Language
home » lingerie / praia / fitness » Íntima ao esportivo » tendência de materiais

Tendência de materiais

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

De onde veio e para onde vai o conceito de activewear

Culto à imagem saudável
Mais do que cuidar da saúde, o que motiva as pessoas ao esporte é manter a boa aparência
 
No início de 1980, a cultura do corpo eclodiu no mundo e chegou ao Brasil, simbolizada pela aeróbica e embalada pelo esfuziante hit “Get Physical” de Olivia Newton-John.
Muitos pensaram que tal movimento, que gerou uma febre de consumo de produtos ligados à atividade física, fosse um modismo passageiro. Hoje, mais de duas décadas depois do início da geração saúde, o mercado de vestuário esportivo não pára de crescer, movimentando anualmente cerca de US$ 2 bilhões*. Porém, um novo fenômeno é apontado como principal propulsor deste negócio: o culto à aparência. “O consumidor que compra roupa esportiva não necessariamente é um atleta profi ssional ou praticante de esportes, mas alguém que quer ter uma imagem saudável”, atesta o economista João Felipe Sauerbronn, da Escola Brasileira de Educação Pública e de Empresas (Ebape) da Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro.
Integrante do grupo de estudo de marketing esportivo, que entre 2003 e 2006 realizou uma pesquisa para saber como as pessoas se relacionam com o esporte, Sauerbronn revela um dado surpreendente.
 
“A preocupação com a saúde não é mais a razão principal que leva as pessoas a praticarem algum tipo de esporte, ficando em terceiro lugar
A inglesa Olivia Newton-John,
símbolo de saúde dos anos 80
na lista de motivos. Em primeiro vem o lazer e em segundo a estética”. Segundo ele, a vida estressante das cidades e a tendência, cada vez maior, ao individualismo fazem com que as pessoas busquem o esporte para manter um convívio social. “De uma amostragem de duas mil pessoas entrevistadas, apenas 10% disseram praticar esporte regularmente, ou seja, no mínimo três vezes por semana. Para muitos, as academias funcionam mais como centros de convivência e lazer do que um local exclusivo para exercícios físicos”.
 
Look esportivo e tecidos tecnológicos valorizam a estética do século XXI
Linha desenvolvida com fios da Invista: moda com alto desempenho
Movimento urbano
Apesar de toda a divulgação do esporte na mídia nacional, a pesquisa da Ebape confirma que os moradores das cidades, principalmente das regiões sul e sudeste, são os que mais praticam atividade física e, consequentemente, consomem produtos esportivos. “No interior e nas cidades do centro, norte e nordeste, a idéia de boa saúde está mais ligada aos hábitos alimentares do que aos exercícios físicos. Observa-se que nesses locais ainda há poucos espaços como ciclovias, academias e equipamentos públicos de ginástica”, diz João Felipe Sauerbronn, que também é presidente da Federação de Hóquei sobre Grama do Estado do Rio de Janeiro. Sua pesquisa mostra que o futebol, a corrida e as lutas marciais são os esportes prediletos dos homens, enquanto fitness, caminhada e vôlei são os preferidos das mulheres.
Um detalhe curioso e que confirma a preocupação feminina com a estética referese à prática da natação. Considerado um dos esportes mais completos, pois além de delinear o corpo também aumenta a resistência pulmonar e melhora a coordenação motora, a natação acaba sendo abandonada pelas mulheres (não atletas) justamente por causa da tonificação dos músculos dorsais.
*Números
O mercado de vestuário em geral, que abrange roupas de tecidos planos, malhas e meias faturou em 2006 US$ 24,2 bilhões. O segmento esportivo (não inclui tênis nem acessórios) representou aproximadamente 10% deste faturamento.
Fonte: Abravest/IEMI
 
Admirável têxtil novo
por Sérgio Beck*
A tecnologia implantada no século XX criou as fibras sintéticas, gerando tecidos que quase não absorvem água (nem peso), que são impermeáveis (quando resinados), e bastante resistentes a rasgos e abrasão. Porém, descobriu se que as coberturas resinadas não “respiram”. Não tendo por onde escapar, o suor acabava umedecendo a roupa por baixo do tecido impermeável. Os laboratórios então inventaram os tratamentos hidro-repelentes, que permitem que o tecido “respire” sem se deixar encharcar pela água da chuva. Foram criadas películas protetoras (membranas
 
