Language
home » eventos »

Febratex 2014

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

O grande encontro da indústria têxtil

Para uma revista setorial como a Textília cobrir a Febratex, que realizou sua 14ª edição em Blumenau neste ano de 2014, é um desafio. Por um lado, este é o momento quando todos os mais importantes nomes da indústria nacional e internacional se encontram no Brasil, fazendo do período um dos mais profícuos em termos de novidades e lançamentos. Por outro, é necessário filtrar – muitas vezes deixando boas informações de fora – os temas disponíveis, priorizando aqueles que mais interessam ao mercado no momento. Mas, mais do que um encontro de empresas, o evento é um encontro de empresários. E são essas pessoas que fazem, diariamente, a cadeia têxtil e de confecção – não somente as máquinas com as quais elas atuam. Decidimos, então, apresentar nesta edição da revista alguns dos nomes mais marcantes desta edição da Febratex, além das novidades em máquinas, com destaque para suas importantíssimas funções na extensa programação do evento.

Hélvio Roberto Pompeo Madeira

O diretor presidente do FCEM Group, responsável pela organização da Febratex, é um dos personagens mais ativos durante o evento. Ao lado de seu filho e braço direito, Hélvio Jr., coordena o bom funcionamento dos serviços aos expositores, desde a localização dos estandes até necessidades como eletricidade e montagens.

Textília: O que diferencia a Febratex de outros eventos do setor?

Hélvio Roberto Pompeo Madeira: As divisões de áreas ajudam muito a encontrar exatamente o que se precisa. Os pavilhões são estratégicos para uma visita rápida e eficiente. Cada vez mais, os expositores optam por apresentar aqui os lançamentos, especialmente pelo crescimento do mercado da América Latina. Os visitantes que participam da Febratex podem ter a certeza de que sairão daqui com tecnologias para produzir muito mais e com custos bem menores. Além disso, o fato de acontecer no Brasil também facilita a presença de profissionais e empresas que não podem viajar para eventos internacionais por custos proibitivos ou por dificuldades logísticas. 

Textília: Quais são os planos para o futuro?

Madeira: “Estamos já bem acima de nossa capacidade física, com 72 companhias em fila de espera para expor em nosso evento. Vamos agora ter que adequar a estrutura, especialmente em termos também de hotelaria, restaurantes e outros serviços essenciais ao visitante. Pode ser que rumemos para São Paulo, que é o coração comercial do Brasil e onde podemos ter perspectivas de crescimento”.

Textília: Como avalia o mercado têxtil nacional?

Madeira: Em qualquer situação, temos que ser realistas, mas nunca pessimistas. Sim, temos impostos altos, mas, se você rodar pelos corredores, notará que todos estão com quase 99% de produção têxtil para o mercado nacional e somente 1% de exportação. Onde está a crise, então? Será que se os grandes magazines parassem de importar matéria-prima, teriam dificuldade em se abastecer? Sabemos que não! Por isso, encontros variados são importantíssimos para colocar em contato o cliente e os fornecedores, que muitas vezes não se conhecem. Quem reclama talvez não esteja preparado para a concorrência.

Suzana Elias Azar

Assessora de comunicação na Persona Assessoria, uma das mais importantes do setor, Suzana Elias Azar é uma das coordenadoras da equipe que cuida com carinho da imagem do evento (tanto com a imprensa, quanto com os formadores de opinião) e, consequentemente, dos expositores. A empresa tem essa responsabilidade desde a primeira edição da Febratex e possui ainda clientes expondo ou se apresentando no salão, como a Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC).

Textília: Quais as maiores dificuldades em realizar a divulgação do evento?

Suzana Azar: O evento é muito grande, com diversos expositores. Conseguir reunir informações para a divulgação torna-se uma tarefa muito complexa, especialmente como nem todos respondem o questionário no tempo necessário.

Textília: Como manter o evento em destaque na mídia?

Suzana: Além dos jornalistas convidados de todas as partes do País e da presença inclusive de mídia estrangeira, ao longo de todo o evento tentamos continuar o processo de apuração e encaminhamento de informações, facilitando a cobertura completa. Mas é claro que, se tivéssemos esses dados com antecedência, seria muito mais fácil administrar os dados, com retorno muito maior.

