Language
home » decoração têxtil lar » decor e lar » tendências de materiais

Tendências de Materiais

Tamanho do texto  A A A
Compartilhar

Divina fibra

 

Lisa, estampada ou rústica, a seda reconquista seu espaço na decoração, trazendo requinte ao lar.

Utilizada na produção de tecidos há mais de três mil anos pelos chineses, a seda é considerada a mais nobre dentre todas as fibras têxteis. Extraída do casulo que envolve a lagarta, o bicho-da-seda, esta matéria-prima natural está sempre associada aos artefatos que remetem ao luxo e ao clássico, seja no vestuário ou na decoração. Na última edição da feira ForMóbile, realizada em agosto, em São Paulo, alguns fabricantes de tecidos de seda pura e mistos apresentaram coleções para revestimentos, cortinas, tapetes e acessórios como almofadas e mantas em várias texturas e cores.

sada
sada
Fio Primitivo 100% seda, da Casulo Feliz.
Pura seda, moderna e sofisticada.
No topo da decoração, a seda continua seletiva, mas devido à desvalorização do dólar no mercado brasileiro, os fios importados tornaram-se mais acessíveis, motivando as tecelagens a ousar em suas criações. Atualmente, o Estado do Paraná é o maior produtor de seda no país e o Japão, o principal importador do nosso produto.
Com sede em São Paulo, duas fábricas no interior do Estado e uma no Paraná, a Bratac é considerada a maior fiação individual de seda da América Latina, com uma produção anual de cerca de 898 toneladas de fios. “A seda brasileira dá sustento para mais de cinco mil famílias do campo que criam o bicho-da-seda. Entretanto, o relativo aumento na procura por tecidos de seda no mercado interno não impactou na produção de fios nacionais, isto porque, devido ao câmbio, a importação de seda, principalmente da Índia, tem aumentado muito”, diz Shigueru Taniguti Júnior, gerente comercial da Bratac.
Por dentro da seda
Sua aparência é frágil, mas o fio de seda é tão resistente quando os filamentos de poliéster e náilon, possui elasticidade natural, mas é sensível à luz e ao calor. A larva do bicho-da-seda contém duas proteínas: a fibroína, principal componente do fio, e a sericina, uma resina natural utilizada na indústria de cosméticos, farmacêutica, entre outras. Existem oito espécies de bicho-da-seda criadas com a finalidade de produzir fio têxtil, mas a mais utilizada, inclusive no Brasil, é a Bombyx Mori L. A criação comercial do bicho-da-seda é denominada sericicultura e foi implantada no Brasil no século XIX. A primeira fábrica de seda brasileira foi instalada no município de Itaguaí, no Estado do Rio de Janeiro, porém, foram os imigrantes japoneses, que a partir da década de 40, desenvolveram a fiação em escala industrial. Um exemplo bem-sucedido desta atividade foi a Sociedade Burajiru Takushoku Kumiai, fundada na cidade de Bastos (SP), há 66 anos, que deu origem a atual Bratac.
Cada casulo pesa, em média, uma grama e para se fazer um fio com aproximadamente um metro de comprimento são necessários sete casulos. Além disso, o processo inicial de beneficiamento (coleta, extração e purga dos fios) é todo manual. Este é um dos motivos pelo qual a seda é tão cara de se produzir. Os fios podem ser filamentados ou cardados. Os mais utilizados na construção dos tecidos são: grégia, fio liso sem torção; bourette, fios fiados a partir de refugos de seda e dopion, fio grosso irregular. Os tecidos para decoração podem ser de cetim (o mais fino); crepe de chiné (fluído com toque seco ou aspecto granulado); chiffon (aspecto amassado), georgette (aspecto ondulado), musselina (leve e transparente, próprio para cortinas), tafetá (aspecto brilhante) e shantung ou bourette (rústico e com textura irregular).
 
