19 no Brasil, o uso de máscara de proteção é obrigatório em locais públicos em todo o país e cada vez mais importante para evitar a disseminação do inimigo invisível. Pensando nisso, a Líquido criou a ação "Máscaras pela Vida", cujo foco é a venda de máscaras tendo parte da produção doada para comunidades em situação de vulnerabilidade.  2020-06-29 - Tags: liquido the lycra company mascaras protecao individual covid 19 pandemia ecommerce tecnologia solarmax

Juruaia cria logomarga simbolizando a capital da lingerie
Conhecida por sua história de empreendedorismo e protagonismo femininos, com 95% de mulheres no comando das empresas locais, Juruaia, cidade localizada no sudoeste mineiro, está se reposicionando na indústria nacional de lingerie, com o lançamento de marca própria e um novo projeto de comunicação.  2020-06-18 - Tags: juruaia guaxupe logotipo nova marca lingerie capital da lingerie moda intima

Jogê estima aumento de 25 % nas vendas do Dia dos Namorados com delivery
O amor à distância está no ar e mais virtual do que nunca. Para o Dia dos Namorados, que devido ao isolamento social, será celebrado por muitos casais de maneira nada convencional, a Jogê Lingerie preparou um site com promoções para presentear as mulheres.  2020-06-12 - Tags: dia dos namorados joge lingerie vendas online ecommerce loggi logistica isolamento social joge lingerie

Principal feira de moda íntima brasileira terá versão online
Com os desafios impostos pela pandemia do covid-19 ao mundo corporativo, os eventos tiveram que se reinventar. A Felinju 2020, uma das principais feiras de moda intima e negócios brasileira, promovido em Juruaia (MG), está inovando ao anunciar sua 23ª edição 100% online, entre os dias 1 e 5 de junho.  2020-05-22 - Tags: felinju lingerie cuecas pijamas moda praia fitness feira minas gerais juruaia online feira online pandemia covid 19

Grupo Hope cria iniciativas para novo cenário
Diante do aumento do número de casos da covid-19 no país, o Grupo Hope criou uma série de ações que visa diminuir o impacto das consequências causadas pela doença. A empresa está seguindo todas as ordens de restrição e medidas feitas pelos órgãos responsáveis. Com as lojas fechadas e equipe em home office, algumas atualizações foram colocadas em prática.  2020-05-06 - Tags: grupo hope hope resort hope em casa novo cenario covid 19 pandemia varejo moda intima doacao

Juruaia abraça o movimento que visa valorização da moda nacional
Um dos efeitos da pandemia de coronavírus no Brasil é a queda no consumo de bens e serviços. Com isso, a indústria nacional, que tem a produção voltada em sua maioria ao consumo interno, sente os efeitos da queda na demanda. Mas um setor está buscando fugir desta tendência.  2020-04-30 - Tags: scmc euvistobrasil santa catarina moda e cultura aciju juruaia moda nacional industria nacional

Vendas on-line triplicaram na rede de franquia de moda íntima Mardelle
Com as lojas físicas fechadas, muitos brasileiros estão recorrendo à compra pela internet para garantir alguns produtos, que vão desde comida, remédios, eletrônicos, roupas, entre muitas outros itens para consumo. O impacto do coronavírus fez com que as empresas adotassem medidas para estimular as vendas, principalmente aquelas que oferecem o e-commerce.  2020-04-28 - Tags: ecommerce vendas online moda intima lingerie mardelle frete gratis economia mercado marcus goncalves

Grupo Lupo realiza doação destinada a construção de leitos de UTI
No atual cenário do COVID-19, o Grupo Lupo, que há 100 anos entrega carinho e afeto para as famílias brasileiras, toma mais um importante passo em direção à responsabilidade social. Empresários da região de Araraquara, no interior de São Paulo, se juntam à Liliana Aufiero, presidente da Lupo, e juntos arrecadam 2 milhões de reais pra montagem imediata de 10 leitos de UTIs para a Santa Casa de Araraquara.  2020-04-20 - Tags: grupo lupo lingerie covid19 pandemia utis santa casa de araraquara mascaras faciais

Ouseuse lança campanha #UmPorTodosTodosPorUm
O mundo vive uma crise sem precedentes ao travar uma guerra contra o novo coronavírus, denominada Covid-19. Visando disseminar esperança e otimismo, a diretora executiva da Ouseuse, uma das maiores empresas de moda íntima de Juruaia-MG, lançou a campanha #UmPorTodosTodosPorUm.  2020-04-03 - Tags: umportodostodosporum ouseuse lingerie moda intima mascaras faciais covid 19

Recco Lingerie se mobiliza para produzir lençóis, jalecos e máscaras
A Recco, empresa brasileira de lingeries e loungewear com 40 anos de mercado, diante da situação de pandemia, voltou sua produção para a confecção de itens indispensáveis para os hospitais e de materiais para os profissionais da saúde que trabalham na linha de frente combatendo o COVID-19.  2020-04-01 - Tags: recco lingerie moda intima lingerie covid 19 uniformes area saude hospitais

Venda online é alternativa para comércio driblar a falta dos consumidores
As vendas a distância são um grande trunfo do polo da lingerie de Juruaia e representam 70% da comercialização das 200 confecções, que juntas, produzem aproximadamente 20 milhões de peças por ano. A cidade de Juruaia, no sudoeste mineiro, é tradicionalmente conhecida como a Capital da Lingerie. A região está acostumada ao grande movimento de excursões, lojistas, revendedoras e público em geral, que lotam as ruas e as lojas diariamente.  2020-03-30 - Tags: juruaia capital da lingerie aciju industria textil lojistas venda online covid19 moda intima lingerie

Felinju é adiada em Minas Gerais por conta do coronavírus
Em razão da situação enfrentada pelo Brasil com o aumento dos casos de COVID – 19, a ACIJU (Associação Comercial e Industrial de Juruaia), por meio do seu presidente José Antônio da Silva, comunicou o adiamento da Felinju 2020 – feira de moda íntima prevista para acontecer de 30 de abril a 2 de maio, no Centro de Eventos Expoju, em Juruaia (MG). A nova data, ainda não definida, será informada em breve.  2020-03-27 - Tags: felinju aciju adiamento coronavirus covid 19 feira moda intima setor de moda intima lingerie

Sustentabilidade continua sendo o foco da DelRio em 2020
A DelRio sempre teve a preocupação em gerar seus produtos de maneira sustentável e com o mínimo de impacto para o meio ambiente. Exemplo disso é o duo de calcinhas ecológicas que em sua produção utiliza 90% a menos de água e traz tecnologia desde o fio do tecido até o elástico.  2020-02-20 - Tags: better cotton initiative delrio calcinhas ecologicas sustentabilidade