Language
home » lingerie / praia / fitness » Íntima ao esportivo » tendência de materiais

Tendência de materiais

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

A evolução do mais que centenário sutiã

100 anos de batismo do nome “sutiã”
Ao longo do tempo as mulheres usaram peças que ora escondiam, ora valorizavam os seios. Mas o sutiã, tal qual conhecemos hoje, é uma criação recente: no século passado, a peça ganhou tecnologia e novos materiais, adequando-se à mulher moderna e independente
 
Depois de séculos sob o domínio dos espartilhos, as mulheres ganharam liberdade corporal com a criação do sutiã. Esta peça de lingerie sofreu uma série de mudanças sempre acompanhando a evolução feminina. Em 2007, festeja-se os 100 anos do surgimento da palavra “brassière” (sutiã, em francês), que apareceu pela primeira vez num editorial de moda da revista Vogue nos Estados Unidos, em 1907, como forma de nomear uma peça que sustentava os seios.
A idéia de um underwear que protegesse, segurasse e destacasse os seios ao mesmo tempo é muito mais antiga: registros históricos mostram que na China e Egito antigos as mulheres já utilizavam aparatos para cobrir o busto. “Existem mosaicos gregos que mostram ginastas usando o strophium – um pano amarrado em torno dos seios para protegê- los. Na ilha de Creta, por volta de 2000 a.C., as mulheres usavam tiras de couro para levantá-los e realçá-los, deixando-os à mostra como forma de fertilidade”, explica Luis Fernando de Meira Fontes, coordenador do curso à distância de Modelagem de Lingerie do Senai-SP.

Em 1889, Herminie Cadolle foi a primeira a separar o espartilho em duas partes, criando uma peça para o busto feito com linho e tiras. Marie Tucek, em 1893 patenteou um acessório parecido com o sutiã atual, chamado de “breast supporter” (suporte para o busto). Quase 20 anos depois, Mary Phelps Jacobs pegou lenços de seda e os uniu com faixas, vendendo o modelo para a Warner Brothers Corset Company. Este foi o primeiro sutiã fabricado em escala industrial.

O charme das melindrosas
Nos anos 20, enquanto as dançarinas de Charleston exibiam suas cintas-ligas ao som das jazz-bands, as mulheres modernas escondiam a silhueta em formas mais retas. Coco Chanel e Jean Patou revolucionavam o modo de vestir, criando estilos que marcaram época. “Neste período, a Kestos lançou sutiãs com pedaços triangulares de panos presos por um elástico que passava sobre os ombros, cruzava nas costas e abotoava na frente”, conta Silvana Eva, gerente de produto da Invista, detentora da marca Lycra®.

O estilo “garçonne” sai de cena nos anos 30, com o redescobrimento do corpo feminino.
Em 1938, a DuPont lançou o fi o de Nylon®, que conferiu à lingerie novas características como brilho, leveza, resistência e facilidade na secagem. Foi também neste período que surgiram os sutiãs com bojos mais fundos, pespontos circulares e enchimento com espuma.

 

Moda em tempos de guerra
A batalha entre os países na 2ª Guerra Mundial obrigou as mulheres a ocuparem postos de trabalho até então vistos como masculinos. Nas roupas, o corte reto estilo “militar” predominava. No pós-guerra, Dior com seu new look lançava uma nova forma de vestir.
A mulher, bela e bem cuidada, devia ser boa mãe, boa dona-de-casa e boa esposa. A moda pedia os “seios-globo”: o sutiã peito-de-pombo surgiu com alças que se prendiam à ponta da armação, que aproximava e estufava os seios. “Revigorada, a peça conquista até

as estrelas de Hollywood, como Marilyn Monroe e Ava Gardner. E em 1958, a DuPont lança o fio Lycra®, o que representou um grande salto para o vestuário da mulher”, afi rma Silvana.

Paz, amor e música
A música jovem e vibrante dos anos 60 trazia uma nova atitude, que se refletiu na moda. A geração “beat” (que se opunha aos valores de consumo e comportamento vigentes), a imagem ‘garoto rebelde’ e os hippies criaram uma identidade própria do período. A minissaia de Mary Quant e Courrèges, os tubinhos de Saint Laurent e as peças metálicas de Paco Rabanne mostravam uma época de experimentações na moda. Os sutiãs com alças elásticas reguláveis viraram uma febre. Por outro lado, a queima da peça em praça pública também foi o símbolo da libertação da mulher. O feminismo ardia.