sada
sada
Para Gustavo Augusto Serpa Rocha, diretor da Casulo Feliz, fiação artesanal de seda, localizada também no Paraná e que produz mais de 20 tipos de fios além de tecidos, cortinas, mantas, entre outros produtos, a seda continua sendo valorizada no mercado de especialidades. “A aplicação na decoração aumentou porque o preço teve uma ligeira queda em função da concorrência dos importados”, comenta. Com 20 anos de existência, a Casulo Feliz compra a matéria-prima (casulos) e depois, por meio de processo artesanal, beneficia, fia e torce o fio de seda, conferindo-lhe vários efeitos para enobrecimento do tecido.
Bruno Beraldin, proprietário da Beraldin Sedas, localizada na cidade de Gália, interior de São Paulo, enfatiza que a indústria da seda tem forte atuação social, pois emprega grande quantidade de mão-deobra no campo e nas fábricas, utiliza fibra natural renovável e processos de beneficiamento não poluentes. “Mas, apesar disso, não temos nenhum incentivo fiscal e ainda enfrentamos a concorrência desleal de produtos importados, originários muitas vezes de países que utilizam condições desumanas
de trabalho”. Segundo ele, a Beraldin produz cerca de oito mil metros lineares/mês de tecido de seda pura, mistos de seda com algodão/viscose e exporta 5% de sua produção para diversos países.
sada
sada
Poltronas revestidas em seda Azul Tiffany Changeant da Beraldin.
Tapete de seda com sisal, sendo a seda em forma primitiva na cor natural.
Outro profundo conhecedor da seda, o empresário Antonio Nadim Zidan, sócio-diretor da Fatto a Mano, sustenta que hoje o mercado interno consome pouco mais de 10% da produção brasileira que é de aproximadamente 100 toneladas/mês. Especializada em tecidos para decoração, sua empresa produz 10 mil metros lineares/mês de tecidos para revestimento e deverá lançar, em breve, uma linha para cortinas.
Apaixonada pelas sedas, a empresária Eliane Gamal Mesquita, dona da Megatextil Ltda, que produz de quatro mil a sete mil metros lineares/mês de tecido com a marca Safira Sedas, também espera um ligeiro aquecimento das vendas este ano. “Temos mais de 400 padrões, alguns exclusivos com estampa digital, além de uma cartela com 200 cores”.
Quem não pode forrar um sofá com seda pura, cujo metro pode custar entre R$ 60,00 e R$ 250,00, tem a opção dos mistos com fios sintéticos que são mais em conta, porém não menos bonitos. “O segmento de decoração hoje requer um luxo discreto e a seda com poliéster, por exemplo, alia a sofisticação da fibra natural com a praticidade dos sintéticos”, destaca Evandro da Silva, responsável pelo desenvolvimento de produto da Tecelagem Panamericana, que destina 25% de sua produção de aproximadamente 40 mil metros lineares para o segmento de decoração, oferecendo além de mistos de poliéster com seda, tecidos 100% algodão, viscose e linho.
sada
sada
Tafetá com fio dupion da Fatto a Mano.
Tecido estampado transfer, base cetim 84%
seda e 16% PES monofilamento, da
Tecelagem Panamericana.
sada
Estampas criadas pela designer têxtil Carin Brender para Safira Sedas.
 
sada
Florais de chita
O arquiteto e decorador Helio Pelegrino saiu na frente e apostou na chita para criar um espaço romântico e lúdico nos bangalôs da Ilha de Caras, na paradisíaca Angra dos Reis, litoral do Estado do Rio de Janeiro. Tecido leve de algodão cardado, geralmente estampado com motivos florais, a chita foi relançada na moda em 2004 e agora começa a fazer sucesso também na decoração, na forração de cadeiras, poltronas, pufes, almofadas e cortinas. A tecelagem mineira Horizonte Têxtil, que entre outros produtos é especializada na produção de chita, oferece ao mercado uma gama de tecidos para alegrar o ambiente. Entre as novidades está o Lacê
Lacê Estampado, opção para alegrar o ambiente.
Estampado com a técnica de estamparia em corrosão, que proporciona um visual arrojado à chita. “Além deste tecido diferenciado, temos também sarjas com acabamento Teflon®, maquinetados, telas Oxford, algodão com fio flamê e o tecnológico Alergotex, com tratamento antibacteriano para capas de travesseiro”, informa Josiane Paiva, coordenadora de marketing da empresa. Segundo ela, a Horizonte Têxtil possui um atendimento exclusivo para decoradores e designers que querem experimentar novos materiais em seus projetos. “Nos últimos dois
anos, a procura por nossos tecidos no segmento de decoração tem aumentado e, por isso, a empresa já está estudando a participação em uma feira de moda-lar para o ano que vem”, conclui.

O Portal Textília.net não autoriza a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo aqui publicado, sem prévia e expressa autorização. Infrações sujeitas a sanções.