Textília: Que tipo de informações são importantes para a mídia?

Suzana: É muito importante que as empresas consigam ter a visão qualificada de seus produtos e serviços. O ambiente aqui é ideal para propiciar negócios, pois reúne exatamente quem toma decisões – justamente as fontes que a mídia gosta de ouvir. Os temas que sempre são interessantes e que estão inclusive na programação de palestras do evento envolvem sustentabilidade, têxtil verde e outros temas neste gênero.

Volnei Mathias

O representante comercial da Delta Equipamentos, Volnei Mathias, era um dos mais procurados na Febratex. Buscando a constante melhoria de processos, ele desenvolveu uma máquina de lavar para teste de qualidade que promete revolucionar essa importante etapa industrial. A lavadora de amostras Delta estava exposta com orgulho à frente do espaço Delta, mostrando que a inovação ainda é valorizada e desejada.

Textília: Para que serve o novo produto?

Volnei Mathias: Este equipamento é uma máquina que reproduz as lavagens domésticas do dia a dia em qualquer tecido, para controle de qualidade das indústrias. Ele simula os principais processos como a lavagem em si, a centrifugação, a secadora e mesmo a entrada água quente ou de vapor.

Textília: Qual o diferencial da máquina?

Mathias: Tradicionalmente, utilizavam-se em média amostras com tamanho de 50X50. O novo equipamento, com o mesmo resultado, precisa somente de 20X20 - uma economia significativa quando se pensa no montante industrial. A principal vantagem, no entanto, é a velocidade da resposta. Em um lote com 1600 quilos, temos muitos rolos a serem estudados. Nossa máquina possibilita interferir no processo já em 15 ou 20 minutos. No equipamento anterior, americano, seria necessário reiniciar o processo quando houvesse alguma diferença no procedimento. Com o lançamento, você pode programar para deixar o material ainda mais agressivo do que a lavação doméstica, sem a necessidade de reiniciar a todo momento.

Textília: Como surgiu a ideia para a inovação?

Mathias: Eu trabalhei 12 anos na Malwee e acompanhei o mix de material ali dentro. Tínhamos já o maquinário americano, mas, pela quantidade de mix, notei o tempo que esse controle interfere no processo seguinte. Houve um momento em que pensei: não há como manter três horas de secagem. Fizemos uma pesquisa com diversas empresas em Santa Catarina que compraram a máquina. Pedimos que avaliassem as maiores dificuldades e, sobre esses questionamentos, fizemos a melhoria do processo. Hoje, temos uma flexibilidade de programação incrível!

Carlos Michelin

À frente da Paramalhas, o executivo Carlos Michelin e seu pai, Antônio Carlos Michelin, apresentavam as novidades e os carros-chefes da H. Stoll GmbH, uma companhia alemã com mais de 140 anos de tradição no mercado de máquinas têxteis. E a companhia levou a sério o termo carro-chefe, expondo, entre outras curiosidades, um automóvel conversível todo revestido com tricô.

Textília: Por que o carro revestido em tricô e todos os outros objetos?

Carlos Michelin: Nossa ideia é provar a versatilidade do tricô, as possibilidades de se trabalhar com o tecido não somente no vestuário, mas na decoração e em diversos nichos de mercado. O carro também é uma estratégia que nos dá visibilidade, pois é um item muito curioso que atrai os visitantes.

Textília: O que está sendo mostrado na Febratex?

Michelin: Especialmente, as máquinas da Stoll e toda a aplicação de nosso bureau de estilo, que é um dos únicos no País a trazer, em primeira mão, as informações de moda internacionais do segmento de tricô. A área é muito versátil e traz possibilidades de atuação muito além dos tradicionais. Quem acompanha a Paramalhas sabe que temos todo um trabalho de tendências agregado aos outros serviços.

Textília: Como começou a parceria com a Stoll e qual a importância desta junção?

