Language
home » lingerie / praia / esportivo »

Mercado

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

2Rios além dos oceanos

Em 2014, casou-se com a arquiteta Daniela, sua  inspiração  nas decisões de design e varejo. Matheus,  como é familiarmente chamado o jovem empresário de 32 anos dentro dos comitês internacionais do programa Texbrasil da Abit, foi o responsável por colocar em prática os visionários planos de Paulo Roberto Fagundes, seu pai e fundador da indústria, que em 2003 acreditou nos ideais de seu futuro sucessor e, apesar da inexperiência brasileira e da dificuldade de gestão governamental do País com relação às políticas externas, apostou na internacionalização da marca como estratégia de fortalecimento e crescimento da  empresa.

ITT: Como foi sua chegada ao segmento têxtil e a decisão de continuar os negócios da família?

Matheus Diogo Fagundes: Minhas lembranças mais antigas estão ligadas ao setor têxtil, mas antes disso era jogador de futebol! Em 2003, a 2Rios teve o primeiro passo internacional, e eu acreditava que era capaz de desenvolver algo novo junto à indústria. Chegava a reuniões sendo o mais novo da mesa – o que acontece ainda muito. Com 20 anos, já estava fazendo feira em Lyon, a  Mode City.

ITT: Quais foram os maiores desafios pessoais e profissionais dessa decisão?

Matheus: Quando comecei na empresa, foi diretamente na área de comércio exterior, que ainda não existia, não se sustentava e não possuía gestão própria. A área comercial internacional só veio bem  depois,  com  marketing  e  estrutura  melhores.  Em termos pessoais, havia uma imagem – até por eu ser filho do dono – de  que meu trabalho era só viajar, conhecer novos lugares. Todos os passos foram estratégicos até o momento em que ganhamos corpo suficiente para nos sustentar, e hoje as exportações cor- respondem a 20% da produção da companhia. Não teve segredo, sorte ou oportunismo. Foi um conjunto de ações que começaram com meu pai se arriscando na ideia de abrir novos mercados.

ITT: Houve preparação por parte de seu pai para que você assumisse os negócios da família?

Matheus: Tenho certeza de que o que eu trago hoje é o desejo  de vermos mais sustentabilidade e inovação, para que, assim como ele, eu possa deixar meu legado na empresa. Somente agora, enxergo que a cobrança que ele teve comigo era muito maior que com qualquer funcionário, mas com o motivo sólido de que eu estivesse preparado. Como eu tinha só 20 anos na época, ficava chocado com essa situação: eu errava uma coisinha e era um extremo problema, enquanto muitos colegas erravam muito pior e estava tudo bem. Era uma visão de futuro, de substituição, de passar o bastão. É no  erro que crescemos,  que entendemos como agir corretamente. Esse pensamento é essencial para a internacionalização. Já estive, em quatro dias, por cinco países diferentes, exigindo minha adaptação, minha adequação. É preciso saber enxergar e ter visão ampla. A exportação não foi via única de vender. Ela trouxe conhecimento para casa, diferenciando também a produção local. É  uma via  de mão dupla.

ITT: Que tipo de modificações vocês fizeram após a internacionalização?

Matheus: Processos diferenciados dos concorrentes e mercados mais maduros te exigem mais, trazem para a empresa formas mais modernas de atuar. Um exemplo de mudança que fizemos foi com o bojo, que no exterior era mais macio do que no Brasil. Para chegar ao  modelo internacional, tivemos que desenvolver soluções que implicavam em outras características e maquinários,  ou  seria impraticável.

ITT: A inexistência de uma força-tarefa das empresas de lingerie brasileiras no exterior atrapalha o desenvolvimento da 2Rios no mercado global?

Matheus: A lingerie brasileira no exterior ainda está engatinhando. Isso também atrapalha o branding internacional. Te- mos um setor muito próximo do nosso, o beachwear, que já é internacionalizado. Falta união das empresas. No nosso setor, ainda somos dispersos e atuamos basicamente somente no mercado nacional, que é quase um consumo de exportação, embora limitado. Os polos regionais também fazem com que  as companhias permaneçam pequenas. A demanda interna atrapalha bastante a visão do mercado externo. Cansamos de fazer feiras onde a única empresa de lingerie era a nossa. Íamos às feiras que conciliavam os  dois segmentos, a  lingerie e    o beachwear.