A revolução sexual sugeria que a mulher abandonasse o sutiã no início dos anos 70. A indústria teve medo, mas resistiu, assim como a música dos Beatles e Rollings Stones continuava a ecoar ao lado do som ‘disco’ que surgia com sucesso. No final da década, os sutiãs voltaram com tudo: transparentes e com uma influência “glitter”.

Tempos de inovação
Nos anos 80, o sutiã sofreu uma das grandes mudanças no seu conceito com o estilo “outwear”. A pop star Madonna lançou moda ao usar a peça aparente, em forma de bodies e corpetes sensuais. A

“geração saúde” usava sutiãs de algodão para fazer exercícios. Modelos sofisticados passaram a surgir com rendas e fitas; novidades em cores, materiais e estilos emergiram das tecnologias da indústria de lingerie.
Com os anos 90, veio também o acesso rápido à informação, com a popularização dos computadores
pessoais e a Internet. Surge uma nova gama de opções e as mulheres passam a gastar mais com lingeries. “Os sutiãs tornaram-se desestruturados, com bojos e tecidos finos, virando um acessório de moda”, diz Silvana Eva. A evolução da peça nessa década trouxe novos modelos, podendo levantar, aumentar, aproximar e separar os seios, apenas usando a peça certa.
O que vem por aí
Quando indagamos sobre o sutiã futurista, quem trabalha com lingerie
arrisca palpites. Andréa Pozzan, da equipe de marketing da De Millus, acha que o sutiã do futuro deve reunir, em uma só peça, conceitos de conforto, ecologia, tecnologia e beleza, como uma continuação aprimorada e moderna dos padrões atuais: “A peça deverá ter mais funções, além de sustentar ou embelezar. Deverá ser ecologicamente correta, trazer bem estar para o corpo, para a pele, entre outros benefícios”.
Acredita-se que inovação nos tecidos permitirá que este sutiã do futuro
tenha características distintas para cada momento ou necessidade da mulher.
Peças camaleônicas que agregam várias formas e usos. “Ele será baseado no tripé: materiais tecnológicos, modelagem anatômica tridimensional e novos padrões de medidas”, sugere Denise Bello, gerente de produto da Dilady. A estilista da Duloren, Denise Areal, vai além: “O sutiã do futuro será em formato de spray do designer Guto
Índio da Costa: a mulher borrifa antes de sair de casa, para ter o efeito lifting, e quando chegar, para relaxar.
A idéia é divertidíssima... mas na verdade isso é ainda uma incógnita”. E é mesmo. Só o tempo dirá.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Data de publicação: 30/11/2007

Conteúdo relacionado


Arnold Classic Brasil utiliza malha Tecnológica Nautic
Arnold Schwarzenegger promove a edição nacional de seu evento mundialmente reconhecido, o Arnold Classic Brasil, entre os dias 29 e 31 de maio, no Riocentro. Cerca de três mil corredores são esperados para a competição. A entrega de kits será feita na loja Centauro Conviva Américas, Avenida das Américas, 90, no Rio de Janeiro. As camisetas que compõem os kits que serão utilizados em todo o circuito contam com a tecnologia do Nautic, tecido 100% poliamida da Salotex, desenvolvido especificamente para a confecção de vestuário para praticantes de corridas e caminhadas. A etapa Arnold Classic Brasil da Speedo Run Series é organizada pela Gayotto Sports e realizada pela Speedo, e tem patrocínio da Centauro Sports, com apoio da Salotex, Biotropic e Speedo Watches e Speedo Eyewear.  2015-05-29 - Tags: arnold schwarzenegger salotex arnold classic brasil speedo centauro sports salotex nautic biotropic speedo watches speedo eyewear

Um Lingerie dos Novos Tempos
Já estamos vivendo uma época de mulheres emancipadas, instruídas e economicamente independes, mas os hábitos e costumes não conseguem acompanhar essa sociedade em mutação. As mulheres, com sua visão periférica se conectam com tudo aquilo que julgam importante e levam apenas algumas horas diante das redes sociais para descobrirem este novo mundo em que elas podem ser consideradas, verdadeiramente multitarefa  2014-11-07 - Tags: interfilière inverno 2016