Michelin: Nossa parceria começou em 1999, especialmente pela similaridade da Paramalhas com a filosofia da companhia alemã: "A maneira correta de tecer". Eles produzem equipamentos segundo as normas DIN ISSO 9001 e são conectados aos centros mundiais de moda, indicando as mais novas tendências; contando com centros de treinamentos, em Reutlingen, Alemanha, formando mais de 2 mil profissionais especializados.

Michael Jänecke

O diretor de gerenciamento de marcas – têxteis técnicos e processos têxteis – da Messe Frankfurt Alemanha, Michael Jänecke, esteve no Brasil com comitiva desta que é considerara uma das principais empresas de organização de eventos no mundo. O executivo apresentou ao mercado brasileiro os salões Techtextil (feira Internacional de têxteis técnicos e não tecidos) e Texprocess (feira internacional dedicada a máquinas e equipamento para a confecção de vestuário), que serão realizados de 4 a 7 de maio de 2015 em Frankfurt, Alemanha.

Textília: Houve rumores de que a Messe Frankfurt estaria no Brasil para comprar a FCEM, especialmente para ampliar a presença do grupo na América Latina. Isso é verdade?

Michael Jänecke: Foi só um rumor, de maneira nenhuma anunciaríamos isso desta maneira, e sim colocaríamos de maneira muito adequada. É claro que temos, sim, interesse em ampliar nossa participação no Brasil, mas estamos observando as possibilidades e caminhos para chegar aqui. Tudo é feito com muita cautela, mas é somente natural que conversemos com todos os parceiros possíveis.

Textília: Com relação ao mercado de eventos, estamos vendo uma união de feiras, para colocar em um mesmo local toda a cadeia têxtil. Por que este caminho?

Jänecke: Muitos dos expositores não são originários do país onde o evento ocorre. Hoje, há cada vez menos profissionais com tempo ou possibilidade logística de se deslocar a outros continentes, pois os meios de comunicação já facilitam um contato muito superior. Mas ainda é importante o contato pessoal, especialmente no têxtil, pois se faz necessário analisar a peça, o toque, a qualidade. Assim, tentamos facilitar o trabalho, especialmente criando um ambiente onde tudo possa ser resolvido rapidamente. Os visitantes de Frankfurt, por exemplo, não vão à China. Eles querem resolver tudo em um só local.

Textília: Há uma aproximação cada vez maior de empresas têxteis com o consumidor final. Isso é também uma possibilidade para os têxteis técnicos?

Jänecke: Acho que os fios, sim, estão se aproximando da moda. Os tecidos técnicos ainda são destinados a outras aplicações que não a moda, mas é claro que, a partir do uso em uma função, temos a possibilidade de expandir esse material para outros segmentos.

Textília: Os têxteis técnicos são uma saída para empresas que ainda enfrentam a crise mundial?

Jänecke: Sim, claro. A variedade de aplicação dos têxteis técnicos vai desde a construção civil, medicina e, por que não, a moda. Assim, é possível atender a mercados diferentes, fugindo da variação mercadológica. Além disso, pense: as semanas de moda acontecem cerca de duas, no máximo três vezes por ano. Os lançamentos médicos ocorrem quase diariamente, com as novidades acompanhando a tecnologia e as pesquisas em diversas especialidades. A Europa já descobriu e se preparou para isso desde quando começou a perder mercado no setor têxtil.

Textília: Qual dos eventos (Techtextil e Texprocess) possuem maior participação brasileira?

Jänecke: Infelizmente, temos um ou dois expositores brasileiros. Isso acontece por causa da barreira de língua e também porque o mercado sofre com os tributos e com um protecionismo exagerado. Com isso, as empresas estão numa zona de conforto - o que impede que as indústrias consigam discutir em nível internacional com as marcas mais avançadas. É bem perigoso, porque a qualidade pode ser prejudicada.

Textília: Há algum outro país da América Latina presente nesses eventos?