ITT: Mas como pode um setor com tantos eventos de underwear ainda estar distante do mundo?

Matheus: Ainda há a questão cultural, pois aqui o setor participa dos eventos, mas continua com a visão de investimento somente a curto prazo. Na questão cultural nacional – não só no âmbito empresarial, mas também no político, pelo histórico fechado do País  –,  não temos planejamento a longo prazo. As empresas seguem a cultura governamental e pensam só no próximo ano. Somos imediatistas e achamos que temos que vender sempre. Isso não acontece no mercado externo. Há também a imagem de que o brasileiro não  mantém suas vendas por  causa  da  flutuação de câmbio. Desde 2004, ouvimos: ‘não sei se o Brasil vai me atender’. No Texbrasil, criamos maturidade de empresa, para poder ter  mais  companhias  preparadas  e, assim, poder mudar essa imagem, ganhar força no mundo. Não adianta volume sem qualidade. Não é isso que precisamos mostrar.

ITT: Pode ser também um medo do crescimento, das confusões tributárias.

Matheus: Sim, há também o medo do crescimento, pois, quanto maior somos,  maior é a sociedade com o governo em forma de tributos. O correto seria fazermos tudo o que é necessário para investir, para crescer, e o restante ser direcionado ao imposto. Quanto maior a pressão, maior a necessidade de planejamento, mas como fazer isso quando somos onerados cada vez com uma taxa diferente? Essa instabilidade é  muito ruim.

ITT: Mas há um caminho, já que a 2Rios superou isso.

Matheus: Sim, mas com muita dificuldade. Por que precisa ficar cada vez mais difícil? O objetivo do governo é piorar a situação para o empresário brasileiro? Mas de qualquer forma, para incentivar a exportação, é importante apresentarmos nossos cases e mostrar que em alguns momentos a margem é menor, mas lá na frente iremos colher os frutos. Se o mercado interno está bom,  ele  pensa:  ‘mão  de obra difícil... Prefiro cuidar do daqui que  buscar  outros  mercados’.  Mas   com o mercado interno caindo, ele insiste. A exportação precisa ser uma decisão clara do empresário. É importante dizer que ex- portar é uma  relação comercial, importar é outra e internacionalizar é outra coisa completamente diferente. É entregar um serviço diferente e estar realmente inseri- do na cultura e no mercado onde se deseja atuar. Isso demanda mais tempo e um investimento ainda maior.

ITT: Já que citou a dificuldade de mão de obra, como é hoje a produção da empresa?

Matheus: A 2Rios tem uma capacidade de produção de 200 mil peças/mês, e vamos crescer internamente, ampliando os qualificados que passam por auditorias como ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil). A mão de obra nos preocupa, pois queremos investir na terceirização e por isso compramos maquinários para os terceiros. Mas, e além disso, o que será ama- nhã? Estamos passando pela dúvida: temos obrigação de  crescer  para  a  demanda que vai consumir, mas o passivo da empresa é absurdo, impagável. Hoje somos 100% brasileiros, mas até que ponto vale a pena? Qual a nossa relação comercial internacional? Lar- gamos o mundo! Há um Mercosul fechado e acordos irrisórios. Com isso, perdemos competitividade. A Colômbia, produtora de lingerie, tem acordos bilaterais com diversos países. Eu chego num custo mais baixo que  a Colômbia, mas, quando estou no destino, enfrento impostos de 17 a 20%. O problema do Brasil não é ser fechado, é não definir se suas políticas serão fechadas ou abertas. Somos reféns de alternativas diárias do governo e péssimas decisões estratégicas com a política internacional.

ITT: E como lidar com a questão dos profissionais, das costureiras e dos costureiros que sumiram do mercado de trabalho?

Matheus: Nosso setor não criou status para a profissão de  costureiras e costureiros  e, mesmo que ofereçamos condições de trabalho melhor que no varejo, eles preferem partir para as lojas, as confecções. A renovação da mão de obra foi falha. Hoje temos muitos pedidos de pessoas que não querem mais trabalhar na empresa, mas, sim, prestar serviços. É uma saída  boa,  que permite o trabalho em home office, horários  mais flexíveis.

ITT: Mas, e com relação ao cuidado com o funcionário?

