Language
home » lingerie / praia / fitness » Íntima ao esportivo » desfiles

Desfiles

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Exclusivo: Beleza Afro na Fevest

As modelos Stefanie Durval, de 22 anos, e Natalia Sant’Anna, de 19 anos, têm muito a dizer. Nascidas em comunidades cariocas, elas sabem muito bem que o Brasil está longe de ser um país sem preconceito – e sentem isso no mundo da moda, que aceita a beleza afro desde que “esbranquiçada”, com cabelo raspado ou alisado. Donas de uma vasta cabeleira com todo o poder da raça negra, dizem que se sentem um pouco responsáveis por um desafio a este estabelecimento e se preparam para chacoalhar o setor depois de uma apresentação aplaudidíssima na Fevest 2015, que as convidou depois de um concurso para modelos no Rio de Janeiro.

Itt: Como foi essa experiência de desfilar na Fevest, especialmente com lingerie?

Stefanie Durval: Essa não foi minha estreia, eu trabalho como modelo já desde os 8 anos de idade. Sou do Vidigal mas sempre atuei em cinema, teatro e programas de televisão. Já até me falaram que eu tenho segurança demais na passarela por essa bagagem artística, até pelo teatro, pois você aprende a entrar num personagem para se desafiar. Estar em um evento como a Fevest fora da minha zona de conforto é um presente. Vim com a melhor das expectativas com a ideia do que estou representando: as belezas das comunidades do Rio de Janeiro. Quis mostrar essa esperança, essa alegria que as negras cariocas têm, assumindo nossa raiz. Quando pisei na passarela, tinha menos entradas do que as outras modelos, sabia que tinha poucas chances de mostrar minha personalidade. Além dos meninos gatos que desfilaram, eu fui a única aplaudida. Essa troca com o público é maravilhosa, me encanta. Me senti no palco!

Natalia Sant’Anna: Já eu fiquei muito nervosa! Demais! Mas eu acho que isso não atrapalhou o meu desenvolvimento. Ainda tenho muita coisa para viver mas reconheço que apesar da pouca idade tenho uma posição importante diante das minhas próprias colegas. Já desfilei, mas nunca em um evento como a Fevest. Não vim com expectativa, mas consegui dar o meu melhor. Como não é uma competição queria mostrar a beleza, tanto no interior quanto no exterior. Eu não acho que tenho uma beleza assim tão tradicional. As pessoas acham que o padrão de beleza é diferente do que temos na comunidade.

Itt: Como assim o padrão de beleza? O que você considera padrão?

Stefanie: a moda tem um padrão de beleza sim! Em São Paulo as meninas são branquinhas, alta e super Fashion, nem sorriem direito. Mas no Rio as meninas são encorpadinhas, embora a beleza ainda valorize a loirinha de olho claro, branquinha. Mesmo a morena de cabelo escuro tem que ser mais clarinha. Não existe aceitação de modelo negro com cabelo afro. Há agências que nem aceitam. O cabelo precisa ser alisado.

Natália: É notório isso, algo que não podemos negar com relação ao padrão que nega a beleza afro.

Itt: O Fashion Rio pular a edição é algo que atrapalhou vocês?

Stefanie: Atrapalhou todo o mercado, não só as modelos. É uma perda irreparável. Já estávamos num processo de que o Fashion Rio deveria ser aberto às modelos negras, pois eles importavam meninas de São Paulo para completar o casting. Quando havia uma ou duas modelos é sempre alisado ou careca. Ou então para dar um tom mais étnico, diziam: vamos buscar uma menina com cabelo afro!

Natália: Exatamente, além disso, eles não consideram o cabelo afro e a beleza negra como parte da moda e sim como personalidade. Eles deveriam entender que é algo natural, somos assim, nosso cabelo é assim, não é uma tentativa de quebrar regras. Temos que nos amar, gostar de como somos, com o cabelo bonito, bem cuidado, natural! É uma questão de você se amar! Nossa participação na Fevest foi bem legal porque nos deu voz para dizer isso.

Itt: Vocês continuam seus estudos ou deram um tempo para seguir a carreira de modelo?

Natália: acabei de fazer 18 e estou pensando em o que fazer de curso superior. Já pensei em arquitetura, que gosto bastante. Mas ainda é complexo, pois gosto da área de arte, danço desde os 12 anos e pretendo buscar artes cênicas, não sei. Só sei que vou procurar alcançar meus objetivos, seja lá o que ele seja. Esta idade é complexa!

Stefanie: Eu faço artes cênicas, sou artista e agora tenho um agente e assessoria geral. Mas estamos inclusive juntas em um grupo artístico de modelos e artistas negros, para incentivar a cultura afro. Começamos um projeto para um filme e já temos 30 atores no elenco. Ele deve ser lançado em setembro, falando exatamente do cotidiano dos negros no Brasil, somente com histórias reais. Estamos fazendo laboratório todos os domingos no Rio de Janeiro. O GPMS (Grupo Palco dos Mil Sonhos) está fazendo um laboratório por dois meses para colocar em festivais. Estamos pensando até em fazer um musical falando de samba: “Eu sou o samba”. 