Lingerie 2016: uma transgressão de ideias
Designers, criadores e técnicos abasteceram o universo do lingerie com o conforto, a delicadeza, a singularidade e até um certo divertimento para agradar mulheres modernas e contemporâneas. *Veja mais na ITT TOP TRENDS, edição 93.  2014-05-29 - Tags: lingerie itt 93 direcionamento lingerie materiais tendencias

Chique é ser feliz!
O inverno 2015 traz uma estação voltada para as pequenas delícias, detalhes graciosos, surpresas agradáveis e coisas bonitas. Beleza é a palavra-chave.  2013-11-04 - Tags: itt 91 interfilière tendências lingerie

Verão 2014 propõe um lingerie mais livre
Com sua nova identidade visual, o Interfilière estará presente nas edições de janeiro e julho, em Paris, em março em Hong Kong e outubro em Xangai, mostrando um verão sob o signo da sensualidade, autenticidade, savoir-faire e da inovação.  2013-01-28 - Tags: itt 88

Milano Unica, excelência na tecelagem
A plataforma de negócios da 14ª edição da Milano Unica reuniu 440 empresas que mostraram as principais tendências têxteis para a estação primavera-verão 2013/2014.  2012-08-09 - Tags: moda in

Interfilière - Visionário e vanguardista
Internacionalmente reconhecido, o Interfilière é o maior salão de tecidos para loungewear/ homewear, lingerie e beachwear.  2012-04-12 - Tags: liebaert hong kong

Colorido, denso e cultural
Na interpretação da Interfi lière, maior mostra européia de matérias-primas para o setor de lingerie e moda praia, o Verão 2010/11 deve trazer uma gama ímpar de tonalidades.  2012-02-06 - Tags: interfiliere

Vitrina dinâmica e criativa Verão 2011
Interfilière se consagra como fonte de informações e plataforma de negócios para lingerie e moda praia.  2012-01-31 - Tags: interfiliere

Celebrate human imagination
Conforto, prazer e atração são os três objetivos estratégicos que se tornam obrigatórios para efetivar o impulso no momento da compra do lingerie.  2012-01-24 - Tags: interfiliere

Ande, corra, vá ao encontro da sua consumidora
Entre vários produtos o lingerie já tem um histórico que inclui, com muito sucesso, as vendas porta-a-porta.  2012-01-13 - Tags: de millus

Interfilière & Mode City sob o signo da qualidade
Em primeiro lugar no ranking do setor, MODE CITY e INTERFILIÈRE mostraram, em Paris, as coleções Primavera/Verão 2012 e materiais e insumos para o Outono/Inverno 2013.  2012-01-04 - Tags: paris primavera verao lingerie

Sem vento na ciclovia
Nova tecnologia em tecido laminado mantém o ciclista aquecido em dias de frio.  2011-10-20 - Tags: windstopper politetrafl uoretileno

Criatividade & fantasia
Tendências de materiais e insumos para o inverno 2011-12 europeu.  2011-10-05 - Tags: intefiliere

Comunidades carentes refazem a linha lingerie
Marca pernambucana recupera know how artesanal de comunidades pesqueiras em linha exclusiva de lingerie.  2008-09-30 - Tags: .

Nova geração de tecidos inteligentes promete benefícios
Segmento esportivo conta com tecidos inteligentes que conferem ao vestuário propriedades terapêuticas.  2008-09-30 - Tags: .

A tecnologia nas vestes e equipamentos dos superatletas
Avanços na tecnologia esportiva dão suporte para superatletas ultrapassarem seus limites.  2008-09-30 - Tags: .

O futuro dos tecidos
Ingleses desenvolvem um tecido luminoso de alta tecnologia que pode revolucionar as roupas esportivas e de segurança.  2008-04-30

As apostas das próximas estações
Uma estação iluminada e ecológica, a temporada favorece o natural em temas, cores e formas.  2008-04-30

A evolução do mais que centenário sutiã
Ao longo do tempo as mulheres usaram peças que ora escondiam, ora valorizavam os seios.  2007-11-30