Matheus: O risco hoje já é da empresa, ela tem que se responsabilizar com audito- rias que impeçam trabalhos desgastantes. A ABVTEX, por exemplo, garante um pro- cesso correto, direto e legal. Mas o problema é que no Brasil esse legal não é claro. Mas prezamos por esse  acompanhamento e hoje temos 180 funcionários diretos e 400 indiretos.

ITT: Quais os mercados-chave para o projeto de exportação?

Matheus: Hoje, temos 20% dos nossos produtos destinados à exportação, especial- mente para América do Sul. Há outros destinos sendo abertos, como o americano, onde estamos fortalecendo a internacionalização já há três anos com investimentos.    O Japão é também bem interessante. De- pois vem Europa, que ainda é um destino muito pequeno, mas  estamos  desenhando o modelo dos Estados Unidos para aplicar  lá.   África,  especialmente   Moçambique, tem uma pequena venda. Outros mercados são mais esporádicos. Especificamente na América do Sul, atuamos com Uruguai, Paraguai, Chile e Bolívia. Argentina, oremos que retorne! É um mercado que está muito no nosso radar, pois é extremamente importante.

 

ITT: Como foi o processo de construção do branding internacional da marca?

Matheus: Iniciamos o processo em 2013, para a marca criar uma imagem global. Definimos um padrão que deu start em 2014, com o lançamento da imagem e da logo 2Rios Lingerie. Usamos a imagem da Mariana Rios, na época. A imagem da mulher brasileira, sofisticada, para atender o mercado do Brasil. Uma jovem, a transformação da 2Rios passando da adolescência para a mulher. Isso aconteceu muito bem, a imagem foi usada no mercado internacional pela atriz, ligada às novelas brasileiras, e criando-se relação com o Brasil. Em 2015 e 2016, começamos com Carol Castro, com ligação não só com novelas, mas também com o cinema. São imagens positivas da mulher, do Brasil para o exterior.

ITT: Que mensagem deixa para os outros empresários do setor?

Matheus: Diria: ‘sejam resilientes’. Não é a primeira vez que a crise acontece, mas a mudança ocorre dentro de nós, deve ser replicada e chegar até a sociedade. Só assim seremos empresas melhores e uma sociedade melhor. É o caminho que precisamos seguir. Melhorar a visão das pessoas traz melhores caminhos, visões e prazos. O recado é que precisamos melhorar como pessoas para sairmos dessa situação.

ITT: Como as mídias setoriais, como as do Grupo MJC Textília, contribuem para o mercado?

Matheus: A revista é um guia para o que devemos melhorar, sobre os caminhos que nos pautarão no futuro. O sucesso das publicações não é do dia para a noite, ele se baseia em 25 anos de experiência, que podem e devem ser aplicados em nossas companhias.

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Por: Gabriel Rajão
Fotos: Gabriel Rajão

Data de publicação: 06/06/2016

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Polo de Juruaia deve ultrapassar R$ 200 milhões em negócios em 2020
As perspectivas de negócios para este ano são muito boas. Segundo a ACIJU - Associação Comercial e Industrial de Juruaia, as vendas à distância, um grande trunfo do polo da lingerie, são responsáveis por cerca de 70% da comercialização das 200 confecções da cidade do sudoeste mineiro, que juntas produzem aproximadamente 20 milhões de peças por ano.  2020-01-24 - Tags: aciju numeros juruaia movimento lingerie outlet juruaia jose antonio da silva

Peças com proteção solar são alguns dos destaques do Outlet Juruaia 2020
Um dos principais eventos promovidos pelas lojas de fábrica de Juruaia (MG), por meio da ACIJU - Associação Comercial e Industrial de Juruaia, - o Outlet Juruaia, reunirá mais de 100 lojas participantes que acontece entre os dias 11 e 25 de janeiro, exceto aos domingos.  2020-01-13 - Tags: aciju juruaia outlet intima passion biquinis maios temporada

Consumidores podem ‘se dar bem’ com as liquidações de início de ano
Muitos consumidores deixaram na espera as compras de fim de ano para aproveitarem as liquidações dos primeiros dias do ano novo. Diversas lojas já estão preparadas para continuarem atraindo clientes mesmo depois da enxurrada das vendas natalinas.  2020-01-07 - Tags: outlet juruaia calendario lingerie capital jose antonio da silva aciju