 

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Entrevista exclusiva: Gabriel Rajão
Imagens: Divulgação

Data de publicação: 03/08/2015

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


Exclusivo: Beleza Afro na Fevest
As modelos Stefanie Durval, de 22 anos, e Natalia Sant’Anna, de 19 anos, têm muito a dizer. Nascidas em comunidades cariocas, elas sabem muito bem que o Brasil está longe de ser um país sem preconceito – e sentem isso no mundo da moda, que aceita a beleza afro desde que “esbranquiçada”, com cabelo raspado ou alisado. Donas de uma vasta cabeleira com todo o poder da raça negra, dizem que se sentem um pouco responsáveis por um desafio a este estabelecimento e se preparam para chacoalhar o setor depois de uma apresentação aplaudidíssima na Fevest 2015, que as convidou depois de um concurso para modelos no Rio de Janeiro.  2015-08-03 - Tags: fevest 2015 fevest stefanie durval natalia sant’anna

Nova Friburgo Oversized
Desfiles da Fevest apostam em cortes maiores com perfume dos anos 30. Moda íntima masculina também ganha traços mais conservadores com predominância às cuecas boxer  2015-08-03 - Tags: nova friburgo fevest moda intima

Uma moda praia up to date
Segundo o filósofo alemão Friedrich Nietzsche, existem duas formas de beleza, a "beleza apolínea", fundada na harmonia e na serenidade e a "beleza dionisíaca", que é desregrada, provocante e visceral. A moda praia do verão 2015, sem dúvida nenhuma está elegante.  2014-07-10 - Tags: spfw moda praia beachwear itt 94

Façam suas apostas
Um Verão 2007/08 vibrante, com cores reforçadas e formas fáceis de vestir. A temporada é elegante, mas traz um certo drama reinventado.  2012-02-27 - Tags: verao fashion week

Salão Lingerie e Fevest apresentam as novidades da moda íntima "Made in Brazil"
Lançamentos da feira de moda íntima, praia e fitness de Nova Friburgo apostam em rendas e bijuterias como apelos da estação.  2008-09-30

O poder da beach couture
Acessórios luxuosos e recursos do prêt-à-porter e até da alta-costura renovam a moda-praia brasileira.  2008-09-30

Marca esportiva traz um pouco da Jamaica para o Brasil
A Confederação Brasileira de Vôlei apresentou, nas Olimpíadas de Pequim, a nova linha de uniformes das seleções masculina e feminina.  2008-09-30

Ultra inspiração européias
Mais uma vez o Salão Internacional de Lingerie e a Interfilière de Paris arrasaram no show de inspirações para a temporada 2008-2009 de bodywear.  2008-04-30

A moda íntima nacional no seu melhor
Efeitos naturais e cores esquentando o Inverno  2008-04-30

Invadindo praias estrangeiras atrás de novidades
As passarelas internacionais de beachwear – Miami, Los Angeles e Sidney – sinalizaram alguns comportamentos novos para uma praia contemporânea.  2008-04-30

O melhor da moda praia brasileira
A Hope, marca conhecida no mercado de lingerie, começa a se firmar também no segmento de moda-praia.  2008-04-30 - Tags: .

Os toques esportivos que vamos importar
Eleita mais uma vez pela imprensa internacional e pelos críticos do setor como a criadora mais versátil do activewear,Stella McCartney foi a grande estrela da Fashion Week de Londres, apresentando sua nova coleção.  2008-04-30

A alta do activewear no outono-inverno
De bem com a vida!  2008-04-30

Eventos abrem cada vez mais espaço para a moda fitness
Grafismos hi-tech e apostas.  2007-12-01

O melhor de Lyon apontando tendências
Direto de Lyon  2007-11-30

Um 2008 com peças sexies e modeladoras
O ponto alto da Lingerie nacional  2007-11-30

As apostas para a Primavera-Verão 08/09
Os grandes eventos internacionais europeus apresentam suas inspirações para uma moda-praia cheia de estilo.  2007-11-30

Maiôs, biquinis, bermudões e sungas 2008
Em todas as campanhas das grifes de modapraia, o calor – cada vez mais escaldante em virtude do aquecimento global.  2007-11-30

Confirmações das grifes active para o alto verão
Passarelas tímidas para um segmento que explode.  2007-11-30

Inspirações cada vez mais ousadas e sensuais
Grandes referências da moda internacional emprestam um olhar especial à lingerie feminina e lançam peças de passarela sugerindo o uso do bodywear cada vez mais aparente.  2007-08-31 - Tags: .