Tecidos esportivos feitos com a tecnologia Amni
Rhodia

microporosas) que deixam passar o suor (ainda sob forma de vapor d’água) e ao mesmo tempo repele a entrada de água.
Inventaram também tratamentos químicos que rapidamente conduzem o suor da pele para fora do tecido. Só que nem sempre esta tecnologia funciona como se espera, principalmente sob exercício pesado,quando o suor é intenso. O desempenho dos tratamentos químicos também acaba com o tempo, à medida que o produto vai sendo removido por sucessivas lavagens. A solução foi criar microfibras com filamentos tão finos, que devolvessem ao tecido a sensação de maciez e conforto do algodão. Sem o inconveniente de absorver água, ou de selar a pele debaixo de uma película plástica. Novos processos de texturização e cortes modificados possibilitaram uma geração de fios sintéticos confortáveis e funcionais. Inventou-se a famosa expressão “fibra inteligente”, justificada pelo fato de que estas ajudavam a criar um microclima ao redor do corpo. Muitas vezes a pesquisa em laboratório avança às cegas: uma nova fibra é descoberta, e então são estudadas suas propriedades e encontrado algum comportamento especial para desenvolvimento de vestuário. Foi assim que se introduziu o termo “fibra de performance” para definir têxteis com um comportamento ainda mais sofisticado que o das “fibras inteligentes”. Estas fibras começaram
a ser aplicadas principalmente em malhas, libertando-nos do domínio do algodão. Usadas geralmente em camisetas, não se encharcam com o suor, secam rapidamente e vestem confortavelmente. Hoje, um arsenal de fibras performáticas está à disposição dos atletas e praticantes de esportes. Além do conforto e equilíbrio térmico, muitas destas fibras incorporam atributos como ação bacteriostática, compressão graduada, proteção contra raios UVA-UVB e muito mais.

Sérgio Beck é montanhista e autor do livro “Convite à Aventura”

 
Corrida pela boa-forma
Em busca da roupa ideal, consumidores vão atrás de informações e novidades
 
Estima-se que no Brasil existam quatro milhões de adeptos de corrida de rua, uma das modalidades esportivas mais populares do país. Para atender este segmento, dezenas de marcas esportivas participaram da segunda edição da Running Show 2007, feira anual realizada no mês de agosto, em São Paulo.
Dentre as novidades apresentadas para os consumidores que lotaram o pavilhão da Bienal do Ibirapuera, destaque para a linha de vestuário Lightning Day, da New Balance, feita com finíssimas microfibras de poliéster e poliamida (náilon) que permitem o fluxo rápido e contínuo da umidade da parte interna para a parte externa do tecido, facilitando a evaporação do suor. Os tecidos da linha também contam com tecnologia antimicrobial e proteção contra os raios ultravioleta (UVA/UVB). A Body For Sure lançou, entre outras novidades, uma coleção para a prática do running feita com tecido à base do novo fio Amni Actsystem Fit, que proporciona conforto, melhor equilíbrio térmico, toque agradável e alta compressão.na lista de motivos. Em primeiro vem o lazer e em segundo a estética”. Segundo ele, a vida estressante das cidades e a tendência,cada vez maior, ao individualismo fazem
 
Coleção Get Over 2007 lançada
pelas lojas Renner

com que as pessoas busquem o esporte para manter um convívio social. “De uma amostragem de duas mil pessoas entrevistadas, apenas 10% disseram praticar esporte regularmente, ou seja, no mínimo três vezes por semana. Para muitos, as academias funcionam mais como centros de convivência e lazer do que um local exclusivo para exercícios físicos”.
Outros produtos que chamaram atenção de esportistas e apaixonados por corrida foram os tecidos tecnológicos Bioskin® e Leggeríssimo Pro®, desenvolvidos pela tecelagem Santaconstancia em parceria com as marcas Amni Biotech (Rhodia), Supplex e Lycra® (Invista). O consultor têxtil José Favilla, especialista em tecidos tecnológicos e que atualmente presta consultoria para Santaconstancia, explica com uma frase o que é uma roupa de performance:“É aquela que menos atrapalha o desempenho do usuário que pratica esportes”. Mas então, por que a indústria investe tanto
em novas fibras e tecidos? A resposta está no conceito de fisiologia do vestuário. De acordo com Favilla, conforme a atividade esportiva e o local onde ela é praticada (se aberto ou fechado, se sob temperatura fria ou quente, ar seco ou úmido, etc.) a roupa deve ser pensada de forma a facilitar a interação entre o tecido e o corpo e entre o tecido e ambiente externo. Segundo ele, três fatores devem ser levados em conta quando da elaboração de um tecido voltado para a prática esportiva: isolamento térmico e troca de ar, absorção e transporte de umidade e sensação de conforto na pele.“O meio ambiente interfere na sensação térmica do corpo e, nesse sentido, a roupa pode ser uma aliada do consumidor”.