Pesquisa Zanotti mostra reclamações comuns entre consumidores de moda íntima
Quando está exposta na vitrine da loja, qualquer lingerie parece impecável. Porém, após ser levada para a casa e usada por algumas vezes, as peças mostram sua verdadeira qualidade.  2019-12-03 - Tags: vitrine loja zanotti lingerie qualidade reclamaçao

Chega ao mercado a nova forma de comprar lingerie
Com a revolução na maneira de vender das grandes empresas de serviços e produtos, os clubes por assinatura têm ganhado cada vez mais espaço, como aponta uma pesquisa realizada pela Zuora, especializada em economia de assinatura, mostrando que 71% das pessoas fazem parte de algum clube de compras.  2019-10-30 - Tags: zuora surprise box clube de lingerie ricardo zago plus size

Líquido usa Supplex® para dar conforto à sua coleção
A tecnologia e o conforto deixaram de ser vaidade e se tornaram necessidade para os adeptos de práticas esportivas. Por isso, a Líquido, marca conceitual de moda praia e fitness, passou a investir cada vez mais nas peças que trazem a tecnologia Supplex® na composição dos tecidos.  2019-09-20 - Tags: supplex fitness liquido basico tecidos

Nova loja conceito da Puma na Cidade de Nova York
A PUMA inaugura hoje sua primeira loja conceito na América do Norte, localizada no endereço 609 Fifth Avenue, na Cidade de Nova York. Com foco em tecnologia e produtos de vanguarda, a loja exibe um espaço imersivo da marca PUMA, oferecendo aos consumidores uma experiência única de compra, através de áreas inovadoras de engajamento esportivo, um estúdio de personalização e ofertas conectadas digitalmente.  2019-08-30 - Tags: puma loja nova york conceito you 3d impressao a laser upcycling retalhos

Ruas de Juruaia serão transformadas em passarelas
O empresariado da cidade mineira de Juruaia, conhecida como a Capital da Lingerie, já está se preparando para a temporada de vendas impulsionada pela proximidade do Natal e do Verão. Consagrada como uma das principais datas do calendário para as marcas da região por se tratar de um festival de lançamentos, a 15ª edição do Festlingerie terá como slogan "Os tons mais quentes da moda estão em Juruaia".  2019-08-29 - Tags: juruaia capital da lingerie festlingerie aciju confecçoes

Capital da lingerie apresenta coleções primavera/verão durante o Festlingerie
O empresariado da cidade mineira de Juruaia, conhecida como a Capital da Lingerie, já está se preparando para a temporada de vendas impulsionada pela proximidade do Natal e do Verão. A 15ª edição do Festlingerie terá como slogan "Os tons mais quentes da moda estão em Juruaia" e acontecerá entre os dias 7 e 14 de setembro.  2019-08-27 - Tags: lingerie juruaia festlingerie setembro capital da lingerie aciju associaçao comercial e industrial de juruaia

Ecologia e sustentabilidade marcaram feiras de Paris
Em um setor que vem enfrentando grandes desafios nos últimos anos, a Eurovet, organizadora das feiras Unique by Mode City & Interfilière Paris, se preparou para fornecer a melhor vitrine de inovações, que revitalizarão a indústria da moda praia, lingerie e resort na próxima temporada.  2019-08-02 - Tags: eurovet unique by mode city interfiliere paris porte de versailles lingerie fitness sustentabilidade

Vendas de moda íntima crescem e alavancam indústria têxtil
A moda íntima deve ser o primeiro segmento da indústria têxtil a mostrar crescimento neste ano, segundo levantamento da consultoria Iemi – Inteligência de Mercado. O movimento é impulsionado por um aumento da demanda em todas as faixas de renda, das classes A e B até a base da pirâmide. As informações são do jornal Valor.  2019-07-30 - Tags: moda intima industria textil consultoria iemi hope 2 rios lupo marcelo prado lingerie edmundo lima abvtex

Nike é a marca mais valiosa de vestuário no BrandZ Global
Novos tecidos e designs inovadores que atuam como peças esportivas e casuais impulsionaram o valor de marca no setor de vestuário no ranking das 100 Marcas Globais Mais Valiosas do BrandZ, divulgado neste mês pela WPP e Kantar na Bolsa de Valores de Nova York.  2019-07-18 - Tags: brandz wpp kantar nova york most valuable global brands ranking bolsa de valores