Edição: Redação

Data de publicação: 21/09/2006

Conteúdo relacionado


Heimtextil: a maior plataforma do têxtil-lar
A Heimtextil, feira líder na moda têxtil-lar apresentou as tendências para 2016/17, entre os dias 12 e 15 de janeiro, em Frankfurt. Com considerável aumento no número de expositores, no total de 2.866, a grande maioria de europeus, países como Itália, Países Baixos e Bélgica foram superados pela Turquia. A tradeshow refletiu a atmosfera positiva que reina atualmente no setor. Mereceu destaque as presenças do Brasil (oito expositores em 2016 contra cinco de 2015) e dos Estados Unidos. “A elevada procura para expor na feira ratifica a posição de sermos o mais importante ponto de encontro do setor”, afirma Detlef Braun, gerente da Messe Frankfurt.  2016-05-01 - Tags: itt 102 carlos simoes heimtextil frankfurt textil lar decoracao

Cuidado na limpeza de tapetes
Dos fios de seda ao sintético, dos modelos orientais aos mais modernos. Os tapetes proporcionam beleza e aconchego aos ambientes, além de serem poderosos isolantes térmicos. A diversidade de cores e formas das peças que vestem o piso também as torna grandes aliadas na decoração.  2015-10-07 - Tags: tapetes lavagem lavasecco cores

Revestimentos que lembram tecidos são tendência décor
A Pavão Revestimentos e a Naru trazem peças protagonizadas por fios e texturas.  2015-07-23 - Tags: pavao revestimentos decor naru decoracao padronagens carine canavesi design arquiteto arquitetura moda kit jeans tendencias

Sob o efeito do arco-íris
Heimtextil 2013 aponta a cor como elemento-chave da próxima temporada.  2012-04-04 - Tags: heimtextil

Mix cultural, um retorno às raízes
Tradições e valores inspiram os temas da próxima edição da Heimtextil 2011, em Frankfurt.  2012-01-24 - Tags: heimtextil frankfurt

Tecno Eco são apostas nacionais
Tecidos naturais, com neon e ecologicamente corretos se destacam na ForMóbile 2010.  2011-10-11 - Tags: paranatex jacquard

Made in Europa coleção 2010/11
Proposte apresentou tecidos para decoração com destaque para jacquard, orgânicos e efeitos tecnológicos.  2011-10-07 - Tags: italia

O Renascimento dos têxteis
O MoOD – Meet only Originals Design – salão de tendências para ambientes, realizado de 14 a 17 de setembro, em Bruxelas, resgata o valor dos têxteis na decoração.  2011-10-07 - Tags: seda tefeta

O mundo contemporâneo nas direções da Heimtêxtil 2009
O mundo contemporâneo nas direções da Heimtêxtil 2009  2009-05-31 - Tags: alemanha

Decosit 2006/07 - Coleção de tecidos
A Decosit, realizada em Bruxelas, mostrou as coleções de 350 expositores para estofamento e decoração.  2007-01-31 - Tags: .

Contracts Trends - Ambientes Corporativos
Contracts Trends  2007-01-31 - Tags: .

Heimtextil - Cores e Materiais para 2007/08
Feira mundial do setor de têxteis-lar e decoração apresenta direções para a próxima temporada.  2007-01-31 - Tags: tendencias

Inovação e luxo na Proposte
Opulentos e ricos é a melhor descrição para os tecidos apresentados na 13ª edição de Proposte...  2007-01-12 - Tags: proposte contract village decosit

Temas e tendências - Texturas e estampas 2007
Tendências de tecidos.  2006-09-30

Roset diz não ao convencional
A Roset Hotels & Contracts parte do Grupo Roset...  2006-09-22 - Tags: grupo roset martine poulet

Temas e tendências - Proposte
O bronze resiste fortemente invadindo as coleções tanto em estampas clássicas...  2006-09-22 - Tags: proposte

Temas e tendências - Mostra Brasil
A decoração contemporânea experimenta a mesma democratização já vista na moda...  2006-09-22 - Tags: frantex tramare tapecol

Temas e tendências - Showcase
A cor fúcsia emerge como a mensageira...  2006-09-22 - Tags: delius gebruder munzert goeters

Temas e tendências - Contract Trends
Pensamento prévio...  2006-09-22 - Tags: satin textiles jonna schunselaar

Divina fibra
Lisa, estampada ou rústica, a seda reconquista seu espaço na decoração, trazendo requinte ao lar...  2006-09-21 - Tags: safira sedas bratac