Jänecke: A Argentina está começando a trabalhar nesse sentido, mas, comparado com o Brasil, ainda está começando o processo. Já estamos negociando com o presidente da Entidade Argentina para termos uma pavilhão do país em nossos eventos - o que é um bom começo para quem quer ter contatos, desenvolver a indústria e procurar parceiros. Acho que o mesmo poderia ser realizado no Brasil, caso tivéssemos alguma entidade interessada em promover essa ação. Mesmo que se comece pequeno, é um começo!  

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Autor: Gabriel Rajão
Fotos: Gabriel Rajão e Giselle Seibel

Data de publicação: 18/12/2014

Galeria de fotos desta matéria

Conteúdo relacionado


O grande encontro da indústria têxtil
A Febratex, aguardado evento bianual que é realizado em Blumenau-SC, é muito mais do que o momento de compra de maquinários. Ao reunir os mais importantes nomes da indústria nacional e internacional, o salão funciona como ponto de partida para novas parcerias, inovações, projetos e tendências da América Latina.  2014-12-18 - Tags: febratex 2014 textilia 94 eventos coberturq

Soluções industriais inovadoras para corte e gravação a LASER
A Automatisa Laser Solutions é pioneira no Brasil e na América Latina no desenvolvimento, fabricação e comercialização de soluções industriais inovadoras para corte e gravação a LASER. A empresa apresentou a Mira LTX, equipamento para gravação a LASER, e Prisma, produto dotado de Visão LED que permite que a máquina enxergue o que deverá ser cortado pelo LASER, gerando automaticamente o arquivo de corte.  2014-08-18 - Tags: automatisa laser solutions soluções industriais corte a laser gravação a laser mira ltx prisma arquivo de corte

Lycra inicia ação do Projeto CONNECT no intervalo do Fantástico
Projeto CONNECT, iniciativa que irá mover toda a cadeia têxtil. Um novo posicionamento da marca será articulado através da campanha “LYCRA® MOVES YOU”, que terá a primeira ação em rede aberta no intervalo do Fantástico neste domingo, 21 de setembro. A novidade será aliada a uma nova arquitetura da marca, que contará com uma campanha de comunicação integrada, além de ativações no varejo, movendo diretamente o consumidor.  2014-08-18 - Tags: lycra® moves you invista lycra® coolmax® cordura® stainmaster® antron® elastano moda febratex

Feira têxtil alcança suas expectativas em 2014
Maior feira para a indústria têxtil das Américas termina com visitação de 90 mil profissionais e reforça a importância da inovação tecnológica para o setor. A 14ª edição da “Febratex – Feira Brasileira para a Indústria Têxtil”, realizada de 12 a 15 de agosto de 2014, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC), recebeu 90 mil profissionais do segmento têxtil, confirmando as expectativas iniciais e sinalizando um novo cenário, mais otimista, para o setor que evidencia a inovação tecnológica como caminho para o desenvolvimento da indústria nacional. A sustentabilidade também se destacou como um dos principais temas para o segmento e a notícia de que a edição de 2016 contará com mais um pavilhão, o Setor 4, que o Parque Vila Germânica deve inaugurar em 2015, foi muito bem recebida por expositores e visitantes. O evento bienal é organizado e promovido pela FCEM – Feiras, Congressos e Empreendimentos.  2014-08-18 - Tags: febratex feira têxtil maquinário tecnologia indústria

Grupo NS® Produtividade e Qualidade...Além do que se vê
Em mais de 200 m2 no setor 2, rua 9, estande 89-91, o Grupo NS® apresenta as suas novidades para o segmento têxtil alinhados com os conceitos de “Produtividade e Qualidade – Além do que se vê”. Na ocasião será lançado um aplicativo para dispositivos móveis, onde através de uma navegação simples e intuitiva, o cliente poderá encontrar todos os produtos que ofertamos distribuídos pelos segmentos atendidos.  2014-08-13 - Tags: groz-beckert® ns agulhas febratex sewing5 costura loopcontrol não-tecidos frosted matt