Moda praia brasileira conquista mercado francês
A Brazilian Bikini Shop, loja 100% online dedicada à moda praia brasileira, inaugurou em junho um espaço de 28 metros quadrados com atmosfera exótica e cores extravagantes na Galeries Lafayette Haussmann, uma das mais famosas mega stores de Paris com mais de 120 anos de história. Até o dia 1º de agosto, os amantes da moda praia brasileira terão à disposição diversos modelos de biquínis, maiôs e saídas de praia na Brazilian Bikini Shop.  2019-07-08 - Tags: galeries lafayette haussmann gian marco brazilian bikini shop biquinis maios cangas pareos

Sutiãs e calcinhas destacam-se no mercado de moda íntima
Os itens calcinha, cueca e sutiã são os artigos com maior peso no segmento de moda íntima e de dormir. Juntos representaram cerca de 80% da produção em 2018, segundo o Estudo do Mercado Potencial de Moda Íntima e Meias, que acaba de ser lançado pelo IEMI Inteligência de Mercado.  2019-06-28 - Tags: inteligencia de mercado iemi moda intima estudo do mercado potencial de moda intima e meias marcelo prado mercado lingerie

Abit discute a moda praia durante evento em São Paulo
Com apoio da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), começa neste domingo (26), a Vista Fair – a principal feira de lingerie, moda praia e fitness da América Latina. O evento, que acontece no Centro de Eventos Pro Magno, receberá lojistas e fabricantes até o dia 29 (quarta-feira).  2019-05-27 - Tags: abit vista fair iemi balanca comercial vista fair 2019 iemi moda praia fitness

Indústria têxtil catarinense é a única brasileira convidada a participar de feira em Munique
A Texneo, indústria têxtil situada em Indaial/SC, especializada na fabricação de malhas em rolo para os mercados sportswear, beachwear e underwear, estará presente entre os dias 08 e 09 de maio na maior feira de bases esportivas do mundo, a Performance Days, em Munique, na Alemanha.  2019-05-08 - Tags: texneo sportswear beachwear underwear uv anti microbiano dry highclo air compression digital neon refletivo johnny gaulke

Programa que prioriza a sustentabilidade norteia a DelRio
A DelRio sempre teve como objetivo atender e antecipar os desejos de seus consumidores, durante seus 50 anos de existência. Hoje, a empresa sediada no Ceará, está entre as três primeiras do segmento no Brasil. Para atingir esse patamar não foram medidos esforços com altos investimentos em tecnologia, maquinário e capacitação de funcionários – abraçando a indústria 4.0, que é a integração da tecnologia com o capital humano.  2019-04-18 - Tags: del rio mercado sustentabilidade qualidade total carlos pereira abnt abrapa

Mulheres se unem e transformam cidade de 10 mil habitantes na capital da lingerie
A cidade de Juruaia, em Minas Gerais, detêm o importante status de uma das maiores fabricantes do país e é considerada a capital da lingerie. Tudo começou nas plantações de café, onde a maioria da população trabalhava nas lavouras. A economia foi crescendo e em 1992 duas empresas deram início a produção de moda íntima no município. Mais tarde, fecharam.  2019-04-17 - Tags: felinju centro de evento expoju juruaia lingerie mercado minas gerais associacao comercial e industrial de juruaia

Sustentabilidade é prioridade entre as marcas brasileiras
Você certamente já ouviu falar sobre moda sustentável — o que antes era considerado apenas uma tendência, hoje vem se consolidando e ganhando cada vez mais espaço dentro do mundo fashion. Seja na produção ou no conceito, muitas marcas brasileiras estão apostando nessa iniciativa que impacta diretamente no meio ambiente.  2019-04-05 - Tags: econfort lingerie abrapa algodão ong world wildlife fund selo bci samantha perim

2Rios Lingerie comemora 29 anos com expansão no mercado internacional
Tendo como foco "lingerie para todos os biotipos" a 2Rios, completa 29 anos de atuação oferecendo ao público feminino lingerie confortável, que combina tecnologia, inovação e alta qualidade nos produtos. O quadro de funcionários é composto por 99% de mulheres.  2019-04-02 - Tags: 2rios 29 anos paulo roberto fagundes 2rios lingerie abit programa lixo zero