Favilla diz que a poliamida tem maior capacidade de absorver o suor do que o poliéster. Geralmente estas duas fibras são as mais utilizadas na confecção de roupas esportivas. Porém, não basta apenas o fio adequado – a construção do tecido e o tipo de máquina em que é produzido também colaboram para o bom resultado. “Se a camiseta de poliamida for feita com uma trama mais aberta, o tecido extrairá o suor do corpo e simultaneamente irá eliminá-lo através dos poros da trama, proporcionando uma sensação de conforto e frescor”, destaca o especialista, acrescentando que nos últimos dez anos, a tecnologia têxtil avançou muito, principalmente com o advento da
Tecidos tecnológicos estarão brevemente no mercado

nanotecnologia. Graças à introdução de nanopartículas nos têxteis, hoje é possível produzir roupas que não mancham, não amassam, contenham proteção contra raios ultravioletas, cosméticos, substâncias medicinais e até células solares.

Visão de consumo
Gabriela Pascolato, diretora comercial da Santaconstancia, empresa conhecida pelos tecidos de moda, justifica a aposta no segmento esportivo. “Hoje, o consumidor procura roupas que, além do visual fashion, confiram também conforto e bem-estar”. Ela diz que seu próprio estilo de vida como executiva motivou o investimento na nova coleção de tecidos tecnológicos: “Há ocasiões em que eu saio da academia e vou direto para uma reunião de negócios. A roupa que uso precisa ter secagem rápida, ser muito leve e não amarrotar, ou seja, adequada às minhas necessidades.
E é isso que os consumidores buscam hoje”, completa. O engenheiro Alexandre Campos, dono da marca Hard Eight, confecção voltada para o segmento fitness, diz que os consumidores de fato estão mais informados, conhecem os produtos, porém, nem sempre estão dispostos a pagar mais por isso. “Há uma procura por marcas alternativas que oferecem os mesmos benefícios das grifes com preços mais acessíveis. Considero importante o trabalho das tecelagens e malharias junto às confecções para nos orientar sobre os novos materiais”.

 
Cores e desenhos ousados na coleção da
Body for Sure
Consumidor informado e exigente

 

Raio X da feira
Expositores: 70 empresas
Visitantes: 23 mil pessoas
Negócios gerados: R$ 12 milhões
Fonte: Pomotrade

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Data de publicação: 30/11/2007

Conteúdo relacionado


Arnold Classic Brasil utiliza malha Tecnológica Nautic
Arnold Schwarzenegger promove a edição nacional de seu evento mundialmente reconhecido, o Arnold Classic Brasil, entre os dias 29 e 31 de maio, no Riocentro. Cerca de três mil corredores são esperados para a competição. A entrega de kits será feita na loja Centauro Conviva Américas, Avenida das Américas, 90, no Rio de Janeiro. As camisetas que compõem os kits que serão utilizados em todo o circuito contam com a tecnologia do Nautic, tecido 100% poliamida da Salotex, desenvolvido especificamente para a confecção de vestuário para praticantes de corridas e caminhadas. A etapa Arnold Classic Brasil da Speedo Run Series é organizada pela Gayotto Sports e realizada pela Speedo, e tem patrocínio da Centauro Sports, com apoio da Salotex, Biotropic e Speedo Watches e Speedo Eyewear.  2015-05-29 - Tags: arnold schwarzenegger salotex arnold classic brasil speedo centauro sports salotex nautic biotropic speedo watches speedo eyewear