Fórum de Informações para o Setor Têxtil
A 14ª edição da “Febratex – A feira reunirá expositores de mais de 50 países, totalizando 2,2 mil marcas. Além de apresentar os principais lançamentos mundiais em maquinários, softwares, tecnologias e novos processos, o evento contará com o "Fórum Febratex de Informação", que terá em sua programação palestras com importantes profissionais, considerados referências em moda, mercado e processos industriais. Serão abordados temas como matéria-prima, processos de transformação, produção e sustentabilidade, passando pelo comportamento de consumo e chegando à apresentação de tendências e preview do Inverno 2016 e Verão 2017.  2014-08-12 - Tags: seminários palestras febratex feira industria têxtil têxtil inovação

Começa hoje a maior feira Brasileira para o setor Têxtil
A 14ª edição da “Febratex – Feira Brasileira para a Indústria Têxtil” começa hoje e vai até 15 de agosto de 2014, no Parque Vila Germânica, em Blumenau (SC), no Vale do Itajaí. O evento bienal, organizado e promovido pela FCEM – Feiras, Congressos e Empreendimentos, são reconhecidos pelo mercado como o mais importante da indústria têxtil brasileira e a maior feira de negócios para a indústria têxtil das Américas.  2014-08-12 - Tags: febratex feira congresso seminários abit expositores industria têxtil

Seminário internacional de moda acontece durante a Febratex
Os desafios, tendências e as principais estratégias para a indústria mundial da moda e vestuário serão analisados por Stacey Charbin, Diretora Global de Marketing de Moda da Lectra. Em sua palestra será destaque as formas de repensar os modelos de negócios, com base no estudo de quatro componentes – proposta de valor para o consumidor, fórmula de lucratividade, recursos chave e processos essenciais. Na ocasião será lançado o softer de solução dedicada à modelagem em 3D, que dispensa a produção de protótipos físicos e solução para gestão do ciclo de vida de produtos.  2014-08-12 - Tags: moda tecnologia stacey charbin febratex modelagem seminario

Mayer apresenta lançamentos na Febratex 2014
A Mayer do Brasil participa da Febratex, em Blumenau – SC, desde sua 1ª. edição e continua a apresentar no evento seus principais lançamentos.  2014-08-01 - Tags: mayer do brasil febratex 2014

Archroma investe em tecnologia que visa economia de água na lavagem do Denim
Líder global em corantes e especialidades químicas, a Archroma – antiga unidade de negócios Têxtil, Papel e Emulões da Clariant – leva inovações em serviços e cores ao mercado têxtil para esta edição da Febratex. Entre alguns dos destaques apresentados aos visitantes, o conceito Advanced Denim (vencedor de prêmios) demonstra que é possível reduzir o impacto do denin manufaturado no meio ambiente.  2014-08-01 - Tags: archroma febratex 2014

Visitantes e empresários poderão conferir lançamentos da Welttec
Especializada no comércio de máquinas e peças para processos da indústria têxtil e máquinas a laser que atendem outros segmentos, a Welttec apresentará todo seu portfólio de máquinas durante esta edição da Febratex 2014. Os clientes ainda poderão participar de treinamentos técnicos durante as manhãs no decorrer da Febratex, de 12 a 15 de agosto.  2014-08-01 - Tags: welttec febratex 2014

Novas máquinas da Orizio agregam em economia de energia
Com tecnologia desenvolvida na Itália, a Orizio apresenta aos visitantes da Febratex quatro novas máquinas de tear. Todas elas equipadas com o denominado “motor verde”, responsável por 12% a menos de consumo de energia quando comparado a outras máquinas do segmento.  2014-08-01 - Tags: orizio febratex 2014

Sustentabilidade é foco da MK Química do Brasil
Presente no Parque Vila Germânica, de 12 a 15 de agosto, a MK Química do Brasil mostra aos visitantes da Febratex soluções para o mercado têxtil alinhadas com resultados econômicos e preocupação com o meio ambiente. Para isso, a empresa apresenta o processo de BIOPURGA, que busca promover a remoção total dos óleos de encimagem e demais sujidades. Para isso, este processo faz uso de dois novos produtos.  2014-08-01 - Tags: mk quimica febratex 2014

Suporte que facilita o processo e reduz o custo da impressão digital têxtil é aposta da Weko
Especializada em cortes e aplicação de produtos líquidos sobre tecidos, a Weko leva ao Parque Vila Germânica de Blumenau, soluções econômicas e sustentáveis para tecidos, malhas, materiais específicos e não tecidos. Caso do produto denominado Cond-it, é possível garantir uma perfeita fixação da impressão da preparação do tecido, como na obtenção de nitidez e na vivacidade da impressão. A empresa também vai demonstrar a aplicação de alguns produtos.  2014-08-01 - Tags: weko febratex 2014

Cilindros e impressora digital têxtil fazem parte do stand de lançamentos da SPG Prints
Nesta 14ª edição da Febratex, a SPG Prints apresenta a impressora digital Leopard, resultado de uma parceria mundial com a empresa italiana La Meccanica, além de outros suportes desenvolidos com a tecnologia Stork. Caso dos cilindros rotativos (destaque para o Random) virgens e gravados, tintas digitais, peças, serviços e softwares têxteis.  2014-08-01 - Tags: spg prints febratex

Evento apresenta novas tecnologias e pigmentos da Sintequímica
Focada na fabricação e comercialização de dispersões de pigmentos para a estamparia têxtil no Brasil, a Sintequímica apresenta, em Blumenau, novas tonalidades e avanços na tecnologia de fabricação da linha de pigmentos Sinterdye, totalmente livres de metais pesados. Ela também vai demonstrar efeitos especiais e auxiliares de estamparia têxtil, como o novo ligante Superprint ET (resistência eletrolítica) e o Sintegold Pasta.  2014-08-01 - Tags: sintequimica febratex 2014

Serilon lança mídia transfer à base de poliuretano
Presente em dois estandes na Febratex, a Serilon apresenta soluções em impressão sublimática de grandes formatos para o segmento têxtil. Dentre os suportes para essa tecnologia, o equipamento Mimaki TS34-1800 se destaca pela velocidade de impressão e secagem rápida. Os visitantes também terão acesso a soluções para sublimar em algodão e jeans. Outro produto apresentado no evento é o Poli-Tape: uma mídia transfer à base de poliuretano, disponível em mais de 100 cores.  2014-08-01 - Tags: serilon 2014

Rivitex promete peças de moda fitness e underwear mais resistentes
Nesta edição da Feira Brasileira para a Indústria Têxtil, a Rivitex lança máquina de costura com sistema ACTIVESEAM voltada para confecção de moda fitness, esportiva, moda praia e underwear. Com objetivo de produzir uma costura confortável para um contato constante com a pele, o resultado obtido pela empresa é de uma costura 30% mais resistente que a Flatlock. A costura também acompanha a elasticidade do tecido em 100%.  2014-08-01 - Tags: rivitex febratex 2014

Lectra apresenta plataformas que otimizam produção têxtil
Especialista em soluções tecnológicas para a indústria da moda, a empresa Lectra apresenta inovações - desde a concepção à criação do produto - nesta 14º edição da Febratex. Preocupada com a gestão de ciclo de vida de produto, a plataforma Lectra Fashion integra tecnologia de design e desenvolvimento em uma plataforma colaborativa. Dessa forma, esta ferramenta provê uma base de informações sobre o produto, que permite a integração de diferentes departamentos envolvidos no projeto de criação. Consequentemente, é possível fazer uma previsão mais realista quanto ao controle de custos da produção.  2014-08-01 - Tags: lectra febratex 2014

Máquina para tingimento ganha nova versão desenvolvida pela Mathis
Presença confirmada na Feira Brasileira para a Indústria Têxtil (Febratex), a empresa Mathis, apresenta a versão “eco” de sua máquina carro-chefe de laboratório para tingimento de amostras. Tecnologia voltada para o mercado têxtil da América do Sul, o resultado promete ter um custo acessível. Outra novidade é que, a pedido de cliente, a Mathis passa a fabricar uma estufa para a secagem de amostras. A Mathis lança ainda seu novo armário Universal para o tingimento contínuo de fitas elásticas e rígidas para chão de fábrica."  2014-08-01 - Tags: mathis febratex 2014