Um Lingerie dos Novos Tempos
Já estamos vivendo uma época de mulheres emancipadas, instruídas e economicamente independes, mas os hábitos e costumes não conseguem acompanhar essa sociedade em mutação. As mulheres, com sua visão periférica se conectam com tudo aquilo que julgam importante e levam apenas algumas horas diante das redes sociais para descobrirem este novo mundo em que elas podem ser consideradas, verdadeiramente multitarefa  2014-11-07 - Tags: interfilière inverno 2016

Lingerie 2016: uma transgressão de ideias
Designers, criadores e técnicos abasteceram o universo do lingerie com o conforto, a delicadeza, a singularidade e até um certo divertimento para agradar mulheres modernas e contemporâneas. *Veja mais na ITT TOP TRENDS, edição 93.  2014-05-29 - Tags: lingerie itt 93 direcionamento lingerie materiais tendencias

Chique é ser feliz!
O inverno 2015 traz uma estação voltada para as pequenas delícias, detalhes graciosos, surpresas agradáveis e coisas bonitas. Beleza é a palavra-chave.  2013-11-04 - Tags: itt 91 interfilière tendências lingerie

Verão 2014 propõe um lingerie mais livre
Com sua nova identidade visual, o Interfilière estará presente nas edições de janeiro e julho, em Paris, em março em Hong Kong e outubro em Xangai, mostrando um verão sob o signo da sensualidade, autenticidade, savoir-faire e da inovação.  2013-01-28 - Tags: itt 88

Milano Unica, excelência na tecelagem
A plataforma de negócios da 14ª edição da Milano Unica reuniu 440 empresas que mostraram as principais tendências têxteis para a estação primavera-verão 2013/2014.  2012-08-09 - Tags: moda in

Interfilière - Visionário e vanguardista
Internacionalmente reconhecido, o Interfilière é o maior salão de tecidos para loungewear/ homewear, lingerie e beachwear.  2012-04-12 - Tags: liebaert hong kong

Colorido, denso e cultural
Na interpretação da Interfi lière, maior mostra européia de matérias-primas para o setor de lingerie e moda praia, o Verão 2010/11 deve trazer uma gama ímpar de tonalidades.  2012-02-06 - Tags: interfiliere

Vitrina dinâmica e criativa Verão 2011
Interfilière se consagra como fonte de informações e plataforma de negócios para lingerie e moda praia.  2012-01-31 - Tags: interfiliere

Celebrate human imagination
Conforto, prazer e atração são os três objetivos estratégicos que se tornam obrigatórios para efetivar o impulso no momento da compra do lingerie.  2012-01-24 - Tags: interfiliere

Ande, corra, vá ao encontro da sua consumidora
Entre vários produtos o lingerie já tem um histórico que inclui, com muito sucesso, as vendas porta-a-porta.  2012-01-13 - Tags: de millus

Interfilière & Mode City sob o signo da qualidade
Em primeiro lugar no ranking do setor, MODE CITY e INTERFILIÈRE mostraram, em Paris, as coleções Primavera/Verão 2012 e materiais e insumos para o Outono/Inverno 2013.  2012-01-04 - Tags: paris primavera verao lingerie

Sem vento na ciclovia
Nova tecnologia em tecido laminado mantém o ciclista aquecido em dias de frio.  2011-10-20 - Tags: windstopper politetrafl uoretileno

Criatividade & fantasia
Tendências de materiais e insumos para o inverno 2011-12 europeu.  2011-10-05 - Tags: intefiliere

Comunidades carentes refazem a linha lingerie
Marca pernambucana recupera know how artesanal de comunidades pesqueiras em linha exclusiva de lingerie.  2008-09-30 - Tags: .

Nova geração de tecidos inteligentes promete benefícios
Segmento esportivo conta com tecidos inteligentes que conferem ao vestuário propriedades terapêuticas.  2008-09-30 - Tags: .

A tecnologia nas vestes e equipamentos dos superatletas
Avanços na tecnologia esportiva dão suporte para superatletas ultrapassarem seus limites.  2008-09-30 - Tags: .

O futuro dos tecidos
Ingleses desenvolvem um tecido luminoso de alta tecnologia que pode revolucionar as roupas esportivas e de segurança.  2008-04-30

As apostas das próximas estações
Uma estação iluminada e ecológica, a temporada favorece o natural em temas, cores e formas.  2008-04-30

A evolução do mais que centenário sutiã
Ao longo do tempo as mulheres usaram peças que ora escondiam, ora valorizavam os seios.  2007-11-30